Home Asas Rotativas Fotos aéreas da chegada do PHM Atlântico ao Rio de Janeiro

Fotos aéreas da chegada do PHM Atlântico ao Rio de Janeiro

34094
74

A Marinha do Brasil divulgou ótimas fotos aéreas feitas por Alexandre Durão na chegada do Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) Atlântico (ex-HMS Ocean) ao Rio de Janeiro.

Adquirido por £ 84 milhões, o navio foi incorporado à Marinha do Brasil em 29 de junho, no Reino Unido.

Na manhã do dia 23 de agosto, Dia do Aviador Naval, aconteceram os primeiros pousos de helicópteros da Força Aeronaval a bordo do PHM Atlântico.

Pousaram helicópteros UH-14 Super Puma, UH-15 Super Cougar, SH-16 Sea Hawk e IH-6B Bell Jet Ranger III.

O PHM Atlântico foi recebido com um Desfile Naval pela orla carioca, composto pelos seguintes: PHM Atlântico, NDM Bahia, fragata União (F45), fragata Greenhalgh (F46), corveta Julio de Noronha (V32), Navio Patrulha Oceânico Amazonas (P120), Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) Vital de Oliveira (H39) e o submarino Tupi (S30).

FOTOS: Alexandre Durão/Marinha do Brasil

74
Deixe um comentário

avatar
41 Comment threads
33 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
51 Comment authors
Fábio FigueiredoMaxuelsilvioHenriqueBruno H. Paes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Moraes
Visitante
Marcelo Moraes

Fotos sensacionais, parabéns Brasil!

Esteves
Visitante
Esteves

Dia de festa. Que o Atlântico retribua todo o orgulho que nossa gente mostra ao recebê-lo. Data histórica. Obrigado a Marinha do Brasil e ao Poder Naval.

Estou…embasbacado.

Mottaum
Visitante
Mottaum

Grande aquisição, aumentou em muito a capacidade de operação da nossa marinha.

india-mike
Visitante
india-mike

Excelentes fotos, o bicho ficou muito imponente com nossas aeronaves no convôo… e olha que tinha 2 jet rangers na frente 🙂

Detalhe interessante que eu não tinha notado antes era o Bahia com o prêmio Echo – que venham as barras agora!

Everaldo
Visitante
Everaldo

Infelizmente zero de cobertura da Mídia.
Em outros países, seria evento com transmissão ao vivo.

Sérgio Nunes
Visitante

Não sei pra quê? Para que digam que falta hospitais, creches, empregos, etc. Esse governo corrupto, fica comprando essas porcarias, e o povo passando fome. Seriam trilhões de comentários assim….

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Sergio. Fiquei curioso para ler os comentário no Estadão, UOL e O Globo. Fui la ver. Assim, por cima, metade dos comentários é de apoio e parabenizando a MB. Pelo tom técnico de muitos comentários, tenho a impressão que muitos entusiastas comentaram,alguns criticando a aquisição do A12 mas parabenizando a compra do A140. Alguns poucos comentários bizarros e comentários criticando a situação do país (não a aquisição do navio). Acho que é preciso rever essa ideia que a população não tem interesse pelas questões de defesa ou de crítica às forças armadas. Comentei em outro post que uma pesquisa… Read more »

Maxuel
Visitante
Maxuel

Não tem nem cobertura aerea (defesa) tu quer propaganda kkkk

Mattos
Visitante
Mattos

Vai esperar a midia comuna dar cobertura ao desfile??? Devem estar sentando o pau pela compra. SALVE A MARINHA!!!!!!! BRASILLL!!!!!

Marcelo Moraes
Visitante
Marcelo Moraes

amigo, o que seriam “as barras “?

Dalton
Visitante
Dalton

Marcelo…
.
no caso do India Mike ou mais alguém demorar para responder e como estou de saída…cada barra pintada abaixo da
letra “E” significa que o navio recebeu novamente o prêmio “Echo” de Eficiência…de forma consecutiva…ou seja, que de
fato venham as barras para ratificar à eficiência.
abs

Marcelo Moraes
Visitante
Marcelo Moraes

sensacional, obrigado caro Dalton!

