Home Noticiário Nacional Marinha do Brasil sofre com frota envelhecida

Marinha do Brasil sofre com frota envelhecida

3056
40

Fragata União F45

ClippingNEWS-PAComo uma dez maiores economias do mundo, o Brasil tem responsabilidades internacionais e, por isso, a Marinha comanda, desde 2011, a Força Interina das Nações Unidas no Líbano (Unifil, em inglês) lá mantendo permanentemente uma de suas fragatas. Para isso, em 14 de novembro de 2011 a fragata União foi a primeira a ser incorporada a essa missão de paz das Nações Unidas. O comando desta Força Naval de Paz vem sendo de um almirante brasileiro, que exerce suas atividades a bordo da fragata.

Mas a realidade é dura. As fragatas nacionais, com 35 anos de serviço, já mereceriam aposentadoria, e a União, sem muito alarde, pifou. Parte de seu sistema de propulsão parou e a fragata está inoperante. As peças sobressalentes vão ser levadas pelo navio patrulha oceânico Apa, que, até o fim do conserto, ficará no lugar da fragata.

NPaOc Apa P121
NPaOc Apa P121

 

O Apa é apenas a opção que sobrou. Embora novo, comprado da inglesa BAe Systems e incorporado em 2012 ao Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, se destina apenas ao policiamento naval, não sendo capaz de substituir uma fragata, esta dotada de mísseis, torpedos e radares de uso militar. Isso traz à tona uma parte dos problemas da Marinha agravados pela sistemática falta de orçamento. A opinião pública sabe da construção de submarinos e pensa estar tudo bem, mas a realidade é outra, pois a soberania no mar está ameaçada. Cada vez mais, o combativo pessoal dessa Força Armada continua a ter que acreditar no velho ditado: “Deus é brasileiro e tem um filho na Marinha”.

FONTE: www.monitormercantil.com.br

40
Deixe um comentário

avatar
40 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
JacubãoXOWagnerthomas_dwKojak Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Pelo histórico da UNIFIL, não vejo muita diferença entre usar o Apa ou uma das Niteróis. A menos que eu tenha perdido algo, ele dá conta de todas as missões que elas cumpriram ao longo do tempo.

Poderiam até aproveitar e mandar outro Amazonas para substituí-lo (na hora certa) e dar um descanso para as Niteróis, pois serão nosso melhor navio de escolta por um bom tempo.

Mas é claro que tem um pessoal catastrófico que vai achar que o Apa pode ser atacado por submarinos iranianos, aviões sírios ou algo do tipo.

Kojak
Visitante
Kojak

“As fragatas nacionais, com 35 anos de serviço, já mereceriam aposentadoria, e a União, sem muito alarde, pifou.”

Pela segunda vez.

http://www.naval.com.br/blog/2013/10/17/ftm-unifil-marinha-autoriza-viagem-de-manutencao-emergencial-ao-libano/

Paro por aqui, não preciso postar mais nada sobre esse tópico.

Abraços aos colegas.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Rafa… um helicóptero orgânico, melhores instalações de comando e comunicações, mais espaço para transportar pessoal extra como mergulhadores de combate, enfim, há mais motivos para se ter uma fragata como capitanea do que um OPV do que apenas mais armamento. Quanto ao “defeito” não há nada de outro mundo nisso, navios da US Navy em longas comissões também as vezes entram em alguma base no exterior e reparos são feitos isso quando a partida não é adiada por um problema de máquinas. “Economizar” uma fragata ao invés de envia-la à UNIFIL não fará grande diferença diante da situação atual e… Read more »

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Obrigado, Dalton. Realmente, não ter hangar não é ideal. Mas será que o impacto será grande, dado que o navio opera próximo a costa? Sobre espaço para pessoal extra: “A coberta da tropa possui espaço para a instalação confortável para mais 50 tripulantes/refugiados, em uma Operação de Interdição Marítima, Com a instalação de alguns contêineres, a área poderia servir de alojamento para os mesmos. Para o autor, tal espaço também permitiria que o meio fosse o Capitânia da FTM no Líbano. ” (Por dentro da Amazonas – Poder Naval) Claro que também não é ideal. Ainda mais para uma missão… Read more »

João Filho
Visitante
Member
João Filho

Realmente, é triste ver a Marinha velhissima que cada dia piora. Nem falemos de Nae. O necessário serja, como medida de emergência, encomendar ao menos 12 fragatas novas em folha, da França, Itália, Koreia, ou quem seja. Para ontem!!! Mas infelizmente, continuaremos caminhando rumo à Argentinização dados meios.

