Novas fragatas italianas

fragata italiana

A Itália pretende comprar até oito fragatas multifuncionais na próxima década. O objetivo final é comprar até 12 navios. As novas fragatas irão substituir as atuais fragatas em operação que devem dar baixa na próxima década.

O conceito básico é de um navio com um canhão de 127mm na proa e um de 76mm na popa, hangar para dois helicópteros NH90 e lançadores verticais para mísseis superfície-ar Aster 30, com opção de levar o míssil cruise Scalp Naval. Cada uma deve custar 350 milhões de Euros. A Itália já confirmou a compra da sétima e oitava fragata FREMM de 10 planejadas.

Tags: , , , , , ,

7 Responses to “Novas fragatas italianas” Subscribe

  1. Oganza 25 de janeiro de 2014 at 18:20 #

    350 milhões de Euros? SONHARAM né? Que má gica é essa?

    Rapá, como o troço é fei… vixe maria. Mais um QTR para desespero do MO.

    Sds.

  2. Carlos Alberto Soares 25 de janeiro de 2014 at 18:53 #

    MO no comando no que dá ! rsrs

    http://tvig.ig.com.br/variedades/videos-da-internet/navio-invade-porto-na-turquia-52e2b9b1d8c8cd26b50005d9.html

  3. José da Silva 26 de janeiro de 2014 at 13:30 #

    Isso ai é uma Maestrale (casco), misturado com Arleigh Burke e Zumnwalt.

    Deve sair baratinho assim porque vai ver vão aproveitar o casco das primeiras…… :-)

    Horrivel mesmo, Isso nao é desenho de italiano

  4. Oganza 26 de janeiro de 2014 at 14:39 #

    Carlos Alberto Soares,

    Muito bom o vídeo… fantástico…

    especulando, acho que houve algum problema ali e ele conseguiu “estacionar” direitinho rsrsrs

    o melhor é o cara sentado no guindaste (?), nem um pouco preocupado e fazendo piada: tsunami… tsunami… rsrsr

    Grande abraço.

  5. Fernando "Nunão" De Martini 26 de janeiro de 2014 at 19:38 #

    Zé,

    De fato o casco parece muito com o da Maestrale, com um bulbo maior.

    Mas, apesar do aspecto desconjuntado, fugindo à tradição mais elegante dos projetos italianos, percebo uma preocupação com simplificar algumas coisas. É o caso da instalação dos lançadores de mísseis no convés 1, tanto os convencionais quanto os verticais. Algo pelo menos um pouco mais inventivo e interessante do que se está acostumado a ver.

    Só que falta volume nessa superestrutura de vante. A automação vai ter que ser muito alta, ou vai faltar espaço pro povo lá dentro.

  6. Carlos Alberto Soares 27 de janeiro de 2014 at 7:16 #

    Dois hélis ?

    Onde ?

  7. Almeida 29 de janeiro de 2014 at 15:43 #

    Essas FREMM estão caras, né?

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Ministro da Defesa visita a Embraer para conhecer o trabalho de modernização dos jatos AF-1/1A da Marinha

No dia 21 de outubro de 2014, o Ministro da Defesa, Embaixador Celso Amorim, visitou às instalações da Embraer, em […]

Programa ‘Artémis’: início das entregas de torpedos F21 em 2016

Programa contratado à DCNS deverá equipar 10 submarinos da Marinha Francesa com o torpedo de nova geração F21, substituto do […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]

Quiz Naval: identifique as classes dos navios que aparecem na foto, se for capaz…

Essa é para os bons de História Naval. Clique na foto para ampliar e identifique as classes dos navios que […]

Euronaval 2014: informe da DCNS sobre a entrega do navio da classe ‘Mistral’ à Rússia

Em resposta à informação publicada anteriormente sobre a entrega potencial do primeiro navio porta-helicópteros de desembarque (BPC) para a Federação […]

Euronaval 2014: características das corvetas ‘Tamandaré’ e do NPaOc-BR

Seguem as informações divulgadas sobre as corvetas da classe “Tamandaré” e sobre o NPaOc-BR: Corvetas Tamandaré: Deslocamento: aproximadamente 2.700 toneladas […]