submarino italiano Scire atual - foto 2 Marinha Italiana

Na última quinta-feira, 11 de julho, o submarino Scirè da Marinha Italiana prestou homenagem a seu predecessor de mesmo nome afundado na Segunda Guerra Mundial, há quase 71 anos.

A homenagem deu-se em Haifa (Israel), onde o predecessor foi afundado em combate com forças navais britânicas, em 10 de agosto de 1942. O comandante do atual Scirè, capitão de corveta Alessandro Nalesso, mandou parar as máquinas quando navegava na superfície sobre o submarino afundado, cujos destroços estão a 30 metros de profundidade.

submarino italiano RSMG Scire da Segunda Guerra Mundial - foto 2 Marinha Italiana

Foi depositada uma coroa no mar sobre o “Velho Scirè“, que um ano antes de ser afundado havia recebido a condecoração da Medalha de Ouro do Valor Militar ( Medaglia d’Oro al Valor Militare) pelo forçamento realizado em 1941 no porto de Alexandria.

submarino italiano RSMG Scire da Segunda Guerra Mundial - destroços - foto 2 Marinha ItalianaO atual Scire (S 527)permaneceu no porto de Haifa entre os dias 5 a 10 de julho, quando a tripulação realizou troca de experiências com suas contrapartes israelenses, especialmente relacionadas ao sistema AIP (Air Independent Propulsion – propulsão independente da atmosfera).

O S 527 é um dos dois exemplares da classe “Todaro” em serviço na Marinha Italiana, dentro do programa “U-212A” realizado junto com a Alemanha. Há mais duas unidades planejadas, sendo que a quilha da primeira foi batida em 2009. O Todaro entrou em serviço em 2006, seguido pelo Scirè em 2007. O deslocamento é de 1522t (superfície) e 1727t (submerso), contando com uma tripulação de 27 pessoas.

Com 55,9m de comprimento, 7m de boca e 6m de calado, a classe tem propulsão diesel-elétrica, permitindo atingir 12 nós na superfície e 20 nós em imersão, contando também com AIP do tipo células de combustível para aumento da autonomia a baixas velocidades. O armamento é composto de 6 tubos de torpedo de 533mm, disparando torpedos Whitehead A184 mod. 3.

Além das duas unidades da classe “Todaro”, a Marinha Italiana possui oito submarinos da classe “Sauro”, incorporados entre 1979 e 1995. São submarinos de características semelhantes aos mais modernos “Todaro”, porém com menor automação, sistemas mais antigos, tripulação mais numerosa e sem AIP.

FONTE / FOTOS: Marinha Italiana (tradução e edição do Poder Naval a partir de original em italiano)

VEJA TAMBÉM:

 

Tags: , , , , ,

QUEM É Fernando "Nunão" De Martini

Veja todos os posts de Fernando "Nunão" De Martini

3 Comentários para “Submarino italiano ‘Scirè’ faz homenagem a seu predecessor, afundado há 70 anos”

  1. daltonl 14 de julho de 2013 at 18:49 #

    O Scirè levou a cabo a histórica missão de transportar 3 torpedos
    tripulados que acabaram afundando em água rasa os encouraçados Queen Elizabeth e Valiant em Alexandria em 1941 que ficaram indisponíveis por muitos meses.

    Conforme um modelo que tenho do Scirè, da época que colecionava, na escala 1/1250 equivalente a quase 5 cms de comprimento os torpedos tripulados foram transportados em três containers sendo um à frente da vela e os outros 2 atrás.

  2. Soldat 14 de julho de 2013 at 22:31 #

    Descansem em paz Bravos Guerreiros Italianos.

  3. Wagner 15 de julho de 2013 at 11:24 #

    Parabéns a Itália pela homenagem. Está mesmo na hora de parar com essa estupidez de querer proibir os países de prestar homenagens a todos aqueles que lutaram contra os USA ou Londres. Eram guerreiros italianos e merecem as devidas honras.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Navio-veleiro Cisne Branco aberto à visitação em Santos neste final de semana

Cisne Branco (2)

A Capitania dos Portos de São Paulo informou em nota à imprensa que o navio-veleiro Cisne Branco da Marinha do […]

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]

Cerimônia de incorporação do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico ‘Vital de Oliveira’ à Marinha do Brasil

Vital de Oliveira - 1

  Em uma cerimônia de batismo, mostra de armamento e transferência para o setor operativo, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico […]

Ministério da Defesa menos otimista com as chances do Prosuper em 2015

FREMM 523b

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Passam os […]

Grã-Bretanha vai investir mais de R$ 1 bilhão na defesa das Ilhas Malvinas

Falkland_islands_250m

A Grã-Bretanha vai gastar £ 280 milhões (R$ 1,3 bilhão) nos próximos dez anos para reforçar a defesa das Ilhas […]