pa-charles-de-gaulle

A França iniciou ataques aéreos contra o grupo Estado Islâmico, também conhecido como ISIS, a partir de porta-aviões Charles de Gaulle, de acordo com reportagens.

A agência France-Presse relatou que vários aviões de combate Rafale decolaram do porta-aviões na manhã de ontem para compor um ataque a Mosul, fortaleza do ISIS no Iraque. O único porta-aviões francês foi enviado para a região no início de setembro.

No ano passado, a França juntou-se à coalizão liderada pelos EUA para combater redutos do ISIS no Iraque e na Síria, após uma série de ataques mortais pelo grupo extremista, incluindo a morte de 12 pessoas na sede do satírico semanal Charlie Hebdo em Paris, em janeiro de 2015.

Grupo aéreo do porta-aviões Charles De Gaulle contra o ISIS:
• 24 Rafale M
• 2 E-2C Hawkeye
• 2 Dauphin
• 1 Alouette III
• 1 NH-90NFH Caïman

Previous articleMarinha do Brasil nega contrato com estaleiro sul-coreano
Next articlePalocci defende interesses da Odebrecht em submarino desde 2009
Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabiano Martins

Belo navio sem palavras.
Obs :alguém esta conseguindo entrar no Forte ?

M-60

no site da aviação inimiga tem a mesma reportagem mas contem imagens ;D

Dalton

Pela primeira vez apenas Rafales M como aeronaves de caça e ataque a bordo, 24 unidades além de 2 E-2C Hawkeye e 4 helicópteros. Vou manter os “SEM” no modelo que tenho, afinal,
“recordar é viver” 🙂

Lucas Schmitt

Fabiano, o ForTe está realmente fora do ar a vários dias, também não estou conseguindo entrar nele. Não sei o motivo da ausência.

Fabiano Martins

É Lucas , percebi isto também.

donitz123

Off-topic porém interessante. Enquanto isto no Iêmen os houties parecem estar aprendendo a brincar com mísseis anti-navio. A se confirmar.
.
https://www.youtube.com/watch?v=XA55pEIZ57w

ScudB

Sintomático : se os francos entram na luta é porque sabem que guerra ta pra acabar logo…

Amigo Donitz!
Vi esse video meia hora antes de Voce postar o link.
Parece (ja que tem dois estágios) com Noor ou original – C-802. E impressionante como esse troço de alumínio queima!
Um abraço!

Fresney

Os Super Etendard já se aposentaram??? Agora só os argentinos os operam?? Jogar bombas em rebeldes com Rafale e um PA é um desperdicio!!!

Carlos Alberto Soares-Israel

“Fabiano Martins 1 de outubro de 2016 at 14:15
Obs :alguém esta conseguindo entrar no Forte”
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Não, eu e o Maurício R estamos há dois dias avisando os EDITORES !

Carlos Alberto Soares-Israel

Galante,
Ciente …. Ok !

Seal

Off: Navio de guerra dos EAU é destruído por um míssil de cruzeiro C-802 no Iêmen.

Dalton

Fresney… a US Navy também está por lá bombardeando com “Super Hornets” a partir do USS Dwight Eisenhower, um NAe que desloca mais do que o dobro do “Charles De Gaulle” que a propósito, não é a primeira vez que está sendo empregado por lá. . Um desperdício também ? Certamente que não, pois o emprego de um NAe nada mais é que por em prática meses a fio de treinamento, porém, eles seriam enviados de qualquer forma, já que um NAe e seu grupo não estão lá apenas para “bombardear rebeldes”. . Várias são as missões de um grupo… Read more »

Lewandowski

Lindo navio. A França ainda pretende ter um segundo PA?
.
Sds

Carlos Alberto Soares-Israel

Lewandowski
*********************************
“daltonl 5 de dezembro de 2013 at 11:41
A Marinha francesa acostumou-se a ter 2 NAes, mesmo antes da dupla Clemenceau e Foch o que permitia ter um
sempre disponivel ou um segundo agindo como porta-helicopteros.
O CDG acabou substituindo o Clemenceau porém tanto recurso foi consumido na construção e operação dele que
manter o Foch não parecia economicamente aceitável na
época então optou-se temporariamente a reduzir o nr de
NAes a um até um momento mais propicio.
Hoje a idéia de um segundo NAe parece definitivamente descartada.”

Iväny Junior

Um ótimo NAe. Um grupo embarcado poderoso. Só lamento no ano passado nenhum Super Entertard ter realizado surtidas de bombardeio para eternizar a ultima campanha possível pra ele.

O Rafale M é um dos melhores caças embarcados do mundo.

