Home Indústria Lançado o primeiro submarino Tipo 209 do Egito

Lançado o primeiro submarino Tipo 209 do Egito

5951
74

First Egypt Type 209 submarine

A empresa ThyssenKrupp Marine Systems (TKMS) anunciou no dia 10 de dezembro o lançamento do primeiro submarino Type 209/1400 destinado ao Egito. O submarino recebeu o indicativo visual S 41.

Esta é a primeira vez que a empresa alemã reconhece o contrato de submarinos Tipo 209 com o Egito, cuja existência foi confirmada pelo vice-almirante Osama Ahmed el-Gundi, comandante da Marinha Egípcia, em agosto de 2012.

O comunicado de imprensa não forneceu detalhes adicionais sobre os submarinos ou a data de entrega.

FONTE: janes.com

74
Deixe um comentário

avatar
72 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
Bardinicarlos alberto soaresjuarezmartinezOganzajohn Paul jones Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Iväny Junior
Visitante
Member

Ah, mas o U-209 não era ultrapassado? Como assim os caras ainda estão vendendo novos?
Esses egípcios devem ser babões da Alemanha. Rsrsrsrsrs

Iväny Junior
Visitante
Member

Galante, eu sei bem disso. Acredito que ele está como o F-16 (é da mesma década) e devidamente aparelhado e mantido é capaz de brigar com todo mundo. Tanto que as evoluções Dolphin e U-214 detêm um elemento de identidade muito forte com ele.

Saudações

Iväny Junior
Visitante
Member

Galante

Isso pode ser uma limitação de um ponto de vista e uma vantagem sob outro. Mas geralmente se atingido por qualquer coisa, a possibilidade de sobrevida de um sub é muito pequena. Provavelmente esse conceito seja bom para manter os níveis hidrofônicos muito baixos e melhor desempenho, tanto que foi mantido nos sucessores.

comment image

Saudações

Iväny Junior
Visitante
Member

Exatamente. Menos estrutura pras ondas sonoras reverberarem. Simples e eficiente.

guppyii
Visitante

Os GUPPYs possuíam oito compartimentos estanques, na seguinte ordem de proa à popa: Torpedos à vante, Baterias à vante, Manobra, Baterias à ré, Máquinas à vante, Máquinas à ré, MEPs e Torpedos à ré.

Wellington Góes
Visitante

Para operar numa costa pequena, no restrito Mediterrâneo, não faria muito sentido algo maior do que isto. Como escrito pelo Alexandre, é o F-5 dos submersíveis.

Até mais!!! 😉

Delfim
Visitante
Delfim

Afinal, quem está pagando o rearmamento egípcio ?

Iväny Junior
Visitante
Member

Wellington e Galante

A comparação com o F-5 é inadequada porque: O F-5 tem menos alcance e suporta menos armamento que os concorrentes atuais (Gripen, FA-50 e F-16).
O U-209 supera ou iguala os concorrentes atuais em todos os quesitos. As informações estão aí na internet pra quem quiser ver.

Saudações.

Iväny Junior
Visitante
Member

Delfim

Foi ventilado em alguns lugares que a “madrinha” do Egito na aquisição das FREMM, Mystral e Rafales seria a Arabia Saudita, pra combater o ISIS. A lógica disso achei pobre…. eles têm uma grana razoável e fazendo uma administração racional esse material estaria dentro do orçamento.

Saudações

cipinha
Visitante

será que fizemos a melhor escolha ao comprar o caríssimo scorpene?

Iväny Junior
Visitante
Member

Atenção moderação, meu comentário anterior tem 3 links e ficou preso 😀

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Não entendi, F 5 comparado com Sub ?
Vixe !
“cipinha 11 de dezembro de 2015 at 23:50
será que fizemos a melhor escolha ao comprar o caríssimo scorpene?”
Melhor e$colha para quem $$$$$ ?

camargoer
Visitante

Olá a todos. Não parece provável que a Arábia Saudita financie o Egito para combater o EI. Primeiro, porque o EI está combatendo Assad e os Xiitas na Síra e Iraque, que são inimigos da Arábia Saudita. Segundo, porque quem financia o EI é a Arábia Saudita (não por meio do Estado) e o Qtar, todos waabitas. Considerando que a França forneceu equipamentos prontos (alguns caças, uma fragata e os mistral) acho que as vendas foram feitas diretamente entre os Estados, talvez com um banco francês envolvido. Os IKL209 são anteriores ao EI, então pode ter sido apenas coincidência que… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

E dizer que temos a tecnologia, pois fabricamos o Tamoyo aqui… 20 desses submarinos com eletrônica atualizada, torpedos mk48 e AIP e pronto, subnuc pra quê ?

