Home Indústria Naval Paquistão interessado nas fragatas Tipo 054A

Paquistão interessado nas fragatas Tipo 054A

3981
23
Fragata Type 054A lançando míssil HQ-16

O oficial comandante de uma fragata da Marinha do Paquistão em uma visita de boa vontade à China em dezembro de 2017, disse à TV de Xangai que a Marinha do Paquistão iria adquirir a fragata Tipo 054A da China.

A fragata da classe Zulfiqar (F-22P) PNS Saif foi bem recebida no porto naval de Wusong em 1 de dezembro. O comandante da PNS Saif, o capitão Shahzad Iqbal, disse à mídia local que o navio viajou “mais de 9 mil milhas náuticas do Paquistão para Xangai” parando no Sri Lanka e na Tailândia enquanto viaja para a China.

O Paquistão opera quatro fragatas F-22P,  derivadas da fragata de patrulha Tipo 053H3. Elas estão equipadas para operações antissubmarino (ASW) e guerra antinavio (AShW).

Estão armadas com dois lançadores quádruplos (2×4) para o míssil antinavio C-802 (AShM) e dois lançadores triplos (2×3) para torpedos ASW leves ET-52C. A F-22P também está equipada com um sistema de míssil superfície-ar (SAM) de oito células FM-90N para cobertura de defesa aérea de curto alcance (SHORAD).

Além da interação da boa vontade, a PNS Saif também participou de exercícios com a Marinha do Exército de Libertação Popular (PLAN). Durante uma visita à mídia chinesa, o capitão Iqbal disse à TV de Xangai que a Marinha do Paquistão obterá fragatas Tipo 054A da China, que constitui a espinha dorsal da PLAN.

Fragata F-22P ou Zulfiqar do Paquistão, derivada da Type 053H3 chinesa

Variantes

Em outubro de 2017, o ex-Chefe do Estado Maior da Armada almirante Muhammad Zakaullah anunciou que o Paquistão chegou a um acordo para adquirir novas fragatas da China. Zakaullah não especificou o modelo das novas fragatas ou o número de navios que a Marinha do Paquistão estará buscando. Reportagens de 2012 tinham mencionado que a Marinha do Paquistão viria a adquirir versões atualizadas ou aprimoradas da F-22P.

Se a Shanghai TV estiver correta, o Paquistão poderia estar comprando um dos projetos de fragatas da China Shipbuilding Industry Corporation (CSIC) de 4.000 toneladas. De acordo com o IHS Jane’s, o design de fragata de 4.000 toneladas é baseado na Tipo 054A. Tem uma autonomia de 21 dias, comprimento de 135 m, alcance de 4.000 milhas náuticas (em velocidade de cruzeiro a 18 nós) e velocidade máxima de 26 nós. Possui 32 células de sistema de lançamento vertical (VLS), um canhão naval principal de 76 mm, dois canhões de 30 mm e um sistema de míssil de defesa de ponto de 24 células (PDMS).

Fragata de 4.000 toneladas com radar APAR e com iluminador de alvos

A fragata CSIC 4.000 toneladas está disponível em duas variantes: uma com um iluminador de alvos para orientar o SAM HQ-16 de radar semi-ativo (SARH). A segunda é sem um iluminador de alvos, mas possui células VLS ocupando uma posição mais elevada. A segunda variante parece ter sido projetada para transportar SAMs com buscadores ativos em fase terminal e potencialmente outros tipos de mísseis, como mísseis de cruzeiro de ataque terrestre (LACM).

Fragata de 4.000 toneladas com radar APAR e VLS em nova posição

A última variante é interessante na medida em que maximizaria a utilidade do uso da fragata de 4.000 toneladas de radar ativo em fase (APAR) e radar passivo sobre o horizonte (OTHR). Usando o radar CEIEC SLR-66 do China Educational Instrument and Equipment Corp  como benchmark, o APAR da fragata poderia ter um alcance de 280 km, enquanto o OTHR teria um alcance de 500 km.

O OTHR forneceria ao navio cobertura aérea e cobertura de superfície, enquanto o APAR pode orientar SAM e/ou AShM de longo alcance. As células VLS prefeririam o potencial uso de LACM (o Paquistão tem o Babur de alcance de 700 km). O Paquistão também pode configurar o navio para transportar SAM de longo alcance para a cobertura de guerra antiaérea de área.

