Italian_coast_guard_Ubaldo_Diciotti

O segundo dos navios de patrulha oceânica da classe Diciotti encomendados à Fincantieri para a Guarda Costeira italiana foi lançado hoje em Castellammare di Stabia, na região de Nápoles. A previsão é de que ele seja entregue no fim deste ano. A embarcação anterior, “Luigi Dattilo“, foi lançada em dezembro do ano passado e deve entrar em serviço ainda nos próximos meses.

A classe Diciotti para operar em mar aberto, e em condições meteorológicas especialmente ruins. Os navios serão empregados em missões de busca e salvamento (SAR), combate à poluição e a incêndios, e para operações de controle de imigração ilegal. Também são aptos para operações navais complexas. As embarcações medem 94m de comprimento e 16m de boca, e deslocam 3.600 toneladas. Alcançam velocidade de 18 nós e têm alcance de mais de 3 mil milhas, além de acomodar 38 tripulantes, 12 técnicos e 60 sobreviventes em caso de naufrágio.

Os navios-patrulha também serão equipados com quatro botes que podem alcançar até 35 nós de velocidade, e serão usados para resposta rápida a emergências. As embarcações também terão convoo para helicópteros AB212 ou AW139.

No entanto, o ponto mais marcante é o sistema híbrido de propulsão, que envolve um motor diesel-elétrico auxiliar usado em velocidades baixas ou muito baixas durante operações de vigilância e controle de área marítima por longos períodos de tempo – tarefa impraticável com um sistema de propulsão tradicional.

FONTE: Navy Recognition (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

Tags: , , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

5 Comentários para “Fincantieri lança navio-patrulha ‘Ubaldo Diciotti’ para Guarda Costeira italiana”

  1. nunes neto 16 de julho de 2013 at 21:16 #

    Ainda tem gente que acha os nossos de 1800t, muito grandes para a função, esse tem canhão de laser,míssil aintiaereo? kkkkkkkk

  2. Soldat 16 de julho de 2013 at 21:55 #

    Seria legal se o Brasil também tivesse uma guarda costeira.

    Ai o pais poderia comprar algumas dezenas de barcos patrulhas.

  3. João Filho 17 de julho de 2013 at 11:53 #

    Seria legal se o Brasil também tivesse uma guarda costeira…

    Sim tem, é a MB!!! O que não tem é marinha de guerra.

  4. João Filho 17 de julho de 2013 at 13:20 #

    Um site interessante…

    http://www.analisidifesa.it/

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]

Cerimônia de incorporação do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico ‘Vital de Oliveira’ à Marinha do Brasil

Vital de Oliveira - 1

  Em uma cerimônia de batismo, mostra de armamento e transferência para o setor operativo, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico […]

Ministério da Defesa menos otimista com as chances do Prosuper em 2015

FREMM 523b

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Passam os […]

Grã-Bretanha vai investir mais de R$ 1 bilhão na defesa das Ilhas Malvinas

Falkland_islands_250m

A Grã-Bretanha vai gastar £ 280 milhões (R$ 1,3 bilhão) nos próximos dez anos para reforçar a defesa das Ilhas […]

Parceria BAE Systems/Ares fornecerá canhões Mk.4, de 40 mm, à Marinha

Bofors MK4

Dentro de mais três semanas o grupo BAE Systems Bofors AB assina com a Marinha do Brasil, no Rio de […]