segunda-feira, março 8, 2021

Saab Naval

US Navy trabalha em pesquisa de drone anfíbio, que voa e mergulha para atuar como submarino

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Flimmer

O US Naval Research Lab construiu um drone voador que pode pousar sobre a água, em seguida, mergulhar e continuar como um submarino.

De acordo com a revista Popular Science, o drone apelidado de Flimmer, é projetada para realizar uma variedade de tarefas. A lista inclui a detecção de produtos químicos, inspecionando a gravidade dos vazamentos de petróleo e na busca de submarinos hostis.

O drone tem um design fascinante, incluindo asas e aletas (flippers) que trabalham de forma independente, sem atrapalhar a função da outra. Em voo, os flippers ficam perpendiculares à linha lateral. Mas na água se dobram para baixo para impulsionar o drone através da água. No vídeo abaixo, você pode ver um voo de teste em ação, incluindo um pouso na água e, em seguida, o mergulho.

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rogerio

Marcelo

Portugal inovou antes:
https://www.youtube.com/watch?v=uD3gN1oUerk
esses americanos copiões…

john paul jones

Não é novidade, Irwin Allen na decada de 60 já nos mostrava o “Sub Voador” no seriado “Viagem ao Fundo do Mar” !!! ha ha ha.

O cara éra um visionario ….

Bardini

No meu ponto de vista, essas nadadeiras ai não ficaram muito usuais, no quesito: manobrabilidade, velocidade e estabilização… E acho que vai gerar um consumo grade de energia na alimentação dos servos da mesma… Seria mais interessante se fosse utilizado um hélice para cada meio fluído, um na frente e outro atraz, em linha, mas independentes, e a fonte de alimentação entre as duas… Teria um maior espaço para armazenar energia/material embarcado, ou não… Rsrs…

Com essas nadadeiras, gostaria de ver o indice de perdas devido a ataques de tubarões… Se os bichos chegarem pertos dos eletronicos claro…

Sds.

Wellington Góes

Carvalho, cadê você rapaz, os caras devem ter visto os teus desenhos sobre projetos deste tipo. Rsrsrs

Até mais!!! 😉

Jorge Tadeu

Estou velho!!! Também me lembrei do “sub-voador”…rsrs! SDS.

Mauricio R.

E o submarino Skydiver equipado de interceptor Sky One, da série UFO???

MO

Oxi, tão avacalhando de vez, so falta ser tambem um UQTR voador submarinico … que saudade dos Balao … eram mais bonitos e a maior panakisse era os I 400 japonelicos e o Sourcof … kkkkkk

Em tempo =

novinho, primeira vgm, saindo do estaleiro, 300 m x 8.800 teus, 110.800 t.

M/V MSC Naomi / 3FRZ7 – Maiden Voyage and call Santos

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/08/mv-msc-naomi-3frz7-maiden-voyage-and_18.html

23 photos

carvalho2008

Putz…Não é que é??!!

https://projetosalternativosnavais.wordpress.com/ucav-anfibio-ataques-de-saturacao/

Mas este ai é diferente…voa, nada e mergulha….!!!

Wellington Góes

Pois então amigo Carvalho, só me lembrei de você. 😉

Bosco

Não vamos esquecer do Super Carro:

Dalton

“E o submarino Skydiver equipado de interceptor Sky One, da série UFO???”

Não Maurício…uma vez lançado o Sky One, two,Three, etc, na verdade havia um esquadrão de Skydivers, o mesmo não podia retornar e tinha que pousar em uma pista terrestre e esperar o retorno do Skydiver para novamente
ser acoplado.

Bons tempos !

lucas emanuel

OFF-TOPIC Pergunta para quem conhece as táticas ASW. No episodio desta semana do seriado The Last Ship, um submarino classe Astute dispara vários spearfish contra o USS Nathan James, classe Arleigh Burke. Pra se defender de um dos torpedos, o navio dispara seu canhão principal e suas armas de defesa de ponto, afim de “distrair” o spearfish. Isso realmente pode funcionar? Ou depende do tipo e da geração de torpedo? Vou deixar o link para a cena aqui: https://www.youtube.com/watch?v=o1dvBIQlNLI PS: Recomendo esse seriado por mostrar muito do dia a dia e das operações de navios militares, inclusive os figurantes são… Read more »

Delfim

Já imaginaram, uma arma que possa se aproximar de uma belonave como um míssil anti-navio, mas ao detectar defesas anti-míssil mergulhe e se transforme… em um torpedo ?

Vamos voltar ao tempo dos torpedos aéreos ? Os almirantes Cunningham e Yamamoto, do além, devem estar vibrando.

carvalho2008

Um torpedo poderia ser lançado com um kit de planeio, aumentando seu raio de ataque.

Isto até já existe para torpedos anti submarinos,

http://survincity.com/2012/01/the-system-reset-altitude-torpedo-haawc/

foto:
https://www.iitk.ac.in/aero/akg/images/torpedo.jpg

Talvez com um pesado possa funcionar em algumas situações, mas existe uma questão complicada em que para tanto, ele precisa fazer o lock exclusivamente com sua cabeça de guiagem, tornando-se a partir dai facil de ser identificado, alem de que mesmo 50 knots de velocidade quando submerso, ´leva uma eternidade até chegar ao alvo se mergulhar a partir de uns 20 km, antes das camadas de defesas aereas de curto alcance…

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Doutrina de engajamento da US Navy contra submarinos inimigos

A doutrina de Guerra Antissubmarino (ASW) da US Navy (Marinha dos EUA) prioriza a destruição dos submarinos de um...
- Advertisement -
- Advertisement -