Home Noticiário Internacional Porta-aviões HMS ‘Ark Royal’ é vendido como sucata

Porta-aviões HMS ‘Ark Royal’ é vendido como sucata

3911
40

800px-HMS_Ark_Royal_(R07)

vinheta-clipping-navalQue fazer com um porta-aviões velho e obsoleto de 20 mil toneladas e 210 metros de comprimento? Depois de muitas sugestões – afundar para transformar em point de mergulho, adaptar para cassino flutuante em Hong Kong ou heliporto em Londres – a Marinha Real britânica decidiu mandar o HMS Ark Royal (R07) para um destino inglório: virar ferro-velho num desmanche naval na Turquia.

Nesta segunda (20) o Ark Royal iniciou sua última viagem, informou a BBC. A previsão é que o desmanche demore dois anos, com 300 operários trabalhando 24 horas por dia, sete dias por semana.

Tirado de serviço cinco anos mais cedo para poupar dinheiro do Ministério da Defesa, o navio deve render cerca de US$ 4 milhões como sucata.

O Ministério da Defesa britânico diz que o trabalho para preparar o Ark Royal começou logo depois que foi descomissionado no início de 2011. Todos os equipamentos foram removidos e todos os resíduos potencialmente perigosos, incluindo o amianto, foram retirados.

FONTE: O Estado de S. Paulo (edição e adaptação do Poder Naval Título original: “Porta-aviões britânico é vendido como sucata“)

40
Deixe um comentário

avatar
35 Comment threads
5 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
MOZorannAiracobraMOSilvaFernando "Nunão" De Martini Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
BOB JOE GUITAR
Visitante
BOB JOE GUITAR

É SEMPRE TRISTE SABER QUE UM NAVIO DESSE VAI SER ”SCRAPEADO” COMO O SAUDOSO MINAS GERAIS.

Nota do Blog: Blz mas por favor evite o caps lock

Paulim
Visitante
Paulim

Deveriam ter perguntando se o Brasil não gostaria de comprar isso. Nós somos especialistas em comprar sucatas navais, vide nosso NAe atual e o anterior. Chuto dizer que essa lata velha inglesa, apesar de obsoleta tanto quanto o nosso porta aviões, ainda é melhor do que o nosso francês, lata boa e maior, só precisa atualizar. Seria um bom negócio.

MO
Membro

maior ? operaria com o que ??? tentando acompanhar o raciocineo ..

L.D.K.
Visitante

BOB eu concordo que é um triste fim para uma belonave que já foi referência, mas é o que ocorre quando chega a dita hora de mudança!

L.D.K.
Visitante

MO, quem sabe Helicópteros ASW?

MO
Membro

Até ai vai LDK, mas insira isto no nosso custos operandi e modus gastandi, fica um brinquedo muito caro para enfeite, se é que me entende e detalhe a Marinha EMBARCADA (MB) tem problemas de gente, se todos os navios e subs estivessem operando (100%) tbm não haveria gente qualificado para tripulalos a contento … no papel eh lindo, na pratica …

Wagner
Visitante
Wagner

Mas pq tem que aposentar, o casco nao está inteiro ?? Não tem impacto de bomba de Stuka nele… ( tal como o predecessor, “afundado” umas dez vezes pela máquina do Goebbels. Quando realmente afundou ninguém na Alemanha acreditou !! Até o Hitler deve ter achado ” Ahh ta querendo me enganar né ???? ” kkkkkkk !…)

Se vc troca a fiação, hidraulica e sistemas, não é mais barato do que fazer um casco todo novo ??

Com a palavra, mestre Dalton… kkkkkkkkkkk !! 🙂

L.D.K.
Visitante

Uma pergunta direcionada aos administradores do blog, comprando a revista nas bancas eu adquiro alguma senha que dê acesso aos Blogs da trilogia das forças durante o mês? Essa questão além de minha é de um colega meu, pois só participamos quando é liberada a participação temporária de não assinantes!
No demais o meu muito obrigado a todos administradores e assinantes, pois quando há oportunidade de participar, eu tenho adquirido um grande conhecimento e eliminado minha ignorância sobre os temas abordados!

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Wagner: eu me faço, sempre, esta mesma pergunta.

Dalton
Visitante
Dalton

Não há mistério ! Simplesmente não havia dinheiro para manter o HMS Illustrious e o HMS Ark Royal em serviço como LPDs já que os Sea Harriers foram retirados e como o primeiro havia passado por um periodo de manutenção em 2010 decidiu-se que ele seria mais indicado para servir alguns anos mais até 2014. Em 2014 o HMS Ocean, este sim de fato um LPD retorna para servir até o futuro HMS QE ficar pronto e o HMS Illustrious será retirado de serviço com 32 anos ou seja a data que um navio desses foi projetado para permanecer em… Read more »

ARMANDO JULIO
Visitante
ARMANDO JULIO

TIRA ESSA REPORTAGEM DAI OU A DILMA COMPRA ESSE PORTA AVÃO !!!!

