sábado, maio 28, 2022

Saab Naval

Desfile da Marinha no Dia da Independência

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Viaturas Blindadas

No dia da Independência do Brasil, a Marinha mostrará no desfile cívicomilitar que será realizado na quarta-feira (7), na Avenida Presidente Vargas (RJ), a importância histórica da Escola Naval, o pioneirismo na admissão de mulheres nas Forças Armadas, além de apresentar para o público que acompanhará do local a celebração as viaturas blindadas empregadas em Missões de Paz das Nações Unidas.

A solenidade contará com a participação de 4.300 pessoas entre Forças Armadas e Auxiliares, e terá início às 9h30, com duração estimada de duas horas. A participação da Marinha no desfile cívico de 7 de Setembro de 2016, data magna para o Brasil, será uma oportunidade de aproximação com a sociedade carioca, realçando a importância da Força Naval em prol da Defesa e da soberania nacional do País.

Mulher na Marinha

O Grupamento da Marinha do Brasil no Desfile, no Rio de Janeiro, será comandando pelo Contra-Almirante Paulo Cesar Demby Corrêa, sendo formado pelo Destacamento Feminino, pela Companhia de Polícia do Batalhão Naval, Banda de Música, Regimento de Marinheiros, Unidade Anfíbia e Destacamento Motomecanizado.

Histórico
A solenidade marca uma data importante para o País, na qual deixou de ser colonizado por Portugal no dia 07 de setembro de 1822, quando Dom Pedro I promulgou a Independência do Brasil às margens do Rio Ipiranga. A celebração ocorre desde a época do Primeiro Reinado.

- Advertisement -

55 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jodreski

Estou na dúvida:

Caso os Navios da MB desfilem em frente a orla, eles passarão navegando à deriva ou sendo rebocados??

MO

maldadoso vc …. que maldade …..

Airacobra

Navegando à deriva foi malvadeza, kkk

MO

é … não creio tenha sido satira, não soou como, soou como “Ancorado no porto” …

Airacobra

Jodreski, não sei se o que escreveu foi uma sátira ou duvida mesmo, mas para o caso de que alguem acabe se confundindo, navegar e estar à deriva são coisas distintas, se um navio está navegando, ele está se locomovendo por próprios meios (propulsão) ou por auxilio externo (rebocado), no caso um navio à deriva é um navio que está flutuando sem propulsão, derivando a favor da maré, ou seja não está navegando.

MO

em tempo:

JS Yamagiri – DD 152 – Maiden Call Santos

7 photos

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/08/js-yamagiri-dd-152-demandando-o-cais-da.html

Airacobra

Poxa Zemió, é pra fazer inveja? Gosto muito dessa classe “japanelica”, babei muito a ultima reportagem do naval dos navios japoneses ai em Santos, essa é uma classe que meu coração pede para o caso de uma compra de necessidade, deixando pra tras bremen e maestrale, além de outros, só pensaria duas vezes no caso da classe durand de la penne

MO

ola P 39, ja tive em um Durand de la penne, o bixo é punk mesmo, não é um Spruance, mas é Monstrão

Os japonélicossão bonitos mesmo, eles estavam em Malta estes dias, mas não irão passar por aqui este ano

Ahhhh … tenho/consegui o Buneu dos dois, do Yamagiri e do Durand, o Francesco mimbelli

Airacobra

Errata:
Onde lê-se necessidade, leia-se oportunidade.

Juarez

Navio de patrão hem MO, coisa feita para guerra, encorpado, porrada, ah, eles não vão gostar, “num é estéalti, cum quadratico, losangulatico retangulático”, também conhecido como Bambiship.

G abraço

MO

kkkkk, por mim Juarez, sinceramente os UQTR nao sei se estãoindo ou vindo ….. mas doi os”belissimo caixote

Juarez

Aircobra, falando em compra de oportunidade, até os Filipinelicos cuspiram nas Maestrale, devem estar um rica de uma “jóia”…..

G abraço

MO

Eu sinceramente, por questão sentimental, adoraria ver estas duas classes, ver de olhar, ir a bordo, buneu e afins, quanto a aquisição, das Bremem hummmm, Maestrales Hummm com restrições …..

Airacobra

Juarez e MO, engraçado como pensamos na mesma linha de raciocínio, será que estamos errados ou seriam os amantes de uqtr? Mas um escolta pra mim tem que ter cara de navio de guerra, ainda me revolto com a “eme” que fizeram na propulsão dos garcia, pra mim ainda teriam uma longa vida na MB, ASW na MB era com eles mesmo, e não tem essa de navio velho pra mim, existe navio desatualizado, bons exemplo eram as gearing de taiwan, as Leander e county do chile, a type 22 do chile, até mesmo as niteroi mod (se bem que… Read more »

MO

Algo tipo o que os Taiwanelicos fizeram com seus Gearing, LST 512-1125 e outros, deram uma modernizada, revitalizaam os equipamentos e SALVO condições de maquinas e casco, as quais nao tenho melhores infos, teriamos uma boa escolta ASW … pois sei la, mas as gordinhas (Mk 10), sao meio ceguetas abaixo da linha d´agua né ….

