quarta-feira, dezembro 1, 2021

Saab Naval

Array

Novos submarinos israelenses estão quase prontos na Alemanha

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

ISS-36-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-01

A classe “Dolphin II” de submarinos construídos para a Marinha de Israel está quase pronta na Alemanha. São os maiores submarinos construídos pela Alemanha desde a Segunda Guerra Mundial e espera-se que quando entrarem em serviço estarão entre os mais eficazes do mundo.

Os três submarinos estão em diferentes estágios de construção na ThyssenKrupp Marine Systems em Kiel, Alemanha – Tanin, Rahav e uma terceira unidade ainda não batizada. Os submarinos são maiores que os “Dolphin” Type 800 construídos para a Marinha de Israel na década de 1990: têm 68,6m versus 57,3m dos submarinos anteriores; 2.050 t de deslocamento na superfície e 2.400 t submersos, versus 1.565 t e 1.720 t.

O armamento é composto de 10 tubos lança-torpedos  – quatro de 650mm e seis de 533mm de diâmetro. Fontes dizem que eles levam torpedos guiados DM-2A4 Seehake, mísseis antinavio UGM-84C Harpoon e mísseis antiaéreos Triton.

Os submarinos são equipados com sistema de propulsão independente da atmosfera (AIP), que permite operações submersas estendidas sem a necessidade de usar o esnorquel.

O Tanin (Crocodilo) foi entregue à Marinha de Israel em maio de 2012 e o Rahav (Coragem) em abril de 2013. Ambos permanecem na Alemanha para testes contínuos.

ISS-40-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-11

ISS-38-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-03

 

ISS-35-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-08

ISS-34-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-08

ISS-30-S-TANIN-on-19-06-2014-at-Kiel-06

ISS-20-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-09

ISS-16-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-07

ISS-12-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-05

ISS-10-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-04

ISS-08-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-03

ISS-02-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-11

ISS-00-S-TANIN-on-14-06-2014-at-Kiel-12 (1)

FONTE: intercepts.defensenews.com

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Formato inusitado do casco. Alguém pode explicar aquele formato quadrado da parte inferior?

joseboscojr

Clésio,
Geralmente nesse tipo de sub é onde ficam as baterias, mas posso estar completamente equivocado.

Roberto Dias Alvares

A observação do amigo com relação ao local das baterias é bem provável. Outra possibilidade seja o fato do fundo plano diminuir a resistência da água e consequentemente o nível de ruído

Fernando "Nunão" De Martini

Bosco (e Clésio), As baterias ficam dentro do casco de pressão, e não fora. O casco de pressão é a parte de formato cilíndrico. Esses adendos / carenagens em formatos diferentes ficam fora, no que se costuma chamar de casco externo. Dentro desse “adendo” externo ao casco de pressão, na parte de baixo, ficam estocados os cilindros de um dos componentes da propulsão AIP (independente da atmosfera), mas não lembro de cabeça, nesse modelo destinado a Israel em especial, se os que ficam embaixo são os cilindros de hidrogênio ou de oxigênio, ou se há cilindros também na carenagem hidrodinâmica… Read more »

joseboscojr

Valeu Nunão.
Eu realmente não entendo de nada que faça menos de 1000 km/h. rrssss

Groo

Pintura diferente.

Mauricio R.

E nada de exibir a proa.
Hélice c/ cobertor até que eu entendo, essa época do ano deve fazer frio danado, mas nem exibir a proa???
Excesso de segurança cansa.
Mas belos planos de mergulho na popa, em geral gostei do design.

Iväny Junior

Esse é um destróier que navega por baixo. Muito bom.

wwolf22

A quem pertence o projeto “intelectual” ???
Aos israeli ou aos alemães ??

wwolf22

Se o Brasil quisesse comprar esse sub, poderíamos ?? ou teríamos que ter autorização dos israeli ??

MO
sergiocintra

Maurício R.

Na 9a. foto da para ver atras dos andaimes outro Sub e com as helices à mostra.

O que achei fantástico é a qtdade de area que permanece submersa (foto 12), comparando-se o q esta dentro d’agua, com o fora.

Nunão
Da para fazer alguma comparação com os Scorpene (sem AIP) ou são classes mto. diferentes?

daltonl

wwolf…

O projeto é baseado na classe “209” alemã só que muito modificado e aumentado para atender exigências israelenses.

Algo semelhante aconteceu com os argentinos que
tiveram 2 submarinos construídos na Alemanha entregues em meados dos anos 80 e até a construção desses submarinos israelenses foram os maiores construídos na Alemanha.

Os 2 TR-1700 com 2200 toneladas de deslocamento submerso estão em serviço até hoje.

Enfim, os alemães possuem projetos para exportação que podem ser comprados prontos ou modificados
conforme solicitação.

Fernando "Nunão" De Martini

“wwolf22 19 de agosto de 2014 at 9:32 Se o Brasil quisesse comprar esse sub, poderíamos ?? ou teríamos que ter autorização dos israeli ??” Complementando o Dalton, O Brasil não só poderia como quase comprou um similar (seria construído aqui), por volta de 2005. Esse submarino para Israel é uma das variações, como escreveu o Dalton, de projetos alemães aperfeiçoados a partir do Type 209 (classe dos atuais da MB), adaptando-o extensivamente para incorporar características do novo Type 212. Assim, chegou-se ao Type 214 e suas variações, do qual chegamos a negociar e praticamente finalizar um contrato de construção… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

“sergiocintra 19 de agosto de 2014 at 9:49 Nunão Da para fazer alguma comparação com os Scorpene (sem AIP) ou são classes mto. diferentes?” Sergio, Não só dá para fazer (embora não exatamente com esse modelo israelense, mas o que lhe deu origem), como já fizemos, numa época em que as decisões a respeito do programa de submarinos da MB geravam tanta polêmica nos sites quanto gerou o programa F-X2 da FAB. A comparação que fizemos vários anos atrás leva em conta o AIP nos dois (mas a Marinha não quis AIP por diversos motivos, nem na época em que… Read more »

sergiocintra

Caramba! 113 postagens de polêmicas.
Valeu!
Abraços

wwolf22

Gratos Daltoni e Nunao…
Quanto ao U214 eu ja sabia que a MB quase assinou o cheque… os alemães ateh construíram uma siderúrgica no Rio como contra-partida…
pensei que nesse projeto “tivesse algum dedo israeli”(projeto especifico, maquinario, equipamentos, metal utilizado, …) e por esse motivo esse sub so podria ser vendido com aval dos israeli…

MO

em tempo 2 – novo – novissiomo, do estaleiro ara santos, brilhando, LINDO !!!!

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2014/08/mt-orange-blossom-2-maidem-voyage-e.html

20 photos – Maiden Voyage and Maiden call Santos

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Naval Group lança o ‘Duguay-Trouin’, segundo submarino nuclear de ataque tipo ‘Barracuda’

O Naval Group lançou o segundo submarino nuclear de ataque (SSN) do tipo Barracuda para a Marinha Francesa (Marine...
- Advertisement -