NOTA DOS EDITORES: ARMANDO, JÁ AVISAMOS PARA NÃO ESCREVER COMENTÁRIOS EM MAIÚSCULAS. O PRÓXIMO EM QUE INSISTIR SERÁ APAGADO.

Templário
Visitante
Templário

Pensei que a RN fosse transformá-lo em museu. Para mim, isso indica que a FAA realmente o atingiu durante o Conflito das Falklands/Malvinas. Ninguém quer saber de lembranças tristes, muito menos os discipulos de Lord Nelson

Dalton
Visitante
Dalton

Templario…

O “Ark Royal” foi comissionado em 1985 portanto 3 anos depois do conflito.

Nem sempre o navio mais novo de uma classe é o último a dar baixa.

MO
Membro

acho que ficaria melhor a expressão “vendido para desmanche’ pois a palavra ‘socata’ pode confundir muitos ..

L.D.K.
Visitante

MO obrigado, e o que você mencionou infelizmente é uma queixa que já ouvi de amigos meus da marinha, mas é a triste realidade!

stadeu
Visitante
stadeu

Té logo !!!!!!!!!!!!!!!!!!

Luiz Monteiro
Visitante
Luiz Monteiro

Prezado Dalton,

Acho que você quis dizer LPH e na hora de escrever colocou LPD. A primeira designação é para navios sem doca e a segunda para aqueles que possuem doca.

Abraços.

Guizmo
Visitante
Guizmo

Em minha opinião poderia ser transformado em museu. Visitei o USS Midway em San Diego/CA em 2011 e foi uma experiência sensacional

FERNANDO
Visitante
FERNANDO

No caso deste PA não operar mais,alguem sabe me dizer o que é levado em consideração ?Pois me parece que ele está bem consevado ainda.Obrigado.

Marco
Visitante
Marco

Pelo menos os ingleses já estão com o HMS Queen Elizabeth no forno. Já a MB…..

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Obsoleto? Estão desmanchando porque não tem mais dinheiro para operá-lo junto com os igualmente precocemente aposentados Harriers sem no entanto prejudicar os programas do F-35 e dos novos porta-avioes. Lá se matam equipamentos velhos para dar vida aos novos, ao contrário do Brasil, que importa equipamento velho pra nao ter que construir nada novo. Mesmo na penúria, os ingleses são muito mais inteligentes e eficientes. Eu acho que ainda dá muito pano pra manga se devidamente atualizado e operando helicópteros, quem sabe até meia dúzia de F-35B. Mas comprar este navio usado, com uma dúzia de Harriers pra MB? Não… Read more »

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Deveriam ter o mesmo fim: A-12 São Paulo, F-46 Greenhalgh F-48 Bosisio, F-49 Rademaker, G-28 Mattoso Maia, G-30 Ceará, V-15 Imperial Marinheiro e V-19 Caboclo: desocupariam docas, renderiam uns bons trocados além da economia para a MB.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Adriano,

O G-28 Mattoso Maia é relativamente “novo”. Não estás a confundir com o Marajó não?

Fábio Mayer
Visitante

Imaginem o pesadelo que seria manter 12 Sea-Harriers, considerando que eles já não estão mais em operação em lugar algum…ou se estão, estão em fase de desativação.

E como manter outro PA se o São Paulo mal e porcamente sai da base?

Dalton
Visitante
Dalton

Fernando… não admira que vc ache que ele esteja em boas condições ainda, a foto em questão é de 2007 quando ele retornou a frota após dois anos de manutenção…novamente a falta de dinheiro fez com que o período de manutenção se alongasse. Como escrevi acima, não havia condição financeira de manter os três navios Ark Royal, Illustrious e Ocean em serviço. Como o Illustrious havia passado por um periodo de manutenção depois do Ark e o Ocean é um LPH de verdade enquanto que os outros dois iriam fazer o papel de um LPH o Ark foi escolhido para… Read more »

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Oi, Nunão. Eu não confundi, o G-28 é relativamente novo mas sua manutenção é caríssima, creio que não vale . Você ainda lembrou mais um para a lista, o Marajó.
Abraço e obrigado pelo acesso ao forum.

