MinDef visita o ComemCh - 1
O ministro da Defesa Raul Jungmann visitou o submarino Tupi

Rio de Janeiro, 01/06/2016 – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, visitou, nesta quarta-feira (1), o Comando-em-Chefe da Esquadra, organização militar que coordena quase a totalidade dos meios operativos da Marinha, como navios, aeronaves e blindados da Marinha.

Na ocasião, o ministro, acompanhado do comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, assistiu a uma palestra sobre a estrutura organizacional, os aspectos orçamentários e as principais operações da Força Naval.

A apresentação foi proferida pelo comandante em Chefe da Esquadra, vice-almirante Celso Luiz Nazareth, que falou sobre as diversas Forças subordinadas a ele, como a Força de Superfície (ComForSup), a Força de Submarinos (ComForS) e a Força Aeronaval (ComForAerNav).

MinDef visita o ComemCh - 2
O ministro conheceu os consoles do novo sistema de combate AN/BYG 501 Mod 1D da Lockheed Martin instalado no submarino Tupi

Durante a visita, o ministro da Defesa destacou a importância de conhecer de perto o trabalho da Marinha. “Isso nos permite conhecer ‘in loco’ o compromisso, a dedicação e o esforço dos militares que integram a Força. Aqui, se vê na prática o compromisso da Marinha com o Brasil”, disse.

Posteriormente, o ministro teve a oportunidade de conhecer os meios navais da esquadra brasileira, como o submarino da classe Tupi, S-30, a Fragata Constituição, F-42, da classe Niterói, e o Navio Doca Multipropósito Bahia, incorporado à Marinha em abril deste ano. Graças à sua elevada capacidade operacional, este navio projeta poder para a Força Naval, controlando as áreas marítimas afastadas do litoral e de defesa e controle das atividades econômicas na Amazônia Azul.

O ministro também conheceu o Centro de Operações de Combate da fragata Constituição
O ministro também conheceu o Centro de Operações de Combate da fragata Constituição

“Aqui se vê e se aprende a capacidade de superação das dificuldades em função de realizar as missões que são acometidas à Marinha do Brasil e, por isso, é motivo de admiração e também de muito orgulho saber que temos tal grau de comprometimento e preocupação”, concluiu o ministro da Defesa, Raul Jungmann.

MinDef visita o ComemCh - 4
Raul Jungmann também visitou o NDM Bahia

FONTE: Ministério da Defesa

39
Deixe um comentário

avatar
37 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
29 Comment authors
Gavião 15Jorge ToledoAntonio Carlos Jr ZamithJohn Paul JonesE.Silva Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Emerson Fully
Visitante

E se repete o filme!
Entra um ,sai outro.Um entende menos ainda que o outro de assuntos militares, uma meia dúzia de oficiais generais fazendo “SALA” pra inglês ver. E nada muda! Uma marinha insignificante sem grande representação, um exército anêmico e uma força aérea capenga …
Mas não percamos o ânimo, pois somos brasileiros e já dizia o ditado popular “Deus” é brasileiro, mas os governantes não!!!

Larri Gonçalves
Visitante
Larri Gonçalves

Perfeito, Emerson, isso mesmo, concordo em gênero e grau com tudo que disseste, infelizmente estamos nas mãos de políticos incapazes, que não tem compromisso com a pátria e a nação brasileira, portanto com todos nós, defesa deveria ser política de estado e não de governos, que estão de forma transitória.
O ministro da defesa deveria ser um militar de alta patente e com profundo conhecimento das três forças armadas, mas…

Cláudio PQDT
Visitante

Impressionante!!!!
Todos os ministros da defesa, desde que foi criado o MD, nenhum deles tiveram passagem pelas forças armadas…
Isso e Brasil!!!!

Miguel
Visitante
Miguel

Também acho que deveria ser um Militar e existir uma continuidade de Estado, independente de governos.

