Home Noticiário Nacional Apogeu e queda de Santos exibem retrato de uma quase superpotência

Apogeu e queda de Santos exibem retrato de uma quase superpotência

441
9

porto-santos-11

Por Carla Simões e Mário Sérgio Lima

ClippingNEWS-PA(SÃO PAULO) – O Porto em Santos sempre foi conhecido como o portão de acesso do Brasil para o mundo. Agora, é também uma janela que mostra o que deu errado na maior economia da América Latina.

As exportações por Santos despencaram com a desaceleração da demanda da China. Empresas que apostaram nas vantagens do desenvolvimento de gigantescas descobertas de petróleo passaram a recuar depois que a Petrobras informou que cortará um terço dos investimentos. E os preços dos imóveis estão em queda, pois edifícios inteiros permanecem vazios.

Em nenhum lugar, talvez, as promessas não cumpridas de uma quase superpotência como o Brasil são mais evidentes do que em Santos, cidade do porto mais movimentado da América Latina. A cerca de uma hora de São Paulo, Santos se beneficiou com a dupla bênção do superciclo de commodities e a onda de investimentos estatais que isso gerou. Agora, o porto sente o duplo golpe do escândalo de corrupção na Petrobras e da pior recessão do Brasil em 25 anos.

“Existe uma frustração muito grande pois Santos, assim como o Brasil, perdeu sua oportunidade e os anos dourados ficaram para trás”, disse Karla Simionato, coordenadora do curso de Ciências Econômicas da Universidade Católica de Santos.

Apenas uma das três torres que a Petrobras planejava construir para um novo complexo de escritórios de 25.000 metros quadrados em Santos teve a obra concluída e as outras duas estão suspensas. Negócios locais que migraram para a região industrial, elevando os preços das propriedades devido à previsão da chegada de 6.000 funcionários, agora estão fechando ou nunca sequer abriram as portas.

Remorso dos compradores

“Muitos proprietários compraram terrenos para restaurantes e se arrependem”, disse Paulo Latrova, presidente de uma associação de donos de lojas de Santos. “Em todo lugar onde colocou os pés, a Petrobras levou progresso e investimento. Não há nada acontecendo aqui”.

A Petrobras não respondeu aos pedidos de comentário e o gabinete da Prefeitura de Santos preferiu não comentar.

Nos tempos em que o apetite da China por commodities parecia interminável e a Petrobras era a queridinha dos investidores globais, empresas como a Saipem, uma unidade da Eni SpA, e a Iesa Óleo Gás SA anunciaram planos para estabelecer operações em Santos ou nas proximidades. Localizada na intersecção entre as maiores descobertas de petróleo da história do Brasil em uma área offshore conhecida como pré-sal e o principal reduto agrícola do país, Santos teve suas exportações quase duplicadas em um período de seis anos, com um pico de US$ 5,93 bilhões em 2012, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil.

Os tempos mudaram. As receitas com os embarques caíram 20 por cento nos primeiros seis meses de 2015 após diminuírem 25 por cento no ano passado, mostram os dados. O desemprego em Santos subiu para 12,2 por cento em maio, mais de 2 pontos porcentuais a mais do que quatro anos antes, segundo a Universidade Santa Cecília. E a queda na demanda por grandes espaços de escritórios reduziu os preços em 3 por cento de dezembro para cá, Segundo levantamentyo feito por Robert Zarif, consultor econômico que monitora o mercado local.

Neymar, Pelé

“Podemos culpar dois fatores pela situação de Santos: os efeitos da redução nos investimentos da Petrobras e a recessão econômica”, disse Carlos Eduardo Lima, presidente da comissão de Obras Públicas da Câmara Brasileira da Indústria da Construção. “É uma fotografia perfeita da desaceleração econômica do Brasil”.

Mais conhecida como a cidade onde a estrela do futebol Neymar Júnior foi revelada e onde a lenda do esporte Pelé passou a maior parte de sua carreira, Santos é uma das cidades mais antigas do Brasil. Fundada em 1546, seu centro é alinhado com ruas de paralelepípedos e edifícios coloniais.

A três quadras da torre da Petrobras existe outro projeto de edifício de escritórios, este terminado, mas praticamente desocupado. Quando iniciou a fundação do projeto, em 2010, a Cyrela Brazil Realty SA declarou que Santos era “o centro de excelentes oportunidades”.

