Home Marinha do Brasil Lançamento do Concurso público de arquitetura e projetos reconstrução da estação científica...

Lançamento do Concurso público de arquitetura e projetos reconstrução da estação científica do Brasil na Antártica

206
12
MARINHA DO BRASIL
PRESS RELEASE
Brasília, 21 de janeiro de 2013.

 

Marinha_do_Brasil-logoNo dia 22 de janeiro, a Marinha do Brasil (MB) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) lançam o Concurso de Projetos de Arquitetura e Complementares para a Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), que irá selecionar o melhor projeto para as instalações da nova Estação científica brasileira na Antártica.

O evento, que será realizado na sede do IAB, no Rio de Janeiro, às 11h, contará com a presença do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, do Presidente do IAB, Arquiteto Sérgio Ferraz Magalhães, além de representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), do Ministério do Meio Ambiente (MMA), da Frente Parlamentar de Apoio ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), de empresas privadas que cooperam com o Programa, dentre outros.

O concurso nacional e internacional será aberto à participação de arquitetos brasileiros e estrangeiros associados a escritórios brasileiros. O caráter internacional do concurso tem como objetivo promover intercâmbio de conhecimento entre profissionais de diversos países e estimular a inovação tecnológica. Além disso, para que a nova EACF incorpore todos os requisitos técnicos e ambientais, será exigida a formação de uma equipe multidisciplinar constituída por diversos especialistas, sob a coordenação do arquiteto responsável pela elaboração do projeto.

Com o suporte da Frente Parlamentar do PROANTAR, o concurso envolverá, além do MCTI, MMA e MB, instituições de ensino e pesquisa também engajadas no plano de reconstrução da nova Estação.

A vocação marítima e o papel geopolítico no Atlântico Sul fizeram com que o Brasil sempre demonstrasse interesse pela região antártica, principalmente pela influência que ela exerce nos fenômenos meteorológicos e oceanográficos presentes no território nacional e nas Águas Jurisdicionais Brasileiras. 

Serviço:
Evento: Lançamento do Concurso de Projetos de Arquitetura e Complementares para a Estação Antártica Comandante Ferraz
Data: 22 de janeiro
Hora: 11h
Concentração: Até às 10h30, na sede do IAB, Rua Pinheiro 10, Flamengo, Rio de Janeiro-RJ

CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA MARINHA

12
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
MSGVaderOzawawwolf22Guilherme Poggio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
MO
Membro

er .. me soa estranho concurso publico para projetar algo especifico em condições não comuns no nosso modus vivendi (seja la o que for isso ..)

Ta com um cheiro de firulagem/viadagem isso ….. unless eu seja muito topeira, o que tbm não é muito dificil …

Guilherme Poggio
Editor
Noble Member

Que isso Marcelo,

Nós temos vários especialistas na área.

Tem ô….ô ….ô …. esqueci!

MO
Membro

eh verdade, arquitetura e engenharia de bases and estruturas em territorio antartico onde tem muito jelo jelado tem de monte .. nao confundir antartico como coletivo de antas … Eu acreditava que se contratva empresas/pessoas capacitadas/certificadas para isso …. talves seja mais topeira que pensei seja um over topeira batch II M(BR) … kkkkkk

wwolf22
Visitante
wwolf22

vi um programa no Discovery(se nao me engano) sobre a construcao de uma base cientifica norte americana no polo norte ou Antartida…
eh muito, mas muito complicado construir uma edificacao naquele terreno com aquele clima… rajadas de ventos, nevasca…
pelas moradias do CDHU, minha casa minhavida, eu ateh ja tenho uma ideia da qualidade das construcoes que serao erguidas….

Guilherme Poggio
Editor
Noble Member

Isos mesmo wwolf22

Ésse é o programa “Minha base, minha vida” do Governo Federal.

Ozawa
Visitante
Member
Ozawa

Enoja-me esse espalhafate, esse ‘mise en scène’, próprios das autoridades brasileiras para dar respostas à tragédias, sejam quais forem: o terremorto do Haiti, as trombas d’água da Região Serrana do Rio, agora o incêndio e destruição da BACF. Faço minhas as palavras do MO e acrescento: viadagem, boiolagem, mariquice… Essa Marinha, aliás, essas FFAA brasileiras, e a Diplomacia também, outrora tão sérias, estão tomando a imagem e semelhança desse governo: asquerosamente marqueteiros, preenchendo a total ausência de substância com uma camada patética de publicidade… E estão ficando bons nisso. Só planos e reuniões e simpósios e BLÁ, BLÁ, BLÁ, mas… Read more »

Vader
Membro
Member

Em primeiro lugar deveriam propor-se a construir uma base na Antártica de verdade, não numa ilha trocentos quilômetros ao norte dela.

Palhaçada isso aí. Sorte que em boa hora o Niemeyer tá queimando no colo do gramunhão, senão era capaz de pedirem pra ele construir um dos seus monumentos estrambólicos, ao invés do raio da base.

MO
Membro

kkkk alias esta pessoa eh outra dos Grandes, Grandes do Brasil que na pratica fizeram porra nenhuma, so coisa esquisita, BSB included e virou mega qqr porra …

MSG
Visitante
MSG

Pobre dos arquitetos…
Sempre desvalorizados e não reconhecidos.

Qualquer habitação, mesmo que temporária, tem que ser projetada por um arquiteto. Pode ser na Antartida, Lua ou Marte. Este é o profissional especializado nisso, senão, quem seria?

Não reconhecer a capacidade de um arquiteto para tal é, no mínimo, uma ignorância.

MO
Membro

Ninguem disse que não era … ou eu to ficando doido, apenas particularmente acho que isso se deve a pessoas/empresas especializados nisto e não em concurso publico, afinal construções e projetos não são todos iguais …

MSG
Visitante
MSG

Me desculpe o desabafo e se fui rude, caro MO.

Adjetivos como “viadagem” e “firulagem” são clichês quando se envolve o trabalho de arquitetura. É sobre essa desvalorização que tratei em meu post.

Maa, de fato, um concurso de arquitetura para uma instalação eminentemente técnica em um ambiente singular é uma idéia despropositada.

MO
Membro

Xará, pode parecer estoria para boi dormir, mas jamais no momento deste coment a associaçao a viadagem com arquitetos (fiz curso tecnico e me lembro das piadas com o pessoal de edificações (proporcionalmente falando), mas na verdade quiz referir a Macaquice governamental sobre um assunto tecnico importante

o que quiz me referir eh tuipo daquia pouco tera concursos em escolas para dar nomes a navios e afins (foi este tipo de relação que me referi), e obvio que isso nao vinga pois sabe como eh para o governo navios cinza eh coisa do demo … (o tal Seo Dimonio)