USS Carney (DDG 64)

Aproximadamente às 11h (horário de Sanaa), enquanto estava no sul do Mar Vermelho, o destróier de mísseis guiados USS Carney (DDG 64) da classe Arleigh Burke abateu um veículo aéreo não tripulado KAS-04 (Samad-3) produzido no Irã, lançado de áreas controladas pelos Houthi no Iêmen.

Embora suas intenções não sejam conhecidas, o UAV dirigia-se em direção ao navio de guerra. No momento do abate, o USS Carney estava escoltando o USNS Supply (navio-tanque) e outro navio com bandeira e tripulação dos EUA que transportava equipamento militar para a região.

Não houve feridos ao pessoal dos EUA e nenhum dano aos navios dos EUA.

FONTE: USCENTCOM

Subscribe
Notify of
guest

45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jagd

Taca-le pau USN!

Nilo

Com toda tecnologia e riquesa, não conseguem para os magricelas e mal armados Houthis, ou turminha tinhosa rsrsrs

Esteves

Isso me fez lembrar um desses filmes sobre Marte. A colônia, atacada por um vírus “das antigas”, não tinha defesas. Precisavam de penicilina…contra medidas simples.

Não recordo se todos morreram ou se deram um jeito. Às vezes, muita tecnologia não ajuda.

E o que não ajuda, atrapalha. Dizem os sábios.

Bosco

Depois o complexo industrial militar americana ataca e invade o país para roubar petróleo e aí você vai chorar. rssss

Sergio Machado

A sorte do Iémen é ter jazidas reduzidas de petróleo. Caso contrário já teria sido escolhido para receber a democracia; ou ter seu povo libertado de um regime tirânico e opressor; ou para eliminar as armas de destruição massa do país ou pra qualquer porcaria de motivo a ser criado.

Dalton

Não é o que se vê por exemplo na Arábia Saudita importante parceiro dos EUA que tem muito petróleo, mas não houve nenhuma mudança de regime.

Sergio Machado

Maior comprador de armamento americano no mundo. Não há necessidade de impor democracia a la USA. Caso deixe de comprar….

Bosco

Mas pera aí! Vamos nos organizar.
Então o complexo industrial militar americano invade por petróleo e quando não compram armas dele?
O que mais? Põe logo na lista porque depois não vai ter desculpa.

Monarquista

Essa bobagem de petróleo é tão tosca,,,

Sergio Machado

Verdade. Os EUA tão se metendo na Guiana é por que são legais.

Bosco

Legal , legal é a Rússia se metendo na Ucrânia. Aí é legal porque é por … amooorrr.

Sergio Machado

Ninguém disse que a Rússia é santa até porque ninguém a mencionou.
Já com relação aos EUA, uns “brasileiros” os defendem com unhas e dentes. São o suprassumo da moralidade e exemplo a ser seguido, defendido e, quiçá, morrer por ele. Mesmo sendo o país que mais cria e patrocina guerras mundo afora em busca de seus interesses.
Deviam mudar-se pra lá, serem esculachados pelos gringos.

Dalton

E qual é o problema de se querer investir em um país na área de petróleo onde os EUA independente das reservas que tem possui a tecnologia necessária ? . Guardadas as devidas proporções o Brasil também quis lucrar quando financiou obras em Cuba, Venezuela, etc – se tomou calote aí é outra coisa, mas, não foi porque o Brasil é “legal”. . A Venezuela não é compradora de armas, tem imensas reservas de petróleo, mas, o regime continua o mesmo, sofre sanções dos EUA, mas não foi invadida o que teria sido muito fácil dada a distância e há… Read more »

Rodrigo Maçolla

A materia infoma que o drone foi abatido, não fala como, com qual arma…. como você sabe que foi com uma arma de raio Lazer ou um estilingue, Seja como for o importante para a seguranga do destroier e dos outros navios que ele escontava é que o tal drone foi abatido…. Imagine um drone deste se preciptando sobre o Navio tanque…. No mais sabemos que estes “magricelas” ai são bucha de canhão do IRÃ.

Esteves

Foi abatido com raquete. De pilha.

Flamenguista

Provavelmente CIWIS.

Flamenguista

Digo, CiWS.

Bosco

Flamenguista,
Para utilizar o CIWS o drone teria que voa praticamente sobre o navio e a baixa altura dado o alcance da armas de 1500 metros. Acho difícil disso acontecer salvo se for por muita “sorte”.
Eu chuto que foi um míssil ESSM (50 km de alcance)
*Também pode ser um SM-2 Block III (170 km de alcance)
O Mar Vermelho chega a ter quase 350 km de largura em alguns pontos.

Last edited 7 meses atrás by joseboscojr
Dalton

Só como curiosidade Bosco o “Carney” é um dos 8 Arleigh Burkes
armados com um SeaRAM, tratando-se de um “drone” não seria má ideia usar um, desde claro estivesse mais próximo.

Bosco

Pode ser mesmo.
Lembrando todas as opções na dependência da distância:
CIWS Phalanx: 1500 m
Canhão Mk38: 2000 m
Stinger MANPADS: 5km
RAM Block 1: 9 km
RAM Block 2: 18 km
ESSM: 50 km
Sm-2 Block III: 170 km
* O MH-60R também pode ser utilizado na função C-UAS tanto utilizando a “ponto 50” quanto o Hellfire ou o APKWS.

