Home Forças Armadas Apresentação do Ministro da Defesa à Comissão de Relações Exteriores e Defesa...

Apresentação do Ministro da Defesa à Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional

5704
81

O Ministro da Defesa, general Fernando de Azevedo e Silva, fez uma apresentação à Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) no dia 10.04.2019, que pode ser conferida no vídeo acima.

O Ministro da Defesa apresenta muitas informações importantes e interessantes, tais como: aposentadoria dos militares, restruturação da carreira, incidente em Guadalupe, CLA, tratado de salvaguardas tecnológicas, etc.

Vale a pena assistir aos primeiros 48 minutos do vídeo para ter uma ideia dos desafios do Ministério da Defesa para tocar os projetos das Forças Armadas e adequar sua estrutura ao orçamento.

O leitor Gustavo Cordeiro, colaborou conosco e produziu uma planilha com os principais projetos das Forças Armadas, o quanto já se gastou de recursos públicos até hoje e o quanto está previsto para os próximos anos:

O Ministro da Defesa apresentou alguns slides interessantes, que ajudam a entender a situação orçamentária:

81
Deixe um comentário

avatar
15 Comment threads
66 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
28 Comment authors
ColombelliCamargoerFernando XOÁdsonArthur de Almeida Júnior Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

“tocar os projetos das Forças Armadas e adequar sua estrutura ao orçamento.”
Eis aí, o grande desafio. Enquanto isso, é raro o dia que leio notícia do Brasil e não vejo outro escândalo de bilhões de dólares. Os políticos brasileiros estão entre os mais bem remunerados do mundo.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Se o Brasil fizer uma boa reforma da previdência militar e de preferência conseguir retirar o pagamento do orçamento militar, ficará transparente que não investimos 1,4% do PIB e sim 0,7%. Após este primeiro passo uma conscientização política para aumentar esse orçamento para 2% do PIB. Algo que ajudaria neste segundo item seria o Brasil ser convidado para integrar a Otan como membro pleno ou como Parceiro Global. Atingindo esses dois objetivos, as forças e o MD terão um orçamento suficiente para tocar todos esses projetos e muitos outros. Estes projetos poderão ser ampliados consideravelmente. E nosso país atingiria o… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Não vai mudar nada… Não interessa ao Governo do Brasil, muito menos aos militares.

Esteves
Visitante
Esteves

Ninguém gosta de pobreza. Mendicância é terrível. Levar pau toda hora cansa. Não conseguir comprar óleo para as máquinas é triste.

Eles (nos) precisam mudar.

marcus
Visitante
marcus

40% do PIB para educação, saúde e segurança publica.

bjj
Visitante
bjj

Aumentar o orçamento para 2% do PIB desrespeita o teto dos gastos, que proíbo o aumento de despesas pelos próximos 20 anos. Só seria possível se esse adicional de aumento saísse de outras áreas, o que, em época de paz, muito dificilmente ocorrerá.

Bardini
Visitante
Bardini

Não desrespeita, se você cortar de outros lugares…

bjj
Visitante
bjj

“Só seria possível se esse adicional de aumento saísse de outras áreas, o que, em época de paz, muito dificilmente ocorrerá”.

Bardini
Visitante
Bardini

Então… Não desrespeita.

Esteves
Visitante
Esteves

Não.
. Está limitado ao crescimento do PIB. Se o PIB crescer a despesa cresce.
. O orçamento é somente um. Se cortar despesa sobra investimento.
. Não precisa tirar de outra área. Há saídas. Para isso precisa contar com eficiência dos gastos e banimento dos gatos.

fico só observando
Visitante
fico só observando

um bom local para tirar é nas pensões e gratificações dos militares pois 90% da dotação militar vai par isso o restante tenta-se comprar navio VELHO, AVIÃO ETC…

Rgf
Visitante

E quem vai pilotar o caça, comandar o navio, e ficar no Mato CARA PÁLIDA??? Acha que é fácil, pq não fez CONCURSO?

