Home Asas Rotativas O Ocean é do Brasil! MB conclui a compra do porta-helicópteros por...

O Ocean é do Brasil! MB conclui a compra do porta-helicópteros por 84 milhões de libras e dá à Força um novo capitânia

49589
326
Porta-helicópteros de assalto anfíbio HMS Ocean

Por Roberto Lopes
Especial para o Poder Naval

A Marinha do Brasil (MB) concluiu a operação de compra do porta-helicópteros de assalto anfíbio HMS Ocean (L12), de 21.500 toneladas, que lhe havia sido oferecido, em março passado, pelo Ministério da Defesa do Reino Unido.

O navio chegará ao país ao custo de 84 milhões de libras esterlinas, quantia equivalente, hoje, a 359,5 milhões de Reais, e que, segundo o Poder Naval pôde apurar, será integralmente quitada com recursos da Força Naval.

A finalização do negócio já foi comunicada pelo Comando da Marinha ao Ministério da Defesa, que a aprovou.

O Ocean voltou à base, no sul da Inglaterra, na noite desta terça-feira (19.12), após cumprir uma jornada de aproximadamente quatro meses pelo Mar do Caribe – para socorrer as vítimas do furacão Irma – e pelo Mediterrâneo Oriental, como líder da Força-Tarefa Nº 2 mantida pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) de prontidão no Mar Mediterrâneo.

Nas próximas semanas a maior parte da tripulação do Ocean será dispensada para ser redistribuída por unidades da Frota de Sua Majestade – em especial para os porta-aviões Queen Elizabeth e Prince of Walles.

Na manhã de 31 de março de 2018, um sábado, acontecerá a solenidade de baixa do Ocean.

Nesse momento a MB negocia com as autoridades britânicas a realização, na Inglaterra, de um Período de Manutenção Geral no navio – etapa que poderá se estender até outubro ou novembro do ano que vem.

A Marinha do Brasil enviará cerca de 200 militares à Inglaterra, para receber o navio e trazê-lo ao Brasil. Nesse grupo haverá especialistas em manutenção.

Primeiro AH-11B Super Lynx modernizado na Inglaterra

Lynx – É possível que, havendo uma coincidência de datas, o Ocean possa embarcar, para a sua travessia até o Rio de Janeiro, alguns dos helicópteros Lynx da Força Aeronaval que se encontram em modernização na Inglaterra.

A obtenção do Ocean é a mais importante aquisição de um meio naval feita pela Marinha desde que, na metade final da década de 2000, ela fechou negócio para construir quatro submarinos de ataque classe Scorpène no complexo industrial naval de Itaguaí (RJ).

Na Esquadra brasileira o Ocean será o navio capitânia.

O porta-helicópteros opera na Royal Navy com uma tripulação de 285 militares. Ele é capaz de transportar até 18 aeronaves de diferentes portes e funções, além de 830 fuzileiros navais e 180 aviadores e mecânicos de Aviação.

326 COMMENTS

  1. Mas não iriam, primeiro, fazer uma inspeção mais detalhada para saber as reais condições do navio ? E neste valor de £80 milhões, todos os sistemas estão inclusos (phalanx, artisan, etc) ?

  2. Caramba! Que presente de Natal! Ótima noticia. O navio é muito mais capaz do que qualquer coisa que a MB possua. Parabens! Marinha Brasileira mais anfíbia do que nunca!

  3. A tripulação do A-12 agradece e apesar dos pesares é um bom meio combatente para a MB. Se não fosse não estaria operando com a OTAN como cita a reportagem.

    A MB já tem um nome para o navio?

  4. Menos um item da END, devagar a marinha vai mostrando que está concisa em adquirir o que precisa de fato e não o que alguns lá dentro querem, veremos os proximos capitulos !

    Ótima noticia de fim de ano pra marinha e pra nossa defesa.

    BZ

  5. Parabéns a Marinha pela excelente aquisição de oportunidade. Um navio que impõe respeito, que tem capacidades para vários tipos de operações e que, recebendo a manutenção adequada, pode navegar por mais de vinte anos.

  6. “Mas não iriam, primeiro, fazer uma inspeção mais detalhada para saber as reais condições do navio ?”
    .
    Compra viciada… Veio de qualquer jeito. Pq tinha que vir.

  7. O navio acabou de cumprir duas importantes missões. Além disso, como informado, vai passar por um período de manutenção antes de vir ao Brasil.

  8. Bela compra de oportunidade, más um porta helis não substitue um porta aviões… a não ser que a MB estale uma rampa com 14 graus na proa bombordo. Será que daria para alocar de 8 a 10 F35B com ou sem skyjump???

  9. Será comissionado em 2020. Boa estratégia da MB pois, até lá poderá surgir algumas fragatas de meia vida, o andamento da execução das Tamandarés ou fragatas consagradas, o comissionamento de um Skorpene que vai para teste de mar em 2018 e quem sabe a compra de pelo menos uns 6 helis de ataque Super Cobras para o Minas Gerais. Não temos pressa. Parabéns MB!

  10. ” Bardini 21 de dezembro de 2017 at 19:22
    “Mas não iriam, primeiro, fazer uma inspeção mais detalhada para saber as reais condições do navio ?”
    .
    Compra viciada… Veio de qualquer jeito. Pq tinha que vir.”

    Falei isso lá atrás e fui severamente criticado.
    Maaaassss !!! Imagino que como o Ocean atracou ontem a noite e a notícia saiu agora após as 18 h, os técnicos e engenheiros da MB puderam fazer uma ampla inspeção e atestar a viabilidade do negócio !

  11. Excelente notícia
    Bom que bateram o martelo logo, encerrando especulações. Menos um item na agenda.
    Curioso é que o anúncio veio um dia após o rfp das CCT.
    Alguns inocentes podem achar que trata-se de coincidência. Não é.
    Assim todos os incontáveis críticos dos 2 processos podem calar o bico (ou rasgar a calcinha, tanto faz)
    Bom também a informação de que pasará por PMG no UK, cuja expectativa de chegada será Outubro ou Novembro do proximo ano. É tempo suficiente para a revisão dos motores.
    A adm do Almt Leal continua fazendo história, e apagando as megalomanias do brincalhão anterior.

