sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saab Naval

Três submarinos nucleares estão no Rio de Janeiro para as comemorações dos 100 anos da Força de Submarinos do Brasil

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

131125-N-TN558-013

Chegaram ontem ao Rio de Janeiro três submarinos de propulsão nuclear: o Amethyste S-605 da Marine Nationale francesa, o HMS Ambush S-120 da Royal Navy, e o USS Dallas SSN-700 da US Navy, da classe “Los Angeles”. Os submarinos estão atracados na Base Naval do Rio de Janeiro e deverão participar de exercícios com submarinos da Marinha do Brasil nos próximos dias.

Curiosamente, o USS Dallas é o submarino retratado no filme “Caçada ao Outubro Vermelho“, no qual o submarino americano persegue o moderno submarino russo da classe “Typhoon” modificado.

- Advertisement -

17 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eduardo.pereira1

Espero um dia ler aqui mesmo sobre tres subnucs atracados e todos da MB junto a mais uns 8 a 10 convencionais.

Sds.

Reinaldo Deprera

À Marinha só lhe faltam os meios. Respeito, não falta. Só tem baleia parruda no exercício.

Save Ferris!

daltonl

USS Dallas ganhou uma sobrevida pois ele seria inativado no próximo ano, no lugar, será inativado o USS Norfolk, enquanto o USS Dallas será inativado no Ano Fiscal de 2017. O motivo é que o USS Dallas já havia passado por uma manutenção prévia necessária para a inativação enquanto o USS Norfolk ainda não, o que se traduzirá em cerca de 10 milhões de dólares em economia. O papel do USS Dallas no filme Caçada ao Outubro Vermelho recaiu ao USS Houston, pois as filmagens foram feitas na costa oeste e o USS Dallas era e ainda é um SSN… Read more »

MO

Ahhh se isso cesse por aqui …. se passassem por aqui eu pegaria eles aja o que ajar …. kkkkkk

em tempo = mais um dos nossos para quem não conhece =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2014/07/nt-flumar-brasil-lake7-ppyv-nossos.html

17 photos

Baschera

MO,

Pelas cores do N/T Flumar…. achei que iriam chama-lo de “Alemanha” e não “Brasil”…. rsssss !

Sds.

MO

Rsss, quase Basche, o dono, na verdade é Norueguense (Odfjell), coom dedo francelico (Louis Dreyfuss) hehehehehe (PS ainda bem que teve o dedo da Odfjell, senão era outra que ja teria virado história do passado … )

Guilherme Poggio

USS Dallas ganhou uma sobrevida pois ele seria inativado no próximo ano, no lugar, será inativado o USS Norfolk, enquanto o USS Dallas será inativado no Ano Fiscal de 2017. Caro Almte Daltonl Realmente a questão da retirada de serviço dos Los Angeles anda um tanto quanto bagunçada. Principalmente depois do incêndio como USS Miami no estaleiro em 2012. Li recentemente que a ideia era manter o Miami por mais um bom tempo (o navio é de 1990), mas para reparar o sub depois do incêndio a USN precisaria de MEIO BILHÃO DE DÓLARES. Com os cortes no orçamento isso… Read more »

Guilherme Poggio

Ah. Faltou dizer que a USN pretende substituir todos os Los Angeles até 2020 pelos Virginia. Para isso ela teria que construir dois Virgina por ano. Não parece que isso vá acontecer. Já são 10 Virginia em atividade e outros 20 serão construídos. Então o número de SSN na USN fatalmente cairá abaixo do que eles inicialmente previam.

daltonl

Poggio… acho que vc quis dizer todos os Los Angeles dos flight I e II até 2020, pois os “Improved Los Angeles” a partir do SSN 751serão retirados ao longo de toda a próxima década. Existem planos para atenuar a queda de SSNs, selecionando alguns para serem retirados uns 2 anos além do previsto. Também a partir do próximo ano um quarto SSN será baseado em Guam eliminando o transito de ida e volta de San Diego ou Pearl Harbor, o que será interessante em uma força que em breve estará diminuindo de tamanho e ter SSNs baseados avançados compensa… Read more »

Guilherme Poggio

Sim daltonl, me referi aos Los Angeles mais antigos. O Miami, por exemplo, teria pelo menos mais uma década de atividade.

CVN76

Algumas atualizações nos planos de decomissionamento dos Los Angeles mais antigos: USS La Jolla (SSN 701), Dec. 1, 2014, Moored training ship conversion. USS Norfolk (SSN 714), Dec. 15, 2014, dismantlement USS Albuquerque (SSN 706) 2016 Dismantlement USS Houston (SSN 713) 2016 Dismantlement USS City of Corpus Christi (SSN 705) 2016 Dismantlement USS Dallas (SSN 700) 2017 Dismantlement USS Bremerton (SSN 698) 2017 Dismantlement USS Jacksonville (SSN 699) 2017 Dismantlement USS San Francisco (SSN 711) 2017 Conversion to moored training ship USS Buffalo (SSN 715) 2017 Dismantlement USS Louisville (SSN 724) 2019 Dismantlement USS Providence (SSN 719 2019 Dismantlement USS… Read more »

Almeida

Ué, nenhum submarino da Venezuela, Cuba, Irã ou Rússia veio nos prestigiar? Mas não são os nossos parceiros estratégicos? Rsrsrs

Luiz Monteiro

Os 3 submarinos são excelentes máquinas de guerra. Agora, o “Ambush” impressiona, tanto por fora quanto por dentro. O nível de automação e a sofisticação estão bem acima dos demais.

Gostaria de ver um “Virginia”, esse deve ser o que há de mais avançado em operação.

daltonl

Há quem diga que o Astute seria até ligeiramente superior a um Virginia o que até poderia ser explicado pelo fato da US Navy desejar possuir dezenas de Virginias, então, uma certa economia e consequente redução do rendimento mesmo que minima, precisaria ser feita dissipando os custos entre um número maior de unidades enquanto apenas 7 Astutes serão construídos. Em 2012 o USS new Mexico classe Virginia treinou com o HMS Astute o que beneficiou ambas as marinhas já que são considerados os melhores SSNs em serviço e embora os resultados sejam classificados o que “vazou” é que ambos submarinos… Read more »

joseboscojr

Daltão,
O Astute planejado pode até ter desempenho superior a um Virgínia, mas o Astute real parece que não tem dado a uma série de problemas que foi divulgado que ele teria e que não sei se foram solucionados.
Uma perguntinha: o Astute precisa repor seu combustível nuclear ou é como o Virgínia?

daltonl

Verdade Bosco, os britanicos tiveram mais dificuldades o que é compreensível pois os EUA nunca pararam de fato de construir submarinos, apenas diminuiram o ritmo enquanto os britanicos ficaram muitos anos sem projetar algo novo.

Com alguma ajuda dos EUA os problemas estão sendo sanados e tudo leva a crer que os Astutes são ou serão tão eficientes quanto um Virginia.

Quanto ao reator é exatamente a mesma coisa do Virginia.

abraços

Carlos Alberto Soares

Quem tem …. tem ….

comment image%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.allvoices.com%252Fcontributed-news%252F7613102%252Fimage%252F68590355-hms-ambush-the-royal-navy-s-newest-hunter-killer-submarine%3B609%3B480

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Rússia envia lançadores de mísseis antinavio para perto das Ilhas Curilas reivindicadas pelo Japão

MOSCOU (AP) - Os militares russos desdobraram sistemas de mísseis de defesa costeira para as Ilhas Curilas, uma cadeia...
- Advertisement -