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Complementando, para termos ideia de quantas pessoas são acrescentadas à tripulação do navio, por conta das missões na UNIFIL: “A tripulação nesta viagem está complementada por 15 membros do Destacamento Aéreo Embarcado do esquadrão HA-1, de nove membros do GruMec e de 15 Fuzileiros Navais que terão como missão compor o “Grupo de Reação contra Ameaça Assimétrica”, além de velar pela segurança do navio e compor eventuais Grupos de Vistoria e Inspeção (GVI). Além disso, o navio reservou ainda 12 vagas para receber a bordo o Estado Maior do Almirante Caroli quando a União estiver na área de atuação da… Read more »

Kojak
Visitante
Kojak

AI 5 em pleno vigor. NOTA DOS EDITORES: LEIA AS REGRAS NA COLUNA AO LADO ANTES DE POSTAR E AJUDE O DEBATE, AO INVÉS DE ATRAPALHÁ-LO. TRAZER DE VOLTA COMENTÁRIOS OFENSIVOS QUE GERARAM BRIGAS NO PASSADO NÃO VAI AJUDAR EM NADA O DEBATE NO PRESENTE. VOCÊ TEVE UM COMENTÁRIO REMOVIDO POR ESTAR FAZENDO PROVOCAÇÕES INÚTEIS QUE NÃO AJUDAM NO DEBATE, QUE É O OBJETIVO DESTE SITE. NÃO SE FAÇA DE VÍTIMA DE UM “AI 5”. NÃO CENSURAMOS COMENTÁRIOS DEVIDO A OPINIÕES, POIS CADA UM TEM A SUA, E SIM POR CONDUTA INAPROPRIADA. VOCÊ JÁ DEVERIA TER APRENDIDO ISSO HÁ UM… Read more »

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Rafa… ter um helicóptero a bordo mesmo o navio operando “próximo” a costa é inestimável, pense no tempo que se é perdido em transito e no retorno para reabastecimento, na maior independência em se usar uma aeronave orgânica,etc. Quanto às fragatas estarem sendo “preparadas às pressas”, não há porque pensar assim já que 3 estão se revezando então está havendo cerca de um ano para manutenção. Claro que com o passar dos anos uma manutenção mais demorada pode ser necessária e impedir o retorno do navio na sua vez, então, usa-se o plano B que pode ser “convocar” uma quarta… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Dalton,

Falando na Barroso, vale lembrar que, na recente visita da corveta a Santos, eram visíveis posições para metralhadoras .50 instaladas nos dois bordos (junto aos paióis de bandeira), na parte de trás da superestrutura.

Pode ser uma dica de que se pensa na Barroso para esse tipo de missão em que se corre risco de ameaças assimétricas (a classe “Niterói” teve posições de .50 instaladas justamente por isso).

Nessa foto dá pra ver perfeitamente a posição de metralhadora a boreste, na Barroso:

http://www.naval.com.br/blog/wp-content/uploads/2015/02/barroso-V34-PWBS-aspirantex-2015-ml-03-02-15-23-copy.jpg

lynx
Visitante
lynx

Os NaPa Apa trará significativas restrições para o cumprimento da missão até agora cumprida pelas Fragatas. A mais evidente é que o helicóptero Lynx ficará restrito a vôos diurnos em condições visuais. Além de que, ficando exposto no convoo, pela falta do hangar, estará mais propício a panes e sofrerá restrições nas manutenções, que terão que ser feitas sem alguns equipamentos e a céu aberto.
Os radares também não possuem a mesma efetividade dos das fragatas. E as facilidades de comunicações e TI são inferiores, dificultando o trabalho do estado-maior da FTM, quando embarcado.

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Dalton, eu me expressei mal. Não quis dizer que o lynx ficaria em terra, mas, sim, que em razão do navio estar próximo a costa, a operação seria mais fácil do que em mar aberto e, em caso de necessidade, ele poderia ir para alguma base em terra sem maiores problemas.

De qualquer forma, o Lynx expressou as limitações da operação no Apa.

Aliás, Lynx essa restrição para pouso noturno é do navio ou é de falta de qualificação dessas operações no navio?

Obrigado.