  12. ” Imagino que como o Ocean atracou ontem a noite e a notícia saiu agora após as 18 h, os técnicos e engenheiros da MB puderam fazer uma ampla inspeção e atestar a viabilidade do negócio !”
    .
    Isso foi falado na cerimonia da CCT…
    .
    Ampla inspeção demora, não se faz com duas conversas.

  13. Agora é aguardar mais informações, sobre os meios de defesa que virão de lá embarcados, como já questionaram, se virão junto, e qual a configuração de aeronaves adequada e possível no nosso orçamento, certo q Super Linx é um bom meio embarcado, assim como Sea Hawk, até a Kombi Pistolera com seus dois Exocet enjambrados tem boa serventia nesse vaso de guerra, não sou especialista em valores de mercado, mas acho q é unânime que as duas últimas aquisições (NDM Bahia) foram muito acertadas para nossas necessidades e orçamento. Eu só não seria sonhador de ver F35B embarcado (custo alto de manutenção, ainda mais a versão VTOL), e a Turquia já anda arrecadando os Harrier II ainda existentes dos US Marines até q cheguem seus F35B encomendados.

  14. Será uma compra casada com fragatas/corvetas made in UK?

    Pois em um dia falam de comprar de outro país e no outro fecham compra do Ocean com uma inspeção super rápida…

  15. Lucas Henrique 21 de dezembro de 2017 at 20:26
    Vamos manter a coerência não é mesmo?… Obviamente nenhum helicóptero está incluído nesta compra.

    Lucas Henrique
    Com o descomissionamento já em curso e baixa em março de 2018 acredito que os helicópteros serão recolhidos, alguns irão integrar em algumas esquadras e até mesmo Q.E. ou outras forças.
    Mas não sabemos o rumo que avançou as negociações. Por exemplo os helis Chinooks podem ser de interesse da MB e até mesmo já relacionado para uma compra futura lembrando que o Minas só entrará na ativa em 2020. Em sendo assim alguns helis podem até por interesse da MB entrar em um programa de modernizações pela UK em prol de uma futura aquisição da MB. Não podemos assustar os políticos que só querem para eles. Espero que sejam os Chinooks relacionados e modernizados para retornar ao seu posto através de uma futura compra de oportunidade já prevista pela MB. Como tenho dito a vinda do Ocean abrirá um leque de várias possibilidades.

  16. Pra aqueles que tanto falam e defendem as compras com TOT, vejam. Um belíssimo navio, com capacidades múltiplas que pode ser usado, em tempos de paz, como navio de ajuda humanitária, que vem pra MB, dando a ela capacidades que jamais teve alguma força Naval na América, Latina a um preço muito abaixo de um Submarino, comparativamente, muito mais barato que as Corvetas e o principal, desde o oferecimento, Março deste ano, até a entrada em serviço, um prazo curtíssimo.
    Pra uma Marinha que carece de médios e da que se espera ser, a melhor da região, uma aquisição coerente.

  17. Por favor, mandem a Inglaterra pintar no navio, NÃO OPERA O F-35, em português mesmo que é pra galera parar de pedir.
    Para isso, o navio deveria ter sua “pista” terminando no mar, ou ao menos um skyjump, e isso não ocorre e nem ocorrerá. Sem falar que um dos Phalanx CIWS está posicionado exatamente onde não deveria para esse tipo de operação. E se tudo isso não fosse problema, a marinha jamais teria grana para operar esse caça. Veja como é a operação do F-35 B no USS WASP

  18. Com relação aos nomes, gostaria que a marinha deixasse de nomear navios com nomes de estados e etc, gosto dos nomes Constituição, Liberal, independência, defensora, deveriam seguir nomes nesse estilo. Mas enfim, isso é o de menos.

  19. Será oferecido com garantia…. Acredito que o tio Sam busca um novo parceiro, grande e cheio de oportunidades…
    Aguardem os próximos movimentos….

  20. Bote o nome de algum militar de grande importância a Marinha do país ou alguma personalidade histórica do império ou da república ! Chega de Minas Gerais,que saudosismo,que falta de imaginação…

    Prefiro Jerônimo de Albuquerque, Manuel Mascarenhas Homem,Maurício de Nassau,Filipe camarão,Almirante Thomas Cochrane(Marquês do Maranhão),
    Almirante Joaquim José Inácio de Barros(Visconde de Inhaúma), Almirante Saldanha da Gama,almirante João Maria Wandenkolk entre outros…
    Nomes não faltam na nossa longa história.

  21. ÓTIMA NOTÍCIA!!
    espero que venha com o radar… acho mais importantes que os Phalanx CIWS!!

    “Guizmo 21 de dezembro de 2017 at 20:19
    Caramba, quanta notícia bombástica hoje. Até entrei no Forte pra ver se o EB tinha comprado o Pantsir 😜”

    hauhauhuauahuhuahauhuahuhauhauah

    MarcoFig 21 de dezembro de 2017 at 20:38
    Minas Gerais?