Trollbuster
Visitante
Trollbuster

E agora ainda entrou um entusiasta do desarmamento…

Dalton
Visitante

Farias… e a “esquerda” fez o que pela defesa nos últimos 13 anos ? O Gripen e os submarinos ? Qualquer partido no poder teria feito o mesmo…o mínimo do mínimo, fora isso a FAB continuou com o F-5M cuja modernização iniciou-se em um governo de “direita” e os M-2000 foram retirados durante o governo de “esquerda” e não foram substituídos. . A marinha continuou com as fragatas “Niterói” cuja modernização iniciou-se durante o governo de “direita”, caso contrário elas não estariam navegando hoje e viu ao longo dos últimos 13 anos o número de navios cair e os períodos… Read more »

Lucas Silva
Visitante
Lucas Silva

Mestre Dalton Concordo com você quando diz que o Brasil tem muitos problemas a serem resolvidos, além da falta de ameaça real, que de certa forma acaba legitimando um menor investimento em defesa. Diante disso, considerando o Prosuper por exemplo, um programa bem caro para um país com falta de uma ameaça real, não seria mais apropriado a compra (quando a situação econômica melhorar) de navios menores, menos capazes e mais baratos que as sonhadas escoltas de 6 mil toneladas? As fragatas Niterói, com cerca de 3700 toneladas, tem carregado o piano da MB por um bom tempo, mesmo estando… Read more »

Dalton
Visitante

Lucas… não há nada de extraordinário em uma fragata de cerca de 6000 toneladas…que é considerado o mínimo para se ter um navio realmente eficiente com boa capacidade de crescimento durante os pelo menos 40 anos de serviço e não se trata apenas de um navio capaz de desempenhar suas funções bem,mas, também manter a marinha na vanguarda. . Veja que necessariamente não precisam ser a espinha dorsal da Esquadra e sim poderão ser complementadas por navios menores como fragatas leves/corvetas e mesmo algumas das fragatas de 6000 toneladas poderão ser menos sofisticadas ou de emprego geral reservando pelo menos… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Complementando o comentário do Dalton mais acima, uma fragata de 6000 toneladas hoje representa o que foi a classe Niterói há 40 anos – havia na época fragatas de menor porte, mas a Marinha especificou uma grande quantidade / variedade de armamento, em especial antissubmarino, que obrigou ao projeto de um navio de porte mais avantajado que a média até então, como era o caso da Tipo 21 britânica que serviu de base para a classe (ao longo dos anos 70, outros projetos mostraram que essa era a nova tendência em porte, como foi o caso da Tipo 22). .… Read more »

Souto.
Visitante
Souto.

Alguma informação sobre o sub timbira?

Lucas Lima
Visitante

Parabéns ao novo Ministro!!
Porem ele poderia dar mais atenção a NAe São Paulo.

Jodreski
Visitante
Jodreski

Lucas Lima O Nae A-12, certamente receberá a atenção que ele merece nos próximos anos: nenhuma. A MB tem um navio aquém de sua capacidade de manter e operar! Ele é um meio de projeção de força do qual necessita de escoltas para fazer sua proteção, escoltas estas que o Brasil não tem em quantidade para atender a sua demanda, ele requer asa fixa embarcada do qual a MB conseguiu até o momento modernizar uma célula e outra foi enviada a Embraer para seguir o mesmo processo. Além disso ele requer de capital para sua modernização que a MB não… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Este é mais um _______ que veio para não fazer nada,pois não entende do riscado nem tem poder para nada. Veio apenas para preencher a vaga do partido na divisão do toma lá dá cá da politica brasileira. Com metade dos recursos surrupiados dos cofres públicos, nossa força de superficie e submarinos ja estariam ativos. Sem contar que o CFN estaria melhor estruturado. A força aérea modernizada e o exercito melhor equipado. Não existe vontade da caterva politica em interesse pela defesa. Eles não entendem disso. O cargo deveria ser ocupado por um militar da ativa ou da reserva. _… Read more »

space jockey
Visitante
space jockey

Emerson Fully, perfeito !

Ia comentar, mas só assino embaixo.

Soldat
Visitante

“Independente de “esquerda” ou “direita” defesa não é uma prioridade” ————————————————————————————————————————- Uaoooo estou lendo essa frase mesmo sensacional talvez esse pais tenha algum futuro!!!? ———————————————————————————————————————————————————————————————- Um dia quando o Brasil acorda e manda esses Socialistas/Comunistas de Esquerda e seus irmãos Liberais,/Democratas e Republicanos Americanizados plantar batatas longe daqui talvez aconteça de aparecer um Governo Nacionalista que cuide da defesa desse pais de verdade !? ———————————————————————————————————————————————————————————————– Na boa tivemos governos Pro-Âmis de 1985 a 2002 e não aconteceu nada a forças armada foram sucateadas. Tivemos governo Socialista-/comunista/Bolivariano de 2003 a 2016 as forças armadas continuaram sucateadas. ———————————————————————————————————————————————————————————————– Obs: Mas tenho que… Read more »