Kojak
Visitante
Kojak

Creio que tenho provas suficientes de que falei a verdade: a pobreza que a MB vive há muito tempo e continuará a viver. Quo vadis NOTA DOS EDITORES – ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS KOJAK: SEU COMENTÁRIO NÃO FOI APAGADO POR FALAR DE POBREZA DA MB, OU POR SUA OPINIÃO OU COISA QUE O VALHA, TENDO PROVAS OU NÃO, FALANDO A VERDADE OU NÃO. VOCÊ JÁ COMENTOU ESSE TIPO DE ASSUNTO INÚMERAS VEZES, SEM QUALQUER TIPO DE PROBLEMA, EDIÇÃO OU ADVERTÊNCIA POR CONTA DA SUA OPINIÃO, POIS AS OPINIÕES SÃO LIVRES, CADA UM TEM A SUA PARA COLOCAR EM… Read more »

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Rafa…

não quis limitar-me às esta situação e sim que um navio mais adequado à capitanea da UNIFIL tem que ser algo
mais adequado que o Apa, com helicóptero orgânico e
melhores instalações de comando e comunicação.

Nunão…

grato pelo link com a foto.

abs

rafael oliveira
Visitante
Member
rafael oliveira

Dalton, então ao invés de me expressar mal, eu compreendi mal.

Mas agora está tudo mais claro, o Apa é bem mais limitado para a função do que eu imaginava.

Muito obrigado.

Abraço.

Joker
Membro
Member

Os Amazonas possuem iluminaçao do convoo noturna, sao qualificados a operarem o superlynx, bem como possuem amplo espaço interno. Sobre comunicaçoes e radares, alem de Sistemas de Armas é impossivel comparar um Patrulheiro com uma Escolta(Corveta/Fragata/etc) é lógico que o Amazonas será limitado em relaçao as Niteroi. O que temos que ver se a Missao FTM UNIFIL demanda uma escolta ou um patrulheiro? Ao meu ver e de alguns militares da Marinha que consultei, a missao em si, demanda um Patrulheiro Oceanico com espaço para acomodar quando necessario um EstadoMaior da FTM. Por isso ao escrever o artigo sobre a… Read more »

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Joker…

há também um histórico de fragatas de outros países sendo utilizadas na UNIFIL. A transferência de comando
para o Brasil por exemplo se deu em uma fragata turca igualmente equipada com helicóptero orgânico.

Também acho importante salientar que não havia nenhum “Amazonas” na época quando o Brasil assumiu o comando em 2011.

Os demais países já contribuem com navios “menores” então que ao menos um contribua com algo maior e mais eficiente como uma fragata de tamanho médio para os padrões de hoje como é o caso das Niterois.

abraços

wwolf22
Visitante
wwolf22

por que sera hein ?!?!?!
Pra que comprar navio novo se o Brasil adora comprar ferro velho dos outros ?!?!
sem comentarios…

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

o uso das Niteroi no Libano vai causar a falencia da MB – estamos usando o tempo de vida que lhes resta em ritmo acelerado sem nenhuma, mas nenhuma mesmo, perspectiva de substituir elas.

uma FREMM custa US$800m – seis com um pacote de logistica sai uns US$8bn .

o programa das Macaé da uma idéia do que sera a das novas Corvetas.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Porque navio novo é muito caro e também não adianta se encher de fragatas “baratinhas” de 3000 toneladas por mais “bonitinhas”que elas sejam. Também não há muito navio “velho” no mercado disponível hoje em dia, mesmo que mais novo do que o que a marinha tem então sem dinheiro para um novo só resta revitalizar o que se tem. Interessante que mesmo a US Navy já decretou que os Arleigh Burkes IIA e os LHDs/LHAs terão que se aguentar de agora em diante até os 40 anos, algo novo por lá. A tendência mundial é contar com um núcleo de… Read more »

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Thomas… mas…quanto tempo a mais as 3 Niterois que estão engajadas na UNIFIL se aguentariam ? Pouca coisa mais, nada muito significativo para “proteger” o pré-sal dos sei lá, cada um tem um inimigo imaginário, no meu caso são os Klingons, mas vc entende o ponto. Aliás uma das fragatas a Defensora pelo que já foi comentado aqui retornará ao serviço para alegria do MO, para outros 10 anos ou mais e não vejo muita dificuldade na construção das 4 corvetas novas e como pouco se tem ouvido falar das 3 Inhaumas remanescentes ainda assim será um ganho. Nós temos… Read more »

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

seis meses no Libano da uns 3 anos de uso no Brasil…

as 3 Inhaumas estao paradas – uma pode voltar pelo que eu li, estamos agora na contagem regressiva rumo ao zero.

No desespero – vamos acabar com umas Maestrale ou Bremen recondicionadas.