Paulo
Visitante
Paulo

Com a foto tirado do Atlântico e o Bahia, notei uma diferença muito grande nas cores!
Sendo o Bahia com uma cor mais escura!
Haverá alteração na pintura para se adequar as outras embarcações?

Paulo

Alisson Mariano
Visitante

Talvez a diferença seja justificada pelo fato dos dois navios terem sido comprados usados, não havendo bom custo benefício repintar todo o navio.

Pra mim, chama atenção a diferença dos tons de cinza das pinturas das aeronaves que foram compradas novas recentemente (Seahawk e Super Cougars).

Lucas Schmitt
Visitante

Alguém poderia me afirmar com a quantidade exata de aeronaves na aviação naval brasileira?

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Lucas, é uma dúvida que tenho. Na verdade, minha dúvida abrange à toda aviação de asas rotativas atualmente no Brasil. Tentei começar à pesquisar no site a AvEx, nas infelizmente nem nos sites dos batalhões de aviação há informação, e quando há, ela está desatualizada. Ainda não comecei à pesquisar em relação às outras forças.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Aliás, há um erro grosseiro na página do 3o Batalhão de Aviação do Exército na parte do histórico. O soldado que fez a pesquisa confundiu os Vought V-65/66 Corsair que a Aviação Militar usou com um Vought F4U Corsair.

http://www.3bavex.eb.mil.br/historico

Vitor
Visitante
Vitor

Excelente!
Pergunta: O que é aquela estrutura a ré do Guindaste de boreste?

Marcos
Visitante
Marcos
Dalton
Visitante
Dalton

É um pier flutuante dobrável que é colocado na água pelo guindaste e através de uma rampa, na popa, veículos e pessoal passam para às
embarcações de desembarque atracadas nesse pier…chama-se “Stern Ramp Support Pontoon” .
abs

Vovozao
Visitante
Vovozao

Senhores, mesmo neste momento de júbilo, gostaria de saber: Caso RN realmente venha disponibilizar um Wave no início do ano (19), com novo governo, novo ministro da defesa, novo comandante da MB, como ficaríamos pela experiência de vocês estes anos todos: seria autorizada a compra ou perderíamos mas um ótima oportunidade de aquisição, ou, fica tudo resolvido até 31 de dezembro 18.

Alex II
Visitante
Alex II

Resposta:
Depende do “novo governo, do novo ministro da defesa, do novo comandante da MB”.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Vovozao e Aless II. Acho que a aquisição de oportunidade de um “Wave” da RN dependerá menos do ou da presidente e eleito e do ministro da defesa e muito mais do comando da MB. Imagino que seja necessário responder 4 perguntas antes de propor a aquisição. 1) o navio supre a MB? 2) a MB tem interesse nele? 3) o navio está em bom estado? 4) o preço é adequado? Se forem 4 “sim” é muito provável que a MB consiga aprovar a aquisição. Por isso eu digo que a decisão depende do comando da MB.

A Véia Quaker
Visitante

A MB deveria modernizar o Porta Aviões São Paulo enquanto não sai o projeto de construção do novo que deve começar em 2030 com a conclusão em 2040,tudo dando certo.Nessa modernização as equipes íam adquirir experiência na construção do novo Navio Aeródromo .Com relação a construção das fragatas,o melhor projeto como transferência de tecnologias e uma série de vantagens para a MB era o da Ucrânia que foi desclassificado.

