quinta-feira, janeiro 27, 2022

Saab Naval

Malásia vai de Gowind

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A DCNS francesa conseguiu sua primeira exportação de OPVs “Gowind”. A Malásia está comprando 6 navios, ao preço de US$ 471 milhões cada. O país vai receber um navio daqui a cinco anos e depois um navio a cada seis meses.

Deu certo a estratégia da DCNS de construir um navio por conta própria e colocá-lo à disposição da Marinha Francesa para testes de mar de 18 a 36 meses. Funcionou com a Malásia.

O projeto básico da classe Gowind pode ser usado para navios de 1.100 a 4.000 toneladas. O OPV que está em serviço com a Marinha Francesa desloca 1.100 t e tem tripulação de 60 militares. É armado com um canhão de 30mm automático (mas pode ser armado até com um canhão de 76mm), duas metralhadoras de 12,7mm e canhão de água.

O navio tem um casco com design “stealth”, tem uma rampa traseira para operação de botes de borracha para missões de abordagem, é equipado com sensores com visibilidade de 360 graus e um sistema de combate otimizado para missões de patrulha costeira, anti-contrabando e anti-pirataria. O OPV pode ficar no mar por três semanas seguidas.

As Gowinds da Malásia serão corvetas de 2.400 t armadas com canhão de 57mm, mísseis antiaéreos, torpedos antissubmarino e poderão operar um helicóptero EC725. Terão velocidade de 26 nós.

FONTE: StrategyPage

SAIBA MAIS:

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Construção da primeira fragata classe ‘Tamandaré’ deve começar em setembro

Em 20 de janeiro, na parte da manhã, como parte da Operação “ASPIRANTEX/2022”, o Comandante de Operações Navais, Almirante...
- Advertisement -