Home Noticiário Nacional Submarino ‘Tikuna’ sofre avarias e é consertado em Itajaí

Submarino ‘Tikuna’ sofre avarias e é consertado em Itajaí

394
35

Tikuna-reparo

O submarino Tikuna S-34, que atracou na sexta-feira na Delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí, passou por conserto na manhã desta terça. A embarcação sofreu avarias quando navegava entre o Rio de Janeiro e Santa Catarina, mas o dano só foi percebido quando o submarino emergiu para entrar em Itajaí.

Um buraco se formou na estrutura externa que recobre a embarcação, feita em fibra de vidro. Capitão-de-fragata Alexandre Madureira de Souza, o comandante do Tikuna, acredita que a estrutura tenha sido danificada no trajeto, quando enfrentou mau tempo em alto mar. Segundo ele, a avaria não prejudicou a navegabilidade do submarino, mas causaria barulho quando ele voltasse a mergulhar.

_ Como há mão de obra especializada em Itajaí, resolvemos fazer o conserto antes de voltar ao Rio de Janeiro.

Técnicos em fibra de vidro foram chamados para o serviço e concluíram o trabalho ainda pela manhã. O conserto atrasou a partida do Tikuna, que deveria deixar Itajaí na segunda-feira. A embarcação deverá deixar o cais da Delegacia da Capitania dos Portos nesta terça à tarde.

Treinamento

A viagem do Tikuna a Itajaí foi para o treinamento da tripulação. A formação dos tripulantes do submarino é feita na escola da Marinha, no Rio de Janeiro, e no mar.

O roteiro faz parte dos exercícios práticos dos tripulantes, que deverão passar por uma prova quando retornarem ao Rio.

FONTEwp.clicrbs.com.br / COLABOROU: Thiago Kohler Valerio

35
Deixe um comentário

avatar
33 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
Carlos Alberto SoaresdaltonlGUPPYaldoghisolfiMO Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Credo!
Mas desde quando o Brasil foi assim tão desburocratizado?
Tem lâmpada queimada em escola pública que fica 20 anos e não é trocada porque não teve licitação, agora um submarino perde um pedaço e arruma fácil assim?
Poxa! Parabéns à Marinha, ou pelo menos, aos tripulantes do Itajaí.
Ainda há esperanças! Hélio Beltrão soltou fogos lá no Além.

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Ops! Tikuna e não Itajaí.
rsrssss

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Como assim jovem??

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Uai Guizmo, pra mim um rombo desses num submarino era coisa pra ele ficar inoperante por meses até a burocracia autorizar o conserto.

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Boscão, concordo contigo (aliás, sempre). Meu comentário se referiu ao Sub. Como assim pegar mau tempo e fazer um rombo desses?

Leonardo A.P.
Visitante
Leonardo A.P.

Se não me engano, tem um brecha na lei 8666 sobre reparos emergenciais em navio fora do porto sede, que dispensa a licitação, mas não posso confirmar.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Este ‘mau tempo” deve ter um casco bem duro não ??

Então o submarino é de papel para enfrentar um mau tempo qualquer e perder um pedaço destes do casco ??

Isto está MUITO mal contado.

Sds.

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Baschera,
Foi o USS Bad Weather!
Rsrsss

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Hahahahaha…..sim, um destroyer da classe Weather !!

Sds.

Alfredo Araujo
Visitante
Member
Alfredo Araujo

Difícil de acreditar, mas algo pode ter se chocado contra a estrutura do sub ué..

Não lembram da quantidade de lixo flutuante q encontraram nas buscas pelo voo da Malasian ?!?!