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Colega. A estimativa para reformar o A12 era de US$ 1,5 bilhão com o risco das catapultas ficarem inoperantes por falta de vapor. Também gostaria que a MB voltasse a operar um NAe, mas o seu custo seria tanto o navio quanto um esquadrão moderno de caças. Encontrei que o custo do R91 Charles de Gaulle foi cerca de $3 bilhões de euros (R$ 14 bilhões) há 20 anos atrás. Considerando a necessidade de mais 1 bilhão de euros para adquirir um esquadrão de caças novos e alguns helicópteros, o custo seria de quase R$ 25 bilhões (uns US$… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Visitante
Ricardo Bigliazzi

Lanchões espotados no lado direito, em apresentação de combate

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

O Atlântico está lindo, parece novinho em folha! Excelente aquisição, talvez a melhor já feita pela MB, estou ancioso para ver os próximos capitúlos de sua introdução no dia a dia da esquadra, espero também pela decisão sobre seus equipamentos de defesa, visto que é um meio ultra valioso em todos os sentidos. Algo que eu queria ter dito em outro post mas acabei deixando passar, aos que dizem que o navio tem um alto custo de manutenção, penso que o custo é relativo a todo o benefício que a embracação trará para a esquadra, navio grande certamente custa mais… Read more »

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

o Nunão ja demonstrou em materias e posts anteriores….

O Custo de operação é igual a uma Fragata Type 23….é muito barato para um navio deste porte.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Olá Carvalho, sim eu sei disso, é que tem pessoas que sempre ficam falando que custa caro, e mesmo que custasse valeria a pena rsrsrs.

Carlos Eduardo
Visitante
Carlos Eduardo

lindas fotos ficaria show uma bandeira maior ,os hermanos devem estar se rascando de inveja

Gabriel Mendonça
Visitante
Gabriel Mendonça

bom final de tarde a todos… fotos excelentes… gostaria de saber se teriam fotos de toda a esquadra no desfile, aquelas fotos feitas de cima mostrando todos os navios…

Bruno H. Paes
Visitante

Também aguardo fotos assim!

luiz antonio
Visitante

Não sou do Nordeste, mas o o “Bicho” é Arretado…kkkkkk

Mahan
Visitante
Mahan

Belas fotos! Excelente aquisição! A Marinha e o CFN ganham muito em operacionalidade.

_RR_
Visitante
_RR_

Que colírio para os olhos!!! 🙂

Meus mais sinceros parabéns ao fotógrafo.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Vai rolar visitação pública?

Otavio
Visitante
Otavio

Desejei muito que o A140 viesse a ser nosso, estou orgulhoso. Viva a nossa Marinha.

VEIGA 104
Visitante
VEIGA 104

Faz uma entrevista com os oficiais de cada área ( inclusive a ala aérea claro ). Seria interessante saber como funciona cada setor pelo seus respectivos responsáveis. Abraço.

João Bosco
Visitante
João Bosco

Belo navio, bela aquisição…. esperamos que seja bem utilizado.

Flávio Cardia
Visitante

Achei bem interessante o fato de já terem sido realizados pousos e decolagens no Atlântico, antes mesmo de já estar “operacional” e certificado!
Linda a imagem dele ao lado do Bahia…. que dupla!!!

Thomaz Alves
Visitante
Thomaz Alves

Fotos maravilhosas! E o AH-15B ASuW entra em operação ainda esse ano? Ficará perfeito no Atlântico!

Nilson
Visitante
Nilson

Ótima e pragmática aquisição. Encerra-se a era São Paulo, inicia-se a era Atlântico. Muito melhor gastar 400 mi num meio que pode ser usado de imediato do que 2000 mi num meio que demoraria de 6 a 10 anos para ficar operacional, com risco de não dar certo (mesmo que se conseguisse juntar os 2000, o que seria improvável e condenaria o restante da esquadra). Finalmente nossos helis voltam a ter convés suficiente para operar. O Brasil volta a ter a maior capacidade da América Latina no tocante a operação de meios aeronavais. Passa a ter convés para operar até… Read more »

BILL27
Visitante
BILL27

Nem nos tempos de RN vi fotos tão bonitas quanto estas …Parabens ao fotografo e a MB

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Nilson. A estimativa do custo da reforma do A12 estava em US 1,5 bihão. Por isso o programa foi interrompido. Concordo com você que a aquisição do A140 foi correta.

