segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

Marinha russa comissiona o SSBN ‘Yuri Dolgoruky’

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Segundo fontes do estaleiro russo Sevmash, o submarino nuclear da classe Borei (Projeto-995) ‘Yuri Dolgoruky’ (K-535) foi comissionado no último dia 30 de dezembro. “Após a fase final de testes, foram assinados os documentos de certificação. Juntamente com o submarino foram comissionados os mísseis balísticos Bulava. Neste novo ano, o Yuri Dolgoruky será operado em regime experimental”, declarou a fonte à agência de notícias Interfax. Compareceram ao comissionamento o vice-ministro da defesa Yury Borisov, o comandante da Marinha russa, almirante Viktor Chirkov, o presidente da estatal United Shipbuilding Corporation, Andrei Diachkov, e o diretor do estaleiro, Mikhail Budnichenko.

No mesmo dia, outro modelo da mesma classe, o SSBN Vladmir Monomakh, foi lançado na região de Severodvinsk, de acordo com a agência RIA Novosti. O Projeto-995 foi desenvolvido pelo Rubin Central Design Bureau, em São Petesburgo, e foram introduzidas novas tecnologias  de rádio, eletrônicos e redução de ruídos.

O armamento básico dos submarinos da classe Borei será o míssil balístico Bulava. Cada navio levará 16 mísseis do modelo R-30 abastecidos com propelente sólido e capazes de levar 6 ogivas. O alcance do Bulava é de cerca de 10 mil quilômetros.

A construção do SSBN Yuri Dolgoruky começou em 1996. O batimento de quilha dos outros dois submarinos do mesmo lote, Alexander Nevsky  e Vladmir Monomakh, aconteceu em 2004 e 2006, respectivamente. Atualmente o primeiro está em fase de testes no estaleiro, e o segundo ainda está em construção.

Em maio de 2012, o Ministério da Defesa russo e a United Shipbuilding Corporation assinaram três contratos com o escritório Rubin para modernização da classe Borei dentro do Projeto-995A. Os cinco submarinos deverão carregar 20 mísseis do modelo Bulava. Os três modelos da classe Borei atual mais os cinco previstos no contrato de modernização somam ao todo oito submarinos nucleares estratégicos que devem ser entregues à Marinha russa até 2020 como parte do programa do governo para aquisição de armamentos.

FONTE: Naval Today (tradução e adaptação do Poder Naval)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

5 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
daltonl

Cronograma apertado…8 SSBNs até 2020 ! O quarto teve a quilha batida em julho do ano passado, mas o terceiro levou outros 6 anos para ser lançado, então, seguindo a mesma logica o quarto SSBN deverá ser entregue em 2018. Mesmo que seja possivel reduzir o prazo para 5 anos, contando que as mudanças no projeto não exigirão mais tempo, já que os proximos 5 SSBNs serão “Borey II” o quarto seria entregue em 2017 porém o oitavo seria entregue em 2021, supondo que o quinto tenha sua quilha batida em 2013 e os demais sucessivamente em 2014, 2015 e… Read more »

daltonl

Teste !

daltonl

Teste Avatar !

Rene

Bom nos tempos da URSS…com certeza fariam.. quem viver vera..

Ricardo

O principal problema para o atraso dos Boreis era recursos financeiros, como a economia russa anda bem, a partir de agora a tendencia é que sejam construido com uma velocidade maior.

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

Almirante russo explica por que a OTAN não consegue detectar submarino russo no Mediterrâneo

O submarino russo Rostov-na-Donu do projeto 636.6, da Frota do Mar Negro, que desapareceu dos radares dos navios da...
- Publicidade -
- Advertisement -