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Delfim, “fabricamos” o Tamoyo é bem entre aspas, pois tinha diversos componentes importados.

A complexidade da partes fabricadas no Brasil nem se compara com a complexidade de projetar e construir um submarino.

Fora que dizem as más línguas que o Tamoyo era bem meia boca.

Mas é óbvio que isso não invalida – pelo contrário, até corrobora – o seu questionamento contra o subnuc. Não temos capacidade para projetarmos e construirmos um subnuc.

Delfim
Visitante
Delfim

Rafael, obrigado.
Uma das coisas que infelizmente temos no nosso DNA brasileiro é querer reinventar a roda (no que dá uma roda quadrada), se a classe 209 se encaixa bem nas nossas necessidades o ideal seria persistir nela, acrescentando em quantidade e capacidade.
Subnuc é pra país “putenfhia”, o que não somos e pelo jeito levaremos 30 anos pra sermos.
Abs.

Dalton
Visitante

O “209” em questão é do modelo “1400” provavelmente com modificações e segundo algumas informações será até maior que o “Tikuna”.

camargoer
Visitante

Olá Delfim O ponto é que o 209 não se encaixa nas necessidades da MB. Ele é um equipamento costeiro para águas rasas, enquanto que o Atlântico sul demanda um equipamento maior. O 209 foi escolhido na década de 80 em um contexto muito diferente do atual. A classe Tupi cumpriu e vem cumprindo sua tarefa mas é claro que seu projeto não contempla mais as necessidades da MB. Como disse o Galante, é um bom equipamento e cumpre a tarefa para qual foi projetado. Assim como a FAB irá trocar o F5 pelo Gripen, o EB irá trocar o… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

OK Camargoer.

Mauricio R.
Visitante

Existe e está crescendo avassaladoramente, uma célula do IE na Líbia.
Os egípcios tem uma insurreição, desconheço o nível, em curso no Sinai.
No mais o Type 209 entrega o que promete, sem frescuras.

Iväny Junior
Visitante
Member

camargoer

O U-209 em todas as suas classes alcança profundidade de 500m. O scorpene só alcança 350m.
Como disse anteriormente, o U-209 é equiparável ao F-16, compacto, eficiente e de alto desempenho, superior em tudo no supertrunfo ao scorpene, este por sua vez, é equiparável ao tejas.
Afora todos os dados do scorpene serem teoria, já que ele nunca operou ou treinou situações de combate. Diferentemente do U-209.
Mesmo na teoria, o lixospene tem pouquíssimo supertrunfo superior ou igual ao U-209.

Saudações.

zeabelardo
Visitante
zeabelardo

camargoer,
O submarino HDW para águas rasas é o 212. Sua informação está equivocada. O 214, que venceu a competição para o novo submarino da MB dá um show no Scorpene. A reversão para o Scorpene se deu exclusivamente pela promessa de auxílio na construção do submarino nuclear. O último Scorpene comissionado foi em 2009. De 2009 pra cá foram 6 Dolphin, 10 214 e 1 212. Isto é 17 x 2.

robertobozzo
Visitante
robertobozzo

Estou acompanhando a discussão sobre os U214 e os scorpenis em várias postagens, mas a nossa classe SBr não é diferente da “padrão ” por ter uma seção a mais ? O pouco (quase nada) que entendo de mecânica dos fluídos já me diz que, por ter um comprimento maior, suas características já mudam completamente.
Não é um pouco prematuro chama-lo de lixo antes de conhecermos seus dados de operação reais ?

MO
Membro

Caramba, os Egipicianos tao com tudo tbm eim, doi Mistral, agora construindo subas …. , legal !!

Em tempo =

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2015/12/mv-barnacle-5bnk2-descarregando-adubo.html

5 photos + General arrangement plan

carvalho2008
Visitante

Qual seria o preço de um 209 novo e atual??

