sábado, fevereiro 27, 2021

Saab Naval

Fragata Bosísio se despede com ‘apagão’ no último Cerimonial à Bandeira

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

F Bosísio (F 48)

Ontem, a fragata Bosísio (F48) deu baixa do serviço ativo da Marinha do Brasil e durante seu último Cerimonial à Bandeira, o navio tremeu e “apagou”, ficou às escuras sem energia por alguns instantes.

A Bosísio estava recebendo energia de terra e, logo depois, ela retornou do nada, no momento do sinaleiro dizer “arriou”.

Os marinheiros sabem que os navios têm alma e a Bosísio, depois de quase 20 anos de serviço na Marinha do Brasil, certamente não queria ir de baixa.

Mas na vida nada é eterno e os navios, assim como os homens, passam. Permanecem porém as lembranças dos tempos de glória, dos exercícios, das operações da busca e salvamento, das fainas etc.

Fica aqui nossa homenagem à Bosísio e a todos os que a tripularam. Bravo Zulu, Bosísio! Missão Cumprida!

- Advertisement -

52 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus Augusto

Pois é, mais um passo pra marinha brasileira se tornar uma guarda costeira glorificada, lamentável.

E não venham falar dos submarinos porque do jeito que as coisas vão, teremos que dar graças a Deus se dois forem entregues.

E pelo jeito tamamdaré e prosuper vão ficar só no sonho mesmo.

Lamentável, Bravo Zulu Bosísio.

MO

A Alma de um navio é muito forte, Bravo Zulu Bosisio, mostrou o seu valor em seu penultimo suspiro …. Realize sua última vgm com garbo .. coisa que so quem é do ramo entende …

andreas

Com a desativação dela, sobrarão mísseis Seawolf e Exocet para as outras duas que ainda estão na ativa, não? Aliás, estão mesmo sendo modernizados mesmo os Seawolf?

Quanto a Bosísio, mais uma triste baixa, sem ter alguém a altura para substituí-la… Foi uma pena não termos pego aquelas Type 23 que estão no Chile…

Ricardo De Roterdam

Adeus Boi Pirata! Bom descanso

joseboscojr

Teoricamente haveria 36 mísseis Sea Wolf e 4 Exocets na fragata.
Claro,isso no mundo do faz de contas porque na nossa realidade o provável é que há muito tempo ela opera com seus lançadores vazios.

MO

kkkkkkkkkkk Boscaum, vc éum fanfarraum, magina, rsssssssssssssssssss

em tempo:

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/10/mn-grande-nigeria-ibrf-multipourpose.html

11 photos

fragatamendes

Sem dúvida ela prestou inestimáveis serviços a nossa MB, tudo tem um fim e para ela chegou, mas vai continuar viva nas que ficaram pois muitas peças serão retiradas dela e aproveitadas nas outras.BRAVO ZULU aos que tiveram o prazer de transitar pelo seu convés.

João Filho

Triste, mesmo. Com relação aos Sea Wolf e Exocets, do jeito que andam as coisaa não me surprenderia se já estivessem vencidos, e só existam no papel.
A outrora grande e potente MB já o deixou de ser faz muito tempo. Na realidade o que hoje existe é uma pequena guarda costeira meio bizarra, com seu componente de submarinos e um NAE museu.

GUPPY

andreas,

Já li aqui no Blog mesmo, em um comentário, que as Type 23 não nos foram oferecidas. Os ingleses são gratos ao Chile pela colaboração nas Falklands War.

GUPPY

andreas,

Comentário do Alte Luiz Monteiro em 25/09/15, às 22h 34min, no post “Baixa do Serviço Ativo da fragata ‘Bosísio’ e da corveta ‘Frontin’ ” :

“As Type 23 vendidas para a Marinha do Chile não estavam disponíveis para a MB.

Estes meios foram oferecidos á marinha daquele país e adquiridos por eles.”

