Home Marinha do Brasil Fragata ‘União’ está de volta ao Líbano

Fragata ‘União’ está de volta ao Líbano

337
8

Fragata União no Líbano

O navio que inaugurou a participação da Marinha do Brasil na Força Interina das Nações unidas no Líbano (UNIFIL), em 2011, chegou na manhã desta quinta-feira (11) ao porto de Beirute. A Fragata “União” (F45) irá substituir a Fragata “Constituição” (F42), que foi o navio capitania da Força-Tarefa Marítima (FTM) nos últimos seis meses, no Líbano. A Cerimônia oficial da rendição do navio será realizada no dia 17 de julho, em conjunto com a cerimônia de entrega da medalha da UNIFIL, que irá condecorar os militares que cumpriram a missão e estão de partida para o Brasil.

A Fragata “União” partiu da Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ), no dia 10 de junho. A chegada do navio contou com a calorosa recepção da tripulação da Fragata “Constituição”, atual navio capitania da FTM. Ao som do enredo da escola de samba União da Ilha, os marinheiros repetiam o refrão em uma só voz cantando “a União voltou, a União voltou”, fazendo um paralelo com o navio que retorna ao Líbano, para mais uma missão. Em clima de alegria, os militares de ambos os navios dividiam-se em dois grupos, os que estavam felizes por terem o sentimento de dever cumprido e os que chegavam vibrando com vontade de enfrentar mais um desafio de trabalhar em prol da manutenção da paz.

A bordo da Fragata “União” o Comandante da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano, Contra-Almirante Joése de Andrade Bandeira Leandro, falou aos militares recém-chegados sobre a importância da participação do Brasil em Missões de Paz. “A partir do dia 17, os senhores representarão, além do povo brasileiro, os 37 países que compõem a UNIFIL e todos os países que compõem a Organização das Nações Unidas. Os senhores serão Mantenedores da Paz”, disse.
FTM-UNIFIL

Em 1978, a UNIFIL foi criada, pela Organização das Nações Unidas, com o objetivo de manter a estabilidade durante a retirada das tropas israelenses do território libanês, além de trabalhar na garantia da paz internacional. Atualmente, possui um contingente de aproximadamente 13.500 pessoas, entre militares e civis de mais de 30 países, dentre eles o Brasil. A FTM-UNIFIL, estabelecida em 2006, é a primeira Força-Tarefa Marítima, criada para integrar uma Missão de Manutenção de Paz da ONU.

FONTE: Nomar

8
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
MOFernando "Nunão" De MartinidaltonlMarcos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcos
Visitante
Member
Marcos

Me corrijam, se estiver errado!

Consta que a MB possui:

1 – NAe
9 – Fragatas (6 Niteroi/ 3 Greenhalgh)
6 – Corvetas
5 – Submarinos
20 – N. Patrulha
5 – N. Patrulha Fluvial
entre outros

Pergunto: quais as condições e idade dessas naves?

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Marcos… são 5 corvetas e não 6, sendo 4 classe Inhauma incorporadas entre 1989 e 1994 que com economia de uso podem durar 30 anos mais a Barroso incorporada em 2008 depois de quase 14 anos. As fragatas classe Niterói foram incorporadas entre 1976 e 1980 foram modernizadas entre 1998 e 2006 para se aguentarem por 40 anos no mínimo porém uma delas a Defensora encontra-se em manutenção faz uns três anos e há boatos que possa ser utilizada como fonte de peças para as demais durarem até uns 45 anos. As Greenhalghs foram compradas de segunda mão da Royal… Read more »

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Lá na US aaaannnd the Navy o USS Denver que foi comissionado em
1968 será descomissionado no próximo ano quando completará 46 anos,
e os 2 LCCs comissionados em 1970 e 1971 terão que se aguentar, não
sei como por mais 25 anos quando darão baixa com quase 70 anos !

Eles também tem uns “velhinhos” por lá e como cá ainda navegam… 🙂

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“Finalmente ainda contamos com o navio tanque Marajó, construído aqui e incorporado em 1969.” “Quanto aos meios distritais temos 6 navios varredores incorporados entre 1971 e 1975 e alguns navios patrulha incorporados no início dos anos 1970 e duas corvetas da classe Imperial Marinheiro incorporadas em meados dos anos 1950.” “Temos ainda em serviço em nossos rios o Monitor Parnaíba e o navio de apoio logístico fluvial Potengi ambos incorporados em 1938.” Dalton, apenas para complementar: Os navios-patrulha costeiros “incorporados no início dos anos 1970” aos quais vc se refere são os seis “Piratini”, que atualmente servem como patrulhas fluviais,… Read more »

MO
Membro

Fernandinho, faltou o Potengi, o Paraguassu, a Nashaiada, o bode Verde inteiro0 Felinto Perry, sem contar os distritais (distritais mesmo)

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

MO, o Potengi o Dalton já tinha escrito. A lista tem mais a ver com o que o Marcos tinha solicitado no início.

Abs!

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Nunão…

enfatizei os mais antigos, ou seja a maioria, até porque são mais curiosos e possuem uma longa e honrada folha de serviços e alguns como os Piratinis , Aratus e Imperiais Marinheiros fizeram parte da minha ou nossa infância.

abs

Marcos
Visitante
Member
Marcos

daltonl

Grato!

Me parece que estamos, pelo menos para fazer patrulhamento, mais ou menos. Evidente que há poucas Fragatas e eu não faço ideia de como estão em termos de eletrônica e armamento de combate.

Chama a atenção também a quantidade de equipamentos diferentes e fico aqui pensando na logística para manutenção.