sexta-feira, maio 27, 2022

Saab Naval

Navio-Patrulha Oceânico “APA” é incorporado à Marinha do Brasil

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

No dia 30 de novembro, às 11h, em cerimônia presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante-de-Esquadra Fernando Eduardo Studart Wiemer, nas dependências da Base Naval de Portsmouth, no Reino Unido, ocorrerá a Incorporação à Armada da Marinha do Brasil do Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Apa”.

O navio, construído pela empresa BAE Systems Maritime – Naval Ships, recebe o nome “Apa”, em alusão a um importante rio brasileiro, assim como os demais navios da Classe –o “Amazonas”, incorporado à Armada em 29 de junho deste ano, e o “Araguari”,previsto para ser entregue à Marinha do Brasil no primeiro semestre de 2013. O NPaOc “Apa” teve sua construção iniciada em 10 de setembro de 2008, com o batimento de quilha em 16 de fevereiro de 2009. Foi lançado ao mar em 19 de novembro de 2009 e sua construção foi finalizada em julho de 2010.

As principais características do Navio são:

  • Comprimento Total: 90,5 metros
  • Comprimento entre Perpendiculares: 83 metros
  • Boca Máxima: 13,5 metros
  • Calado de Navegação: 4,5 metros
  • Deslocamento Carregado: 2.170 toneladas
  • Velocidade Máxima com 2 MCP: 25 nós
  • Raio de Ação a 12 Nós: 5.500 milhas náuticas
  • Autonomia: 35 dias
  • Capacidade de Tropa Embarcada: 51 militares
  • Capacidade de Transporte de Carga: 06 Conteineres de 15 toneladas
  • Armamento: 01 canhão de 30mm e 02metralhadoras de 25mm
  • Sistema de Propulsão: 2 Motores MAN 16V28/33D 7.350 HP
  • Geração de Energia: 3 Geradores CATERPILLAR de 550 kW
  • 1 Gerador CATERPILLAR de 200kW
  • Tripulação: 12Oficiais, 21 SO/SG e 48 CB/MN

O Navio-Patrulha Oceânico “Apa” foi projetado e construído para atender às necessidades de fiscalização de extensas áreas marítimas. Devido à sua grande autonomia e capacidade de operar com aeronave orgânica (helicóptero) e duas lanchas, contribuirá com os demais navios da Marinha do Brasil na proteção e fiscalização de nossa Amazônia Azul.

Após a incorporação à Marinha, o “Apa” será preparado para navegar em direção ao Brasil, o que está previsto para ocorrer a partir da segunda quinzena de fevereiro de 2013. Em uma viagem de dois meses, o navio partirá de Portsmouth, no Reino Unido e passará por Portugal, Espanha (Gran Canárias), Mauritânia, Senegal, Angola, Namíbia, Rio Grande (RS-Brasil), Itajaí (SC-Brasil) e tem como porto final, na primeira quinzena de maio, o Rio de Janeiro (RJ-Brasil).

DIVULGAÇÃO: Diretoria-Geral de Material da Marinha

- Advertisement -

8 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
nunes neto

Esse vai ficar também no RJ? O primeiro distrito vai ficar com os 3? Alguém saberia responder?

fragatamendes

Eu li, só não me lembro se foi aqui ou em outro lugar que o “APA” e o “ARAGUARI”, já viriam da INLATERRA com um HANGAR TELESCÓPIO e que o “AMAZONAS” receberia o dele aqui no BRASIL.Será que alguém pode confirmar isto? Um abraço a todos do MENDES.

José da Silva

Xará nessa config que o casco esta eu nao acredito que seja algo pratico/possivel pois um hangar telescopico pela forma que a superestrutura tem a ré deixaria espaço para operar apenas helicopteros pequenos como os UH-12/13 e UH/IH-6. Quanto a curiosidade do Nunes Neto creio que a MB coloque os navios em outros distritos. Eu ja comentei aqui que um NPaOc no Rio nao tem muito a ver porque a Esquadra esta la e pode dar cobertura aos NPa. Com a autonomia deles, eu acho, que seriam mais uteis no N e NE e no Sul. Colocaria um em Rio… Read more »

Joker

Zé e Mendes sobre esse assunto de pra onde vai os npaoc eu tenho até um breve comentário a reproduzir de um fragata, mas tem que ser em off, senão eu me queimo. Vou mandar por email pra vcs…

nunes neto

Joker fiquei de fora, kkkk ? Eu acho que 2 vão para o RJ e 1 para Natal,mas com a construção das outras cinco unidades com hangar possivelmente as duas do RJ ,sejam alocadas 1 em Natal e uma em outro Distrito! Creio Também que a construção do hangar teléscopico não acorra, mas espero queimar a língua, do mais ,o sul está precisando de umas unidades novas! Das cinco de 500 toneladas em construção,só mais uma para o RJ , já sabemos que uma vai para Belém,possivelmente uma para Natal e uma para o Rio Grande, vai sobrar uma ,para… Read more »

nunes neto

shipbuildingbr,”Eu ja comentei aqui que um NPaOc no Rio nao tem muito a ver porque a Esquadra esta la e pode dar cobertura aos NPa”. Concordo com vc, se pensarmos na areá do 1 Distrito temos 4 Inhaúmas, 1 Barroso, 6 Nitérois 3 Type 22 fora os NAPs, realmente as áreas dos demais distritos estão muito mal e sem navio que possa receber helicópiteros

fragatamendes

Prezado XARÁ, se não estiver enganado quem comentou que o “APA” e o “ARAGUARI” viriam para o BRASIL já com o HANGAR foi o PADILHA.Quanto ao número de unidades que ficariam alocadas aos DN acho que deveriam ser 3 em cada DN para termos sempre um na ativa de prontidão pois ai daria para ter um outro em reparos de rotina e outro em PMG e acho que em vez de se construir mais 5 deveriam ser construídos mais 9 para fazer o total de 12 unidades da CLASSE.Um abração do MENDES.

fragatamendes

Caro ICARO, meu e-mail é “fragatamendes@globo.com”.Se der coloca mais fotos de navios que tu tenhas no seu FLICKR, mesmo que estejam em reparos pois as que tu colocou quando o AMAZONAS chegou a NATAL eu adorei.Um grande abraço do MENDES.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

GRÁFICO: Marinha Chinesa em 2025

No gráfico abaixo, os principais navios de guerra de superfície da Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA Navy),...
- Advertisement -