Dalton

Carlos…

um exemplo, .foi quando a marinha francesa operou com 2 NAeLs classe Independence da
US Navy datados da II Guerra, uma de minhas classes de navios favorita, que operaram no Pacífico e receberam os nomes franceses de “Bois Belleau” e “Lafayette” nos anos 50.
.
abraços

Dalton

Como pode ser visto na foto…o Rafale M, ao contrário do Super Hornet por exemplo, não dobra as asas, complicando o posicionamento e o taxiamento no convés de voo. . Ao contrário do Super hornet que tem duas variantes a “E” de 1 lugar e “F” de 2 dois lugares, esta última acabou gerando uma variante conhecida como EA-18G de guerra eletrônica, a marinha francesa não desenvolveu um Rafale M de 2 lugares, muito menos uma versão de guerra eletrônica e assim os aliados dos EUA contam com esquadrões de EA-18G tanto baseados em NAes como esquadrões expedicionários, baseados em… Read more »

Carlos Alberto Soares-Israel

Dalton 2 de outubro de 2016 at 18:43
Valeu !
***************************
Off
Colômbia diz não. Tudo na estaca zero.

Marcelo Andrade

Existe sim planos para um segundo PÁ, seria o Richelieu, mas com propulsão convencional!!!

Dalton

Marcelo…

como já comentado em outras ocasiões, os franceses cancelaram o plano para um NAe
baseado no “Queen Elizabeth” britânico tendo duas catapultas ao invés de uma rampa na
extremidade anterior do convés de voo e que poderia vir a ser ser chamado “Richelieu.
abs

Marcelo Andrade

Perfeito Dalton. Realmente foi cancelado mesmo. Pena! Quem tem um não tem nenhum!!

Dalton

Marcelo…

quem tem um…ÀS VEZES não tem nenhum. O “Charles De Gaulle” já foi preparado em poucos dias para uma missão não programada de 5 meses (Líbia) apenas 25 dias depois de ter retornado de uma missão de 4 meses !
abs

Gustavo

Só este NAe tem mais poder de ataque e defesa que toda a FAB…

Guilherme

o melhor porta avioes nao americano do mundo! aguardo com muita ansiedade do envio do kuznetzov pelos russos para as devidas comparações.

Juarez

Achei ele “apertadinho” para esta dotação de aeronaves.

G abraço

_RJ_

Dalton 2 de outubro de 2016 at 19:27 Dalton, nunca tinha parado para pensar sobre esse prisma. Atribuía apenas a diferença de doutrina entre EUA e França, e não à diferenças técnicas entre as aeronaves. Realmente, o Rafale Marine foi pensado para, com uma única versão, cobrir o que o F-18 faz com 3 versões distintas. Sua menor carga de trabalho faz com que o 2° piloto seja dispensável, e sua suite SPECTRA faz com que não se necessite de uma versão específica para guerra eletrônica. (embora não seja tão bom quanto um F-18G nessa missão). Porém, não vejo impedimento… Read more »

Mauricio R.

“Seal 2 de outubro de 2016 at 10:50”
.
Esse????
.
(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2016/10/breaking-huthis-reportedly-hit-and.html)

Mauricio R.

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!!
.
Navios americanos rumam para o Iêmen, aonde o HSV-2 foi atacado:
.
(http://alert5.com/2016/10/05/usn-dispatched-3-warships-off-yemen-following-attack-on-hsv-2/)

bosco123

RJ,
O SPECTRA é um sistema de autoproteção como o IDECM do Super Hornet. Ele não tem nada a ver com o EA-18G, que é uma aeronave de ataque eletrônico.
Um sistema de autoproteção visa interferir nos radares de outros caças, nos radares direção de tiro, nos radares de “iluminação”, nos seekers dos mísseis guiados por radar e nos seekers IR dos mísseis guiados por calor; já um avião de ataque eletrônico visa interferir em radares de vigilância e nos sistemas de comunicação.

Dalton

R.J. O Super hornet com as asas dobradas ocupa menos espaço que um Rafale M…não que seja um grande problema, até porque alguns sempre estarão no hangar sofrendo manutenção… o fato de todos os 24 estarem no convés de voo para a belíssima foto tirada não significa que todos estão no mesmo grau de apronto. . Quanto a falta de uma versão biplace e/ ou de guerra eletrônica para o Rafale M, acredito que o que pesou mais foi a falta de recursos e também o fato de que o “Charles De Gaulle” é mais limitado quanto à quantidade de… Read more »

Felipe Silva

Mauricio R. 5 de outubro de 2016 at 1:54
Essa fonte não dá muitas informações. Será confiável? Se sim, o que diabos os navios americanos estariam fazendo lá? Seria para fazer ataques pesados costa adentro, em apoio aos sauditas?

ScudB

Off..
Aquele coitado HMS-2 após ataque :
http://www.emaratalyoum.com/politics/news/2016-10-05-1.934523
Um abraço!

Dalton

Felipe…

os 2 destroyers enviados fazem parte da escolta do NAe USS Dwight Eisenhower que está operando no Golfo Pérsico e o USS Ponce tem operado no Golfo Pérsico desde 2012 e eles
não foram enviados para “atacar” e sim garantir que a navegação naquele estratégico ponto
continue normalmente.
abs
.

Mauricio R.

É isso ai, garantir o livre direito de passagem.