Nilson
Visitante
Nilson

Correto, Camargo. A reforma para ressuscitar o São Paulo como porta-aviões estava orçada em 1,5 bi de dólares, valor proibitivo, inacessível, sem qualquer possibilidade de obtenção junto ao governo. A comparação que fiz considera (nas entrelinhas) uma imaginária reforma para transformar o A12 em porta-helicópteros, comparando-o então com o custo-benefício do Atlântico. Seria basicamente trocar a propulsão para diesel e trocar o eixo empenado. Mesmo assim, o custo-benefício do Atlântico seria muito menor, além de que a reforma do SP ainda deixaria nossos helis sem convés por 6 a 10 anos, e seria um contrassenso investir mais num navio de… Read more »

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Nilson. Você tem razão. Lembro antes do A12, a MB avaliou transformar o A11 em um porta-helicópteros, mas acabou adquirindo os A4 do Kwait e o A12 da França. Lembro também que um técnico da MB me falou que o radar o A12 era tão potente que não podia ser ligado próximo à costa pois interferia com as transmissões de TV. Tenho a impressão que o A140 tem uma eletrônica mais moderna e eficiente que a do A12. Concordo que foi melhor adquirir o A140 por R$ 450 milhões do que tentar reformar o A12 para operar apenas como… Read more »

Laerte Marcelli
Visitante
Laerte Marcelli

Imponente demais com os nossos helicópteros. Orgulho no máximo! Parabéns Marinha!

Front
Visitante
Front

Acho que neste ao termino deste dia de festa e comemoração, alusiva a chegada ao Brasil do novo Navio Capitania de Nossa Esquadra, o PHM Atalntico A140; cabe valorizar e parabenizar o trabalho do Poggio e do Galante por esta grande cobertura, pois os veículos oficiais de comunicação (Rádios, TVs, e Jornais) pediram credenciamento a Marinha e foram ao evento a bordo do NDM Bahia (MAS NÃO PARA NOTICIAR OU PROMOVER este fato relevante do PHM Atlântico), mas sim (como assisti nos telejornais) para cobrar do Ministro da Defesa, sobre a data do termino da intervenção Federal no R.J. Pois… Read more »

Luiz Antonio
Visitante
Luiz Antonio

Assino onde?

AL
Visitante
AL

Lindas fotos!!!! Vão virar todas papel de parede na tela do meu notebook!!!!

willhorv
Visitante
willhorv

Para se pensar, Aprender como esta nau foi feita em sua síntese, levando em consideração as suas particularidades e semelhanças de navios mercantes, reduzindo seu custo final…para num futuro não tão longe, como opção aos planos da marinha em ter um ou dois PAs, que poderiam ser classificados como PA ou PH ligeiros conforme a necessidade, termos condições de produzilos… Acredito eu, que um porta aviões dedicado já não é mais o futuro para nossa marinha, e sim elementos mais capazes de exercer um controle de área, com uma pequena capacidade alada de defesa e ataque, a fim de garantir… Read more »

carvalho2008
Visitante
carvalho2008

Tambem partilho deste pensamento….

Dá para fazer mais com menos…e sem passar vergonha nenhuma.

O Atlantico servirá para que a MB visualize e partilhe dia a dia a eficacia deste conceito

DANIEL ALVES
Visitante

Parabéns a MB, mesmo entendendo muito pouco sobre FA’s, e me enquadrando, neste caso ao grupo do povão, fico feliz, pois é para frente que se anda, ou neste caso, que se navega!

hernâni
Visitante
hernâni

Belo navio e excelentes fotos!!
Com meia dúzia de F35 e novos escoltas o Brasil jogaria noutra divisão liga naval.

Gabriel Barbosa
Visitante
Gabriel Barbosa

Sem duvidas agora temos um poder anfibio comparavel a nações dentro da OTAN , nao vao faltar convites para exercícios e missões!

Vejo tambem como um poder de barganha para marinha, vamos receber diversas ofertas de navios!

Parabéns pelas fotos e videos , bela belonave!

Abraço!

Souto.
Visitante
Souto.

Boa tarde amigos o ministro da defesa general Silva e Luna disse que teremos mais investimentos
na MB acredito que a MB esta esperando o RN dar baixa no navio para compra-lo.

