Home Indústria Naval TKMS vai reequipar submarinos de ataque de Portugal

TKMS vai reequipar submarinos de ataque de Portugal

3937
10

nrp-tridente

O Jane’s noticiou que o Ministério Português da Defesa Nacional (MoND) autorizou a marinha do país a atribuir à ThyssenKrupp Marine Systems (TKMS) contratos não superiores a € 47.99 milhões para reaparelhar dois submarinos de ataque classe Tridente (Tipo 209PN) de Portugal.

O primeiro submarino, NRP Tridente (S160), vai ser reequipado na Alemanha entre 2016-2018, enquanto a TKMS e o estaleiro estatal Português Arsenal do Alfeite vão cooperar para reequipar o NRP Arpão (S161) localmente em Portugal, entre 2018-2020. A Systems Sunlight da Grécia também recebeu recentemente um contrato da Marinha Portuguesa para substituir as baterias principais dos dois submarinos classe Tridente.

O programa de reequipamento foi lançado na última Lei de Programação Militar de Portugal, aprovada em maio de 2015. O trabalho é principalmente um período de manutenção, em vez de um upgrade.

Os submarinos estão programados para sofrer mais tarde uma atualização de meia-vida entre 2022 e 2025. Isto incluirá a atualização dos sistemas dos submarinos e foi avaliado em € 106,12 milhões pela lei de programação militar.

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivan da Silveiraa
Ivan da Silveiraa
4 anos atrás

Boa noite

Linda essa foto do submarino!

Abraço!

Dalton
4 anos atrás

Este é um dos problemas de se ter apenas 2 submarinos…a marinha portuguesa já operou com 4 deles na década de 70, passando depois para 3, pois durante mais de 2 anos, apenas um estará parcialmente disponível.

Gaius Lusitanicus
4 anos atrás

Dalton isso não é significativo, os submarinos são usados no âmbito da OTAN. Se os Portugueses estiverem em manutenção outros farão as missões que lhes estavam atribuidas. A gestão de meios é centralizada pela organização.
Mais vale ter MENOS mas bom, bem equipado e com orçamento para ser mantido na mais alta prontidão do que ter MAIS e parte ficar amarrado no cais.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Na prática, e desconsiderando missões da OTAN, qual a necessidade de um submarino em Portugal? Que inimigo poderia ter interesse de invadir Portugal? França? Espanha? EUA?

Dalton
4 anos atrás

Submarinos não integram marinhas apenas para evitar que seus respectivos países não sejam invadidos ! . Não dá para dissociar Portugal e seus submarinos da OTAN, uma aliança sempre significa direitos e deveres e um certo submarino português no passado , de fabricação francesa, “afundou” o NAe USS Dwight Eisenhower, algo que abrilhanta a longa tradição da força submarina portuguesa, são mais de 100 anos operando submarinos ! . Submarinos de propulsão convencional são meios relativamente baratos e altamente eficientes nas missões prescritas a eles e complementam as unidades de superfície…e na falta de coisa melhor para se escrever conferem… Read more »

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Dalton 21 de outubro de 2016 at 13:07
Onde assino ?

Delmo Almeida
Delmo Almeida
4 anos atrás

Mas esses submarinos entraram em operação um dia desses! No tempo da crise ou estou me confundindo? Não são os U214? Já vai passar 2 anos parado???

Dalton
4 anos atrás

Delmo…

foram comissionados em 2010…portanto está na hora de uma manutenção mais profunda, atualizar equipamentos…o “Tupi” da marinha brasileira por exemplo passou pelo seu primeiro PMG, depois de cerca de 7 anos de serviço.
.
É a triste realidade para todas as marinhas, nenhuma escapa.

Iväny Junior
4 anos atrás

Tudo dentro do planejado (na manutenção) e muito acima do esperado (na operação). Normal.

Alex
Alex
4 anos atrás

A flotilha maravilha… NRP arpao e tridente! 👌💜