Enes
Visitante
Enes

Chora.

bjj
Visitante
bjj

Esteves Não está limitado ao crescimento do PIB. O Orçamento está congelado, e a reposição se dará apenas no valor da inflação. Mesmo se o PIB crescer 1000% nos próximos anos, o orçamento geral, com exceção da saúde e educação que possuem taxas mínimas de investimento definidas por lei, continuará no mesmo patamar de quando a PEC foi aprovada, ou seja, o crescimento real será zero, a não ser que se corte de uma área para investir em outra. Ainda assim, considerando o nível de despesas obrigatórias, sobram poucas opções de corte de despesas que gerem algum resultado considerável a… Read more »

marcus
Visitante
marcus

Taxas mínimas de investimento definidas por lei, que não são cumpridas.
Surto de Dengue na grande BH. O dinheiro do governo do estado e do governo federal não chegaram.
A prefeitura de BH está atendendo pacientes de cidades da região metropolitana sacrificando o orçamento municipal.
Onde está o dinheiro dos municipios?

Esteves
Visitante
Esteves

52% dos municípios nem deveria existir. Não tem arrecadação suficiente para cobrir as despesas. Vivem pendurados no GF.

Aqui, o prefeito abriu secretaria de segurança. Pode isso, Arnaldo?

Enes
Visitante
Enes

Pergunte aos políticos.

Esteves
Visitante
Esteves

Sim.

Mas se o PIB subir as despesas subirão. Com ou sem PEC.

Esse é um país carente. O estado fomenta, emprega e faz crescer. A capitalização da Engeprom veio do Tesouro. Papelzinho de compensações financeiras referentes à exploração dos hidrocarbonetos. Nome bacana. Desculpa para a lorota do pré-sal.

O que o mundo de verdade faz com as iniciativas que não dão certo? Fecha.
No mundo de gente tantan, abre estatal. Estatal pra fabricar camisinha, vender Viagra e gerenciar submarino.

Os militares ficaram expostos porque estão sempre pedindo. Se o orçamento lhes bastasse não estariam como alvos.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Com a reforma da previdência aprovada, um grande programa de privatizações e a quitação de uma boa parte da dívida, os gastos do governo com dívida, rolagem da dívida e previdência social irão diminuir. Espero que diminuam bastante. Aí começa a sobrar mais dinheiro no orçamento para colocar em saúde, educação e segurança. Também analisando o orçamento militar especificamente, com as mudanças nas leis da previdência militar, é esperado economia de 10 bilhões nos próximos 10 anos, valor este que poderá ser revertido para investimentos. E com a reestruturação das forças teremos uma redução de 10% no efetivo. Mais um… Read more »

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Bjj, há muitas opções, mas elas dependem de um governo federal muito bem gerido e muito “se”:

“Se” o país voltar a crescer de forma sustentada, a arrecadação aumenta e o orçamento cresce independente de teto de gastos. “Se” o país voltasse a ser investment grade, os gastos correntes com juros cairiam, liberando orçamento disponível. “Se” o sistema de capitalização da previdência for aprovado, o gasto futuro com seguridade tenderá a perder volume, liberando orçamento disponível… por aí vai…

Esteves
Visitante
Esteves

Juros.
Desde os anos que o Esteves jogava bolinha de gude. Entra governo e sai governo e não muda. Juros.
O país quebrou porque deixou de arrecadar. As receitas caíram. Em 2007 venderam-se 221 mil Fiat Palio. Em 2019 somando as vendas de todas = 221 mil. Com todos aos lançamentos feitos em 12 anos tem que juntar tudo para igualar as vendas do segundo carro mais vendido em 2007.

E ainda teve a crise de 2008.

País atrasado, corporativista, sindicalista e marrento. País mau humorado. Azedo. Tudo é proibido. Até opinião.

marcus
Visitante
marcus

Tirar de onde? Da educação? Saúde? Segurança Publica?
Vale lembrar que as forças armadas, tem serviços de saúde dentro dos quarteis e em alguns estados tem até hospitais.

Vovozao
Visitante
Vovozao

17/04/19 – quarta-feira, btarde, se conseguirmos realmente elevar os gastos a 2 0/0, teríamos que ser antes de mais nada muito consciente nestes gastos, só temos no Brasil, oficiais superiores (nas 3 armas), que iriam brigar para poderem se projetar mais que o outro, produzindo ou comprando armas/sistemas que deixassem seu nome ( projeção) tipo nossas obras de engenharia que políticos medíocre deixam suas marcas, tipo sambódromo ( obra de Leonel Brizola), com os militares seria a mesma coisa, aviões comprados por fulano, tanques por beltrano… Etc.

fico só observando
Visitante
fico só observando

Um país que vende uma área do pré sal por 100 bilhões de dólares a países dominantes cuja reserva comprovada vale 3 trilhões vocês querem o que ?