Abs

XO

Prezados, existe um programa destinado à remotorização dos Sewolf… já foi inclusive publicado aqui… sobre os Exocet, não temos mais os 38…
Sobre as quantidades, sendo informação sensível, não tenho acesso…

XO

Na verdade, voltando aos Seawolf, havia um estudo, à época em que eu era XO da F49, sobre a substituição pelo Barak… não sei se evoluiu…

Luiz Monteiro

Prezado Andreas,

O Guppy já informou acima que as fragatas do Tipo 23 não foram oferecidas à MB. Os navios vendidos ao Chile foram ofertados, única e exclusivamente para eles. Estes navios não estavam disponíveis para a MB.

Para a MB, o Reino Unido ofereceu as Fragatas Tipo 22 Batch 3, RFA “Fort George” e um Navio Anfíbio Classe “Large Bay”.

Abraços

Luiz Monteiro

Prezado XO,

Infelizmente não evoluiu.

Abraços

aldoghisolfi

Bravo Zulu, Bosísio!

John Paul Jones

O apagão não foi no Navio, foi na Marinha !!!! ha ha ha.

02 LIcs por semana …..

Que navio bonito da porr….., Inglês sabe projetar navios bonitos ….., na sequencia as Meko alemães …., o resto é resto …..

Dj Boto da Fragata Bosisio

Um Navio preparado pra guerra! Uma lenda ! Eu provo! Grande abraço! Estou escrevendo um livro a respeito dessa máquina de guerra. Boi Pirata! Alto Padrão !

daltonl

Só resumindo…em 2015 se foram:

– corveta Frontin classe Inhaúma, que passou para a reserva o ano passado;

– corveta Imperial Marinheiro classe Imperial marinheiro;

– navio varredor Abrolhos;

– aviso de transporte fluvial Piraim;

– fragata Bosísio.

Mauricio R.

Bravo Zulu, Bosísio! (2)

Juarez

Eu este dias, estava meio de “saco no chão” e fui fuçar em sites argentinos de defesa, fui, mexi e sarniei por lá até que parei no tópico da Marinha Chilena e um dos foristas postou várias fotos de um exercício feito Puerto Mont, aonde estavam presente uma da ex Holandesa, a versão com hangar, o Dalton me ajuda e cita a classe, eu não me recordo e estou sem paciência para pequisar, mas voltando ao assunto da vaca fria, la estava a Alm Willians uma ex T 22 batch 2 modernizada pelos chilenos e com uma aparência nas fotos… Read more »

Juarez

ahh ia esquecendo BZ a Bosísio que apesar da porcaria de marinha de marinha que ela serviu, o velho navio cumpriu seu papel, empurrando agua e formando equipagens…..

Grande abraço

joseboscojr

Falam tanto do F-4 sem canhão mas o que acho bem estranho é uma fragata sem canhão.
Tudo bem que a função principal dessa classe era ASW, mas os britânicos exageraram nos quesitos “inovação” e “criatividade” quando resolveram desenvolver as Type 22 (menos a Batch 3) sem um canhão principal de médio/grosso calibre.

joseboscojr

Mudando de pato pra ganso, e voltando a falar de canhão naval, com a retirada das OHP da USN essa passa a não operar mais com o canhão Mk-75 de 76 mm, que é uma versão do 76mm Compatto da Oto Melara.
Nos States essa arma agora só é adotada pela USCG.
Canhões adotados pela USN, em navios, se resume agora nos seguintes:
Vulcan de 20 mm (nos CIWS Phalanx);
Mk-38 de 25 mm;
Mk-46 de 30 mm;
Mk-110 de 57 mm (só nos LCS);
Mk-45 de 127 mm.
E para o futuro o AGS de 155 mm no DDG-1000.

andreas

Pessoal, valeu pelas considerações!!! Não sabia que as Type 23 sequer foram oferecidas para nós… Bosco, valeu pelos esclarecimentos daquele post das Type 26, queria te agradecer lá, mas tentei postar duas vezes e dava algum pau que não publicava meu comentário. Juarez meu Caro… O que eu faço com você? Hehehe. Sempre defendi, faz 20 anos (desde a minha adolescência) que a MB tivesse Subnuc… Mas lendo seus comentários há anos, e vendo que você, Vader e outros acertaram todas as suas previsões uma por uma, e vendo no que a MB está se tornando, não tem como deixar… Read more »

