Novas fragatas italianas

fragata italiana

A Itália pretende comprar até oito fragatas multifuncionais na próxima década. O objetivo final é comprar até 12 navios. As novas fragatas irão substituir as atuais fragatas em operação que devem dar baixa na próxima década.

O conceito básico é de um navio com um canhão de 127mm na proa e um de 76mm na popa, hangar para dois helicópteros NH90 e lançadores verticais para mísseis superfície-ar Aster 30, com opção de levar o míssil cruise Scalp Naval. Cada uma deve custar 350 milhões de Euros. A Itália já confirmou a compra da sétima e oitava fragata FREMM de 10 planejadas.

Tags: , , , , , ,

7 Comentários para “Novas fragatas italianas”

  1. Oganza 25 de janeiro de 2014 at 18:20 #

    350 milhões de Euros? SONHARAM né? Que má gica é essa?

    Rapá, como o troço é fei… vixe maria. Mais um QTR para desespero do MO.

    Sds.

  2. Carlos Alberto Soares 25 de janeiro de 2014 at 18:53 #

    MO no comando no que dá ! rsrs

    http://tvig.ig.com.br/variedades/videos-da-internet/navio-invade-porto-na-turquia-52e2b9b1d8c8cd26b50005d9.html

  3. José da Silva 26 de janeiro de 2014 at 13:30 #

    Isso ai é uma Maestrale (casco), misturado com Arleigh Burke e Zumnwalt.

    Deve sair baratinho assim porque vai ver vão aproveitar o casco das primeiras…… :-)

    Horrivel mesmo, Isso nao é desenho de italiano

  4. Oganza 26 de janeiro de 2014 at 14:39 #

    Carlos Alberto Soares,

    Muito bom o vídeo… fantástico…

    especulando, acho que houve algum problema ali e ele conseguiu “estacionar” direitinho rsrsrs

    o melhor é o cara sentado no guindaste (?), nem um pouco preocupado e fazendo piada: tsunami… tsunami… rsrsr

    Grande abraço.

  5. Fernando "Nunão" De Martini 26 de janeiro de 2014 at 19:38 #

    Zé,

    De fato o casco parece muito com o da Maestrale, com um bulbo maior.

    Mas, apesar do aspecto desconjuntado, fugindo à tradição mais elegante dos projetos italianos, percebo uma preocupação com simplificar algumas coisas. É o caso da instalação dos lançadores de mísseis no convés 1, tanto os convencionais quanto os verticais. Algo pelo menos um pouco mais inventivo e interessante do que se está acostumado a ver.

    Só que falta volume nessa superestrutura de vante. A automação vai ter que ser muito alta, ou vai faltar espaço pro povo lá dentro.

  6. Carlos Alberto Soares 27 de janeiro de 2014 at 7:16 #

    Dois hélis ?

    Onde ?

  7. Almeida 29 de janeiro de 2014 at 15:43 #

    Essas FREMM estão caras, né?

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

LUTO: grupo Forças de Defesa se solidariza com o casal Julio Soares de Moura Neto por sua perda

luto-laço-5

A equipe da Revista e da “Trilogia” Forças de Defesa apresenta suas condolências ao ex-comandante da Marinha do Brasil, almirante-de-esquadra […]

Aeronave não tripulada X-47B realiza primeiro reabastecimento em voo

X-47B: primeiro reabastecimento em voo

Outro momento histórico na Aviação Naval: o avião não tripulado X-47B americano do programa Unmanned Carrier Air Vehicle demonstrator (UCAS-D) realizou […]

Comitiva uruguaia está na China para avaliar condições de aquisição do patrulheiro P-18N

P-18N

Uma delegação do Ministério da Defesa e da Marinha do Uruguai está na China desde a terça-feira (21.04), para conhecer […]

M7 Aerospace dá início ao processo de modernização dos aviões C-1A Trader para COD/AAR da MB

Aeronave 146027 já posicionada no hangar da empresa M7 Aerospace

Dando prosseguimento ao projeto de modernização das aeronaves COD/AAR, a empresa M7 Aerospace já demonstrou avanços no desenvolvimento da futura […]

Espanhóis e sul-coreanos se candidatam à modernização do Arsenal de Marinha do Rio

AMRJ

  Os estaleiros Navantia, da Espanha, e Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering Co., Ltd (DSME), da Coreia do Sul, formalizaram, […]