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Amigo, sabe quanto custa um barril de petróleo? Uns 200 dólares. O que adianta eu ter 3 trilhões de barris de petróleo? O que vou fazer com isso? Refinar nas refinarias da Petrobrás? O que gera riqueza não é o petróleo e sim a cadeia produtiva que gira em torno da exploração, perfuração, refino, etc. geração de empregos, pesquisa, etc. Se não a Venezuela seria o país mais rico do mundo. Pra mim não importa se quem explora é uma empresa da Polônia, China, EUA, etc, o que interessa é a riqueza e a arrecadação que isto gera para o… Read more »

Rgf
Visitante

O barril custa $72. Nunca chegou a 200.

marcus
Visitante
marcus

O Brasil tem 15 refinarias, um número excelente.
Só que no governo Temer, o Brasil estava enviando petroleo para refinar no exterior, deixando refinarias ociosas no Brasil.
Alguém consegue explicar isso?

Adriano Luchiari
Visitante

Excelente? 15 refinarias estatais que são um monopólio? E, para encarecer ainda mais o preço final tem os fretes. Faz sentido transportar de caminhão derivados da REPLAN em Paulínia/SP a Cuiabá? Nos EUA existem em torno de 140 refinarias, todas privadas e competindo entre si no mercado, quem ganha é o consumidor com disputa de melhores preços.

GFC_RJ
Visitante
GFC_RJ

Em parte consigo explicar. Não é uma questão de governo Temer, mas da estrutura da indústria de óleo e gás do Brasil. Isso sempre foi feito. A maioria das refinarias brasileiras foi construída antes de se explorar petróleo de Campos, e são feitas para processar óleo leve do tipo explorado no Oriente Médio. O petróleo explorado em Campos é do tipo pesado e nossas refinarias não conseguem processá-los. Logo, a Petrobras exporta o petróleo pesado produzido aqui, muito utilizado nos EUA inclusive, e importa óleo leve para beneficiar nas refinarias daqui. A mega-superfaturada refinaria Abreu e Lima tinha objetivo de… Read more »

marcus
Visitante
marcus

E ainda isenta de impostos.

Fernando Turatti
Visitante

Você tá querendo fazer o malabarismo do Paquistão. A maior parte dos países, aliás, TODOS os países sérios deixam sua previdência militar no orcamento militar. O que você propõe não tem base.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Os EUA assim como a Austrália possuem um departamento de Veteranos.
Se não estou enganado é de lá que pagam as aposentadorias.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Fernando Turatti, Nos graficos de despesas militares, os EUA figuram com cerca de U$ 700 bilhões. Sempre em 1o lugar. Veja o orçamento do Department of Veterans Affairs, valor de U$ 208 Bilhões para 2019. É isso mesmo 208 BI. Os gráficos na internet, nem o SIPRI, ninguém inclui isso, o que resultaria em + U$ 900 Bilhões. No caso do Brasil, como o pagamento de inativos FAZ PARTE do orçamento da defesa, aparece o valor total nos gráficos e no Sipri. O que distorce a realidade, fazendo o Brasil aparecer muitas vezes no Top 10. E dificultando MUITO para… Read more »

Fernando Turatti
Visitante

Suponho que sua conta parta da mesma lógica dessa reportagem aqui, correto? https://www.thebalance.com/u-s-military-budget-components-challenges-growth-3306320
Os DoVA não é previdência, você sabe disso, eu sei disso e todos aqui idem.

Fernando Turatti
Visitante

O DoVA*

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Não. Não tem nada a ver com essa salada.
Essa matéria está falando de gastos com Segurança, incluindo FBI, etc. Não tem nada a ver com o que eu estou falando.

Estou falando somente da pensão dos militares.
O departamento de Veteranos inclui vários itens nos 208 bi. Parte desse dinheiro paga pensões.

Já nos 700 bi do orçamento militar paga somente o pessoal da ativa. Esse é o ponto. E aqui nosso orçamento inclui os aposentados e pensionistas.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Pensões e aposentadorias não é investimento em Defesa. É investimento em aposentadorias. Da mesma maneira que médicos e professores aposentados não são gastos da Saúde e Educação, são gastos da previdência.

Esteves
Visitante
Esteves

É uma forma de contar a mesma história de um jeito diferente. Pega o investimento em Defesa e compara. Mostra quanto se aplica. Conta o que interessa.