MO

Atualmente nem NAe de Cabotagem, mas um NAe de aguas abrigadas possivelmente o pessoal da empresa das barcas RRJ x NIT deve estar de olho …

Vader

Caraca, que coisa estranha…

Jo no creo en las brujas pero… 🙂

Bom descanso à Bosísio. Eita “naviuzinhu bunitu” como diria MO, hehehe…

Vai fazer uma falta danada.

O resto é aquilo lá que os colegas já falaram. Olha só, sem tirar a culpa do 13, a verdade é que a incompetência, a soberba e a futilidade do almirantado da Mais Antiga é algo que realmente chega a dar ânsia de vômito.

E segue o enterro, rumo a uma Guarda Costeira com direito a Porta-Aviões (???) e Submarino Nuclear, o multifamoso Moby Dick… 😉

Luiz Monteiro

Prezado Juarez, A Armada do Chile comprou duas classes diferentes de navios da Marinha da Holanda: Sendo duas fragatas de Emprego Geral, da Classe “Karel Doorman” conhecida como Classe ‘M’, e 2 fragatas antiaéreas da Classe “Jacob van Heemskerck”, ou classe ‘L’. Assim, não sei sobre qual classe você estaría se referindo. Por falar em Marinha do Chile, para quem mora no Recife (PE), no período de 13 a 18 de outubro de 2015 o Navio-Escola “ESMERALDA”, pertencente à Armada do Chile, visitará a cidade. A Armada do Chile ainda não confirmou se o navio será aberto à visitação para… Read more »

Luiz Monteiro

Prezados,

Para o pessoal lá do meu Rio Grande, que se interessa muito pela Argentina, interessante informar que em meados de outubro, o Ministério da Defesa daquele país, lançará na cidade de Buenos Aires-Argentina, o seu “Livro Branco de Defesa”.

Abraços

andreas

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, essa foi boa MO!!!!!!!

Juarez

Alm. LM, obrigado pelo esclarecimento, agora aonde anda o Dalton para esclarecer o “causo’ do SP naquele convoo…..

G Abraco

MO

Dalto Luiz esta de folga hoje a noite Tchê … rsss

Em tempo =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/10/mv-great-talent-vrsf7-panamax-da.html

17 photos

daltonl

Oi Juarez… só agora vi a sua pergunta já respondida pelo LM e só complementando apenas as duas “Ms” operam com um helicóptero…um macete para lembrar é que a letra “m” tem em submarino ou seja são navios anti submarinos principalmente. As duas “Ls” são de defesa aérea em que pese o principal míssil ser o SM-1, não possuem um canhão médio, assim como as T-22s e não possuem hangar nem mesmo um heliponto onde um helicóptero possa pousar. No total a marinha chilena conta com 8 principais combatentes de superfície e há uma razão para os navios serem mais… Read more »

John Paul Jones

Parabens Juarez pelos seus comentarios precisos amigo ….] SubNuc ou SNBR é apenas um sonho …. Amigos, este projeto do SNBR ainda não chegou ao seu ponto de inflexão, até agora não temos nada, projeto do SB ou até mesmo o famoso LABGEN !!!, alguem pode me dizer quanto é o PROGEM (Programa Geral de Manutenção) de um SSN ??, eu posso, na UK Navy custa cerca de GBP 50 M (atualmente algo em torno R$ 300 M por ano) !!!. Em uma Marinha que recebe R$ 18 M para cuidar de 05 SB convencionais por ano dos quais 04… Read more »

MO

eh …. ai quero ver …. isso faz parte e no final fazemos o que ….

