sábado, fevereiro 27, 2021

Saab Naval

Esquadrão VF-1 inicia participação na Aspirantex 2021

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (EsqdVF-1) iniciou, em 15 de janeiro, sua participação na “Aspirantex/2021” com duas aeronaves, AF-1B e AF-1C, a partir da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (RJ) e do Aeroporto Internacional de Florianópolis (SC).

As aeronaves realizam exercícios de interceptação com controle provido a partir do Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico” contribuindo para as ações de Defesa Aeroespacial em proveito da defesa das Forças Navais na Amazônia Azul.

Durante os exercícios, são realizadas passagens baixas simulando o perfil de bombardeio nivelado à baixa altura.

Esta demonstração de capacidade serve para familiarizar os Aspirantes da Escola Naval com a carreira naval, bem como auxilia na decisão de opção de Corpo pelos mesmos. É, ainda, uma importante oportunidade de adestramento das tripulações dos meios navais e aeronavais envolvidos.

FONTE: Marinha do Brasil

- Advertisement -

33 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carvalho2008

controle aéreo realizado pelo PHM Atlantico, uma importante função com sua estação

Rico Zoho

É porta helicópteros Atlântico (PHM). Chamar de Navio Aeródromo é uma piada.

Wilson Look

Fala isso para a MB.

Foi eles que mudaram a denominação, a justificativa usada é a capacidade do navio de operar aeronaves como o V-22 Osprey e ARPs.

Tem matéria sobre isso no site.

Leandro Costa

A designação de aeródromo é válida. E é só uma designação. Não vai mudar a função do navio em si.

Teropode

Quem sabe não pinta 4 Ospreys via FMS . Não custa torcer , serviço prá eles não falta .

Leandro Costa

Ospreys seriam maravilhosos à serviço da FAB e MB, porém mesmo via FMS é caro demais.

Se quiser realmente debater o motivo pelo qual foi redesignado aeródromo, o significado da palavra aeródromo, ou o significado da expressão ‘boo-hoo hoooooooo,’ qualquer ferramenta de busca consegue achar para você.

Esteves

“Em 12 de novembro de 2020, foi reclassificado como “Navio Aeródromo Multipropósito” para refletir sua capacidade de operar com aeronaves remotamente pilotadas.“

Last edited 1 mês atrás by Esteves
Carvalho2008

Aeródromo é aquilo que dá suporte especializado as operações aéreas, seja asas fixa, balão, rotativas, drones etc…

comment image

Radar 3D e estações de combate sao as mais capazes da MB , plotando e acompanhando mais de 900 alvos ou elementos

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Top, da para enxergar os caças ou navios inimigos e já acionar os 2 A4 operacionais com suas bombas burras e as poderosas Niterói rsrr…
Olhos de águia, Dentes de gatinho!

jagdVerband#44

Por apenas 1 segundo, ao olhar a segunda foto, achei que era uma imagem de 1982 nas Falklands.

leonidas

Esquadrão? rs
Melhor colocar aeronave A 4 da marinha participa de exercício.
Esquadrão dá a entender que existam pelo menos 5 aparelhos plenamente capacidades para operar… rs

Welington S.

Quantos A-4 da MB estão operacionais?

Flanker

N-1001 – em reparos há anos, após acidente com o N-1011;
N-1008 – operacional;
N-1013 – acidentado ao decolar, no ano passado. Em reparos;
N-1004 – em modernização na Embraer;
N-1022 – operacional;
N-1021 – em modernização na Embraer.

Last edited 1 mês atrás by Flanker
João Bosco

Fala sério!!!!!! Somente duas aeronaves? Eisso é , por acaso , é um esquadrão?

Eduardo

Calma lá, estão torrando teu (meu) dinheiro modernizando mais duas aeronaves. Em breve teremos 4 aeronaves torrando nosso dinheiro.

José de Souza

No máximo um ‘esquadrinho’…

Gelson

Bom dia, leonidas!
Na verdade é um “ex-quadrão”. Mas, tem quem goste ainda…

Gelson

E, outra! Não tem aviões mas aposto que deve ter muitos pilotos formados esperando por uma vaga no cockpit…mas, tem quem ache isto “normal”…segue o baile da MB!

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Partiu jogar bombas burras em uma fragata moderna, quem sabe a gente pega os inimigos no susto rsrr…

Alexandre

Pode até ter sido um bom avião,mas,da uma vergonha.

Rene Dos Reis

e aquele bombardeio naval com bombas burras ,rs

Eduardo

Que vai errar todas, até por falta de treino.

Leandro Costa

Já ouviu falar em CCIP?

Não estou nem de longe sugerindo que seria o ideal aqui, claro, mas errar todas com CCIP e simuladores é bem mais difícil.

carvalho2008

mas ainda assim, faz mais que um M-346…..

Gelson

…se conseguir chegar perto do alvo, é claro!

Carvalho2008

Se chegar, com mais chances quem um M-346…novamente…

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Fala sério, prefiro 1000x um M346 do que essas lata velhas. Pelo menos elas sim manteriam a tal doutrina da MB, com um custo menor que essas porcarias.

Cleber

Essas imagens , faz lembrar as Malvinas em 1982 . kkk. Repito : 1982 . Estamos em 2021 .

Diogo

Srs., é nítida as grandes deficiências das Forças Armadas mas enquanto não fizermos a nossa parte que é eleger parlamentares com o compromisso em apoiar o setor da defesa, nunca teremos uma bancada forte para essa pauta tão essencial para nossa nação. Ficar só reclamando no teclado e continuar votando em deputados e senadores que defendem pautas fúteis não vai adiantar nada…

Cleber

O problema e administrativo , se comenta aqui ha tempos , nao adianta vc aumentar a verba , 2 % do PIB se aumentar o efetivo tbem , vira uma bola de neve como esta atualmente .

Leandro Costa

Mas o problema parlamentar também existe. Se houvesse interesse os parlamentares apertariam quem quer que fosse necessário para tornar o problema administrativo inexistente, por exemplo. Se buscariam diversas opções para se resolver o problema das pensões dentro do orçamento, mais incentivos à indústrias para sua atuação na Defesa, etc. Muito disso até está sendo feito, mesmo que de forma lenta, mas ainda assim o interesse parlamentar sobre o assunto é praticamente nulo. Na hora que a necessidade de os militares estarem presentes, tanto população, quanto imprensa quanto os parlamentares caem em cima, como se não fossem eles o motivo maior… Read more »

leonidas

Dificil esperar algo de candidatos ne?
Porque mesmo os militares parecem não entender nada do assunto.
Alias o tal capitão reformado atual presidente fez tanto para a manutençaõ da Embraer quanto o Collor o faria se no governo estivesse.
Esses militares na politica são como os Pm’s nas assembléias, todos fazendo acordão com o executivo e enfiando ou deixando enfiar cone do CET no toba da tropa, raça do C@@#$%¨…

WELLINGTON RODRIGO SOARES

Um grande feito ter esses A4 voando. Senão me engano apenas Brasil e Argentina conseguem, para você ver o nível kkkk…
Ah mais é para am ter a doutrina, manter por mais quantos anos ? até porque vai demorar muito para MB conseguir adquirir um caça novo e qua do for, será algum já obsoleto, estilo os Etander que a Argentina comprou kkkkk…
Ainda muitos falando em Gripen Naval, o inocência e desconhecimento do seu país kkkkk….

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Quando o P-3AM Orion da FAB enfrentou um submarino nuclear

Imagine buscar um inimigo invisível em uma área de 2 mil quilômetros quadrados, equivalente a mais de 242 mil...
- Advertisement -
- Advertisement -