Airacobra

Cont.
Mas a oportunidade ja foi perdida, pois poderiam estar operando full ate meados de 2020, mas a oportunidade ja foi perdida

Airacobra

E bola pra frente com o que sobrou e ainda navega, pq ta dificil e ainda vai demorar pra sair algum coelho desse mato

control

Srs Se os nipônicos se dispusessem a vender, seria uma opção muito interessante. Aliás, uma questão curiosa é o pouco interesse mostrado pela MB nas opções nipônicas e coreanas e até mesmo pelos navios italianos. Não é uma questão de preço, pois os franceses, que parecem ser a preferência, e mesmo os ingleses não primam por preços baixos. No caso dos italianos, eles têm, inclusive, as tão elogiadas FREEM (menos pelo MO com sua justa antipatia pelos UQTR), mas não constam como do interesse da MB; mesmo havendo a possibilidade de uma negociação casada envolvendo navios novos e usados (os… Read more »

MO

Oi Control, olha se ajuda, acho as Orizonte MENOS feias que as Fremm

Airacobra

MO, esse edo do modfrag não me desce de jeito nenhum, nem a mim e nem a maioria, acho que só desceu bem pra quem fez lobby para o fabricante.

MO

eu tenho a teoria da Maldiçãodas Mk 10, elas vao ficar uns 173 anos na ativa, vao arrumar modfrag em modfrag ate o aço não aguentar mais …. Eu, minha opinião ficamos empacados nas escoltas por causa delas, infelizmente, pelas finanças, agora é tarde ….

Airacobra

Sempre achei essas mod da MB meio meia boca, pra que deixar aquele boroc la? Ali caberiam alguns containers de msa de defesa de area, ou ate mesmo containers vls de msa ou até mesmo instalar o albatros lá, liberando a popa toda para um convôo corrido, no caso da ultima opção.

Airacobra

Control, salvo enganos os Japoneses ja podem exportar material de defesa, até mesmo usado.

Airacobra

Errata: engano

Fresney

Alguém tem alguma notícia sobre aquisições de novos CLANFS???

Juarez

Pois é Aircobra, eu gosto demais de navios de “home” mas a moda é “”…ahhhhhhhhhhhhhhhhhh navy shipbambi……

G abraço

Dalton

O BORoc aparentemente ainda tem uma função que seria o combate a submarinos de propulsão convencional operando em águas costeiras ou baías , mini submarinos ou mesmo contra mergulhadores em missões de sabotagem, os próprios russos mantém lançadores de foguetes anti submarinos em muitas de suas unidades. . Pessoalmente não acho que havia espaço e reserva de peso para instalar silos de mísseis, sensores e operadores a eles relatados e mesmo deslocar o “Albatroz” para a posição hoje ocupada pelo BORoc, seria impossível conteirar o lançador ou mesmo ter um bom arco de tiro e remunicia-lo. . Quanto aos “Garcias”… Read more »

Lc

“Navegando à deriva”.
Só se o Comandante e o Imediato chaparam o globo de Joãozinho Andarilho…
Passa o bafômetro neles.

Farias Cardoso

Acho que faltou uma vírgula na frase do autor, deveria ser: …navegando, à deriva ou sendo rebocados. São três situações que podem ocorrer com uma embarcação. Locomovendo-se pelos próprios meios (navegando); boiando ao sabor dos ventos e/ou correntes (à deriva); conduzido por outro (rebocado).

MO

Simples, ninguem desfila a deriva, pode se ficar a deriva, em um desfile, mas nao desfilar assim …

Lc

Como citado pelos colegas Airacobra e MO (Gearing taiwaneses), isto me fez lembrar uma proposta israelense de atualização de nossos CT’s na década de 80. Tenho uma revista T&D com uma reportagem tratando deste tema. Inclusive no ano de 2009, se não me engano, cheguei a escanear e enviar para o site de vocês. Também concordo com o Airacobra. Em grande parte das vezes não é a idade dos meios que importa, mas sim a falta de atualização dos mesmos desde que se observe sua vida útil. No meu ponto de vista, a MB por diversas vezes deixou o bonde… Read more »

MO

Lembro desta materia vagamente e de coments sobre, a epoca

Lc

Caro Galante,
Mudei de cidade e muita coisa da minha coleção está encaixotada. Mas assim que possível envio pra vcs.
Abs.

