sábado, setembro 25, 2021

Saab Naval

H225M naval armado da Helibras estará na LAAD 2017

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Fennec e Pantera modernizados também serão as estrelas do estande da empresa localizado na área externa do evento

A Helibras estará mais uma vez na LAAD Defence & Security, feira internacional de defesa e segurança que será realizada no Rio de Janeiro entre os dias 04 e 07 de abril.

Neste ano, a única fabricante na América Latina terá novamente a mais importante exposição estática de helicópteros para o mercado militar e governamental na área externa do pavilhão.

Os modelos Fennec e Pantera K2 modernizados para a Aviação do Exército estarão presentes, além do robusto H225M da Marinha, produzido no Brasil, equipado com novos mísseis Exocet AM39 B2M2 e um console de sistema tático de missão (NTDMS). Esse desenvolvimento é um dos mais complexos realizados pela Helibras em sua fábrica em Itajubá (MG). A versão única é estratégica para a indústria de defesa do Brasil e para a segurança do projeto Amazônia Azul, da Marinha.

H225M em seu primeiro voo na Helibras, antes da pintura

“Para atender as missões mais exigentes de nossos clientes dos segmentos militar e governamental, ao longo dos últimos anos desenvolvemos capacidades ainda mais específicas para esses mercados. Nossos helicópteros têm se destacado nesses segmentos, por isso levaremos para a LAAD o que temos de melhor e toda a nossa expertise para criar novos projetos e oferecer serviços que garantam a continuidade das excelentes operações de defesa e segurança”, comenta Richard Marelli, presidente da Helibras.

DIVULGAÇÃO: Convergência Comunicação Estratégica

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Manuel Flávio

A FAB planeja tirar esse “grande heli” do Pelicano e substituí-lo por mais Black Hawks. Essa decisão era questão de tempo:
Os BHs do Esquadrão Hárpia voam demais (a célula 8901, por exemplo, em 7 meses voou 700 horas). Provavelmente para fazer o serviço também do 1º/8º.

- Publicidade -

Últimas Notícias

Índia pode se interessar por submarinos franceses da classe ‘Barracuda’

De acordo com informações publicadas pela BFM TV em 23 de setembro de 2021, após o cancelamento do contrato...
- Advertisement -