Fica mostrando a despesa toda hora…leva tiro.

Fernando Turatti
Visitante

Se a confusão for essa, então recomendo o restante da OTAN. O Reino Unido inclui sem sombra de dúvidas seus militares aposentados no orçamento. A recomendação da organização literalmente é: 2% do PIB em defesa, com 20% para aquisições(ou atualização, não confundir com manutenção). Nós não temos necessidade e nem capacidade orçamentária para elevar em 30 bilhões pra atingir tal meta, então o negócio é enxugar pessoal, parar de dar benefícios insanos e focar no que importa: capacidade operacional e equipamento. Se o Reino Unido consegue operar o que opera com 150 mil ativos, nós devemos seguir o exemplo.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Concordo que é melhor reduzir custos com pessoal e aumentar com equipamentos. Tenho certeza que os 150 mil militares do Reino Unido, com os equipamentos que eles possuem dão uma surra nos nossos 335 mil. Mas não acho que 335 mil pessoas nas forças armadas sejam um exagero. Afinal nossas forças precisam proteger nossas fronteiras e nosso país é pelo menos 45 Vezes maior que o Reino Unido. A reforma da previdência dos militares e a reestruturação irá reduzir o efetivo para cerca de 300 mil pessoas até 2029. Não acho necessário reduzir mais que isso. O pagamento dos ativos… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Vc tocou em dois pontos importantes.
Fronteira e exército do RU.
O exército do RU todo não tem Bda suficientes pra fazer o q o nosso faz em toda faixa de fronteira.
Sds

marcus
Visitante
marcus

Mas, lá o veterano morre e a pensão não fica para filha ou filho.

Esteves
Visitante
Esteves

Não importa se fica ou pra quem fica pensão. Se o regime se sustenta é da conta de quem fez.
O problema é. Essa gente sai por aí criando despesa (como o auxílio moradia para juízes) e não quer saber de onde sai.

marcus
Visitante
marcus

ok! Coronel? Capitão? Tenente?

marcus
Visitante
marcus

Como se aposentam os militares nos EUA? Nos Estados Unidos, no novo sistema de aposentadoria de militares, cada ano de serviços prestados corresponde a 2% do salário para aposentadoria, segundo o Departamento de Defesa americano. Portanto com 30 anos prestados a aposentadoria representa 60% do soldo. Pelo sistema antigo, ligeiramente diferente (e que ainda é possível aderir), o tempo de trabalho mínimo para se aposentar é 20 anos, com 50% do salário, e mais 2.5% a cada ano de serviço a mais. Militares inativos também tem alguns outros benefícios, como seguro saúde e dental, empréstimos imobiliários simplificados e subsídios para… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

O 7o. lugar na América do Sul. Significa, novamente, que nosso gasto com Defesa não tem sido eficiente. Nosso PIB é maior que o PIB desses outros países. Gastar 1,4% do nosso PIB X 57 bilhões do PIB do Uruguai ou 212 bilhões do PIB do Peru deveria ser vantagem nossa. Nosso PIB passa de 2 trilhões de dólares. Nao somos potência em educação, em saúde, em segurança, em moradia, em pesquisa, em patentes, em tecnologia. Não somos potência em Defesa também. Retirar o soldo e as pensões do orçamento das Armas por que? Quem deve pagar soldo e pensão… Read more »

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Pq não colocam o pagamento das aposentadorias dos médicos no orçamento da Saúde? Pq não colocam o pagamento das aposentadorias dos professores no orçamento da Educação? Resposta a sua pergunta: porque fica mais transparente. Tanto para os políticos como para a mídia e sociedade ‘enxergarem’ quanto o Brasil destina à defesa. E a hora que retirarem o ‘monstro’ que consome 50% do orçamento, será mais fácil conseguir mais verbas. Politicamente falando. Nenhum Presidente quer que saia na mídia que ele está gastando mais com Defesa do que com Educação. Como o orçamento militar é Inflado por causa do pagamento da… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

Se o médico é militar, a pensão sai do centro que o custeia. Se o médico é civil e recolhe como autônomo ou como funcionário de algum hospital, a pensão sai do centro que ele contribuiu: Previdência Social. Ou é público ou é CLT. Sendo público será estatutário ou misto. No misto os Fundos de Pensão equiparam com os salários dos ativos. Mesmo sem terem fundos. Aqui a Prefeitura completa. E pede a diferença ao GF. Que tira de onde? CLT tem teto. Pouco mais de 5 mil. 60% recebem até 1 salário. 80% até 2,5. Por que não funciona?… Read more »

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Há aqui um problema que vem da argumentação das FA. Elas dizem que militar não tem sistema de previdência porque militar não se aposenta, vai para a reserva e fica à disposição para ser convocado quando necessário.
Nesse caso, como não há sistema de previdência e o militar inativo permanece na folha de pagamento como se ativo fosse, não faz sentido se retirar essa despesa do orçamento das forças armadas.
Esse é um das consequências lógicas desse discurso dos militares.

