segunda-feira, março 1, 2021

Saab Naval

Helicóptero Super Lynx N-4001 recebe Certificado de Conformidade

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Primeiro AH-11B Super Lynx modernizado na Inglaterra
O primeiro AH-11B Super Lynx modernizado na Inglaterra

Em 14 de novembro, foi realizada pela Diretoria de Aeronáutica da Marinha a assinatura do Certificado de Conformidade da aeronave N-4001, concluindo uma etapa do Teste de Aceitação de Fábrica da primeira aeronave Lynx modernizada.

Essa aeronave será recebida no Brasil em janeiro de 2019, o que possibilitará, após sua aceitação final no País, a qualificação/transição dos pilotos do modelo Lynx Mk21A para o modelo Mk21B.

A Marinha do Brasil contará com esse moderno meio aeronaval para participação na missão de paz United Nations Interim Force in Lebanon (UNIFIL), além da possibilidade de seu emprego em operações Night Vision Goggles (NVG) a bordo do Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico” e do Navio Doca Multipropósito “Bahia” e como aeronave orgânica da futura Corveta Classe Tamandaré.

O novo glass cockpit do Super Lynx modernizado
O novo glass cockpit do Super Lynx modernizado

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

13 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nilson

Muito bom, vão ser 8 Super Lynx modernizados, darão nova capacidade aos escoltas (que não serão mais de 8). Alguém que conheça poderia falar um pouco sobre o novo radar do Lynx.

Burgos

O que era bom , ficou melhor ainda !!!

Souto.

A MB ficou de receber tres helicopteros super lynx modernizados esse ano, mas ate agora anada?

pm

Um dos requisitos para as CV-03 é a capacidade de operarem os SH-16 (que a MB tem 6). Considerando que esses Lynx nao tem capacidade antisubmarino (outra decisao sem sentido da MB), parece algo coerente apesar dos SH-16 poderem também operar a partir do Atlantico quando esse for usado em funçoes de controle de area maritima. Se os SH-16 forem alocados nas novas CV-03, a modernizaçao desses Super Lynx pode ser questionada pois só teriam a Barroso para operar apos a baixa das Niteroi e Type 22. Na forma como estao configurados os Lynx seriam uteis para operar em Navios… Read more »

Luiz Galvão

Até onde eu sei, não existe “alocação” de helicópteros as fragatas e corvetas. Dependendo do tipo de missão a ser realizada é que se define qual o tipo de aeronave a ser embarcada. Como exemplo, hoje em dia pode-se designar tanto eum Esquilo quanto um Lynx numa fragata.

Além disso, se uma fragata ou corveta possui convôo apto a receber um SH-16, naturalmente poderia continuar também recebendo o Lynx, visto que é mmenor e mais leve que o SH-16. No meu entender tudo dependeria da missão.

Nilson

Parece-me que em missão ASW seria melhor os SeaHawk atuarem de forma compacta a partir do Atlântico (o esquadrão completo, em revezamento), e os SuperLynx nas escoltas, vetorando seus torpedos leves. Lógico que o melhor seria termos mais SeaHawks, mas não tendo, imagino que seria a melhor forma de aproveitar todos os meios.

Doug385

Galante, como anda a seleção de um substituto para o Sea Skua?

Juarez

Existem controvérsias sobre isto ainda, Galante. Um vento forte que sopra do lado do mar da Galileia.

EDCARLOS P ALMEIDA

Alem dessas oito aeronaves a MB possui outras com capacidade de receber tal modernização, pois seria interessante para um possível segundo lote?

Saudações!

André Simões

Acredito que na atual conjuntura enfrentada pela MB (ausência de grandes ameaças próximas da costa, pelo menos pelo que eu saiba), helicópteros como o Mk21B serão de grande utilidade com suas capacidades de esclarecimento marítimo. Como pudemos ver, nessa semana, um navio pesqueiro brasileiro foi atacado por pescadores chineses. Mesmo que o ataque tenha sido feito em águas internacionais, a utilização de helicópteros “menores” capazes de operar em NaPaOcs como as Amazonas facilitarão o controle marítimo das nossas ZEE e, quem sabe, demonstrar “de leve” uma projeção de poder em águas internacionais, mesmo que seja apenas o ato de observar… Read more »

paulo souza

viajando na maionese, se fosse possível dispararem o missil antinavio brasileiro? vixi…

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Sea Dragon 2021: Exercício ASW multilateral entre os EUA e nações parceiras

De 14 a 28 de janeiro, Índia e Japão se juntarão ao 'Sea Dragon 2021', exercício de guerra antissubmarino...
- Advertisement -
- Advertisement -