Iväny Junior
Visitante
Member

carvalho

Segundo o site thelocal, saíram a 460 milhões de euros as unidades do Egito, que são as mais novas do mundo (tanto que foram lançadas agora).

john Paul jones
Visitante
john Paul jones

A TKMS está fabricando os 209 ainda porque com certeza é a melhor relação custo beneficio do mercado, apenas comparando, quando a MB escolheu o Scorpene e pagou por isto USD 650 M por SBR a TKMS estava oferecendo os 214 por cerca de 550 M e os 209/1400 padrão Tikuna por USD 290 M !!!. Eu não sei por quanto a marinha do Egito pagou mas com certeza será muito mais barato que um Scorpene ou 214. É importante ressaltar que um 209 desta classe Tikuna é uma arma fabulosa, principalmente se equipado com o ISUS + Tp alemão… Read more »

john Paul jones
Visitante
john Paul jones

Outro ponto importante é a diferença de conceito entre os 212 e 214, os 212 são muito mais caros e foram projetados para a própria Marinha Alemã e a Italiana, além de qualquer outra disposta a pagar por um submarino de altissimo desempenho (um porsche carrera rs …), que é muito caro pelo aço especial amagnético e inox de seu casco, além do modernissimo e caro sistema de controle e governo com lemes em X (que permite o navio operar com segurança em isobáticas de 30 m e com apenas 02 metros de lamina dagua abaixo da quilha). Os 214… Read more »

Bardini
Visitante

JPJ, Concordo plenamente com sua ideia de que se tivéssemos dado continuidade ao projeto do Tikuna estaríamos de certa forma “melhores” neste momento. Defendo a ideia de que se isso tivesse ocorrido, teríamos o tal do PrOSuper sendo tocado, com escoltas sendo construídos bem como o restante do pacote, o NAe SP poderia ter tido sua reforma geral, e agora estaríamos discutindo o como pagaríamos o financiamento dos Sea Gripen e PrOAnf… E mais, poderíamos agora, estar flertando com um novo submarino, o U-216, este sim um SSK ideal para o Brasil, e que no futuro poderia servir de bancada… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

JPJ, o bom e que a Lava Jato está quase lá, Deus e grande, vamos aguardar….

G abraço

Juarez
Visitante
Juarez

Mas me fo ando no tema, ks que por aqui já operaram emantetam sabem de cor salteado que padronizacao e escala de produção são tudo para uma FA que se diz profissional e operacional.

G abraco

Ze Abelardo
Visitante

JPJ
Alem do custo dos submarinos, inventaram uma base e um estaleiro. Os 214 seriam produzidos no proprio arsenal. Com 6,8 bilhoes de euros dava pra comprar uma duzia de KDX-II, quatro Makassar e dois navios-tanque. Preferiram a classe Pixuleco.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Mauricio R. 12 de dezembro de 2015 at 12:59
3ª vez na semana, onde assino ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Os argumentos pró scorpênis se perdem nesse imenso oceano azul.
Quanta be$teira para defender o indefen$ável, jesus !

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Ze Abelardo 13 de dezembro de 2015 at 0:52 Está adotado, colegas foristas que não suportam robalheira, o nome do ………….. de agora em diante vamos chama-lo de Pixuleco, muito adequado por sinal ! john Paul jones 12 de dezembro de 2015 at 19:19 Ze Abelardo 13 de dezembro de 2015 at 0:52 Juarez 12 de dezembro de 2015 at 21:06 Juarez 12 de dezembro de 2015 at 21:01 john Paul jones 12 de dezembro de 2015 at 19:28 zeabelardo 12 de dezembro de 2015 at 14:06 Iväny Junior Onde assino ? Bardini 12 de dezembro de 2015 at 20:04… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Este é o “Cara”, bem colocado pelo Bardini
Como tenho defendido, o 1º construído na Alemanha com o que há de melhor do nosso pessoal, capital humano, preservando a necessidades dos “sombras”.
Os demais fabricados no Rio de Janeiro, com reforma, modernização e se possível ampliação do AMRJ e ponto. Teríamos de 4/6 un de ultra-super-power-fodásticos (modo Lord) Sub’s AIP e muito bem armados.
E sem os PIXULECO$, todo$ ….. entenderam ?
http://www.navyrecognition.com/index.php/oceania/australia/submarines/264-type-216-u-216-conventional-submarine-ssk-aip-tkms-hdw-submarine-class-216-howaldtswerke-deutsche-werft-thyssenkrupp-marine-systems-royal-australian-navy-datasheet-pictures-images
Lê em Inglês camargoer ?