XO

Fresney, 2 CLAnf vao seguir pra cá no começo do ano que vem. . . os demais chegam no final do mesmo ano. . . abraço

control

Srs

Jovem Airacobra
Realmente, após uma mudança em sua legislação, os japoneses podem vender armas, mas o que citei de curioso é que a MB tem uma fixação pela França e UK e mostra pouco interesse pelos nipônicos e coreanos, sendo que os últimos apresentam preços muito competitivos.
Jovem Dalton
No caso das FREMM, o interesse demonstrado pela MB é nas francesas e não nas italianas. Deve ser o “glamour” francês.

Sds

marcus

A marinha está providenciando maquetes de plastico em tamanho natural de navios modernos,que serão rebocados na baia da Guanabara durante essas festas cívicas.

MO

Cuma ?

XO

Parabéns… vc vai comandar um deles…

Airacobra

XO, como bem falava meu pai:
É cada uma!
Ou então:
Ta conversando água rapaz!

Jorge Knoll

Com certeza do jeito que vai as coisas para o lado da MB, realmente precisará apelar para maquetes, de plastico, isopor ou inflável, para enganar os idiotas.
Assim como os falsos guardinhas dentro das guaritas na Dutra.

XO

Olha, na boa mesmo… as opinioes e criticas sao a razao de ser do forum… mas alguns aqui podiam dar um voto de confianca na atual administracao…

Dalton

Tenho algumas dezenas de revistas “Tecnologia e Defesa e Segurança e Defesa” principalmente da década de 80 e eventualmente quando encontro uma em um “sebo” compro pois as considero verdadeiras pontes para o passado. . Infelizmente não tenho a mencionada pelo “LC” sobre a modernização dos “CTs”, porém todas as outras que tenho ao longo da década, mencionam possíveis compras de oportunidade como a classe “Garcia” que acabou sendo adquirida pela marinha, 4 unidades, os planos otimistas no início da década de adquirir até 16 corvetas que ao longo da década tornou-se patente que tal meta não seria alcançada e… Read more »

MO

Dalton risos, tava lendo seu coment e do nada me veio um antigo comentario de um sapiencia que falou que nao deveramos ter CT¨´s e sim Destroyers … que CT era obsoleto e que o o DD era a ultima bolacha do pacote …. kkkkkkkkkkk

Souto.

xo nada sobre o Mattoso Maia?

XO

Juarez, 4 anos é muito pouco pra implementar as mudanças necessarias… mas posso dizer que acredito que a MB vai estar com outra cara quando ele passar o cargo… abraço…

Bardini

XO, como anda o clima na MB com a troca de presidente? Aumentou a esperaça de que alguma coisa sai do papel?

Souto.

xo sobre o ndcc Mattoso Maia alguma novidade?

XO

Bardini… ainda nao percebi reflexos… mas o evento aconteceu outro dia… vamos ver… abraço…

XO

Souto, o destino do G28 está em estudo… nrposdo adiantar nada… abraço…

Airacobra

Souto, boq noite, você quer saber o que vai acontecer com o mattoso oficialmente ou extra oficialmente? Oficialmente, é a resposta do XO, extra-oficialmente, recomendo que assista uns comerciais antigos e terá a resposta, A primeira faz tchan, a segunda faz tchun e tchan tchan tchan tchan. Ou Gilette sua melhor imagem, gileeeeeeeeette! Opa, ja ia esquecendo, mas não antes de ser injetado muito dinheiro nele com PMGs e modernizações e assim que terminar todo o reparo volte ao paracrafo acima. Simples assim! E estaremos por aqui eu, o Juarez e mais alguns para proferir a famosa frase da motoquinha… Read more »

Souto.

xo voçe que esta ai nos EUA pode nos dizer algo sobre a vinda de um NDD da us navy para MB?

Carlos Alberto Soares-Israel

“Jodreski 6 de setembro de 2016 at 17:10”
Sacanagem, tô rindo a meia hora !
______________________________________

Juarez, concordo. Faxina ou fachina ?

XO

Souto, não existe nada em andamento com a Navy sobre Navio… e já voltei para o país, a missão acabou recentemente, estou agora em BSB… abraço…

Dalton

A US Navy não tem nenhum navio anfíbio disponível até porque está abaixo do mínimo recomendado em navios anfíbios no momento ! . Foi se o tempo em que haviam no mercado sobras da guerra fria e os 12 LSDs Whidbey Island/Harpers Ferry terão que se aguentar até completarem 40 anos de serviço como já divulgado pela US Navy…o resto é ou foi boato ! . Quanto aos 4 LPDs classe Austin que ainda encontram-se na reserva a um custo considerado proibitivo sem mencionar os muitos milhões que seriam necessários para reativa-los, são navios aproximando-se dos 50 anos que serviriam… Read more »

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

‘Top Gun: Maverick’ impulsionará o recrutamento da Marinha dos EUA? A história diz que provavelmente não

Por Heather Mongilio “Top Gun: Maverick” é uma carta de amor à aviação naval americana e acontece quando a Marinha...
- Advertisement -