Lukas Delmondes
Visitante
Lukas Delmondes

As fragatas sul coreanas da classe Incheon seriam uma boa para a MB pois são baratas, teriam um forte poder de dissuasão na AS, bem armadas e segurariam o piano por um bom tempo

Bardini
Visitante

Soldat 3 de junho de 2016 at 18:02
.
Este pedaço de chão já passou um bom tempo na mão de nacionalistas, segundo a história… Mas talvez você esteja se referindo a outros “nacionalistas”…

_RR_
Visitante
_RR_

Soldat ( 3 de junho de 2016 at 18:02 )… . Entre 1985 e 2002, mesmo que aos trancos e barrancos, vieram novos os IKL 209, os NaPa da classe Grajaú e a classe de corvetas Inhaúma; além de iniciar-se a corveta Barroso e o mod frag da classe Niterói, somado ainda a compra de meios usados que estavam em excelentes condições na época ( as Type 22 e do NAe São Paulo )… Se a MB ainda tem o que navegar, é graças a esses investimentos… E considerando o caos que foram os anos 80 e o sacrifício que… Read more »

JRoberto
Visitante

Como diria um nobre colega, muito bonito o” buneo” , mas soa muito esquisito na minha opinião esta estrutura da Marinha: MD visita o Comando em Chefe da Esquadra que coordena os Meios Operativos da Marinha-navios, aeronaves e blindados(CFN), tb comanda as Comforsup, ComforS e Comforaernav). Quantas unidades no total? Aí vemos Contra Almirante americano comandando um Grupo de Combate que inclui 1 PA, 2 Cruzadores e pelo menos 3 destroiers. Quase a totalidade de nossos meios operativos Só no convôo contei 44 SH e 4 helis. Em tempo, reforço que não questiono os homens, mas sim a Estrutura de… Read more »

XO
Visitante
XO

JRoberto, o Almte norte-americano comanda um Grupo-Tarefa, um conjunto de Navios alocados para uma missao especifica… a MB faz o mesmo, a 1a e a 2a Divisoes da Esquadra realizam o planejamento e conducao dos exercicios da nossa Esquadra… a estrutura que voce citou é administrativa (Comemch, ComForSup etc), cuida de tudo ligado aos meios operativos… abraço…

Dalton
Visitante

Soldat… o governo “comunista” também comprou o que você chama de “sucata”… o Almirante Sabóia tinha pelo menos 40 anos quando foi incorporado à marinha brasileira em 2008 ao dar baixa da “famigerada” Royal Navy ! O Garcia D Avila tinha “apenas” 21 anos quando incorporado em 2008, mas, o Mattoso Maia também tinha menos de 25 anos quando incorporado em 1994. . O navio tanque Gastão Mota foi incorporado em 1991 e foi construído aqui mesmo no Brasil, mas, o Marajó com quase 50 anos ainda não foi substituído ! . A Esquadra hoje é menor do que era… Read more »

junior
Visitante

Soldat Se fosse justo mesmo perceberia que a situação financeira nestes dois períodos são completamente diferentes, entre 1985 e 1994 a inflação era astronômica e o país não tinha condições para fazer muito. A verdade é que entre 2002 até os dias atuais o Brasil está mais vulnerável do que nunca! Os outros países se modernizaram e ficamos para trás, a maioria dos submarinos que temos foram incorporados na década de 90 e os caças são da década de 70, cade os Gripens e os submarinos franceses? Ainda vão demorar anos para chegar, enquanto isso tem que rezar para não… Read more »

alexandrefontoura2013
Visitante
alexandrefontoura2013

O Raul Jungmann foi Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara. Alguma coisa sobre a situação das Forças Armadas ele conhece.

