Home Aviação Militar China realiza operações noturnas de pouso e decolagem em porta-aviões

China realiza operações noturnas de pouso e decolagem em porta-aviões

3258
16
Caça J-15 decola do porta-aviões chinês Liaoning
Caça J-15 decola do porta-aviões chinês Liaoning

PEQUIM – A China Central Television (CCTV), principal emissora de televisão estatal da República Popular da China (PRC), divulgou um vídeo clipe de decolagens e aterrissagens noturnas de aeronaves no porta-aviões chinês, em 24 de maio de 2018.

Isso significa que o porta-aviões chinês Liaoning (indicativo visual 16), equipado com capacidade básica de combate em todo o tempo, deu um passo fundamental rumo à capacidade real de combate, disse Li Jie, especialista chinês em porta-aviões.

A China é hoje um dos poucos países do mundo que dominou a técnica de decolagens e aterrissagens noturnas de aeronaves transportadas em porta-aviões, acrescentou Li.

Esta é a primeira vez que a mídia estatal chinesa confirma que o porta-aviões da China tem essa capacidade. De acordo com o reportagem, os jatos de combate embarcados no porta-aviões alcançaram muitos avanços em tecnologias e táticas no ano passado e vários pilotos de caças embarcados no porta-aviões e oficiais de sinalização de aterrissagem obtiveram certificação de qualificação.

O combate noturno é o principal método da guerra moderna. Somente com a habilidade de realizar aterrissagens noturnas, os pilotos de caças transportados por porta-aviões podem ser verdadeiramente qualificados. E somente com a decolagem noturna e capacidade de pouso, o porta-aviões chinês Liaoning pode realizar operações em todo o tempo e se tornar um porta-aviões no verdadeiro sentido, acrescentou Li.

Anteriormente, os EUA, a Rússia, a França e o Reino Unido haviam dominado as decolagens e aterrissagens noturnas de aeronaves baseadas em porta-aviões, e a China se uniu a eles agora.

Além do treinamento noturno de pousos e decolagens sob condições climáticas complexas, Li disse que, outro objetivo importante para o porta-aviões da China é aumentar o número de pilotos com tais capacidades.

Somente quando pilotos suficientes dominarem as habilidades noturnas de decolagem e pouso, o porta-aviões chinês pode estar pronto para um combate em grande escala.

Assista ao vídeo das decolagens e pousos:

FONTE: China Military Online

16
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
BILL27TeoBJorge FIvanmcMahan Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Samuel .
Visitante
Samuel .

Eu pensava que a nossa MB possuía essa capacidade também,ou já possuil a marinha da Índia também faz esses procedimentos e eles não colocaram.

Gustavo
Visitante
Gustavo

Eu não lembro da nossa marinha ter operado a noite no A-12, mas achava que estávamos perto de chegar a essa capacidade enquanto o A-12 operava. Qual foi o grande empecilho para a obtenção desta capacidade? se é que existiu algum empecilho

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Antes do A-12… Tinha o A-11 que os pilotos dos Cardeais pousavam noturno e em condições climática diversas, salvo engano… Nunão, Bosco e Galante, por favor ajude-nos nos nossos questionamentos…

Gabriel
Visitante
Gabriel

Gente , eles estão progredindo numa velocidade impressionante!
Parece que foi ontem que incorporaram o primeiro porta aviões…

Rodrigo
Visitante

Pensar que em alguns anos atras se falou que a MB ia ensinar doutrinar os chineses nas operações em Navio aeródromo….

Bom quem sabe um dia podemos fazer um acordo com os Chineses para fabricar um Nae com nossas especificações…..

No mais belas imagens, parabéns aos chineses

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Diplomacia no mais alto grau. Filologia filosófica da palavra. Um povo milenar não se rende por qualquer coisa.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Entendo seu argumento, mas só pra contrariar, a China já era milenar quando se rendeu aos ingleses, tomou uma sova dos japoneses e se rendeu ao comunismo, que só levou miséria e morte à China milenar. Idade não quer dizer tanto, o que vale é o contexto da época. Vejam os portugueses, com 500 anos de vida, dominavam metade do globo. Nós, com 500 anos, não dominamos as favelas do Rio de Janeiro, ou seja, não dominamos sequer a nós mesmos.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Seu ponto de vista, não pedi para concordar com o meu. Mas, agora quero ver alguém meter-se com a China. Ingleses, Portugueses sem chance seriam massacrados. Diplomacia tem que ser realizada com fatos e a China está mostrando com todas as características, economicas, militares e exortações mundiais sob todos os aspectos. Já o Brasil como você citou, não se aplica. Leia sobre colônias de brasileiros morando na China.

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Alexandre Galante,

“A MB não chegou a realizar operações noturnas com os A-4KU (AF-1) a bordo do NAe São Paulo.”

O que faltou?!?

TeoB
Visitante
TeoB

olá, não se não, mas acho que o que faltou foi o São Paulo funcionar… o mesmo ficou pouquíssimo tempo de fato operando.

Mahan
Visitante
Mahan

Os chinas estão mesmo evoluindo.

BILL27
Visitante
BILL27

Pelo pouco que deu para observar , o cockpit é mais avançado que o Su-33.