    99% de certeza que será esse o nome

  22. Ótima notícia, já esta virando tradição passamos o ano todo sofrendo ,mas próximo ao natal surge uns presentes para a MB, vamos lá 84 milhões de libras com revisão geral e se possível com todos os armamentos e a maior parte dos sensores ( seria perfeito), onde alguns estão viajando na minha opinião, é achar que vamos comprar também chinooks, super cobra, F35…. primeiro, f-35 não pode ser utilizado (já explicaram 1000 vezes isso) o Ocean pode apenas transportar numa situação de necessidade, segundo nem todos os helicópteros utilizados nele são da Marinha britânica, então ela não pode oferecer para venda, outra vale lembrar que os novos PA também serão dotados de helicópteros , não somente F-35, e um deles terá uma função “equivalente” a um Porta Helicópteros, a RN não vai conseguir manter os dois PA com esquadrões de F-35 o tempo todo e com dotação completa, isso somente irá ocorre em situações críticas e altamente necessárias, ou seja um vai ficar “meio de reserva” será poupado.Em suma a RN não vai se desfazer dos helicópteros, primeiro porque vai precisar deles para seus PA, outra a MB têm atualmente helicópteros que não têm navio adequado a utiliza-los como os SH-16 Seahawk e os AS225M , a compra de 6 a 10 Chinooks ou super cobra, apache ,tiger ou qualquer outro iria sair mais caro que o valor que a marinha irá pagar no navio . Por último , acho que realmente a nossa MB é péssima na escolha dos nomes de seus navios, MG já foi homenageado , escolha outro Estado, ou deixem o nome original que é lindo “Ocean”/ “Oceano”.

  23. Eu tbm achei uma boa noticia

    Mas a titulo de comparação, o Ocean não tem uma capacidade limitada demais em relação ao mistral?
    Eu sempre me questiono se não teria sido melhor investir dinheiro em um projeto mais moderno como o projeto francês

    E se o Egito consegue operar, pq o Brasil não conseguiria?

    O que vcs acham ?

  24. Nunes-Neto
    Por último , acho que realmente a nossa MB é péssima na escolha dos nomes de seus navios, MG já foi homenageado , escolha outro Estado, ou deixem o nome original que é lindo “Ocean”/ “Oceano”.

    NAA DOM PEDRO II G-41 seria um ótimo nome!!!

  25. Rafa_positron 21 de dezembro de 2017 at 22:29
    Eu tbm achei uma boa noticia

    Mas a titulo de comparação, o Ocean não tem uma capacidade limitada demais em relação ao mistral?

    PARIS, 23 de setembro – A França concordou em vender dois porta-helicópteros da classe “Mistral” para o Egito por 950 milhões de euros (US$ 1,06 bilhão)

  26. Flávio Cardia 21 de dezembro de 2017 at 22:37
    PARIS, 23 de setembro – A França concordou em vender dois porta-helicópteros da classe “Mistral” para o Egito por 950 milhões de euros (US$ 1,06 bilhão)
    => USD 1.006.000.000,00 = R$ 3.328.255.60
    => EURO 950.000.000 = R$ 3.723.651.350,00

    É. Não é fácil…

  27. NRB(Navio da Republica Brasileira) Pedro I. Pois Dom Pedro I deu inicio a MB ordenando logo após a proclamação da independência a rápida modernização e crescimento da MB para impedir uma invasão de Portugal ao Brasil.

  28. Excelente notícia! Seria realmente ideal que as datas batessem e alguns dos Lynx pudessem ser trasladados de volta à bordo. Economizaria-se no transporte 🙂

    Realmente estou gostando de ver o atual comando da Marinha. Muito pragmático, curto, direto ao ponto. Diversas boas notícias nesse final de ano. E é óbvio que nada disso é coincidência, afinal de contas estão trabalhando duro para que esses objetivos sejam alcançados. Parabéns à MB!

  29. “Gonçalo Jr. 21 de dezembro de 2017 at 19:10
    A tripulação do A-12 agradece”
    .
    Gonçalo…
    Tenho um amigo q era mecânico lotado no A-12. Ele foi transferido para BAeNSPA há uns 2 anos já…
    Acredito que o resto da tripulação tmb já foi desmobilizada a tempos

  30. Lembrar que esse valor do mistral é pelos dois e não cada um.
    Isto é, o mistral era 0 km, muito melhor e apenas cinco vezes mais caro.
    A sugestão de Galante para o nome não é ruim.
    Amazônia azul acho que não tem nada a ver. Se confundiria com o “mar”.
    Vou chutar “Pernambuco”, terra do ministro e também para combinar com o anterior Bahia…
    São dois estados muito populosos do nordeste…
    Poderia ser Nordeste, também.
    Navio porta helicópteros Nordeste.
    Que tal Itu?
    Brasília?
    Cabral?
    Garoto? Little Boy?
    Temer?
    Moro?
    Collor?
    Presidente Itamar Franco?
    Guanabara?
    Jequitinhonha?
    Itaquaquecetuba?
    Pindamonhangaba?
    Imaginem uma cerimônia internacional, “we are pleased to receive the Pindamonhangaba helicopter Carrier”. What’s the meaning of pinda mangoiaba?

  31. Ótima noticia para nossa MB. Isto será também uma efetiva potencialização para os nossos FNs. Tomara que venha com suas defesas AA e sensores modernos. Torço também para novos helicópteros navais de ataque e logística sejam encomendados. Longa vida para o nosso “Atlantico Sul”.

  32. “Será oferecido com garantia…. Acredito que o tio Sam busca um novo parceiro, grande e cheio de oportunidades…
    Aguardem os próximos movimentos….”

    Boa!

    Como um civil, mergulhador credenciado na PADI (OWD), servidor da Justiça estadual e “advogado” incompatibilizado, não deixo de ser um fã confesso e incondicional da Armada Brasileira e, doravante, terei ainda mais orgulho para continuar amando a nossa “Pátria Amada, Brasil”, que tem sido tão combalida pelos corruptos, sobretudo nas últimas décadas…

    Agora, pensando histórica, geográfica e estrategicamente, os EUA e o Reino Unido e Commonwealth (Inglaterra, Canadá e Austrália, principalmente) sempre ladearam o nosso Brasil e, juntando-nos aos tradicionais aliados britânicos (África do Sul, Índia e China, apesar do comunismo desta), em termos pragmáticos, dominamos o mundo, com os seus três oceanos e sete mares!

    Quanto ao nome, Oceano, Atlântico Sul, Amazônia Azul e Dom Pedro I são, de fato, muito bonitos mesmo! Muito mais interessantes e inteligentes do que ficarmos no saudosismo a MG, UF que nem banhada pelo mar é, insofismável fato que naufraga a ideia sumariamente.

