Home Marinha do Brasil Tropicalex em Natal-RN

Tropicalex em Natal-RN

436
10

Ícaro Luiz “Joker” Gomes

Na manhã de quinta-feira (13/10) parte do Grupo-Tarefa (GT) chegou ao Porto de Natal com as Fragatas Niterói (F-40) e Greenhalgh (F-46) e a Corveta Barroso (V-34). Após a chegada, foram iniciados os procedimentos para a visitação pública dos dias seguintes e o descanso das tripulações.

O Poder Naval se fez presente ao primeiro dia da visitação pública (14/09). Na edição 2011 da “Tropicalex” os meios utilizados são as escoltas Niterói, Liberal, Greenhalgh, Bosísio, Barroso e União; o navio-tanque Gastão Motta; submarino Tikuna; e navios-patrulha do Comando do 2º e 3° Distritos Navais, além de aeronaves UH-12/13 “Esquilo” e AH-11A “Super Lynx” da ForAerNav; a FAB também participou com P-95 e caças A-1.

Durante a primeira fase do exercício, do Rio de Janeiro ao Nordeste, uma série de exercícios foram realizados pelos navios, todos em proveito das atividades básicas do Poder Naval. Os exercícios realizados foram de Guerra Anti-Submarino (ASW) com o submarino Tikuna, Tiro contra GIL, Designação Além do Horizonte (OTHT Over-the-Horizon Targeting), Esclarecimento Marítimo, Transferência de Óleo no Mar (TOM), Transferência de Carga Leve, Controle de Avarias, Ameaça Assimétrica, Defesa Contra Ameaça Aérea e etc.

Os treinamentos de ASW foram difíceis, por vezes o Tikuna não foi detectado e realizou seus ataques contra a Unidade de Maior Valor – nesse exercício o Navio-Tanque Gastão Motta –, mas o submarino não venceu todas as vezes. Utilizando-se dos Super Lynx, uma extensão do sistema de armas dos navios, o GT atacou contatos sonar.

Helicópteros “Esquilo” simularam alvos aéreos ameaçando o GT algumas vezes fazendo papel de mísseis de perfil “sea-skimmer” e em outras aeronaves de ataque. Os helicópteros orgânicos dos navios realizaram também missões de transferência de carga leve, esclarecimento, designação de alvos além do horizonte e VIPs. Os meios do 2º e 3º Distritos Navais atuaram como Força Inimiga, com o NPa Grajaú realizando um ataque simulado com mísseis Exocet no período noturno.

A Fragata União realizou os últimos preparativos para a missão no Líbano, seu nível de preparo foi motivo de orgulho e comentários de todos os militares. O GVI/GP composto por Grumecs e FNs da União também impressionou muito gerando o seguinte comentário: “Quando eles vem para ação, não vem para brincadeira!”

O Super Lynx da União irá equipado com o “Cabeça de ET” (FLIR), equipamento que foi muito bem comentado pelo DAE do HA-1 e que nas missões de guerra assimétricas e de esclarecimento realizadas.

Foi apurado ainda que os mísseis Exocet levados pela União para missão do Líbano eram da Barroso, mas a mesma não irá ficar desfalcada, o complemento já está reservado no Rio de Janeiro.

Ao longo dos dias da “Tropicalex”, vários treinamentos são realizados com o máximo de empenho das tripulações, sendo a pausa realizada entre os dias 13 e 17 de outubro, com duração prevista até o dia 26 do mesmo mês.

O povo natalense visitou os navios com muitas crianças e seus pais/responsáveis, mesmo numa sexta-feira. Os tripulantes foram muito atenciosos com o público presente, explicando as peculiaridades de cada navio, expondo vídeos e equipamentos de proteção/uso individual e coletivo. Na mesma tarde, o CMG Mello concedeu entrevista à imprensa local sobre o exercício e sobre a Amazônia Azul.

Agradecimentos especiais à Comunicação Social 3º DN, na pessoa do CF Cleber Ribeiro, aos CT Trípoli e Carvalhais pela atenção dispensada.

(Clique nas imagens da galeria para ampliar).

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este post no ‘Xat’ do Poder Naval, clicando aqui.

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guilherme Poggio
Editor
8 anos atrás

Bravo Zulu Joker!

Alexandre Galante
Admin
8 anos atrás

Excelentes fotos, Padawan! Aprendeu direitinho com o Mestre! 😉

MO
MO
8 anos atrás

Verdade Jok

Vale a pena te passar algumas as minhas fotos e ver o nosso blog de fotos de navios

a ideia das bandeiras de faina foi sensacional, estas duas valeram o dia, valeu mesmo

(heheheh o Bozoh em 75 anos nunca fotografou uma bandeira de fana … nem do nvio dele … kkkkkkk)

José da Silva
8 anos atrás

Valeu mesmo Joker.

Em especial como o MO falou pelas Bandeiras de Faina, que valeram pela “semana”. Se nao me engano tenho uma outra mais antiga do Lobo mas posso estar falando besteira (na cama lembrando de cabeça), agora, essa da Barroso foi incrivel.

Notei tambem por um acasso e comentei com o Bozoh (no RG vem escrito Alexandre Galante) na foto da Barroso de 3/4 de proa atraca uma esquadrilha de A-29 Tucanão em formatura.

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Belas fotos, em especial as dos diversos reparos de armamentos, dos radares e dispensadores de chaff/flare.
Gostei particularmente, daquela do convoo e hangar da “Greenhalg”.

daltonl
daltonl
8 anos atrás

Belas fotos Joker !

Vc mencionou “indicios” dos primeiros navios que dariam baixa, presumo
que antes dos novos a serem adquiridos. Quais seriam ?

abraços

MO
MO
Reply to  Joker
8 anos atrás

Vulgo “Deusa” ?, conforme conversado entre nós algum tempo atras ?