Nilson
Visitante
Nilson

“Lucas Schmitt 25 de agosto de 2018 at 16:25 Alguém poderia me afirmar com a quantidade exata de aeronaves na aviação naval brasileira?” Lucas, já que ainda não houve resposta, seguem algumas dicas: Médios Super Cougar (Caracal) – previsão de 16, sendo 8 versão utilitária, 8 com aparelhos mais sofisticados (versão SAR), inclusive previsão de alguns (5?) aptos a disparar mísseis anti-navio Exocet; salvo engano, 11 já foram entregues; Sea Hawk – 6 unidades, com capacidade anti-submarino e anti-navio; Super Puma – 7 unidades, com previsão de serem substituídos pelos Super Cougar ou alocados a Distritos Navais; Super Lynx –… Read more »

Lucas Schmitt
Visitante

Obrigado pelo empenho, mas esses números eu já tenho conhecimento. Gostaria de saber quantos estão em operação, pois não consigo achar quantos super cougar foram entregues e pelo que sei nenhum super cougar versão anti navio já foi entregue. Os Sea kings por exemplo, só consta que estão sendo substituídos, mas não diz se já estão parados ou ainda tem alguma parcela em operação. No mais, teremos apenas 19 helicópteros com capacidade anti navio, creio que seja pouco para equipar o Atlântico, Bahia e todas as escoltas.

Nilson
Visitante
Nilson

Pelo que tenho acompanhado, nenhum Super Cougar anti-navio foi entregue ainda. Os Sea Kings já estão parados, foram substituídos pelos Sea Hawks. Então, as capacidades anti-navio serão 5 Super Cougar, 6 Sea Hawks. Para os Super Lynx modernizados, pelo que me lembro, ainda não foram definidos mísseis anti-navio, assunto pendente para após a modernização. Chegando assim na sua conta de 19 helis anti-navio, no futuro mais favorável. Hoje, operacionais, apenas os 6 Sea Hawk. Para o futuro, considerando entendo que os 6 Sea Hawks e 5 Super Cougar anti-navio são suficientes para o Atlântico e o Bahia, que, na minha… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

Bom. Muito bem. Mas se a MB desistiu de ter NAe por que ainda mantém pilotos navais em treinamento nos EUA ao custo de US$ 2 milhões/ano cada um? E por que a aviação naval ainda não foi transferida para a FAB? A foto do A12 impressiona. US$1,5 bilhões para colocá-lo na ativa? Por que não foi feito? Orçamento? Um NAe novo custaria 6 ou 8 e viria pronto. Sem ToT. 1,5 para o A12 que junto ao A140 seriam 2 símbolos de imponência da MB. Desde que, claro, sejam operacionais. Por que ainda não foi feito? O problema desse… Read more »

Ozawa
Visitante
Ozawa

Especulações sobre a primeira comissão no exterior de uma possível Força Tarefa da MB com o NPHM Atlântico e NDM Bahia:

Operação “Rasguem-se Hermanos”
Local: Costa da Argentina
Meios empregados: NPHM Atlântico, NDM Bahia e ARA No Se Tiene Nada

Ou,

Operação “Que Falta Que Fazem”
Local: Costa do Chile
Meios empregados: NPHM Atlântico, NDM
Bahia, FF 05 Almirante Cochrane, FF 06 Almirante Condell e FF 07 Almirante Lynch.

Nilson
Visitante
Nilson

kkkkkkkkk. E não tem como tirar uma “casquinha” da sua sacada:
Na Costa do Brasil, a comissão “Que Falta Que Fazem” teria PHM Atlântico, NDM
Bahia e os espíritos das ex-HMS Cumberland, Cornwall, Chatham e Campbeltown.
As Type 22 B3 que não quisemos/pudemos comprar de oportunidade porque definiu-se: “o Brasil não mais compra meios usados”.

Ozawa
Visitante
Ozawa

Caro Nilson, o nome dessa operação citada por você é “Se Arrependimento Matasse”.