    Parabéns e viva à RFB!!!

  33. Até que enfim.

    Sejas bem vindo, eu te rebatizo Paraná.

    Quero só ver, se a MB vai ter coragem de dar um nome que não SP, MG ou RJ.

    Aposto uma cx de cerveja que vão escolher um destes três estados!!

  34. Acho legal nomes imponentes: Oceano, Atlântico Sul …outras marinhas colocam nomes com intrepto, invencivel, tridente, arpão, General Fulano etc….Mas se der a Lógica da MB chuto 3 nomes: Pernambuco (porque será?), MG ou RJ.

  35. Excelente aquisição para a MB e o CFN. Somará muito nas missões internas e de apoio a ONU na paz e assistência a desastres. Esperamos que esse não venha com problemas na propulsão e que tenha dinheiro para manutenção e operação.

  36. A Marinha Russa tem um cruzador chamado “Pedro, o Grande”. Uma esquadra republicana fazendo homenagem a um antigo ícone Imperial… é estranho mas rola!

  37. Top Gun Sea 21 de dezembro de 2017 at 19:58

    Muito bom! O mingão é nosso!
    Poderia vir com pelo menos os Chinooks.
    diego 21 de dezembro de 2017 at 19:56
    Bela compra de oportunidade, más um porta helis não substitue um porta aviões… a não ser que a MB estale uma rampa com 14 graus na proa bombordo. Será que daria para alocar de 8 a 10 F35B com ou sem skyjump???

    Coloca os Boeing AH-64 Apaches nesse pedido para o Papai Noel (eu juro que não sabia que ele era inglês e membro da Royal Navy), antes que passe o natal!
    Kkkkkkkkkkkkkkkk!

  38. Leandro os nomes foram como exemplo, mas como exemplo que a MB não sabe dar nomes, kkkk é dar a um rebocador o nome de Tridente, o que seria mais adequado a um vaso de guerra, fragata, corveta ou submarino, pois o trodente é uma arma branca que simboliza poder e força, colocar esse nome num rebocador é demais.Claro que o nome é o que menos importa, mas por favor MG e Estados do Sudeste já deu, coloca República, Brasil já que ele vai ser a capitania que homenageie a Federação e não somente um Estado!

  39. Qual é a classificação pra MB de um LPH? NsDPU, navio sem doca de propósito único? NAeH, navio aeródromo de asas rotativas? Meio chateado de ver um anfíbio como capitanea de marinha de guerra ou guarda costeira…

  40. Presentão de Natal heim MB, parabéns ao Almt Leal por mais uma demonstração de como se administra uma força naval.
    Chute de nome, caso não seja Minas Gerais(só pra atiçar o MO,rs), Navio Porta Helicópteros Dom Pedro (NPH Dom Pedro).

  41. PMG

    C Almirante LM

    Não foi feita a inspeção detalhada, correto ?

    Como estimar o custo do PMG em 50 milhões ? Libras ou dólares ?

  42. Nunes-Neto, é… também já temos um navio com o nome de ‘Brasil.’ No caso é o navio-escola Brasil U-27. Mas enfim, eu entendo o que quis dizer. Na minha humilde opinião, a Royal Navy tem os melhores nomes de navios. A própria USN tem navios com nomes bem variados. De Estados à estados de espírito, por assim dizer.

    E pessoalmente sou péssimo em dar nomes. Pensando na loucura que é o Brasil, na nossa diversidade cultural, na nossa capacidade de fazer piadas em qualquer situação, pensando em asas rotativas e a capacidade que um destacamento de Fuzileiros Navais tem de impôr medo ao inimigo, e ao mesmo tempo tentando inovar, eu o batizaria de NPH Pomba Gira.

    😛

  43. Ele ainda é capitaneá da Royal Navy e continuará sendo ate março e se dependesse só do almirantado do RU o seria até 2020 quando QE entrará em serviço.

  44. Excelente mensagem nem tudo esta perdido… perdido estão os lobistas pró DCNS ….que Deus ajude aos comandantes da marinha a realizarem a compra de uns Boeing CH-47 Chinook para auxiliar e dar mais poder de dissuasão……. BRAVO ZULU. Os helis de aquele a terra até podem ser uns Tiger.

  45. Nomes possíveis para o ex Ocean

    Pode ser
    1º – Paraná.
    2º Atlântico Sul ou Atlântico
    3º República
    4º Sargento Max Wolf Filho
    5º Nassau
    6º Santos Dumont
    PS: Na realidade a MB poderia fazer uma enquete nacional na TV. O povo escolheria o nome do navio.

    • Já tem navio com nome Amazonas em serviço, Eduardo.

      Uma lição de casa tanto pra quem quiser repetir nomes do passado ou sugerir novidades: leiam todos os navios da lista desse link de A a X (taí uma sugestão, sugoram nomes com Z pra fazer essa lista em ordem alfabética crescer). Deve dar tempo de ler e estudar tudo até a incorporação do futuro ex-HMS Ocean.

      http://www.naval.com.br/ngb/letras.htm

      E, seguindo minha própria sugestão de inaugurar a letra Z, pode ser NPM Zelotes (aquele que zela)…

  46. Ô povo sem imaginação….. lá vem os “geniu” com a história do F-35 no Ocean, nome como “República” e “D.Pedro” juntos, e uma chuva de novas comparações com a compra do A-12… Só falta agora concurso para o batizado do navio e sugestões técnicas para transformar o navio em um lançador de bombardeiros B52 para “aumentar” o poder naval…..

    Vamos simplificar: parabéns MB! Quem acompanha o PN de fato, lendo e estudando, sabe que a compra era bem provável e sabe das razões. Ser contra ou à favor é um direito de todos, direito esse que alguns exercem aqui com maestria.

  47. Qualquer nome, mas, pelo amor de todos os deuses do antigo Egito, não, SP, RJ ou MG.

    Gostei do Amazonas, maior estado do Brasil, maior rio do mundo, imensa diversidade em todos os sentidos, grandioso, fabuloso, imenso, grande, etc, etc.

