Home Marinha do Brasil NDCC ‘Almirante Saboia’ na Comissão Haiti XX

NDCC ‘Almirante Saboia’ na Comissão Haiti XX

723
20

g25 alte Saboia - foto MB

O Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Almirante Saboia” realizará, no período de 08/10 a 07/12/2014, a Comissão Haiti XX. Sua missão precípua será a de transportar material da Força de Fuzileiros da Esquadra e do Exército Brasileiro, a fim de contribuir com o esforço logístico, em apoio ao contingente brasileiro da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH).

Desde 2004, quando chegou o primeiro contingente de tropas brasileiras no Haiti, navios da Marinha realizam viagens de Apoio Logístico, como a Comissão Haiti XX, que
são essenciais para a continuidade das operações de paz desenvolvidas naquele País.

A partida do navio, programada para o dia 08/10/2014, ocorrerá na Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ), às 09 horas. Antes do destino principal, Porto Príncipe, o navio aportará, por motivos logísticos, no porto de Belém, no Brasil; e Paramaribo, no Suriname. Na capital haitiana, está prevista sua permanência por um dia.

Os órgãos da mídia interessados em cobrir o suspender do navio poderão credenciar-se previamente junto ao Comando da Força de Superfície pelos telefones (21)
2189-1961 ou 2189-1940 (Primeiro-Tenente Moisés ou Suboficial Chagas) ou pelo e-mail: comsoc@forsup.mar.mil.br

DIVULGAÇÃO: Comando da Força de Superfície

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
marciomacedo
marciomacedo
5 anos atrás

Pela foto, dá para ver que o Saboia está em ótimo estado. Como estarão o Garcia e o Matoso?

Vassili
Vassili
5 anos atrás

Marciomacedo,

Tudo bem que uma casa bem pintada é sinal de que o dono cuida bem dela…………………. mas tb mainha me ensinou a nunca julgar um livro apenas pela capa…………..

Num acha que é “pressa” de sua parte em tirar essa conclusão usando como ponto de vista apenas a pintura?????

Afinal, tanto o Almirante Saboia quanto o Garcia Davilla ja tem muitos anos de mar………..

Abraços.

MO
MO
5 anos atrás

nada contra o sabia, apenas uma velhA EXPRESSÃO DE ALGUEM DAQUI “tINTA OBRE fERRUEM”, NAO COMELE,APENASME LEMBRANDO DA EXPRESSÃO (A DISTANCIA FICA UMA BELEZA …. )

daltonl
daltonl
5 anos atrás

O Mattoso continua em manutenção e o Garcia é um
navio relativamente novo teoricamente com muitos anos pela frente ainda.

Só como curiosidade , os 4 últimos navios da
classe Newport idênticos ao Mattoso mantidos pela
US Navy, muitos anos na reserva, apenas aguardando o destino final , 2 foram afundados em exercícios neste ano, os ex-USSs Fresno e Tuscaloosa..

Outros 2, ex-USSs Boulder e Racine serão desmantelados
conforme anunciado também esse ano.

juarezmartinez
juarezmartinez
5 anos atrás

Não teria sido pela mesma razão que a RAN aposentou os seus???

Grande abraço

daltonl
daltonl
5 anos atrás

Galante…

será que você não está confundindo com outro país ?

O Peru não adquiriu nenhum “Newport” e ainda opera
2 LSTs de modelo ainda mais antigo pouco melhores do que aqueles clássicos da II GM.

A Austrália como mencionada pelo Juarez adquiriu 2
que foram bastante modificados para atuarem como transportes anfibios e ambos foram retirados em 2011 já que não valia o custo-benefício mante-los.

abraços

daltonl
daltonl
5 anos atrás

Dei o “enter” antes de concluir…

juntamente com O Mattoso foram definitivamente comprados praticamente juntos, +/- 2001 os LSDs Ceará e Rio de Janeiro que também haviam sido transferidos anos antes mas não definitivamente comprados.

Então vieram 3 “anfíbios” quase de uma tacada só.

marciomacedo
marciomacedo
5 anos atrás

Será que vale a pena gastar com o Mattoso? Não entendo como uma armada como a MB não possa gastar com navios como os coreanos comprados pelo Peru. O país cogitou, sim, comprar dois Newport.

marciomacedo
marciomacedo
5 anos atrás

Se o navio está na ativa é porque está funcionando bem.

daltonl
daltonl
5 anos atrás

Os peruanos cogitaram alguns anos atrás adquirir 2 Newports , mas não faria muito sentido substituir os 2 velhos LSTs que eles ainda possuem por navios pouco mais novos que apesar de melhores ainda exigiriam muita manutenção e optaram então por 2 LPDs novos relativamente modestos de 11000 toneladas a plena carga.

O Peru adquiriu um grande navio logístico de segunda mão
e está adquirindo os 2 LPDs acima então parece que
está tudo bem…mas…2 dos 6 submarinos estão com 40 anos e os demais com mais de 30 anos só como exemplo.

marciomacedo
marciomacedo
5 anos atrás

Dalton, pensava que os novos LPDs peruanos não passavam de oito mil toneladas.

daltonl
daltonl
5 anos atrás

Deslocamento standard é tido como menos de 8000 toneladas mas o deslocamento a plena carga que citei
é por volta de 11000 toneladas.

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

Mais um belo trabalho para nossa futura GC.

Aliás, se temos 84 Brigadeiros,

temos quantos Almirantes ?

**/***/****

Afinal de contas somos contribuintes né ……

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

MO

Será que trarão passageiros extras ?

Eles entram pelo seu amado Acre.

E agora países africanos de língua francesa também estão exportando passageiros para nós, via seu amado Acre e Rondônia já entrou na rota.

Com a crise que teremos nos próximos dois anos, pelo menos, essas contas ficarão bem caras …..
Haiti, África, Cuba …… e por ai vai ….

Já grana para dar “um tapa” na MB …… ah …. ai não tem.

Parabéns ao Almirantado (todos-**/***/****) que não se postam perante a Tia Eny e coloquem os pingos nos iiiiiiii.

GUPPY
GUPPY
5 anos atrás

marciomacedo em 07/10/14, às 10h 19min

“Se o navio está na ativa é porque está funcionando bem.”

Isto foi ironia?

Oganza
Oganza
5 anos atrás

GUPPY,

calma… pode ter sido ingenuidade. 🙂

Sds.

daltonl
daltonl
5 anos atrás

Seja como for tanto o Sabóia como o Garcia D´Avila tem
cumprido o que se espera deles, ambos estiveram no Haiti ano passado e o mesmo ocorrendo esse ano além de
outras designações.

O Ceará está gradualmente retornando ao serviço e o
Mattoso encontra-se em manutenção.

marciomacedo
marciomacedo
5 anos atrás

É uma ingenuidade tão grande que o comentário do Dalton, acima, me deu razão. Não afirmei, em momento algum, que o navio está em condições operacionais ideais. E, sim, que está funcionando, como seu irmão Garcia e, em breve, estarão o Ceará e o Mattoso. Há muito espírito de partidarismo ( e de sectarismo) presente aqui no blog.

juarezmartinez
juarezmartinez
5 anos atrás

Eu que sou um critico assíduo da MB, bato palmas para estas duas aquisições de oportunidade da MB, pois ambos estão cumprindo a missão, carregando o piano, e ainda são navios robustos e com baixo custo operacional.

Marcio, tenho dúvidas se o Matoso volta, mas vamos ver.

Lamento que não tenhamos tido $$$$ para comprar o tanqueiro Holandês, uma oportunidade ímpar, um navio relativamente novo, bem como o Bay Inglês.

Grande abraço