Home Vídeo Fragata francesa ‘Latouche Treville’ enfrentando mar grosso

Fragata francesa ‘Latouche Treville’ enfrentando mar grosso

1141
11

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
alexandre.bagatini
alexandre.bagatini
7 anos atrás

Fantástico este vídeo, parece muito bem editado, mas mesmo assim muito bom. Imagino as Inhaúma neste mar, como se sairiam?

Oganza
Oganza
7 anos atrás

Fantástico mesmo. Eu acho que as Inhaúmas ficariam iguais aqueles bonecos joão-bobo, balançam mais não caem (ou cairiam?), só que pros lados rsrsrs.

MO
MO
Reply to  Oganza
7 anos atrás

por falar em francelicos um francelico de 334 m loa x 101.818 dwt x 8488 teus em maiden call em Santos hoje, 09/07 =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2013/07/ms-cma-cgm-tosca-fwel-maiden-call-santos.htm

wwolf22
wwolf22
7 anos atrás

eh possivel disparar as armas com um mar tao agitado como o do filme ??
o sonar nao de danifica com essas “quedas” ????

GUPPY
GUPPY
7 anos atrás

Lembrou-me a seguinte matéria daqui mesmo do PN a qual já assisti várias vezes:

http://www.naval.com.br/blog/2010/02/25/marinha-russa-navegando-em-mar-grosso/#comments

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
7 anos atrás

Bom, já que falaram na classe “Inhaúma”, vale lembrar que nem tudo é defeito nas corvetas daquela classe assim como nem tudo é qualidade num navio como esse do vídeo, da classe francesa “George Leygues”. Os navios da classe “Inhaúma”, assim como a Barroso, têm uma característica vantajosa que os navios da classe “George Leygues” não têm: Em caso de mar grosso, a distância entre a torreta do canhão principal e a superestrutura permite conteirar a torreta em 180º para proteger melhor o tubo e seu mecanismo de elevação do mar batendo no convés. Já essa fragata tem a torreta… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
7 anos atrás

Quanto a disparar armas num mar desses, pode esquecer. Há limites de caturro e de balanço para o disparo de armas.

O domo do sonar é projetado (ao menos no papel…) para resistir a esses impactos, mas quando fica fora da água evidentemente o sonar deixa de ser efetivo.

Oganza
Oganza
7 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini, gostaria de fazer 3 perguntas (de leigo mesmo):

1 – Qual a diferença entre caturro e balanço, e se você souber, quais seriam os equivalentes em inglês?

2 – No caso de bocas de fogo é visível (rs) a “dificuldade” de utilização, mas no caso de VLS, os limites de “caturro e balanço” seriam menores?

3 – No caso do sonar você esclareceu, mas eu te pergunto qual é o tamanho do prejuízo dos outros sensores, busca de superfície, área e designação de alvos?

Sds.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
7 anos atrás

Oganza: Balanço ou jogo = roll = movimento balançando de um bordo (lateral do navio) para outro Caturro = pitch = movimento balançando de uma extremidade (proa / popa) para outra Há limites diferentes para cada tipo de arma, assim como na capacidade dos sensores em caso de mar nessas condições, pois ainda que antenas de radar sejam estabilizadas (não estou falando nesse caso das planas, fixas em mastros ou superestruturas), e mesmo canhões sejam estabilizados, não há mágica. Há avanços para compensar na eletrônica, é claro, mas em casos extremos simplesmente um navio pode ficar quase cego, surdo e… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
7 anos atrás

Aproveitando:

Outro dia achei sem querer esse pdf bastante didático para quem tem dúvidas sobre diversos termos náuticos. Vale guardar.

http://www.ndf.poli.usp.br/~gassi/disciplinas/pnv2341/PNV2341_Representa%C3%A7%C3%A3o_geomatrica_do_casco.pdf

Oganza
Oganza
7 anos atrás

Fantástico Nunão, muito obrigado… essas informações estão se crusando com umas outras 2 centenas que polvilhavam a minha cabeça e realmente esse papo de Marinha de águas azuis não é pra quem quer não… o trabalho é grande, MUITO GRANDE. No conflito das Falklands a Inglaterra conseguiu decolar em alguns dias de mau tempo, mas tiveram dias que realmente não teve jeito… eu ouvi ou li, acho que foi por aqui na trilogia, que a USN estava cogitando o F-35B para seus Carries justamente levando em conta as condições de tempo/mar, putz, se até um Super Carrier pode ficar impedido… Read more »