  48. Nunão Zumbi dos Palmares seria um belo nome mas já tem um petroleiro com esse, fora isso só encontrei Ziraldo pai do Menino Maluquinho.

  49. Bardini 22 de dezembro de 2017 at 0:55
    “Navio da Republica Brasileira Pedro I”…
    .
    Meu Deus!!!

    Talvez fosse melhor colocar logo o nome completo do D. Pedro I.
    Navio da Republica Brasileira Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim.

    • Wellington RK

      “Talvez fosse melhor colocar logo o nome completo do D. Pedro I.
      Navio da Republica Brasileira Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim.”

      Com um nome assim, poderia achar que a mae da pessoa era funcionaria de casa de tolerancia e ficou em duvida quem era o pai …

  50. Exelente notícia é para fazer sorrir até o Papai Noel.
    Os ingleses estão fazendo caixa para pagar a saida via BREXIT. Se conversar podemos comprar alguma boa fragata a preço de navio patrulha.
    Agora fazer como o Japão que nomeia seus porta helicopteros como destroyers. Basta embarcar uns módulos de Exocet e misseis anti aereos de médio alcance, espaço é que não falta. Pena que não existam mais Harriers. Talvez Bell/Valor, genéricos? Vulcan, acho que não veem.

  51. Marujo 22 de dezembro de 2017 at 7:39

    Atlântico Sul é top. República também.

    Colocar o nome de República em navio brasileiro é pedir que afunde!

    • “WellingtonRK em 22/12/2017 às 09:23
      Colocar o nome de República em navio brasileiro é pedir que afunde!”

      Já foi nome de cruzador de 2ª classe incorporado na última década do século XIX. Não afundou, serviu por quase 30 anos.

  52. Pergunta,

    Ele pode receber o nome de NAe? uma vez que é um aeródromo (de asas rotativas, mas ainda assim um aeródromo)

    Ficaria legal A13 – Espírito Santo

    • “Chico Novato em 22/12/2017 às 09:26
      Pergunta,
      Ele pode receber o nome de NAe? uma vez que é um aeródromo (de asas rotativas, mas ainda assim um aeródromo)
      Ficaria legal A13 – Espírito Santo”

      E desde quando Espírito Santo foi nome de NAe ou tem regra específica pra nome de NAe? Espírito Santo já foi nome de contratorpedeiro e, provisoriamente, de monitor que estava com a construção parada e depois foi retomada com outro nome.

      • Ow Nonato, me explica uma coisa “Ficaria legal A13 – Espírito Santo””

        Pq quem não tem relação com o meio fala D 2000 Fulado de tal ao inves de Fulando de Tal – D 2000 ???

        WTF ????

  53. Se for para homenagear, escolham então Getúlio Vargas, grande presidente e brasileiro.
    Embora, sinceridade, não sei porque tem quer ser um nome brasileiro, eu escolheria Poseidon (Deus dos Mares)

  54. Olá a todos. Se fosse para ser ousado, seria G41 Yemanjá (falo sério). Provavelmente, será G41 Ceará ou Rio de Janeiro naquela toada da MB de dar o mesmo nome para os navios que se sucedem dentro de uma categoria.

  55. Fala sério:
    LHD Brasil ou Cisne Branco
    Corsário
    ‘LHD’ “Amazônia Azul”
    República
    Sargento Max Wolf Filho
    Santos Dumont
    Zumbi dos Palmares
    Poseidon
    A13 – Espírito Santo
    Getúlio Vargas
    .
    “PS: Na realidade a MB poderia fazer uma enquete nacional na TV. O povo escolheria o nome do navio.”
    .
    Sim… Aí teríamos o G-41 Chico Xavier, “o maior brasileiro de todos os tempos”.

  56. Segundo o Jungmann esses 84 milhões de libras já esta incluso além do valor de compra, o treinamento da tripulação brasileira e a revisão do navio antes de ele partir para o Brasil, ou seja, esses 84 milhões seria o pacote fechado (compra+ treinamento + revisão do navio)

  57. Pelo amor de Deus Bardini, o navio é do povo brasileiro, não da MB.

    O povo tem todo direito de escolher o nome de todas as embarcações da MB.

    Mas, vejam o NDM – Bahia, ex siroco foi rebatizado em homenagem ao Estado do Ministro da época.

    Se, a replica for a mesma.

    Será PERNAMBUCO.

    • “FERNANDO em 22/12/2017 às 09:55
      Mas, vejam o NDM – Bahia, ex siroco foi rebatizado em homenagem ao Estado do Ministro da época.
      Se, a replica for a mesma.
      Será PERNAMBUCO.”

      Fernando, isso é lenda ou simplesmente especulação.

      Alguns nomes de estados tradicionalmente batizam (com algumas exceções, como quando batizaram submarinos) unidades da esquadra mais importantes, por serem estados com peso político maior no conjunto da nação. Bahia era um dos cruzadores da Esquadra de 1910, assim como São Paulo e Minas Gerais eram os encouraçados daquela esquadra e Rio de Janeiro seria um terceiro encouraçado que acabou cancelado. Ceará era reservado para outra unidade grande, e acabou batizando um navio-tender para submarinos. Décadas atrás, Ceará e Rio de Janeiro batizaram navios de desembarque doca (ambos desativados há poucos anos). Outros estados menores batizaram diversos contratorpedeiros da época. E houve várias províncias do Império que batizaram monitores da Guerra do Paraguai.

      Um nome que sobrou da época da Esquadra de 1910 para unidades mais importantes foi Rio Grande do Sul, que depois da desativação deste após a II Guerra Mundial serviu para nomear submarinos, o último dos quais deu baixa em 1978. Se for dar nome de estados, Rio Grande do Sul está na espera há quase 40 anos, teria alguma lógica batizar o futuro ex-HMS Ocean com esse nome.