Carlos Eduardo Oliveira
Visitante

O ex-ministro da Defesa Nelson Jobim, estava com a idéia de fazer uma esquadra no Nordeste.
Quando ele “foi convidado a se retirar” do governo, a idéia também foi esquecida.

daltonl
Visitante

Podem colocar como Ministro da Defesa uma pessoa com grande conhecimento na área militar ou mesmo um ex militar ou um apaixonado pela marinha que de nada adiantará se não houver um grande aumento do orçamento e só cortar pessoal e sucatear o NAeSP não será suficiente para os novos navios muito menos para outra Esquadra. . E cá entre nós…não precisa ser nenhum gênio para se inteirar da situação da marinha. Eu mesmo na década passada em duas viagens que fiz ao Rio espaçadas em 2 anos testemunhei a corveta Barroso “encostada” no mesmo lugar e nas mesmas condições… Read more »

zorannn
Visitante

Olá Dalton! . Eu discordo de você quanto à orçamento. Foram maios de 20 anos com orçamentos tendo ganho real até 2014, quando tivemos um orçamento récorde. Neste ano de 2014, só o orçamento da MB foi de mais de US$ 8 bilhões. Isto sem contar os gastos com boa parte do ProSub que vieram do PAC. Este orçamento de mais de R$ 20 bilhões (á época) era isuficiente para fazer até os PMGs de corvetas. Isto simplesmente porque os gastos com pessoal e com um monte de OMs consumia quase todo o orçamento (hoje consome o orçamento inteiro). Se… Read more »

zorannn
Visitante

Só um aobservação: . Quando a MB divulgou que iria fazer o PMMG do A-12, o gasto estimado para a modernização (modernização do geradores, motores, enfim da parte “mecânica” do navio, já que os radares, sensores, enfim a parte “eletrônica” seria contemplada posteriormente) era de R$ 1 bilhão. Esta modernização seria feita em 5 anos. . Pois bem, este valor de R$1 bilhão correspondia à época a 5% do orçamento anual. Numa “continha de padaria”, considerando que os aportes fossem feitos anualmante, conforme a modernização tivesse andamento, ou seja em 5 parcelas anuais, estas parcelas (R$ 200 milhões) correspondiam a… Read more »

zorannn
Visitante

Observação 2: . Recentemente o governo concedeu um aumento médio de 27,9% aos militares a serem pagos em 4 anos. . Este aumento representa a grosso modo um aumento de despesas com pessoal de 5,5% no primeiro ano, 12% no segundo ano, 19% no terceiro ano, até os 28% no quarto ano.. . Obviamente que os militares tem um salário pequeno em relação a outras carreiras, mas só para efeito de comparação, se somarmos o aporte de verbas nestes próximos 4 anos para poagar este reajuste, em comparação ao orçamento total, este valor seria suficiente para pagar 14 modernizações do… Read more »

Dalton
Visitante

zorannn… o maior problema de todas as marinhas do mundo é a falta de dinheiro só não sei se os números que você apresentou correspondem aos fatos, mas, inegavelmente despesas com pessoal corroem a maior parte do orçamento em todas as marinhas também e se há erros de gestão todas as demais marinhas sofrem também, pode não ser certo, mas, faz parte do jogo, não se pode ter 100% de eficiência. . Discordo de você também quando compara efetivos das marinhas britânica e francesa com a marinha brasileira, são necessidades diferentes, inclusive de um grande efetivo de fuzileiros navais que… Read more »

Luiz Ricardo Cascaldi
Visitante
Luiz Ricardo Cascaldi

Dalton e Zorann,

Como vão meus caros?

Estou a algum tempo sem comentar, mas sempre gosto da discussão, principalmente quando ela vai para a área da gestão! hehhee

A pergunta que eu mais faço hoje no Brasil:

Quem tem que ser demitido e quem temos que colocar no lugar para arrumar a casa (no caso, a MB)?

Me parece que todos os problemas do Brasil hoje, são muito estruturais e só passando a borracha para colocar em ordem.

Abraço!