A ressalva disso tudo é se o Paquistão, de fato, prosseguirá com as fragatas CSOC de 4.000 toneladas, conforme mostrado nos modelos, ou um modelo reduzido para reduzir os custos. No entanto, se reduzido, esses navios ainda são grandes o suficiente para serem equipados com APAR, OTHR e células VLS aumentadas no futuro.

FONTE: Quwa – Defence News & Analysis Group

23
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
BardiniAldo GhisolfiTiger 777Roberto BozzoLeo Neves Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fellipe Barbieri
Visitante
Fellipe Barbieri

Falar que solta pecinha é fácil. … dificil é fazer melhor a uma velocidade maior e num preço menor .

E que venham as Type 054BR “Ocidentalizada” … vão ser bem vindas !!!

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Pois é, o navio zero bala comprado da China está navegando na moral conforme informado no outro post.

Daglian
Visitante
Daglian

Fellipe Barbieri 29 de Janeiro de 2018 at 17:42
Primeiramente, é muito cedo para afirmar um vencedor na concorrência da MB. Inclusive pois é notório que a marinha tende a favorecer fornecedores ocidentais.

No mais, não entendi muito bem sua colocação. Por que é difícil fazer melhor que os chineses? O que essa Type 054 tem que a US Navy ou outra marinha européia não têm?

Por fim, não é possível afirmar nada sobre o preço, além de que ele irá subir se a MB optar por ocidentalizá-la, talvez a ponto de ela deixar de ser competitiva.

Mateus
Visitante
Mateus

“O que essa Type 054 tem que a US Navy ou outra marinha européia não têm?”

Eu sei o que ela não tem, e o que ela não tem se chama VETO

Robsonmkt
Visitante

O design externo dela lembra um pouco o da corveta Tamandaré.

Burgos
Visitante
Burgos

Acho difícil a MB se engraçar com essa classe de navio.
Na minha opinião a short list vai ficar entre Italianos,Coreanos e talvez os Alemães, ou se não Franceses.
Colocaria a China como 4ª ou 5ª opção !!!
Quem viver !!! Verá !!!

Renan
Visitante
Renan

Por favor
Faz um comparativo das melhores opções de cada país
Uma matéria com fotos e dados técnicos expectativa de preço e possível equipamentos que serão utilizados.
Por favor

Top Gun Sea
Visitante

É!! o programa FX da FAB todos achavam que daria como vencedor os SH da Boeing ou na pior das hipóteses os Rafales franceses, o Gripen da Saab as vezes apareciam em comentários conjecturados e depreciativos de foristas especialistas e estrategistas de guerra do tipo “caça de papel ou caça sem experiência de combate real” o resto da história todos sabem.

Bosco
Visitante
Bosco

Nossa! Quanta coisa! Aqui no Ocidente a denominação APAR é nome próprio de um radar naval AESA banda X fabricada pela Thales. Um navio dotado desse radar não precisaria de radares iluminadores dedicados já que o APAR é multifuncional e opera inclusive como “iluminador” . Outro termo interessante é esse “radar passivo sobre o horizonte” (OTHR). Com certeza deve ser um radar com tecnologia PESA (e não AESA) e é um radar de vigilância “puro”, denominado geralmente de “busca de volume”. Como deve operar com ondas mais longas tem maior alcance e é útil para vigilância de longo alcance. E… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Eu não consegui achar os radares “iluminadores” no primeiro modelo e nem o OTHR no segundo.

Bosco
Visitante
Bosco

O segundo navio deve ser mais ou menos como esse, que tem o APAR (AESA banda X) e o SMART-L (PESA banda L):comment image
Devo confessar que essa moda dos chineses copiarem descaradamente realmente não me causa boa impressão.