Quanto as novas corvetas, estas nao saem tao cedo – se a MB nao acha dinheiro para comprar o ND Frances aonde vai achar o dinheiro para comprar o equipamento das corvetas.

a MB esta como a FAB nos anos 1960-1970.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Thomas… A Niteroi está hoje com 39 anos e não está engajada na UNIFIL e provavelmente será a primeira a dar baixa mesmo assim, algo em torno de 45 anos de serviço, não se pode exigir muito de um navio mesmo que ele passe a maior parte do tempo atracado. E até parece que a FAB está melhor…os esquadrões estão operando com número abaixo do adequado devido a vários tipos de manutenção. Não me surpreenderia se em caso de necessidade 2 esquadrões hoje em dia fossem necessários para fazer o trabalho de um. Maestrales e Bremens com 30 anos ou… Read more »

XO
Membro
XO

Muito bom o debate… considerar a capacidade de comando e controle, a questao do hangar, acomodacoes… perfeito.
Na verdade, a MB ja vinha cogitando enviar um Amazonas ou a Barroso, para dar um refresco nas FCN… pena que isso tenha acontecido por motivo de avaria na 45.

XO
Membro
XO

Um detalhe… tem uma epoca em que o mar bate muito por la, nessa ocasiao a FCN seria a melhor opcao… de qualquer forma, jah seria possivel dar um ” reveza”…

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

a verdade é que a presença da MB no LIbano serve apenas a mise-en-scène politica as custas da operação nas costas do Brasil mantendo a nossa soberania, para manter 1 fragata la, a MB fica sem nenhuma Niteroi aqui.

enfim, a MB caminha para ficar sem navios de Guerra na proxima decada – a primeira das novas corvetas quem sabe entram em operação em 2027 se começarmos o programa em 2017 até la ficamos sem nenhuma Fragata.

Parece piada – mas em 2020 a MB deve ter 4 Fragatas e 2 Corvetas em operacao, 1 Scorpene e talvez 4 Tupi …

Jacubão
Visitante
Member
Jacubão

Creio que o Senhor Editor já comentou por aqui que a V 34 será o próximo Meio da MB na UNIFIL.
O APA está somente substituindo a F 45 enquanto faz o reparo do Hélice/Eixo de BE.
Se correr dentro do previsto em Agosto teremos a V34 singrando os mares do golfo pérsico.
Quando a penúria que as FFAA sem passando, estamos até acostumados a viver assim, entretanto este ano pelo fatos já conhecidos que fizeram o país quebrar, vem impondo um contingenciamento ainda mais severo, que fará nossa ESQUADRA parar definitivamente!
Que Deus seja por nós!

GUPPY
Membro
Member
GUPPY

Prezado Jacubão,

Acho que não passa pelo Golfo Pérsico, não. Deve ir pelo Mar Mediterrâneo.

Abs

Kojak
Visitante
Kojak

“a MB esta como a FAB nos anos 1960-1970.”

Comparando esse páreo é duro heim ……

“Parece piada – mas em 2020 a MB deve ter 4 Fragatas e 2 Corvetas em operacao, 1 Scorpene e talvez 4 Tupi …”

Uma das coisas que eu admiro numa pessoa é o otimismo.

“…. fará nossa ESQUADRA parar definitivamente!”

Ufa, os marinheiros estarão a salvo.

Quo vadis

Kojak
Visitante
Kojak

Segundo o “Aurélio”,

Significado de Realizar:

Tornar real, efetivo, efetuar, executar, conceber de uma maneira nítida, como real, dar-se conta, cumprir com as obrigações, tornar-se real, efetuar-se, acontecer.

http://www.naval.com.br/blog/2015/02/04/realizacoes-da-gestao-do-almirante-moura-neto/

lynx
Visitante
lynx

Sobre a operação noturna com helicópteros, os Classe Amazonas não vieram com a iluminação e o balizamento necessário. Há planos da MB para isso, porém ainda não foram instaladas (nas fotos disponíveis pode-se ver claramente que falta o equipamento principal para o pouso noturno que é a GPI) e não há envelopes de pouso noturno confeccionados. Homologar um navio que nem sequer foi projetado para operações noturnas com helicópteros para executar essa operação é faina demorada e complicada. O exemplo são os NDD Classe Ceará. O que restou possui todo o equipamento mas ainda não foi, nem deverá ser, homologado… Read more »

Kojak
Visitante
Kojak

Caro lynx

Quem conhece e domina o assunto, obrigado.

Aprendi mais uma.

ET.