Nilson
Visitante
Nilson

Boa, muito boa!!! Sua criatividade é incrível…

Marcio
Visitante
Marcio

Brasileiro adora puxadinho! Parece criança pobre que ganha um brinquedo usado e fica feliz para o resto da vida. Marinha pifia, equipamentos pífios e administrada por um governo pífio. Temos 7.500 km de costa e não temos uma guarda costeira, não temos estaleiros com tecnologia de ponta para construção de navios militares, armamentos de alta tecnologia, navios e equipamentos velhos e obsoletos etc.. etc… Incrível a pobreza de ideais, o país merecia mais, mas com mentalidade atual vão mais 200 anos de atraso

Nilson
Visitante
Nilson

Prezado Márcio, criança pobre somente ganha mesmo brinquedo usado. Não tem dinheiro para comprar brinquedo novo. E desde quando o Brasil é criança rica??

Nilson
Visitante
Nilson

3º mundo se for, piada no exterior, o Brasil vai ficar rico, vamos faturar um milhão, quando vendermos a alma de nossos índios no leilão…

Marcio
Visitante
Marcio

Nilson….! Somos a 8 (oitava economia global) 13 (décimo terceiro) em investimentos em defesa. São 380 bilhões de dólares em reservas cambiais. O governo presenteia e previlegia grupos com terras (colonização agrária), bolsa família, desoneração de impostos para industrias (hoje está em 284 bilhões de reais em impostos perdoados) “Veja o atual caso coca cola”. Saúde de graça “SUS”. Mordomias para políticos e membros do judiciário. O Brasil amigo…. é o único pais no mundo que tem uma justiça eleitoral. São o TSE e 27 TREs em cada estado e mais os cartórios eleitorais em nos municípios. Foram 7 bilhões… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

A desoneração não foi perdão de impostos. Foi a troca da arrecadação de encargos previdenciários das empresas que pagavam 20% ao mês sobre a folha, por 1,5% a 2,5% sobre o faturamento anual. A consequência foi um buraco entre 200 a 400 bilhões nas contas da Previdência. Não se sabe de fato quanto perdemos em arrecadação. Pode passar de 500 bilhões. Perdão de impostos é renúncia fiscal. É proibido. Mas toda prefeitura faz com hospitais, fábricas de refrigerantes e cervejas e indústrias. São dez anos de incentivos ou calote. Na pratica, quem está há 10 anos sem pagar não pagará… Read more »

Henrique
Visitante
Henrique

Belas fotos, parabéns !! Bela aquisição também… só espero que a MB o mantenha operante e que o equipe na plenitude pois não sei se temos helicópteros suficientes para tê-lo 100% populado de meios.
De qualquer forma, um belo navio.

Nilson
Visitante
Nilson

Exato, Márcio, podemos até ser um país rico, mas com certeza não temos mais dinheiro para gastar com brinquedos, devido tanto a ações ilegais (corrupção) quanto a inúmeras decisões perdulárias tomadas no passado, que sobrecarregaram a despesa pública, gerando imensos deficits apesar da gigantesca arrecadação. Muitos erraram. Carregamos e carregaremos por muito tempo o peso dessas decisões. Então, voltando ao tema inicial, creio que a alegria com o brinquedo usado é legítima, é a alegria possível num contexto de triste realismo, não uma questão de pobreza de ideais.

silvio
Visitante

Parabéns a Marinha do Brasil em todos os seus segmentos, e também a autoridade responsável pela assinatura autorizando a compra.

Fábio Figueiredo
Visitante
Fábio Figueiredo

Boa tarde Alexandre Galante e Guilherme Poggio, muito se falou do A140 PHM Atlantico … e pelo que eu entendi todos os helicópteros das 3 forças armadas podem pousar no convés ou no convôo, sete no total com segurança. Mas até agora não foi mencionado quais os helis da marinha podem ser hangarados e nem a quantidade, pois temos helicópteros que não dobram a cauda (bel Jet ranger, esquilo …) e nem dobram as hélices. Queria saber a exata quantidade de cada um, pois um esquilo é bem menor que um Cougar. Por exemplo se for levar somente esquilo,cabem quantos?… Read more »