Vídeo da Marinha Russa mostra o helicóptero ASW Ka-27 (Helix) da fragata Admiral Gorshkov usando sonar de imersão durante desdobramento no Atlântico Ocidental/Caribe.

O Kamov Ka-27, conhecido pelo nome de código da OTAN “Helix”, é um helicóptero naval multifuncional projetado pela Kamov Design Bureau, uma das principais empresas de helicópteros da Rússia. Desenvolvido na década de 1970 como uma evolução do Ka-25, o Ka-27 foi projetado para operar em uma variedade de funções navais, incluindo guerra antissubmarino (ASW), busca e salvamento (SAR), e transporte de carga.

O Ka-27 fez seu primeiro voo em 1973 e entrou em serviço com a Marinha Soviética em 1981. Desde então, tem sido um componente vital das operações navais russas, sendo amplamente utilizado em diversas variantes adaptadas para diferentes missões. Além da Rússia, o Ka-27 também foi exportado para vários países, incluindo China, Índia, e Vietnã, destacando-se por sua robustez e versatilidade em operações marítimas.

VÍDEO: Helicóptero Ka-27 (Helix) da fragata Admiral Gorshkov usando sonar de imersão

O Ka-27 possui um design coaxial de rotor, característico dos helicópteros Kamov, que elimina a necessidade de um rotor de cauda e oferece maior estabilidade e manobrabilidade, especialmente em condições marítimas adversas. Este design também facilita a operação do helicóptero em espaços confinados, como o convés de navios.

Pesa vazio 6.500 kg e tem peso máximo de decolagem de 12.000 kg. É propulsado por dois motores turboeixo Isotov TV3-117V de 2.230 hp cada.

O helicóptero tem uma velocidade máxima de 270 km/h e tem um alcance operacional de cerca de 980 km (530 milhas náuticas), permitindo-lhe cobrir grandes áreas marítimas e realizar operações de patrulha e busca em vastas regiões oceânicas.

Dependendo da variante e da missão, o Ka-27 pode ser equipado com uma variedade de armamentos. Na configuração de guerra antissubmarino, ele pode carregar torpedos, cargas de profundidade e pequenos mísseis ar-superfície. Além disso, possui sistemas avançados de detecção e rastreamento, como radar, MAD, sonar de imersão ou sonoboias.

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Esteves

Esse heli é rei do sertão. Tem vídeos dele no YouTube fazendo tudo…

https://youtu.be/Vj95kZcXqcc?si=6FsUL_5OxHVPShKd

Três anos para chegar ao primeiro protótipo. Uma belezinha.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Kamov_Ka-27#:~:text=O%20Kamov%20Ka%2D27%20(designa%C3%A7%C3%A3o,do%20Sul%2C%20China%20e%20%C3%8Dndia.

Last edited 18 dias atrás by Esteves
BK117

Rapaz, não sei se é esse (provavelmente sim), mas quando ele aparece no Cold Waters dá até um frio na espinha rsrsrs até eu jogando fico calado pra não me detectar rsrsrs

Gosto do conceito do sonar de imersão. Parece que demora mais para cobrir uma área X, mas pelo menos não tem que ficar preocupando com a quantidade de caras sonoboias. Lembro de um documentário sobre uma fragata inglesa caçando um sub russo com poucas sonoboias e o sonar do navio inoperante. Um sufoco.

Dito isto, quero mais Seahawks (e que sejam helis orgânicos das Tamandaré’s).

Dalton

Se levou 12 anos para incorporar a fragata Almirante Gorshkov (2006 – 2018) que iniciou a carreira com o indicativo “417” mudado para “454”, 11 anos para a segunda, Almirante Kazatonov (2009 – 2020) indicativo inicial “431” que passou a ser “461” e 11 anos também para a terceira Almirante Golovko (2012- 2023) indicativo “456” todas pertencentes a Frota do Norte enquanto uma quarta iniciada em 2013 deverá ser incorporada até o fim desse ano ainda dentro de 11 anos de construção. . Espera-se que se possa reduzir o período de construção para algo mais próximo de 7 anos para… Read more »

Esteves

Levou-se…

No One

Quase coetâneas da classe FREMM ( Bergamini 2008) … Só que de desde então a Fincantieri já entregou umas 10 unidades ( 2 foram adquiridas pelo Egito) , lançou mais duas ( para substituir as 2 cedidas) e desenvolveu a Constellation nos EUA.
O Naval Group ( ex DCNS) também, entregou umas 10 unidades ( 8 para a MN, 1 Marrocos, 1 Egito)

Fernando Vieira

Mas é bonita a bicha

Willber Rodrigues

O navio, em sí, é bonito. É “pau a pau” com os italianos, em matéria de beleza.
Sobre o heli, é “estranhamente bonito”, se é que isso faz sentido…

Esteves

Em si…não é errado. Mas, é uma personificação de coisas…no caso do navio.

Ozawa

Acolho e ratifico ambas opiniões. Em cada palavra.

Esteves

Chuva no oceano…

A importância da natividade, do domínio do conhecimento, do combate à burrice, evidencia-se com resultados. Assim como os chineses fazem na construção naval utilizando mão de obra, fornecedores e materiais vindos e compartilhados, esse Kamov faz tudo.

Só que…depois de pronto precisa de encomendas ou todo o esforço terá sido em vão.

https://youtu.be/42o40BvFF7c?si=QyVA7_j1eLlG5fsO

Macgaren

Única coisa boa que a Russia fabricou nos últmos tempos, essas fragatas.

Machado

Submarinos Yasen, Borei e Lada.

eliton

Esse esta fácil no top 3 helicópteros mais feios já feito

Bigliazzi

Isso não aguenta nem um caiaque ucraniano, os Russos são uma comédia

Machado

Vídeo muito legal. Os nossos Super Lynx não devem ter essa capacidade.

No One

Essa função é exercida pelos Seahawk da MB .

Machado

Valeu