Economia melhora significativamente:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/03/1605223-etiopia-vivencia-boom-economico.shtml

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

” “Parece piada – mas em 2020 a MB deve ter 4 Fragatas e 2 Corvetas em operacao, 1 Scorpene e talvez 4 Tupi …” Uma das coisas que eu admiro numa pessoa é o otimismo. ” as Greenhalgh devagar vao parar por falta de pecas , se duas continuarem em operacao apos 2020 vai ser um milagre idem as Niteroi, apos 2020 ter 3 em operacao só usando as outras 3 como fonte de pecas. a Barroso e 1 Inhauma vao sobrar, por falta de dinheiro para modernizar outras 2 Inhauma 1 das Tupi vai como fonte de pecas… Read more »

Kojak
Visitante
Kojak

“thomas_dw
22 de março de 2015 at 9:29 #”

Oba, mais um otimista no pedaço, está melhorando.

Imaginem essa grana toda de Itaguaí, brioches, NO que já foram gastas até agora, fazendo coisas reais e simples com que já temos.

Acho que sobra pro pirulito.

Thomas

presta atenção colega no que eu realmente quis expor.

Abraços

Wagner
Visitante
Member
Wagner

Se apenas as Buyans e as Buyans – M da Frota russa do Cáspio conseguissem atravessar o Atlântico com um petroleiro e um navio oficina dando apoio, somente essa frota Russa esmagaria a MB inteira !!!

é realmente triste ver essa situação tão deplorável da MB…

Incrível o que a negligẽncia de um Estado fez… ( e digo Estado, e não governo deste ou daquele partido).

Temos apenas os tres ou quatro submarinos para oferecer alguma defesa…

🙁

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

quando os progamas de re equipamento começaram anos atras – teria sido talvez mais realista partir para compras de oportunidade ou adquirir o que estivesse disponível para entrega rápida, encomenda duas ou tres FREMM e meia duzia de SIGMA, tudo montado la for com financiamento de Bancos estrangeiros com contrapartida de compra de produtos nossos como soja, cafe, minérios etc. Nao temos condições de sustentar nenhum programa de longo prazo – veja o fiasco que foi o programa dos SSK Tupi ( 3 + 1 unidades ) e o Tikuna ( 1 unidade ) , o desastre que foi as… Read more »

XO
Membro
XO

Isso tudo o Almirante Vidigal já falava em um dos livros dele… envelhecimento dos meios, compra de oportunidade, “inferno logísticio”… recomendo a leitura de “A Evolução do Pensamento Estratégico Naval Brasileiro –
meados da década de 70 até os dias atuais”…

Jacubão
Visitante
Member
Jacubão

Uma notícia chata, mais um meio vai dar baixa do serviço ativo este ano, só posso falar que é da esquadra e é oriunda da Royal Navy!
Será que falei demais???

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Pena mesmo, mas, se vai dar baixa é porque já não está fazendo muita falta e apenas “enfeitar” o pier como muitos
navios soviéticos faziam e dizem que muitos navios russos,
entre outras nações, continuam fazendo, não ajuda.

Antes de voltar a crescer ou mesmo retornar ao patamar
de 14 navios, o nr de combatentes de superfície da esquadra irá diminuir e não havia e não há como ser diferente.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Dalton, Mantendo-se a perspectiva dos cortes radicais nas verbas de custeio (de onde sai a manutenção dos navios) tanto nos orçamentos de 2015 quanto de 2016, pode contar que ao longo deste mesmo período o número de escoltas da MB deverá baixar gradativamente (aliás, gradativamente seria na melhor das hipóteses – bruscamente também é uma possibilidade). Não se espante se chegar a 10 escoltas em relativamente pouco tempo (número que, aliás, chegamos a aventar tempos atrás, em nossos debates por aqui), simplesmente por falta de verba para as manutenções rotineiras do número atual. Ou até 9, se a situação orçamentária… Read more »

thomas_dw
Visitante
Member
thomas_dw

considerando-se os custos elevados – uma fragata moderna pode chegar a US$1 bilhão se incluído um par de helicópteros , o futuro da MB sera de poucas corvetas e alguns submarinos. a MB comprou meia duzia de SH-60 e vai modernizar 8 Lynx, esta ótimo. O resto – o Porta Avioes e o submarino nuclear, nunca vamos ter verba para operar. Os A-4 e os COD que a March vai revitalizar, vao ficar mesmo em Sao Pedro. o projeto de comprar 5 Fragatas e um Navio de Suporte, coisa de US$5-7bn só mesmo se um dia houver um projeto de… Read more »