Wilson
Visitante
Wilson

Passa-se 30 anos contribuido continua contribuido na reserva e permanesse contribuido na inatividade. Seria justo retirar do orçamento e jogalos no INSS???

Agnelo
Visitante
Agnelo

Não é só discurso.
Havia um sistema militar para as pensões e reserva.
Ele não tinha e nunca teve déficit.
O q aconteceu??
JK transformou esse fundo em Brasília.
Em troca, manteve como era com o fundo.
É fácil. Deposita novamente, sob controle das FFAA, o equivalente a esse fundo.
Já adianto. Não há dinheiro pra isso.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Agnelo, eu já ouvi falar nesse fundo, mas nunca vi “provas”. Havia desconto dos militares? Qual era alíquota recolhida? Quantas pessoas haviam na ativa e quantos inativos? Era regime de capitalização? Havia aportes do Governo? Não precisa responder tudo rsrsrs. De qualquer forma é natural que com o aumento da expectativa de vida do brasileiro, haja um estrago na Previdência (seja de civis, seja de militares) se ela continuar mantendo as mesmas idades e o mesmo tempo de contribuição de um século atrás. Eu defendo que aos militares se faça uma reforma igual fizeram com os servidores civis da União… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Montepio Militar. O desconto era como hj. Não sei quantos tinham na ativa, mas ainda havia muitos da Guerra do Paraguai. Não sei se havia aporte do governo. Antigamente, tinha tudo no site do EB, mas não sei se tem mais. Eu acho complicado igualar aos civis, pois não tem como pagar o q os militares não recebem. Sai caríssimo… É complicadíssimo igualar situações desiguais. Fazer tudo rápido e com má vontade de alguns ou desinteresse sob a situação militar é complicado. Vai sair algo q não atende corretamente a situação. Uma coisa q ajuda muito é aumentar os temporários.… Read more »

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

Um argumento péssimo. Em caso de guerra todos os brasileiros podem ser convocados.
E o Brasil não entra em guerra há décadas. E mesmo na 2 guerra mundial, a participação brasileiro foi pequena, nem o total do efetivo foi convocado, longe disso, que dirá os da reserva.

Aerokicker
Visitante
Aerokicker

Os assuntos que o nobre almirante vai discutir no Congresso: aposentadoria dos militares, restruturação da carreira, incidente em Guadalupe, CLA, tratado de salvaguardas tecnológicas, etc. PQP, mal temos navio de guerra para navegar mas vamos ir atrás de salário e aposentadoria de militar e ficar apagando incêndio de polêmica inútil. Sendo que isso já é 80% do gasto das Forças Armadas. E ainda se fala em “desafio de equacionar os gastos com orçamento”. Claro, uma Marinha que sonha – e precisa – de navios-aeródromos, escoltas mais bem-armadas e mais submarinos modernos com certeza não vai conseguir custear nada disso enquanto… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Não vai mudar nada…

fico só observando
Visitante
fico só observando

Forças armadas subordinadas a potencias externas SO se pode esperar um exercito, marinha e aeronáutica subserveniente SIMPLES ASSIM

Esteves
Visitante
Esteves

Correção. 221 mil vendemos por mês. Em 2007 vendemos 3 milhões. Quase 1 milhão a mais que 2018.

Fernando Turatti
Visitante

O Brasil não tem ministro da defesa. Esse senhor deveria ser considerado o presidente do sindicato dos militares, uma vez que a preocupação dele NÃO É nossa defesa, é aumento salarial em crise pra militares e principalmente aposentadorias integrais e enormes para os mesmos. Se depois disso sobrarem uns trocados, nós, com orçamento da Itália podemos tentar ter uma força armada de terceiro mundo que não se compara com qualquer força relevante do planeta, mas, só se sobrar uns trocados!