Iväny Junior
Visitante
Member

Carlos Alberto

Nesse caso acho que o U-216 seria realmente demais pra nós. Algo como o U-214 e suas variantes futuras (corrente evolutiva, assim como ele é do U-209) com AIP serviriam demais pra MB. Negócios que demandem mínima e barata manutenção com confiabilidade e alto índice de operacionalidade.
Já li em alguns lugares que Israel já pediu alterações no projeto do U-216 para fazê-lo sucessor dos seus Dolphin.

Saudações a todos.

Delfim
Visitante
Delfim

O U-216 tem autonomia de quase 20.000 km ou 80 dias… é, pode ser pra MB ou não ?

Será que precisamos mais que isso pra se querer tanto um subnuc ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Amigo Iväny Junior 13 de dezembro de 2015 at 4:55
Fui para o TOP.
Mas sua sugestão é ótima também ….na relação custoxbenefícioxoperacionalidadexdisponibilidadexexpirementado + um monte de coisas …….

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

custo x benefício x operacionalidade x disponibilidade x experimentado + um monte de coisas …….
melhor assim…….
Os Alemães e Suecos são pela ordem infinitamente o melhor para nós !

Corsário DF
Visitante
Corsário DF

A cada dia que passa, a verdade sobre esse “grande” acordo com a França está pautado no que um certo Pixuleco ganhou em troca… A Marinha e o povo eu já tenho certeza do que ganhamos… Uma GRANDE E ENORME JACA!!!

Concordo plenamente com os comentários anteriores, e ainda acrescento que o U-216 talvez ficaria mais tempo na missão do que o nosso Pixuleco Nuclear!!! Por apenas uma razão: Quando teremos $$$ para realizar a manutenção do Pixuleco???

ST

Mauricio R.
Visitante

“…em isobáticas de 30 m e com apenas 02 metros de lamina dagua abaixo da quilha…”

Desculpem-me retornar ao assunto, mas já lí que essa classe submerge completamente em somente 18m d’água. Está correto???

camargoer
Visitante

Olá Colegas.
Sou muito crítico aos comentários de colegas especulando sobre corrupção e propina. Como já comentei em outras oportunidades, o local para essas denúncias é o MP. Esses comentários aqui no blog só desviam a discussão. Praticamente em todos os posts encontramos esses comentários que se repetem e não agregam nada sobre o tema. Anos atrás, muitos participantes do blog debandaram por causa desse tipo de ativismo. Quase sempre os editores tinham que intervir editando os comentários.

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Camargoer, tu acreditas piamente que o mesmo governo que recebeu propinas até mesmo de projetos de saúde não meteu a mão em contratos militares?????

G abraço

Jodreski
Visitante
Jodreski

Verdade é uma só: – Somos governados por uma geração de ladrões (gov federal e o congresso inteiro) e nossos militares são complacentes com isso! Me desculpe os praças que postam aqui muitas informações para nós. Porém a escolha pelo Scorpene não tem lógica econômica, técnica ou estratégica. Estamos pagando um absurdo/unidade em prol que eles nos ajudariam na construção de um sub nuc? É sério isso mesmo? 1- O Brasil não tem verba suficiente para operar um sub nuc, não tem lógica nenhuma termos um se não temos grana para manter e operar o mesmo. 2 – A construção… Read more »

camargoer
Visitante

Olá Juarez.
Um grande abraço. Nos conhecemos há tempo suficiente para você saber que não gosto de cabo-de-guerra. Não importa o que acredito. O que defendo é deixarmos o blog para o debate sobre assuntos de defesa naval e evitar cairmos no ativismo retórico. É sempre a mesma ladainha. Gosto do blog e sou um antigo leitor mas vi o esvaziamento nos comentários por causa da radicalização política. Sem falar na desqualificação pessoal. Que maçada.

Bardini
Visitante

Iväny Junior, Tem gente que acredita que a atual crise Brasileira é somente política, outros no livro branco de defesa, mas há ainda aqueles que acreditam que a US Navy necessitou de um Scorpène Chileno somente para treinar como seria o resgate de um SSK em caso de avaria, tanto que precisaram de 3 meses para treinar tais “procedimentos”… O que falar então dos Peruanos e Brasileiros que também já foram aos EUA para participar de treinamentos com a US Navy, por exemplo? – A respeito dos Egipcianos… Para quem só contava com 4 Romeo Class, eles realmente estarão muito… Read more »