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/10/ms-msc-uganda-4554-teus-afretado-msc.html

9 photos

MO
Juarez

Mas, qual o “causo do SP…” mesmo ???

abraços

Nobre “Admiral Dalton”, o causo é o seguinte:

Qual foi a modificação estrutural que a MACH fez no convvo dela que tolerasse a operação de um SP, aquele,o primo mais velho da Kombi….

Grande abraço

Juarez

Caro John Paul Jones, eu as vezes, penso que vivo em Marte quando leio estas coisas, este” delírios marionáuticos”, mas aos poucos, pode anotar aí, o mundo real vai se impor por sobre lunáticos da MB e assim como com o NAE SP, que agora caíram na real e estão tão somente aguardando a finalização da aqusição do Sirocco, para começar o que um grande amigo, ex aviador naval me afirmou(não é o nosso amigo Lynx) que a MB iria devagarinho, sem fazer alarde,despretensiosamente se livrando do SP, o processo já começou com adiamento que se tornará ad eternum do… Read more »

daltonl

Juarez…

que eu saiba a marinha chilena não fez modificação alguma, quem fez foi à Holanda antes de vender ao Chile, quando os navios ainda eram novos, capacitando-os a operar com um helicóptero médio como o NH-90 ou o SH-32 Cougar que a marinha chilena utiliza.

Não sei se você estaria fazendo algum tipo de comparação do porquê a marinha brasileira não ter feito algo similar, mas, os navios holandeses já tinham uma série de feições como a localização do convoo , hangar, chaminé, etc, que facilitariam tais modificações ao contrário das Niteróis por exemplo.

abraços

Vader

John Paul Jones 3 de outubro de 2015 at 11:30 Amigo, lendo comentários como este seu me convenço que somos mesmo um país de idiotas. Merecemos a Marinha e as Forças Armadas que temos. Que lástima… Não tenho pena nenhuma da Mais Antiga (ou seu almirantado), que se tornou na mais moderna na medida em que virou uma nova força armada, a Guarda Costeira Nacional. Mas tenho pena dos seus militares honrados e do povo brasileiro. Solução? Cancela IMEDIATAMENTE o Moby-Dick das Profundezas bem como a basesinha de subs “sujinha” feita pela Roubebrecht. Cancela os Scorpene ou limita eles às… Read more »

MO

Bom, enquanto estamos em perpectivas, conjecturas, pensamentos e espera, um novo, novinho, vindo do estaleiro em sua primeira vgm do navio e em SSZ, carregando junto com o irmão orecord em capacidade de teus escalado por aqui (10.950 teus)

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/10/ms-cap-san-lazaro-dcpd2-maiden-voyage.html

4 photos

Juarez

Dalton, o pouso que vi nas fotos nao foi nas ex Dutch navy, foi na T 22 B 2, Alm Willians se nao estou enganado.

G abraco

João Filho

ohn Paul Jones, Lord Vader; Totalmente de acordo. Daqui a pouquinho veremos o cancelamento dos SSNBR, e o Sao Paulo ja era. Aviaçao naval??? Rsrsrs!!! Queiram ou nao, vao ter que encarar a dura realidade. Nao somos capazes mesmo de ter uma marinha de guerra decente, de primeiro mundo. Nao temos grana, pois TUDO no Brasil falido vai pros ladroes. Nao temos planejamento, porque todo mundo sabe que grana nao existe, entao planejar pra que??? Nao tenho aonde cair morto, e vou planejar a aquisicao de um Ferrari Testa Rossa??? Alem do mais, marinha ainda so temos no papel, pois… Read more »

daltonl

Vader e à quem mais interesse… a US Navy não pretende desativar nenhum de seus Arleigh Burkes, muito pelo contrário, os 34 FIIA serão equipados com um motor elétrico para poupar combustível e o plano é que servirão por 40 anos. Os 28 mais antigos servirão por até 35 anos e o primeiro o próprio USS Arleigh Burke está tendo o seu sistema Aegis atualizado com o que há de mais atual no momento e a previsão do seu descomissionamento é para 2025/2026. Quanto aos “Ticonderogas” ao menos os 11 primeiros deverão ser retirados com cerca de 35 anos a… Read more »

