Charles_De_Gaulle_(R91)_underway_2009

O Serviço de Apoio à Marinha Francesa declarou encerrada n a reforma imediata do porta-aviões de propulsão nuclear Charles de Gaulle, da Marinha francesa, após seis meses de trabalho da DCNS.

Do casco aos sistemas de combate, foram feitos reparos e testes de adequação aos novos padrões ambientais. O trabalho também envolveu modernização dos sistemas de comunicação e revitalização das acomodações e áreas de recreação do navio. Ao todo, 950 trabalhadores participaram da reforma.

FONTE: Naval Open Source Intelligence (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

Tags: , ,

Jornalista formada pela Universidade Federal do Paraná. Ganhou o Prêmio Sangue Novo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná com uma monografia sobre o PROSUB. Feliz proprietária de um SSN classe Virginia.

Um comentário para “Terminada a reforma do Charles de Gaulle”

  1. Mauricio R. 3 de agosto de 2013 at 14:57 #

    Certas capacidades só funcionam em duplicata, se vc tem um, em algumas ocasiões terá nenhum.

Deixe um comentário

Navios da JMSDF em Santos

Entrada dos contratorpedeiros japoneses (JMSDF) Japan Maritime Self Defense Force / Marinha do Japão), em viagem de adestramento do Esquadrão […]

Documentário ‘Action Navy’ (1975), da Marinha Real Britânica

Royal Navy

Excelente documentário dos tempos gloriosos da Royal Navy. Na época, as fragatas da classe “Leander” ainda formavam a espinha dorsal […]

2 de agosto de 1964: contratorpedeiro USS Maddox engaja torpedeiros norte-vietnamitas no Golfo de Tonkin

USS Maddox

Há 51 anos, em 2 de agosto de de 1964, o contratorpedeiro da Marinha dos EUA USS Maddox engajou três […]

Esquadrão de Instrução japonês partindo de Recife

A cada quatro anos, regularidade que não vem sendo mantida, os navios do Esquadrão de Treinamento da Força de Autodefesa […]

O almirante põe a Marinha na Lava Jato

alteothon (1)

Claudio Dantas Sequeira (claudiodantas@istoe.com.br) Nova personagem da investigação da Lava Jato, a Marinha havia sido mencionada pela primeira vez no […]