Fernando XO
Visitante
Fernando XO

Isso seria o mesmo que dizer que os MinDef indicados nos governos do PT eram um novo tipo de comissário político para controlar as FFAA… menos ranço, por favor…

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro Fernando. Um ministro é indicado pelo presidente para representa-lo e garantir que o projeto político vitorioso seja implementado. Portanto, as prioridades defendidas por um ministro são aquelas indicadas pelo presidente. Por outro lado, o ministro deve defender junto legislativo o financiamento dos programas prioritários e também os interesses dos servidores de seu ministério. Por fim, cabe ao ministro conseguir que as demandas do seu ministério tenham prioridade de liberação de recursos junto ao Tesouro. Portanto, ou o ministro está expressando a opinião do presidente ou o presidente está omisso. Não tem meio termo.

Nilson
Visitante
Nilson

Otima matéria, mesmo sem tempo para ver o vídeo, a planilha de gastos efetuados/previstos permite uma visão geral sobre a dificuldade de financiamento dos investimentos militares. Uma dose de realismo que, espero, seja absorvida pelos colegas do blog e principalmente pelos planejadores militares. Por exemplo, só de ver o valor pendente de FX2/KC390, vemos quão longe está um segundo lote de Gripen. De ver o valor pendente dos projetos da Marinha, salta aos olhos a impossibilidade de sonhos como porta-aviões, fragatas pesadas, segunda esquadra. O Exército tem a vantagem de que seu grande projeto – o Guarani – apesar de… Read more »

Renan
Visitante
Renan

Faz o seguinte no SUS os aposentados e pensionistas foram chamados para recadastramento, vamos chamar os aposentados militares para prova de vida e recadastramento também! Logo logo sobrará bilhões só com esta ação. Usa a PF para investigar todos os pessimistas herdeiros, aquelas que se casar perde a pensão. Em um ano veremos brotar bilhões aos cofres do ministério de defesa. Detalhe fazer devolver o dinheiro recebido indevidamente, pois morar mais de 2 anos com a mesma pessoa segundo a jurisprudência já é uma união estável e tem todos os direitos e obrigações de um casamento. Só para lembrar só… Read more »

Agnelo
Visitante
Agnelo

Alguns esclarecimentos importantes pra vc: 1) todo pessoal da ativa, inativos, pensionistas, Ex-combatentes e anistiados tem seu pagamento revisado pelo menos uma vez ao ano, com a “prova de vida” inclusive. Se o pensionista ou inativo não comparecer no mês de seu aniversário, o pagamento é cortado. 2) todo pagamento e pensão obedecem a lei. Suas sugestões já “perderam na justiça” inúmeras vezes. 3) os agentes da administração tem o contra-cheque vistoriado todo mês. 4) qq erro no pagamento é resolvido da seguinte forma: A) erro do beneficiado, como uma comprovação errada de faculdade, por exemplo, pra estender a pensão… Read more »

Esteves
Visitante
Esteves

Casamento é a constituição de uma sociedade. Casamento serve para formar patrimônio e família. Se a pensionista tem filhos mas compartilha a guarda e não vive em família, não casou. Se a pensionista vive com uma pessoa por qualquer prazo (60 dias ou 6 anos) e não mantém dependência financeira do(a) companheiro(a) arcando com sua própria subsistência, não mantém união estável. Casamento ou união estável implica em mudança no regime de bens. Em cartório. Algumas cortes, penso que muitas, estão firmando entendimento que a pensão para a herdeira viúva ou filha se sustenta quando há dependência financeira. Apesar da legislação… Read more »

Wilson
Visitante
Wilson

Renan não tem conhecimento de que fazemos prova de vida a anos. Pesquise e procure informações antes de opinar asneiras.

