Home Concursos Marinha abre concurso para Colégio Naval com 190 vagas

Marinha abre concurso para Colégio Naval com 190 vagas

1825
14

Se você tem Ensino Fundamental ou está cursando o 9º ano, não deixe de se inscrever para o Concurso Público do Colégio Naval. São 190 vagas e a inscrição pode ser feita de hoje (12/03) até 20 de abril de 2018. Para se candidatar é necessário ser brasileiro nato e do sexo masculino, ter 15 anos completos e menos de 18 (em 1º de janeiro de 2019), dentre outros requisitos previstos em Edital.

Os interessados devem acessar o site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, baixar o edital e fazer sua inscrição no próprio site, ou em um dos Postos de Inscrição da Marinha.

Das provas

Os candidatos realizarão prova objetiva de Matemática, Estudos Sociais, Ciências, Português, Inglês e Redação em dois dias subsequentes, com caráter eliminatório e classificatório.

Curso de Formação

O Colégio Naval é um estabelecimento de ensino da Marinha, localizado em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, onde são ministrados o ensino básico em nível médio e a formação militar-naval. Os alunos estudam em regime de internato pelo período de três anos letivos.

O curso é gratuito e os alunos têm direito a alimentação, uniforme, assistências médico-odontológica, psicológica, social, religiosa e bolsa-auxílio de cerca de R$1.060.

O curso é denominado “Curso de Preparação de Aspirantes”, e destinado ao preparo intelectual e físico do aluno visando uma futura seleção para o ingresso na Escola Naval.

Vista aérea do Colégio Naval, em Angra dos Reis


SERVIÇO:
Concurso Público para o Colégio Naval
 
Inscrição: 
12/03/2018 a 20/04/2018 
Valor:
 R$ 100,00 
Informação ao candidato
[email protected]
Site
www.ingressonamarinha.mar.mil.br

INFORMAÇÕES À IMPRENSA 
[email protected]

14 COMMENTS

  1. Estudei 2 anos, entrava no cursinho as 13h saia as 22h e não consegui. Mas consegui ser aprovado na sua “semelhante” que é a EPCAR ( Escola preparatoria de cadetes do ar). Fiquei com média 7,19 , passei em todos os exames (Psicologico,médico,TAF) e no final não entrei por 15 pessoas na minha frente.
    Depois disso desisti de ser militar, digo uma coisa pra quem sonha em entrar no CN ou EPCAR : Estude o máximo que puder, durante todos os dias até o dia anterior da prova. Só ter fé e muita dedicação.

  2. Penso que em países como EUA, Inglaterra, Israel etc talvez, e digo, talvez, a concorrência para as academias militares seja menor, devido ao tamanho da máquina militar bem maior.

    • EUA é bastante simples adentrar em uma Academia Militar, o difícil é sair formado. Na terra de Vossa Majestade e no Tio Jacob a concorrência é grande, pois tem uma maquina militar grande, porém bastante enxuta.

  3. Não sei como é nas demais academias, mas em Annapolis não é tão simples… precisa de uma indicação de representante do Senado ou Congresso… fora outros requisitos básicos tipo SAT… embora a maior parte da oficialidade não seja oriunda da Naval Academy, são muitos os que aplicam buscando uma vaga…

  4. Por aqui, considero o concurso para o CN como um dos mais difíceis… eu estudei no São Bento do Rio e nem tentei… 90 pra 1… fiz concurso pra EN depois, passei na segunda tentativa… 60 pra 1…

    • XO também não tentei o acesso pelo CN, amigos de infância tentaram duas vezes em não o conseguiram, o que confesso, me deixou bastante assustado com o certame. Então fui Quebec na EN já em minha ultima tentativa, quase ultrapassando o limite de idade.
      Uma curiosidade: Os colegas que vieram do CN estavam anos luz a frente de nós os Quebec da minha turma, mais precisamente no preparo com as disciplinas de exatas, tive que papirar bastante para não ficar para trás.

  5. Sou praça de Fevereiro 1983, ano em que eu entrei na EPCAR. Estudei durante o ano de 1982 inteiro, mas me preparando para as provas do CN. O resultado final foi que eu passei boa colocação para BQ.
    Aqueles cujos filhos desejem ingressar numa escola de excelência vai o meu conselho: dediquem-se aos estudos, pois o certame é muito concorrido e as provas são difíceis.

  6. Na FAB há um certo “desconforto” dos cadetes que não fizeram EPCAR – que entraram direto na AFA – vulgo paraquedas.

    Isso acontece também na Marinha?

  7. É mais “guerra” (zoação) do que discriminação… somos chamados de Quebec, pois a letra Q indica um espaço vazio na classificação de compartimentos de um navio (vai entender…)… no mais, como Oficial, vale a brincadeira, mas não existe preterição por causa disso…

  8. Fabiano, o “desconforto” que vc fala é na FAB, ou só mesmo na AFA?

    Pergunto pq na MB existe brincadeiras sobre isso na EN, onde eles são chamados QUEBEC.
    Já houve muito mais, mas sempre limitado ao âmbito da própria escola, entre alunos. Não na carreira.
    Resumindo, brincadeira de aluno.

    • O pessoal da FAB que eu vejo colocando os filhos na EPCAR é por economia de dinheiro e medo de que o filho se envolva com drogas no meio civil ou da violencia, não é por amor a EPCAR.
      Mas não deixa de ser bom para muitos que ficam mais tranquilos com os filhos e agora filhas na EPCAR.

  9. É só brincadeira mesmo na AFA com os PQD como eu, pois enquanto a turma da EPCAR já veio com 3 anos de militarismo a gente ficava apreendendo a marchar no sol.
    Mas depois da fase de adaptação fica tudo igual, não existe nenhuma discriminação ou vantagem na carreira para quem fez a EPCAR, na classificação final da AFA só vale o desempenho da AFA, ter feito EPCAR não conta.
    Eu sou a favor do fechamento da EPCAR e CN, pois é muito dinheiro jogado fora, hoje existem boas escolas de ensino médio em qualquer estado, não se justifica a FAB e MB gastarem recursos dando curso de Ensino Médio.
    .
    Interessante é o que o EB fez com a EsPCEx de Campinas para não gastar ministrando ensino médio, lá não é mais ensino médio, tem que ter concluido o terceiro ano para entrar, funciona como o primeiro ano da AMAN.

  10. Lembro da turma de um curso no Rio que alugou um ônibus e pegaram engarrafamento na avenida Brasil e perderam a prova por saírem tarde.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here