‘Ainda piores’

O ex-time de Neymar, o Santos FC, era um grande argumento de venda à época. Na ocasião, o Santos FC estava no caminho para se tornar campeão da Copa Libertadores, o que ocorreu um ano depois. Agora, corre o risco de ser rebaixado na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

Hoje, apenas três dos 212 escritórios do edifício foram alugados. A Cyrela informou, em resposta por e-mail a perguntas, que vendeu todas as unidades e que o aluguel é responsabilidade dos proprietários.

“Quando compramos espaço para escritórios, nós tínhamos o atrativo da Petrobras e do pré-sal”, disse Edson Delgado Boschilia, administrador da empresa imobiliária Infinity Holding. “Desde abril ninguém procurou alugar um escritório da gente. E se você não tem locatários interessados, as chances de vender são ainda piores”.

FONTEwww.infomoney.com.br

 

9
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Leonardo CrestaniMiguelLeopoldoCelsoAntonio Castro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jorge Tadeu
Visitante
Jorge Tadeu

A única solução, ao menos no curto prazo, seria mudar o regime de partilha do petróleo do pré-sal… Sob essa condição, haveria atrativos para que outras petroleiras instalassem suas operações em Santos, aproveitando-se da infraestrutura existente. Mas, acho difícil isso acontecer, ao menos enquanto o PT estiver no poder. SDS.

Antonio Castro
Visitante

O que faremos para fazer a China comprar como antes?
Com a resposta, os gurus da critica.
rsrs

Celso
Visitante
Celso

hehehehehhe…….so nao acreditou quem nao quis….estava escrito q esta merla ia dar nesta confusao desde 2002…..e soh piorou qdo em 2008 estava clarissimo q o Brasil ja estava de brucos. Mas a verdade mesmo eh q este porto ja esta na UTI a dezenas de anos..parabens aos sindicatos de pelegos e outrens (empresarios e administradores) q nao demoram muito irao pagar da propria ganancia , roubalheira, mentiras e terror q criaram………

Leonardo Crestani
Visitante
Leonardo Crestani

Apesar de todos os noticiarios falarem de escandalos e da crise economica que o Brasil atravessa, EU ACREDITO NO BRASIL

Leopoldo
Visitante
Leopoldo

Desde que lula foi eleito tava mas que na cara que tudo isso ia acontecer, só um desinformado para não prever…

Celso
Visitante
Celso

Leonardo, acho q vc eh Patriota tanto qto eu mesmo, alias, me criei na Rua dos Patriotas, logo ali ao lado do Museu do Ipiranga onde criei otimas amizades e c as quais me reuno regularmente. Acreditar eh de bom ton…sempre….mas a triste realidade de nosso pais a dezenas de anos, nao me permite mais ser tao otimista, a idade me pegou e esse tempo do Brasil mae-o ou deixe-o ja passou a muito tempo. Boa sorte Sds

Celso
Visitante
Celso

correcao – ame-o ou deixe-o

Miguel
Visitante
Miguel

Acredito que o governo federal e o PT não tem nada a ver com o gargalo de Santos, aliás tenho certeza que em termos de logística é muito melhor operar pelo Rio de Janeiro do que por Santos ou qualquer parte de São Paulo o pré-sal. Quem alimentou a especulação absurda na cidade de Santos foi os empreiteiros de Construção Civil, o dono da Cidade que todo santista sabe quem é, aliado a grandes construtoras de São Paulo, matérias pagas constantes na mídia nacional, revista Veja, Vejinha São Paulo diversas matérias falando das “maravilhas ‘ de Santos. Temos o aporte… Read more »

Leonardo Crestani
Visitante
Leonardo Crestani

Olá Celso, Não só pelo caso de ser patriota, mas a historia do Brasil é feita de superação, onde mesmo aos trancos sempre saímos bem, você lembra em 2002, dolar a quase R$ 4,00, risco Brasil acima de 2000 pontos, o Brasil de joelhos pedindo o emprestimo para o FMI, e depois dessa tempestade tivemos quase uma decada de crescimento e os olhos do mundo voltados para o Brasil, pois todos se perguntavam, como o Brasil conseguiu? Tudo bem, o que acontece hoje é bem diferente e a crise chegou, e se perdermos o grau de investimento, dai sim a… Read more »