Tem muita “bosta” boiando por ai…

Colombelli
Visitante
Member
Colombelli

Embora seja pouco provável que um choque com algo não tivesse sido ouvido, não é de se descartar. Vale lembrar que ali fica a foz do Rio Itajaí, e é comum pedaços de madeira descerem nas enchentes muito comuns, e irem parar no oceano circundante.

wwolf22
Visitante
wwolf22

quer dizer que o Tikuna eh feito de fibra de vidro ?!?!
que blz !!!!!!!!!!!!!!!!!
se o sub estiver submerso e colidir com um cardume de atum ou ateh mesmo uma baleia, o mesmo vai a pique ?!?!
Gezuiz !!!! Vai Barsil…..

Luiz Monteiro
Visitante
Member
Luiz Monteiro

Prezado Wwolf22,

Somente parte do revestimento externo dos submarinos é feita de fibra de vidro. Este material é utilizado por ser fácil de ser moldado, ajudando na hidrodinâmica do submarino; revestido sensores que se localizam presos ao casco (sonares passivos); e, principalmente, contribuem bastante para a diminuição da taxa de indiscrição do submarino, pois absorvem parte dos sinais emitidos por sonares ativos de outros meios e reduzem a assinatura acústica do submarino.

Abraços

Luiz Monteiro
Visitante
Member
Luiz Monteiro

Só falta dizer que a baleia que apareceu morta na praia do Rio de Janeiro, foi em decorrência de uma colisão com o Tikuna. rs

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

É prática antiga o uso de fibra de vidro no topo do casco de pressão inclusive reduzindo o peso.

No mais o Tikuna como quase todo submarino é relativamente frágil e o constante bater de fortes ondas
pode ser bastante sério.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Eu queria ver se o tom dos comentários seria o mesmo se fosse um Scorpene…

wwolf22
Visitante
wwolf22

nao sabia que a fibra de vidro era usado para revestir certas partes externas do sub… pra mim era tudo feito de aco de uma liga especial… vivendo e aprendendo…

certeza que foi o Tikuna que matou a baleia… aha ha haha

Guizmo
Visitante
Member
Guizmo

Luiz Monteiro acertou!

Eu aqui criticando e o Tikuna na verdade veio de uma missão bem-sucedida contra a baleia que adentrou em nossas águas territoriais sem prévia autorização.

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Clésio Luiz 20 de agosto de 2014 at 11:10 #

Eu queria ver se o tom dos comentários seria o mesmo se fosse um Scorpene…

Seguramente teria afundado..kakakakakak é brancadeira clésio.

Grande abraço

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“wwolf22 20 de agosto de 2014 at 13:08 # nao sabia que a fibra de vidro era usado para revestir certas partes externas do sub… pra mim era tudo feito de aco de uma liga especial… vivendo e aprendendo…” Wwolf22, Só para deixar mais claro: A parte principal de um submarino é que precisa ser construída com ligas especiais de aço de grande resistência. Trata-se do chamado casco de pressão. Ele é formado por várias seções circulares unidas e soldadas, formando um cilindro, como um longo tubo, fechado nas duas extremidades. Lá ficam abrigados todos os sistemas e equipamentos principais… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Para ajudar a entender, alguns desenhos (pena que não são grandes) em raio-x de submarinos Type 209, da família à qual pertence o Tikuna. Dá para perceber claramente os limites do casco de pressão e os “adendos” que formam o casco externo, sendo que alguns deles (como os que formam o convés) são feitos de fibra, e outros de aço (porém de estrutura mais leve que a do casco de pressão).

https://www.naval-technology.com/projects/sskmanthatisi/images/4-submarine-diagram.jpg

https://www.globalsecurity.org/military/world/europe/images/type-209-line2.gif

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Queria ver a cara do wwolf22 quando ele descobrir que todos os submarinos nucleares modernos tem o casco revestido com borracha… 🙂

Almeida
Visitante
Member
Almeida

Quanto a questão se fosse um Scorpene, bem, o Tikuna custou menos da metade, obviamente sofrerá menos críticas. Mas ainda assim é bem estranho ele sofrer uma avaria dessas apenas por conta de mau tempo.