Colombelli
Visitante
Colombelli

No EB quando fui sargento participei de equipe de revisão de contracheques onde uma equipe independente era no.eada naOM pra revisar pagamentos e apontar erros. Trabalhei no MP e no judiciario e nunca vi fazerem isso. Não meças as FA pela baderna que impera no meio civil

bjj
Visitante
bjj

É até engraçado ver essa tabela de remunerações indicando que 58% do efetivo recebe até 4 salários mínimos. A intenção é clara: fazer parecer que o salário geral dos militares é ruim. A questão é que a maior parte desses 58% é formada por militares temporários, não concursados, onde não há nem exigência de segundo grau completo. Conheço sargento temporário, recebendo salário bruto indicado na tabela, que possui um nível de escrita de um aluno de sexta série. Infelizmente ele não é “exceção”. Boa parte dessa garotada que entra pelo alistamento obrigatório, considerando escolaridade e falta de experiência profissional, se… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

“se estivessem na iniciativa privada receberiam, quando muito, 1 salário mínimo, isso se conseguissem um emprego formal”
.
É disso que eu estou falando… É fácil reclamar quando comparam com os os marajás dos servidores, mas e quando comparam ao que grande parcela da população ganha, é pouco?
.
Onde tem emprego sobrando, que banca o que um Cabo ganha, por exemplo?
.
A maior parte da população mal ganha o salário de um Soldado!

Andrigo
Visitante
Andrigo

Ninguem atentou para o valor das CCT? Os valores estão em bilhões, correto? Se for isto, 7 bi o programa.
Pergunta: 7bi só pelas 4 primeiras, ou ja estão previstas mais neste montante?

Renan
Visitante
Renan

O valor está correto
Próximo a 2 bilhões de dólares que é o previsto total
Deu 1,8 bilhões de dólares a 3,9

Enes
Visitante
Enes

Não estão previstas outras unidades.

Esteves
Visitante
Esteves

O contrato não foi assinado. A MB declarou que os alemães venceram. A MB não tem e não terá 7 bilhões em seu orçamento. Vai precisar de papelzinho do Tesouro como na capitalização da Engeprom.

Gasta o que não tem. Nada vai mudar.

Esteves
Visitante
Esteves

Essa apresentação não foi bem feita. Ou, o Esteves teria contado e comparado os investimentos.

Não é da conta de ninguém quanto a Defesa gasta. Alguém aqui é auditor?

O que fará diferença é a nossa competência. Saber contratar, comprar, negociar, oferecer, ceder, permutar. Fazer bons negócios.

Compara nossos pequenos 4% ou 5% de investimentos. O resto conta se alguém perguntar. Fala que envia a resposta por e-mail.

Renan
Visitante
Renan

Uma brincadeira
Temos condições de colocar hj neste momento quantas embarcações de guerra no mar?
Os submarinos nenhum
Corvetas, fragatas, apoio logístico, porta helicóptero, multi propósito, chuto uns 20 navios
Tem 85 oficiais generais na marinha se for nessa conta da para cada general comandar uma embarcação por 6 horas e descansar 18 horas, e mesmo assim teremos sempre a nata da marinha no comando.
Somos uma marinha muito capacitada em caso de guerra manteriamos sempre um general no comando de cada navio. 24 horas por dia.
E ainda teríamos 5 generais em terra para coordenar as operações.
Que orgulho

Enes
Visitante
Enes

Oficiais Generais não comandam navios ( a menos que sejam porta aviões ).

Leonel Testa
Visitante
Leonel Testa

Uma vez li que sem os gastos com pessoal 1,2 do PIB o Brasil conseguiria ter forças armadas bem equipadas pra sermos uma Potencia Regional

Arthur de Almeida Júnior
Visitante
Arthur de Almeida Júnior

Seria interessante ver, do aplicado na obtenção de meios o quanto, efetivamente, “ficou” no Brasil. Cada meio fornecido – Gripen, EC-725, etc. tem a totalidade de seus itens componentes catalogada sob o Sistema OTAN – FCC / Federal Class Supply. Cada meio tem um total de itens componentes (um Gripen tem cerca de 120.000). Os critérios podem ser diversos: número de itens dividido pelo total, somatório de custos pelo total, peso sob o total, número de fornecedores locais sob o total de fornecedores, complexidade dos itens fornecidos localmente pela complexidade total. Comporá a base da argumentação para se pleitear maior… Read more »

Ádson
Visitante
Ádson

Prestaram a atenção que para o programa CCT há 7 bi previsto, sendo que para as quatro que estão sendo contratadas a já dotação é de 1,6 bi?!

Nilson
Visitante
Nilson

7 bi é o preço dos 4 navios. O 1,6 bi deve ser capitalização da Engeprom já concretizada. Veja que são bilhões de reais, não de dólares.

Luís Henrique
Visitante
Luís Henrique

7 bi de Reais. 1,6 bi de Dólares. Alguns dizem que o contrato pode chegar a cerca de U$ 2 bi.