    • Fernando “Navio é do povo” .. onde foi que ouvi isto, Caçada ao Submarino Vermeho do Seanc Conery … ele discordava disto, até pq ja pensou CCapt. Mané do Buteco, XO Mariazinha da Farmácia …

      Acho que não é por ai

  58. A designação talvez seja NPH (Navio Porta Helicópteros) ou NPHA (acrescentando o termo “anfíbio” ou “de assalto”), imagino eu. A dúvida é saber se o indicativo será A13 (se for classificado como NPH) ou G41 (se a Marinha entender que deve classificá-lo pela lógica aplicada ao NDM Bahia).

    • “Rafael em 22/12/2017 às 09:57
      A designação talvez seja NPH (Navio Porta Helicópteros) ou NPHA (acrescentando o termo “anfíbio” ou “de assalto”)”

      Rafael, não existe denominação “porta” isso ou porta aquilo na Marinha.
      O “P” que aparece em siglas para futuros navios de convés corrido planejados para a MB é de propósitos. NPM: navio de propósitos múltiplos. O seu NPH seria “navio de propósitos helicópteros”, o que não fazia sentido.

  59. “O povo tem todo direito de escolher o nome de todas as embarcações da MB.”
    .
    Sim tem todo o direito… Aí além do G-41 Chico Xavier, a CCT seria “CCR”:
    V-35 Ronaldo
    V-36 Rivaldo
    V-37 Romário
    V-38 Roberto Carlos

  60. Jesus.
    Sobre nomes, li até a sugestão “Zumbi dos Palmares”, uma das maiores farsas nacionais. Enfim. O nome é o que menos importa para mim. Provalvelmente, será o nome de alguém do Almirantado.

  61. Batizá-lo de Minas Gerais, além de uma tremenda falta de imaginação seria reviver a antiga política “café com leite”.
    Acho que bons nomes seriam:
    – Guanabara ou
    – Paraná: Honório Hermeto Carneiro Leão, o Marquês do Paraná, nasceu em Minas Gerais e foi presidente da então província do Rio de Janeiro. Também foi presidente da província de Pernambuco. Foi enviado ao Uruguai para formar uma aliança contra a Confederação Argentina. Morreu aos 55 anos no Rio de Janeiro.

  62. Bardini 22 de dezembro de 2017 at 9:59
    V-35 Ronaldo
    V-36 Rivaldo …

    Alguém coloque um desfibrilador ao alcance do Bardini !!!
    #Rindoaté2020 !!! 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂

  63. Não estou aqui discutindo termos técnicos, até porque sou leigo.

    O que eu não entendo é porque privilegiar apenas SP, RJ e MG???

    Quero que seja escolhido um outro nome!!

    Isto está parecendo a CBF -Confederação Brasileira de Futebol, que para convocar jogadores para a seleção brasileira, o cara tem que estar jogando no eixo SP,RJ,MG, muitas vezes jogadores alçados a categoria de craques sem o ser.

    Existem outras opções!!

    • “O que eu não entendo é porque privilegiar apenas SP, RJ e MG???”

      Fernando, fique à vontade para sugerir outras opções, só não vi sentido no seu comentário de que Bahia foi nome dado ao ex-Siroco porque o ministro da ocasião era político da Bahia ou Pernambuco batizará o futuro ex-Ocean porque o atual é daquele estado.

  64. Fernando “Nunão” De Martini 22 de dezembro de 2017 at 10:16
    “WellingtonRK em 22/12/2017 às 09:23
    Colocar o nome de República em navio brasileiro é pedir que afunde!”

    Já foi nome de cruzador de 2ª classe incorporado na última década do século XIX. Não afundou, serviu por quase 30 anos.

    É, mas hoje em dia afundaria com certeza!

  65. Eu escolho Paraná!!!!!!

    E meu voto será em ___________________________

    COMENTÁRIO EDITADO. NÃO USE O ESPAÇO PARA PROPAGANDA POLÍTICA / ELEITORAL. LEIA AS REGRAS DO BLOG. PRIMEIRO AVISO.

  66. Poderia se chamar “Bandeirante”… outra sugestão é que poderia chamar-se “Líbano”, uma homenagem, o problema é que envolve o nome de outro país e isso é impossível.
    Quer ver um nome que pode pintar por aí?? “Pernambuco”… podem esperar…
    Vai vir com o radar??

  67. MO 22 de dezembro de 2017 at 10:58
    Francio Marcos da Francia “NPH General Newton Cruz”….
    ___________________________
    Newton Cruz era traseiro flácido, se quer um nome que era do pega-pra-capar de verdade teria que ser “NPH Cel Ustra”

    • Boa tbm, cara, participamens de Duas Gueras mundiais e nao temos um Oficial ou mesmo praça fuzileiro que pudesse ser homenageado sem esta babaquice de mesmos nomes sempre

      é por isso que me recuso a chamama a Tamandua pelo nomes dela, 2.000 anos de marinha, 2 guerras mundiais e o maior feito é uma batalha em um rio …

      em tempo, sei que o CFN não foi a IIGM, mas ja tiveram N camapnhas, e ai … vamos mudarr saporra da mesmice

      • E outra, nada de viadagem tipo Navio de desembarque MPP, tem ser Navio de assalto Anfibio mesmo, mesmo que nao seja um ideal, meu ao menos no nome, vamos começar a se impor … Lembrando que tentaram emplacar por mariquice osubmarino Nuclear de Defesa …

  68. Kkkkkkk se é pra zoar coloca Navio de Propósitos Múltiplos Pablo Vitar….kkkkkkk combina o nome com o “propósitos múltiplos” e é politicamente correto….

  69. Olá MO. Se é para homenagear um general de cavalaria, que seja Pres.Figueiredo, mas eu prefiro que sejam aqueles eleitos diretamente, como JK, Vargas, Jânio, etc. JK seria uma unanimidade. Contudo, o número de navios da MB com nome de mulheres é bem pequeno. Talvez seja o momento delas. A Eunice Michiles foi a primeira senadora, e a Carlota de Queirós a primeira deputada. Maria Quitéria seja legal também. Não me lembro de nenhuma heroína marinheira. Além disso, a FEB teve 76 enfermeiras voluntárias. Uma delas poderia vir a ser homenageada, mas dai seria melhor um que fosse um navio hospital.