wwolf22
Visitante
wwolf22

muito obrigado pela aula Nunao…

Almeida, quanto aos sub revestidos com borrachas eu ateh entendo, pois a borracha “absorve melhor os ecos dos sonhares”… quanto a borracha sem problemas… mas fibra de vidro essa eh novidade… mas não necessariamente necessita ser fibra de vidro ne ?!?! poderia ser uma placa de alumínio ou madeira ?!?! ja que não sofre a pressão na hora do mergulho… acho que ficaria mais resistente…

wwolf22
Visitante
wwolf22

sonhares= sonares

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

wwolf22,

A fibra de vidro é um material bastante comum em construções navais. É resistente o suficiente para que diversas embarcações, algumas delas capazes de altas velocidades, tenham casco em fibra de vidro.

MO
Membro

olha ai sobre consertamento e reinauguraçções de çubmarinus, olha so que esta por aqui =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2014/08/nss-felinto-perry-k-11-pwfr-o-as-de.html

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Acho que a MB deveria contar como é que, REALMENTE, o Tikuna foi ferido, com exposição do casco de pressão.

Considerando que, muito certamente, o sub se locomovia a meia força (e olhe lá) MAS QUE PORRADA ele levou p’rá fazer um estrago do tamanho do que aparece na foto.

Só pode ter sido uma baleia chapada em alta velociade…

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

“aldoghisolfi em 22/08/2014 as 10:42 Acho que a MB deveria contar como é que, REALMENTE, o Tikuna foi ferido, com exposição do casco de pressão. Aldoghisolfi, Apenas para esclarecer: o lado externo do casco de pressão, em sua maior parte, é exposto. Essa parte de fibra de vidro fica sobre o mesmo apenas naquela área, com funções hidrodinâmicas, de permitir caminhar sobre a área e para abrigar equipamentos externos ao casco de pressão. Logo abaixo dela, onde dá pra ver que o “buraco” está sendo consertado, já se vê o casco de pressão, exposto normalmente daí até o fundo do… Read more »

GUPPY
Membro
Member
GUPPY

Quando o NSS Gastão Moutinho-K10 atingiu o Submarino Rio Grande do Sul-S11, em 1977, a imprensa não ficou sabendo, ninguém falou nada. Eu que contei aqui no PN, há algum tempo atrás e o NGB aproveitou muito bem a info e registrou lá. Espero que se conte o que de fato houve, afinal não estamos mais no Regime Militar embora, em muitos aspectos, faça falta.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Também gostaria de saber o que de fato houve, mas, antes de mais nada temos que reconhecer que não foi nada sério e a integridade do casco de pressão e a segurança da tripulação não foram afetados. Na minha opinião, a “falta” de informações, divulgações, não apenas com relação a esse fato é também pela falta de um público alvo significativo. É muito mais fácil encontrar informações sobre a US Navy do que sobre a nossa marinha pois há uma maior cobertura , até porque muita coisa acontece por lá diariamente e o interesse é até internacional Não é a… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Member
Carlos Alberto Soares

Carlos Alberto Soares
Visitante
Member
Carlos Alberto Soares

Nome correto do revestimento:

Laminados pultrudados em fibras de vidro e outros compostos.

Caso queiram saber sobre os outros compostos, perguntem a MB, mas tenho conhecimento de alguns que são de uso geral marítimo.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Member
Carlos Alberto Soares

Scorpene ?

Teria ido para a $NO$, com suporte dos brioche$ e ……. o que seria orçado e pago daria para comprar um OK Dolphin, tipo …… INS Rahav.

Estamos f#d%[email protected] na mão dos brioche$ e da $NO$.

http://www.naval-technology.com/projects/dolphin/

Carlos Alberto Soares
Visitante
Member
Carlos Alberto Soares

Parabéns pela atitude de repara-lo, na área há três Empresas especializadas em pultrudados, mas acredito que o pessoal da MB é que “resolveu o osso.”

Origem de Tec Alemã né, fica mais “prático” (rs).