Last edited 7 meses atrás by joseboscojr
PACRF

Prezado, os Houthis são um grupo paramilitar ou terrorista, como queira, ou seja, fazem parte daquelas forças que travam a chamada batalha “assimétrica” e que não se comportam como como forças armadas regulares. Organizações terroristas, como as Brigadas Vermelhas ou o Setembro Negro, foram erradicadas com inteligência e não com a força. Veja os exemplos de Israel contra o Hamas ou os casos da URSS/EUA contra os Talibãs. Conclusão: só riqueza, tecnologia e força não resolvem.

Esteves

Esses grupos foram caçados. Continuam por aí.

Fabio

Parar quem?

Paulo

Precisa?

Fabio

Engraçado que o Irã e suas tais lanchas infinitas ficaram pianinhos com o tal “alvo móvel” de 100 ton colado ao lado deles

Rafael Coimbra

A US NAVY é fod… outros países tem que comer muito feijão para chegar perto da proficiência deles quando o assunto é a utilização da marinha de guerra.

PACRF

Realmente, manter a quantidade e a qualidade de navios e submarinos navegando pelo mundo todo não é para qualquer bolso. Talvez só a China tenha cacife para isso, porque a Rússia com seu “pibinho”…

Esteves

Depende do que, de como. A Rússia tem um PIB menor, mas é uma potência nuclear, tem uma força de submarinos nucleares expressiva que os chineses dificilmente terão igual.

PACRF

De acordo, prezado Esteves. É o que sempre escrevo na Trilogia: a Rússia só possui protagonismo geopolítico, porque tem um grande arsenal atômico.

Fabio

E deu certo, consegue travar a Otan inteira com essa doutrina estratégica, com menos de 10% dos gastos dos EUA

Dalton

Não teria tanta certeza caro Esteves. A força de submarinos convencionais da China já superou em números a russa e a qualidade melhorou significativamente também. . Quanto a força de submarinos nucleares, americanos e russos estão experimentando uma queda, número maior de antigos sendo retirados e número menor de novos sendo incorporados. . A Rússia e EUA planejam ter 12 SSBNs dentro da expectativa chinesa também e quanto a submarinos táticos a Rússia tem hoje cerca de 24 “SSNs e SSGNs” também dentro da expectativa chinesa para o fim da década que estará expandindo sua pequena força de SSNs com… Read more »

Esteves

Grato, caro Dalton.

Fernando Vieira

O USS Carney tá trabalhando bastante hein? Dia desses ele abateu uns mísseis que iam para Israel, agora esses drones.

A tripulação pode estar tudo menos entediada.

Jorge Oliveira

Aí quanto custa o drone e qual o valor do míssil? Para abater um drone de 20 mil usa quantos mísseis de 200 mil? Só fazer o adversário torrar dinheiro é uma atividade desgaste.

Fabio

Calculo complicado, precisa considerar quanto custa o alvo do drone, também entra na conta.

Last edited 7 meses atrás by Fabio
Bosco

Exatamente!
Se o alvo for uma refinaria de 5 bilhões de dólares …

Esteves

Refinarias valem mais de 20. Teve uma senhora que comprou uma refinaria por um precinho…mas é outra história.

Alex Barreto Cypriano

Pois é. O Samad-3 (KAS-04), que carrega possivelmente uma ogiva explosiva de 18 kg (com esferas de rolamento à volta, à guisa de fragmentos a propelir), e que dizem poder voar a até 110-130 nós com alcance de 800 a 900 milhas náuticas, deve custar menos que 50 mil dólares, o preço de um bom carro (SUV?) por aqui. Curiosamente, pelo seu ruído característico em vôo, são chamados de lawnmowers, cortadores de grama*. Já um mísero rolling airframe missile (RAM) custa ~1 milhão de dólares. O ESSM custa (em valores de 2020) ~1,8 milhões de dólares e o SM-2 block… Read more »

Orivaldo

Manda dois desses para a costa da Guiana

Dalton

O “USS ExxonMobil” já está lá !

Alex Barreto Cypriano

Todo mundo aqui sabe que sou ‘simp’ da USNavy mas, nesse caso, até acho que ela deveria se recolher (como se ela tivesse escolha autônoma…). Nem tudo é má notícia: mais um monstro deixou esse mundo – Kissinger. E monstro porque escala humana não se aplicava a ele e alguns outros. Homens excepcionais são monstruosos, sempre; mas piores são os áulicos, via de regra abaixo de medíocres, que os obedecem cegamente.

Alex Barreto Cypriano

Off topics:
1- Espanha comissionou ontem o Isaac Peral, S-81, aquele sub que precisou crescer de 2000 pra 3000 toneladas porque alguém teria errado uma vírgula…;
2- Rússia comissiona o submarino Moszhaisk, um classe Varshavyanka, projeto 636.3;
3- Depois da visita ‘acerta cabo de viola’ de Blinken, na qual o governo israelense foi avisado de que teria apenas algumas semanas mais pra continuar contando com o apoio estadunidense, Israel retoma as hostilidades em Gaza.

Last edited 7 meses atrás by Alex Barreto Cypriano
Dalton

Alex, quanto ao submarino espanhol ,não foi bem assim. Decidiu-se que ele deveria ser maior que um “Scorpene” daí ter crescido essas “1000 toneladas”.
.
O problema com o “erro da virgula” foi por conta de “apenas” 100 toneladas a mais que causou problemas com a flutuabilidade, em outras palavras corria o risco de imergir e não conseguir emergir.

Esteves

“O poder é o maior afrodisíaco.”

Paulo

Nunca um paizéco pediu tanto para ser varrido do mapa.