MOSilva
Visitante
MOSilva

Olá.
Esse ai não serve para a MB não. A não ser que viesse com os Harriers, peças de manutenção (para o navio e para os aviões), helicópteros, cursos de manutenção/utilização dos equipamentos, todos os equipamentos eletrônicos e armamentos, entre “otras cositas más…” Preço de custo, tá?
Os Sea Harriers foram tirados do serviço em 2006. Foram sucedidos pelos GR9, os últimos aposentados.
SDS.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Putz, Adriano, quem fez confusão fui eu!!!

Viajei na maionese e confundi o NDCC Mattoso Maia com o NT Almirante Gastão Motta (devem ser os dois “tês” dos nomes que fizeram conexão errada com os dois “tês” do meu cérebro, o Tico e o Teco…) e por isso citei o NT Marajó…

Foi mal, descupem aí! O NDCC Mattoso Maia não merece ser chamado de “relativamente novo” não, é mais velho que eu, e olha que já tenho mais de 40… É quase tão velho quanto o NT Marajó.

Airacobra
Visitante
Airacobra

MO, quanto a seu comentário às 14:45, “se todos os navios e subs estivessem operando (100%) tbm não haveria gente qualificado para tripulalos a contento” eu discordo, pois na MB os navios independente de estarem em reparo, continuam com sua tripulação completa a bordo, diferentemente de nossos colegas navais mais ao norte, que os entregam aos estaleiros navais e arsenais para reparos e deixam a tripulação de licença ou realizando cursos, enquanto aqui, os tripulantes continuam embarcados, participando diretamente e ativamente do reparo, além de, por breves períodos de tempo realizarem viagens destacados em navios da mesma classe ou de… Read more »

MO
Membro

sim, facil, vide ForS e veja se ha desembarques na esquadra, isso eh mole, obviamente nao divulgado aos 4 ventos …

alias era até comentado aqui sobre esta situ nas F´s tbm .. Agora vc deve presumir que nenhuma fonte oficial confirme isso né …

MOSilva
Visitante
MOSilva

Olá.

Meio off-topic…
Alguém sabe dizer a quantas andam as fragatas Niteroi? O que foi feito (se é que algo foi feito…) com F-41 Defensora depois do acidente com o guindaste?
Obrigado.
SDS.

Airacobra
Visitante
Airacobra

Forsub é um caso a parte, pois estão sendo adquiridos mais 4 subs que serão somados aos outros 5, essa é a grande diferenca, se fossem adquiridos para substituírem os outros seria mais facil, somente remanejar, mas agora estam tendo que forjar novos submarinistas, praticamente dobrar o efetivo da forsub, em todos o navios que estive embarcado todos passaram por períodos de manutenção e sempre com sua tripulação a bordo, existe uma coisa chamada tabela de lotação, que nunca está abaixo de 95% mesmo em períodos de reparo

MO
Membro

Blz P 39, desculpe responder agora, so vi momentos atras, ontem nao meximais no pc, mas segundo ‘no ar’ isso da ForS, por exemplo, nao eh de hoje …, mas tks pelo seu ponto de vista ‘in loco’ on time

Airacobra
Visitante
Airacobra

*Estão
Houve casos que mesmo em reparo, a TL estava com excesso, e tinham que desembarcar um ou outro pra sanar a discrepância.

Espero que tenha ajudado um um pouco a esclarecer

Zorann
Visitante

Olá Wagner! Eu entendo seu questionamento. Com certeza sai mais barato modernizar, do que construir novo (na maioria dos casos). Porém há que se levar em conta que um país como a Inglaterra (país com a maior tradição em construção naval) tem que manter ativa sua industria naval/bélica, manter sua mao de obra extremamente especializada ativa, construir novos navios e sistemas onde novas tecnologias possam ser desenvolvidas e empregadas.É bem simples, sem novos navios, os tecnicos vão embora! Olá Paulim! Todos nós sonhamos com um país poderoso, imperialista, com forças armadas capazes de realizar qualquer campanha em qualquer lugar do… Read more »

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Tô com o Adriano Luchiari, vende tudo e foca no que ainda funciona. Melhor ter uma MB fazendo 50% de suas missões com 100% de capcidade do que uma MB tentando fazer 110% com menos de 20% de operacionalidade.

BOB JOE GUITAR
Visitante
BOB JOE GUITAR

ao redator.
desculpe pela caixa alta.

Templário
Visitante
Templário

Valeu, Dalton!

Confundi com o Hermes que, junto com o Invencible, compuseram a Força Tarefa britânica.
Este da matéria é homônimo àquele que afundou na 2ª Guerra Mundial.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Nunão, esquenta não com a confusão, você ainda está melhor de neurônios do que eu, que só tenho dois e um é “manco”…
Abraço

Airacobra
Visitante
Airacobra

Ok MO, abraço
Sempre à disposição para um CAS