    • Oi Camargo, mas ai Enf deveria ser para um navio com funções hospitalares, penso eu, tem que ser um nome ostensivo, militar, presidente civil nao me soa bem e se for militar com posto e patente nada de Presidente Fulano, penso eu

      Se for estado, tem que ser um que imponha medo, stealth e alienigena = Acre

  70. Minhas sugestões

    SE for estado: Paraná
    Se for cidade: Maceió
    Se for rio: São Francisco
    Se for tribo: Xavante
    Se for adjetivo: Patriota
    Se for oceano: Atlântico
    Se for personalidade: Isabel

  71. Se na MB não se usa designação “Porta-Aviões” ou “Porta-Helicópteros” (então o prefixo NPH está fora!…), e se o atual ‘Ocean’ não será propriamente um ‘Navio Aeródromo Leve’ como o A-12 ‘São Paulo’, qual seria então a designação mais adequada?…
    Outra dúvida/curiosidade: a MB possui alguma norma interna que oriente a escolha dos nomes de seus meios? Os nomes são escolhidos sempre dentro dessa tradição ou estão sujeitos à conjuntura política?…

  72. NAA IMPÉRIO – calma que é piada antes que algum republicano fundamentalista convulsione.

    MO – concordo em gênero número e grau! Será que não tem nenhuma batalha, oficial ou fuzileiro naval que mereça ter seu nome num Navio de Ataque Anfíbio – desculpe o pessoal do EB e da FAB mas na minha opinião cada Força deve exaltar seus Irmãos de Armas – opinião pessoal. Essa coisa de acalentar uma linguagem não belicista para an… bem… navio de guerra é de doer.

    Nunão – nome com “Z’ foi uma sugestão bem interessante. Tô até vendo ZINAS GERAIS. mas sugiro: NAA Zênite.

    Rennany

    SE for estado: Santa Catarina
    Se for cidade: Florianópolis.
    Se for rio: Itajaí.
    Se for tribo: Kaigang.
    Se for adjetivo: Defensor.
    Se for oceano: Atlântico
    Se for personalidade: D. Pedro II.

    Sds.

  73. Originalidade por originalidade “Atlântico Sul” já foi o NaApLog- G 40 da Classe Lloyd Pacifico, desativado em 2005, então não é nada original…

    Minas é um nome emblemático na MB e acho muito apropriado para reavivar a sua saudosa memória de capitânea…

    • Voltando a falar sério sobre nomes, eu sugiro a todos a leitura do texto abaixo (em inglês), que é uma crítica a nomes recentes dados a navios da Marinha dos Estados Unidos seguindo critérios do politicamente correto, empoderamento, ações afirmativas de momento, homenagem a este ou aquele político, ou mesmo a ex-militares com folha de serviços duvidosa, mas com origem politicamente agradável ao governante de plantão. Isso porque muita gente esquece que o nome de um navio também é importante para o moral de sua tripulação, para as tradições que ele vai levar adiante, relacionadas à pessoa, lugar, batalha etc que ele homenageia.

      Leitura muito recomendada, em especial a parte que trata do nome Samuel B. Roberts, que batizou uma fragata atingida por mina em 1988 e antes dela um contratorpedeiro de escolta que se destacou em batalha da IIGM, que por sua vez homenageava o militar Samuel B. Roberts morto em Guadacanal. Toda essa tradição foi importante para o moral da tripulação da fragata, quando teve que lutar para manter o navio flutuando após a explosão da mina.

      Boa leitura!

      https://www.usni.org/magazines/proceedings/2017-06/stop-politicizing-ship-names-part-ii

      • Ferandinho, “Leitura muito recomendada, em especial a parte que trata do nome Samuel B. Roberts, que batizou uma fragata atingida por mina em 1988 e antes dela um contratorpedeiro de escolta que se destacou em batalha da IIGM, que por sua vez homenageava o militar Samuel B. Roberts morto em Guadacanal. Toda essa tradição foi importante para o moral da tripulação da fragata, quando teve que lutar para manter o navio flutuando após a explosão da mina.”

        Lembando que o motto do Roberts (OHP) é “No Higgher Honnor” … ou seja um dia chegremos perto disto … em termo de espirito …

        PS eu tenho o Buneu do USS Samuel B. Roberts

    • Chico

      Não poderia pq esta pessoa não teve nenhum correlação com Marinha ou com algum fator naval alem de mentir sobre o statuo quo da nossa construção naval, a sua epoca, penso que ha gente que fez muito mais coisas que mereciam ser homenageadas

      alem do que P 13 já tem e ele de qqr maneira não seria um NPa / Oc
      Abs

  74. Brincadeiras a parte

    Desculpe se ofendi alguém. Sou só um ignorante nesses assuntos que gosta de acompanhar a trilogia e tomou a liberdade de comentar nesta última semana(por isso o “novato”)

    Um abraço

  75. Perdão a todos ai pela minha escrita muito áspera.

    prometo não fazer propaganda política, ideológica, futebolística, religiosa, ou outra qualquer!

    Mas,

    Puxa gente

    SP, MG e RJ

    já foram né!

    Sou a favor de qualquer outro nome, mas, que não seja repetição do passado.

    • Rennany

      Escolha popular, haveria 4.231 parrticipações (Muitos dupla ou triplamente), todos entusiastas militares, pois o povo nao sabe, mal se interessa e quando tem oportunidade de visitar, quer ir (de verdade), mas não sabe bem pq, quanto nao tem um tonto fazendo asa de jacanic na proa …. kkkkk

  76. Caro Chico. Obviamente, seu comentário é inapropriado. Fazemos o máximo para manter um ambiente legal sem cair em discussões políticas que fogem do contexto, Alguns aqui são de esquerda, outros de direita. TEmos civis, militares, oficiais da reserva, pesquisadores de universidades, estudantes. Para que isso?

