quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

Jubileu de Ouro do Comando da Força Aeronaval

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

No dia 8 de junho foram realizados os eventos comemorativos ao Jubileu de Ouro do Comando da Força Aeronaval que completou, no último dia 5, o seu cinquentenário.

Fizeram parte das comemorações uma cerimônia inter-religiosa, conduzida pelo Capelão-Chefe da Marinha, CMG (CN) Nelson Dendena, e uma Cerimônia Militar, presidida pelo Comandante de Operações Navais, Almirante-de-Esquadra João Afonso Prado Maia de Faria, que contou com as presenças do Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Wilson Barbosa Guerra, e de ex-Comandantes da Força Aeronaval, dentre outras autoridades. Na ocasião foi efetuado o lançamento do Livro Comemorativo dos 50 anos do Comando da Força Aeronaval.

A Força Aeronaval foi criada pelo Aviso Ministerial nº 1.003, de junho de 1961, com o intento de organizar os meios aeronavais sob um comando operativo, vindo a funcionar inicialmente à bordo do Navio-Aeródromo Ligeiro “Minas Gerais”.

Em 1971, sua sede foi transferida para a cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, onde está até os dias atuais.

No decorrer desses cinqüenta anos, foram sendo criadas e ativadas diversas Organizações Militares (OM) subordinadas ao Comando da Força Aeronaval, que conta hoje com cinco esquadrões de helicópteros, um esquadrão de aviões e quatro OM de apoio, sendo uma Base, um Centro de Instrução, um Centro de Intendência e uma Policlínica.

Encontram-se em plena consecução as metas previstas na Estratégia Nacional de Defesa e no Plano de Articulação e Equipamento da Marinha do Brasil, no que diz respeito aos meios aeronavais, consistindo na modernização e adequação das células de aviões C-1A Trader, as aquisições de aeronaves UH-15/UH-15A Super Cougar e MH-16 Seahawk e as modernizações das aeronaves AF-1/1A Skyhawk e AH-11A Super Lynx.

Não obstante os inúmeros desafios enfrentados por todos os seus tripulantes, ao longo de sua existência, a Força Aeronaval conseguiu sobrepujar os obstáculos e manter com eficiência os propósitos previstos em sua missão “proporcionar o apoio aéreo adequado aos Comandos Operativos no desempenho de suas tarefas, a fim de contribuir para a realização de operações navais e operações terrestres de caráter naval”.

Seu atual comandante é o CA Liseo Zampronio.

“NO AR OS HOMENS DO MAR”

- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Pô Widegon, presta atenção, olha só quem vc deixou fazendo companhia p/ o Whrilwind!!!

Guilherme Poggio

Maurício R.

Você se refere ao autor do texto ou ao WS-51?

Mauricio R.

Ao WS-51A Widgeon, grafei o nome errado.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -