Home Aviação Naval Lynx Wildcat impressiona nos primeiros testes embarcados

Lynx Wildcat impressiona nos primeiros testes embarcados

540
1

Tendo completado 20 dias de exigentes ensaios a bordo do HMS Iron Duke, O AW 159 Lynx Wildcat, nova geração de helicópteros navais da Royal Navy, realizou 390 pousos em condições climáticas adversas, ao largo da costa do sul da Inglaterra e ao norte da Escócia.

Desde o início dos testes, o navio procurou por condições meteorológicas e de estado de mar mais difíceis, por todo o Reino Unido, para que pudesse testar os limites operacionais do Wildcat.

A partir de 2015, o Wildcat será o principal helicóptero embarcado nos navios da Royal Navy, o que inclui também a própria Iron Duke e as demais Type 23, nas operações ao redor do globo.

O prototipo ZZ402, antes deste embarque, realizou uma breve visita ao Iron Duke pouco antes do Natal, quando os pilotos e técnicos testaram alguns dos princípios básicos da sua operação embarcada.

Embora Wildcat pareça uma variante do Lynx MK8, atualmente em serviço na Fleet Air Arm, ele é classificado como uma nova aeronave, devido aos seus novos motoros e ao novo estabilizador de cauda, bem diferente do utilizado nas versões atuais do Lynx.

Como resultado, serão definidos os parâmetros de limites operacionais embarcado, criando as doutrinas e diretrizes para as operações, com segurança, do Wildcat. Seja de dia ou de noite, em quaisquer condições de tempo, de estado de mar e com cargas diferentes.

Ao todo, o Lynx Wildcat realizou 390 pousos no convoo da Iron Duke, sendo que destes, 148 pousos foram no perído noturno e 76 deles usando OVN (Óculos de Visão Noturna).

Durante os testes, foram também avalidadas as dificuldades e a carga de trabalho dos tripulantes em cada pouso, levando em consideração ainda as condições de tempo e de diferentes estado do mar, enquanto que uma infinidade de sensores registravam mais de 4.000 itens diferentes de dados dos motores, dos rotores e da transmissão.

Todas as etapas dos testes foram filmadas e serão analisados ​​pelos técnicos, análise esta que deve ser concluída perto do final do ano, e assim definir os envelopes operacionais.

A equipe aproveitou a oportunidade de operar no mar pela primeira vez com o Wildcat, para testar os seus sistemas de missão, o modo de visão noturna do cockpit e os sistemas de navegação.

Do ponto de vista da HMS Iron Duke, o novo helicóptero certamente impressionou: “O Wildcat é uma aeronave muito capaz, um sucessor a altura do Lynx, e uma vez totalmente operacional, irá oferecer de forma significativa, um aumento da capacidade de domínio marítimo”, disse Cdr Nick Cooke-Priest, Commanding Officer da Iron Duke, que completou: “Ele é ideal é adequado às operações navais, os comandantes devem estar muito animados com o potencial do Wildcat”.

Enquanto seguem os trabalhos na linha de produção na fábrica da AgustaWestland, em Yeovil, o ZZ402 ainda vai realizar os testes de, radar, sistemas eletro-ópticos, kit de navegação e condizir lançamentos de mísseis.

O primeiro dos 28 Lynx Wildcat da RN deve ser entregue em sua futura base, a RNAS Yeovilton, dez dias antes do Natal, para os ensaios no 700W Naval Air Squadron.

FONTE e FOTOS: Royal Navy, com tradução e adaptação do Poder Naval.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcelo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo
Visitante
Marcelo

esse tem DNA naval mesmo!