daltonl

Juarez… quanto ao “Almirante Williams” de fato os chilenos fizeram um ótimo trabalho, mas, é preciso lembrar que as T-22s Batch 2 são maiores que as Batch 1 que o Brasil adquiriu facilitando inclusive a instalação de um canhão de 76 mm que também ocorreu com as duas Batch 2 adquiridas pela Romênia na mesma época. Na minha modesta opinião o Chile necessita mais de bons navios do que nós conforme comentei acima e o que o Chile tem é o mínimo do mínimo, apenas isso, 8 bons navios dos quais nem todos estão sempre disponíveis. O Brasil é maior… Read more »

CVN76

Dalton; só para complementar o seu post.

Um dos maiores mitos da internet é o papo que a US Navy ofereceu 4 Arleigh Burke para o Brasil….
Publicaram até os nomes…e seriam até dos relativamente mais novos….:-)

Com a retirada das FFG, vários CG e DDG passando por upgrades e manutenção, a USN precisa de todos os meios que dispõe.

A MBB não tem condições de operar um navio tão complexo e caro…..mesmo que eles viessem de graça….

O jeito é a MBB procurar outras soluções.

MO

ja falei isso, mas sacume neh sou mais do aviaozinhum …. kkkkkkkkkkkkk

daltonl

Sim Franz …

os supostos 4 Arleigh Burkes seriam os DDGs 79, 80, 83 e
84, mas, SÓ SE o Brasil comprasse Super Hornets !!!!!

Ainda há quem acredite nisso : (

abraços

Juarez

Dalton, MO e CVN 76, eu pelo menos tenho a noção de qualquer coisa maior ou mais complexo vindo do Tio Sam do que uma OHP é inoperável pela MB, eu fico imaginando somente o consumo de uma AB com LM 2500 roncando, o petroleiro tem que andar ao lado. Dalton, mesmo assim tlavez a uns dez anos atrás teria sido viavel fazer uma modernização nas nossas três T 22 restantes então envolvendo algo mais modesto, mas principalmente uma reestruturação do convoo para suportar uam aeronave com payload maior e evidentemente os sistemas de combate embarcados, acho que aquela tua… Read more »

daltonl

Juarez… dez anos atrás ainda havia “Niteróis” sendo modernizadas, a Barroso e também o Tikuna encontravam-se em construção então na minha opinião a marinha estava no limite. Havia de fato planos para modernizar as 3 T-22s restantes – a Dods foi retirada em 2004 – após o ModFrag das Niteróis, mas, aparentemente a falta de verbas combinada com o custo-benefício de tal modernização não era atrativa. Mesmo que as T-22s tivessem sido modernizadas algum impacto haveria em outros projetos ou manutenções na época e com a crise de hoje não me surpreenderia se algum outro meio estivesse sendo retirado. Ao… Read more »

John Paul Jones

Apesar de tudo ainda acho que há luz no fim do tunel ….

A MB vai cair na real e projetar um submarinos para substituir os 209, veremos novamente o projeto do SNAC 1 da decada de 90 renascendo das cinzas, algo que nunca deveria ter sido abandonado ….

Na minha opinião um novo SB oceanico como o projeto do classe 216 da Thyssen com cerca de 4000 ton.

Tocar para frente o projeto da CV Tamandaré e até pensar em um escolta maior projetado por aqui mesmo ….

E vamos que vamos ….

Juarez

JPJ, para isto tudo ir adiante falta so um detalhe nao e mesmo…..

$$$$$$$$$$%$$$

G abraco

John Paul Jones

pois é …..

to viajando na “Mouranese” …. ha ha ha ha

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Marinha Real do Reino Unido adquire o Sistema de Treinamento de Guerra Anti-Submarino da Saab

A Saab recebeu um pedido para fornecer à Marinha Real do Reino Unido o sistema de treinamento de guerra...
- Advertisement -
- Advertisement -