Dalton
Visitante

Oi Luiz ! Nem o Zorannn nem eu estamos completamente certos ou completamente errados…só acho que o amigo Zorannn exagera quando escreve que a marinha brasileira poderá acabar…não acabou em 1939 quando a situação dos meios era mais patética que a de hoje e e em uma época de grande tensão mundial…vésperas do que seria a Segunda Grande Guerra. . Na minha opinião a marinha brasileira tem algumas vantagens sobre outras…não temos uma disputa territorial com vizinhos como Chile e Peru, não há mais uma “corrida armamentista” com à Argentina, não estamos ligados à uma aliança militar como a OTAN… Read more »

zorannn
Visitante

Olá Luiz! . Eu discordo de alguns, poque não adianta continuarmos nesta discussão sobre oque a Marinha diz que precisa e sim sobre oque podemos pagar. Como justificar aumento no orçamento, com hospitais sem atendimento ou com a situação caótica da educação com escolas, universidades ocupadas em todo país. Este aumento não vai vir. . Tem que se estabelecer prioridades de acordo com o tamanho do orçamento. . Todos os dados que citei podem ser consultados por qualquer pessoa. Estão no portal da transparencia. Basta escolher o ano de exercício e a unidade pagadora (Min. da Defesa) para acessar o… Read more »

Lucas Silva
Visitante
Lucas Silva

Obrigado pelos esclarecimentos, Dalton e Nunão . Acompanhando os pontos levantados pelo Zorann, me veio a seguinte dúvida: como medida de economia para MB, o Exército não poderia absorver o Corpo de Fuzileiros Navais? . Se não me falha a memória, o efetivo do Corpo de Fuzileiros Navais é de aproximadamente 15 mil homens. O Exército, acredito eu, tem mais folga em relação a seu efetivo, e seria perfeitamente possível a diminuição de uns 15 ou 20 mil homens, especialmente em cidades onde as unidades são subutilizadas. Após isto, o efetivo poderia ser reposto absorvendo o Corpo de Fuzileiros Navais.… Read more »

E.Silva
Visitante
E.Silva

Lucas,

A diferença básica é que o Corpo de Fuzileiros Navais é uma força profissional, desde os praças até os oficiais, acredito que devem ter um nível operacional só equiparado aos PQD do Exército. Como são uma força por natureza expedicionária, na minha opinião deveriam estar em permanentes operações patrocinadas pela ONU no exterior, que nestes casos banca metade das despesas.

John Paul Jones
Visitante
John Paul Jones

A minha pergunta é simples. Será que alguém da MB nestas visitas informa realmente ao MD os nossos problemas e necessidades ??, ou simplesmente passam aquela tinta básica pra esconder a ferrugem e “vamos que vamos ” …. A culpa não é dele pela falta de ação, a culpa é das nossas FFAA que através dos vários níveis de comando vão filtrando relatórios e informações importantes e nada chega ao conhecimento de quem decide. Por isso que o MD é a “Terra de Alice no País das Maravilhas” …. Duvido que ele saiba por exemplo que os nossos submarinos atualmente… Read more »

Antonio Carlos Jr Zamith
Visitante

MD civil não tem obrigação de saber sistema de armas. Melhor que o do PCdoB e da Era do PT. Agora não dá para fazer nada para reequipar as FFAA com a economia em crise gerada pelo governo do PT. É manter tudo em standby e ver o que se pode gastar ano que vêm. o PROSUB faliu com descoberta da negociata da Odebrecht. O Gripen só pagaremos em 2019 e o EB fechando quartéis no MT. Ainda tem a porcaria das Olimpíadas sugando verba

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Antonio Carlos,
.
O pagamento das parcelas do financiamento do Gripen só começar;a com a última entrega da encomenda de 36 aeronaves, por volta de 2024.
.
2019 é o ano previsto para a primeira entrega.

Jorge Toledo
Visitante
Jorge Toledo

Temer devolve aos comandantes militares os poderes que Dilma retirou Por Ricardo Noblat Está previsto para hoje o anúncio de que o presidente interino Michel Temer devolverá aos comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica as atribuições que lhes foram retiradas pela presidente afastada Dilma Rousseff com o Decreto 8.515 de três de setembro do ano passado, que trata da direção e gestão de cada uma das forças armadas. Ao Ministro da Defesa, em prejuízo dos comandantes militares, Dilma delegou, entre outros poderes, o de transferir para a reserva remunerada oficiais superiores, intermediários esubalternos, reformar oficiais da ativa e… Read more »

Gavião 15
Visitante

Toda esta discussão sobre ministro é inócua. Em qualquer país do planeta, cargo de ministro é político. Acho que o único ministro “técnico” é o da fazenda. Embora eu concorde que é melhor alguém da área na pasta, Jungmann, salvo engano, foi membro da Comissão de Defesa do Congresso. Isso não o coloca como entendedor da questão, mas volto a dizer, é cargo político.