Home Noticiário Internacional China ‘está pronta’ para construir porta-aviões

China ‘está pronta’ para construir porta-aviões

189
4

O jornal China Daily publicou ontem (20) declarações do presidente da China State Shipbuilding Corp, Hu Wenming, afirmando que o país “está pronto para construir seus próprios porta-aviões”. As declarações vêm logo após o 18º Congresso do Partido Comunista chinês, e quase dois meses após o comissionamento do Liaoning, primeiro navio -aeródromo da Marinha do Exército de Liberação Popular. O antigo Variag foi adquirido da Ucrânia e passou por uma extensa reforma antes de ser rebatizado e comissionado. A incorporação do navio representou um marco do crescimento militar e marítimo da China, e também intensificou especulações e o clima de ansiedade regional com a expansão da esfera de influência de Pequim.

“Nós devemos aprimorar nossas pesquisas prórpias no que se refere a armamentos e equipamentos, bem como nossa capacidade de produção. Esses elementos devem ser compatíveis com o poder político do país, e devemos ser capazes de construir nossos porta-aviões de forma independente”, declarou Wenming, ao China Daily durante o Congresso do PC chinês.

Em meio a disputas territoriais acirradas com países vizinhos, o presidente Hu Jintao disse em seu discurso durante o Congresso que a China continuará com suas reivindicações ao mesmo tempo em que se afirma como “um poder marítimo”.

Ao longo de quase dez anos após a aquisição do porta-aviões, o China State Shipbuilding Corp, maior estaleiro do país, realizou as obras de reforma no porto de Dailan, no noroeste da China. De acordo com a imprensa estatal, o navio de 300 metros de comprimento está se preparando para as primeiras decolagens e pousos de aeronaves.

O chefe de inteligência de Taiwan afirmou no começo deste ano que a China planeja construir mais dois navios-aeródromos. Apesar das especulações de que os trabalhos já estava em andamento, não há evidências da construção dos navios.

Ao final do Congresso do Partido Comunista na semana passada, o atual vice-presidente, Xi Jinping, foi apontado como sucessor de Hu Jintao, e deve tomar posse do governo em março do ano que vem.

FONTE: Defense News e China Daily (Tradução e adaptação do Poder Naval a partir de originais em inglês)

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
7 anos atrás

Profissão do futuro: Engenharia Reversa!

Giordani RS
Giordani RS
7 anos atrás

““Nós devemos aprimorar nossas pesquisas próprias no que se refere a armamentos e equipamentos, bem como nossa capacidade de produção. Esses elementos devem ser compatíveis com o poder político do país…”

Existem ‘putênfias’ e Potências…

Fabio ASC
Fabio ASC
7 anos atrás

Não acredito que msmo sendo a China a maior potência em Engenharia (reversa claro), construa “sozinha” um PA em menos de 25 anos.

Observador
Observador
7 anos atrás

Fabio ASC disse:
21 de novembro de 2012 às 16:36

Aí depende.

Não vejo dificuldades para os chineses construirem o casco. A indústria naval deles já está acostumada a construir grandes navios. Devem fazer um Liaoning melhorado.

Sem falar nas lições que devem ter aprendido ao estudarem os porta-aviões Kiev e o Minsk de alto a baixo.

O problema será criar versões atualizadas para a propulsão, para a eletrônica, para os armamentos…