_RJ_
Visitante
_RJ_

Reza a lenda que a marinha chinesa resolveu certa vez colocar uma dessas ao lado de uma Niterói para que trocassem experiências sobre como operar uma fragata dessa tonelagem (dizendo inclusive que teriam muito a aprender com a Marinha do Brasil). Trouxeram na mesma ocasião um navio bem maior, do tipo e com a tonelagem que os brasileiros sonhavam operar na época (acima das 6000T). Só por esse jeito de fazer propaganda, já tem minha simpatia esse navio. Mesmo sabendo que com sutileza os chineses estavam era provocando inveja mesmo. Tá, agora falando sério: Seria ou não seria uma opção… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Juntando a fome com a vontade de comer: não é em Gwadar, no Baluchistão Paquistanês que China vai construir base naval? Paquistão, tão muçulmano, é bom amigo da China, que oprime Huigures no Singkiang. Mundo estranho…

_RJ_
Visitante
_RJ_

Bosco 29 de Janeiro de 2018 at 19:08

A “camuflagem” desse uniforme é horrível.
Quando abri a foto e antes de dar zoom, de longe parece que tá todo mundo “pelado” no navio. É para confundir com banhista?

“O segundo navio deve ser mais ou menos como esse (…)”
Tentando imaginar essa configuração de antenas num navio de tonelagem bem menor.

A diferença que vi entre as maquetes é uma antena em forma de globo sobre um suporte, bem escura, sobre a cabine, onde na primeira maquete há um globo mais baixo.
Além da posição do VLS como mencionado na legenda.

BMIKE
Visitante
BMIKE

China e Paquistão de fato tem parceria em varias áreas, más não penso que isso vai influenciar alguma coisa por aqui, são belos barcos são más ainda não confio na qualidade de material chines… como no post anterior e voltando a possíveis escolhas da MB deve cair entre três fabricantes: Fincantieri, ThyssenKrupp ou no máximo Daewoo Shipbuilding, o restante e só participante… quem viver verá.

Leo Neves
Visitante
Leo Neves

Segundo esses dados de alcance , a fragata russa project 11356 tem maior alcance e maior tempo de operação , e é mais bem armada.

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Estas CSIC 4.000 toneladas lembram muito algumas imagens que circularam na net sobre as Type 057, que nunca foram confirmadas pela China, nem desmentidas. Na verdade descobriram depois que se tratava de uma concepção artistica de um fã, não uma fragata real.

comment image

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

As nações se guiam pelos interesses, e os uigures, sobraram igual chuchu na janta…

Top Gun Sea
Visitante
Aldo Ghisolfi
Visitante

DAGLIAN, “No mais, não entendi muito bem sua colocação. Por que é difícil fazer melhor que os chineses? O que essa Type 054 tem que a US Navy ou outra marinha européia não têm?”

ENTENDI que a referência que o Fellipe fez foi em relação à uma fragata ‘made in Brazil’…

A oferta dos chineses é de ser levada em conta.

Fellipe Barbieri
Visitante
Fellipe Barbieri

DAGLIAN … O que eu disse não foi em referência ao Brasil e aos bufoes de plantão que sempre fazem a mesma fazer pejorativa “solta pecinha” … Mas vejo nenhum país europeu fazendo o que a China faz, os chineses tem um ritmo de construção muito maior que os europeus, além das dezenas de Type 054 a China dispõe dos Type 052 e agora dos Type 055 com mais de 10.000 tons, a intenção dos chineses era 8 unidades do Type 055, agora já serão 12 unidade, porém ainda serão lançado a mais Type 052 e em breve uma nova… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

“Mas vejo nenhum país europeu fazendo o que a China faz, os chineses tem um ritmo de construção muito maior que os europeus”
.
E pq os Europeus precisam manter ritmo de construção dos Chineses???
.
“já em uma certa PUTENSSIA bananeira tupiniquim as coisas continuam as moscas.”
.
Claro que continua assim. Se for pra competir com chines, precisamos de uma quantidade de dinheiro semelhante a deles. Só pra começar…
Mas isso seria “megalomania” e blablabla.

Fellipe Barbieri
Visitante
Fellipe Barbieri

Bardini. .. com todo o respeito que lhe estimo, mas uma coisa é não saber interpretação de texto, outra coisa é distorcer aquilo que foi escrito .

Em nenhum momento eu disse que os europeus precisavam manter o mesmo ritmo que os chineses, apenas explanei que eles (os chineses) estão em um ritmo de construção maior . Na critica ao Brasil eu apenas relembrei o fato que a construção naval de meios de superfície não anda em ritmo nenhum, JAMAIS comprarei com os chineses, europeus, americanos, russos, coreanos, japoneses, indianos, marcianos, reptilianos …