  77. “Seria legal se a MB coloca-se uma lista de nomes para escolha popular, assim seria mais democrático e evitaria aberrações”.

    Concordo.

    “Isso porque muita gente esquece que o nome de um navio também é importante para o moral de sua tripulação, para as tradições que ele vai levar adiante, relacionadas à pessoa, lugar, batalha etc que ele homenageia”.

    Concordo.

    A primeira vez é sempre marcante, senhor o HMS Ocean, é o primeiro de sua estirpe na MB.

    O problema é agradar a gregos e troianos.

    Conciliação, é a palavra.

  78. Que tal colocar NPM Almirante Cochrane? nome de um britanico importante que também foi fundamental na historia do Brasil. Seria uma forma de agradar aos britanicos.
    Ou se tiver que ser nome de estado, poderiam colocar NPM Brasilia (já que chamar de Distrito Federal ficaria meio estranho).

  79. Olá Nunão. Obrigado pela recomendação. Entendi a opinião do autor mas não tenho certeza que concordo com ele. Ele está certo em questionar se os nomes dos navios da USN (no nosso caso a MB) é o melhor espaço para homenagear algumas personalidades que até merecem ser homenageadas. Eu acharia estranho um porta-aviões chamado “Mather Luther King” lançando ataques a cidades, etc. Nestes casos, haveria melhores opções para estas homenagens, como aeroportos, memoriais, etc. Por outro lado, criar uma lei ou regras rígidas para batizar os a frota de guerra parece o contrário do que é uma homenagem. A homenagem tem a exata característica de não ser burocrática. Inclusive, a tradição militar ou histórica deveria ser mais importante do que uma lei para regulamentar os nomes. Por fim, para quem gosta de pensar fora da caixinha, seguir os nomes dos navios de guerra de uma marinha é uma grande ferramente de pesquisa sociológica para entender como os valores de uma sociedade vão sendo transformados com o tempo. A impressão que tive foi que o autor se rebela contra essa tendência da sociedade mudar (para o bem ou para o mal) com o tempo, mudando padrões antigos por novas ideias e valores.

  80. Olá MO. Obrigado pelo alerta sobre a Anita Garibaldi. Então pelo padrao da MB de repeitir nomes, minha sugestão fica mais fortalecida. riso. Aliás, poderosa por poderosa, a Anita é uma excelente sugestão. Um abração.

  81. Seguindo com as sugestões:

    SE for estado: Pernambuco
    Se for cidade: Brasília
    Se for rio: Amazonas
    Se for tribo: Uari
    Se for adjetivo: República
    Se for oceano: Atlântico
    Se for personalidade: Mascaranhas de Morais

  82. O Ocean passou 4 longos meses no mar, como nau capitânia de uma força a serviço da OTAN, e tem gente cobrando inspeção minuciosa do Navio por parte da MB? Só podem estar de brincadeira…

  83. Se já tinha meio de apoio com nome de Estado. Se o Sirocco veio e recebeu nome de Estado, não vai ser esse aí que vai mudar o status quo… E se existir um próximo NAe, será a mesma coisa… RJ/SP/MG…

    • “Bardini em 22/12/2017 às 13:02
      Se já tinha meio de apoio com nome de Estado. Se o Sirocco veio e recebeu nome de Estado, não vai ser esse aí que vai mudar o status quo…”

      Bardini, no “status quo” do 1º Esquadrão de Apoio, na verdade hoje o Bahia é exceção, homenageando estado.

      Dos demais 5 meios do 1º Esquadrão de Apoio, quatro tem nomes de oficiais destacados da Marinha (vários ex-ministros e um CF morto em naufrágio): Mattoso Maia, Garcia D’Ávila, Almirante Saboia, Almirante Gastão Motta. E um tem nome de praia: Marambaia (praias nomeiam embarcações de desembarque).

      Se formos pensar em meios de apoio do passado, aí sim tem Ceará e Rio de Janeiro. Mas também tem meios mais antigos homenageando até o Duque de Caxias.

      O próprio Garcia D’Ávila atual repete nome NDCC desativado em 1989. E tem quatro nomes de ex-NtrT desativados nas últimas décadas dando sopa atualmente, se a tradição for reviver nomes do esquadrão de apoio: Custódio de Mello, Barroso Pereira, Ary Parreiras e Soares Dutra.

      Assim, se o caminho for manter o “status quo” de nomes do esquadrão de apoio, qualquer um desses poderia também ser uma possibilidade, além de nomes de estados já homenageados em meios desativados do esquadrão, é claro (estes mais por uma tradição ligada a tonelagem / importância / prestígio)

  84. Mo

    É padrinho, o nome de ARARIBÓIA é o mais indicado ao parecer.
    Imagina só essa belonave chamada pela infantaria de ” o Cobra Feroz, o Cobra das Tempestades” Ficaria lindo e faz jus ao seu tamanho e grandeza.
    Pra mim, NPM ARARIBÓIA é o nome certo.

  85. Mt bom!!
    Seja bem vindo, e que seja muito útil nas operações de nossa marinha.
    Estou torcendo pelo prosuper renovado com as opções de melhor custo benefício e rapidez comentado na mídia.
    Podemos desejar a todos boas festas!
    O presentão tá aí!!
    Quando poderei vê-lo em Santos!? Kkkk

  86. Então é assim a lógica:
    NDM onde o M significa multi propósito, e NPM onde o PM significa propósito múltiplo…
    A arte das siglas e acrônimos…

  87. “Mas a titulo de comparação, o Ocean não tem uma capacidade limitada demais em relação ao mistral?
    Eu sempre me questiono se não teria sido melhor investir dinheiro em um projeto mais moderno como o projeto francês”.

    Com certeza capitalizar 84 milhões de Libras é mais fácil de que arrumar EUR490-600 milhões de euros…
    Quem é que não gostaria de um navio zero bala?! Mas nossa realidade orçamentária é cruel…

    E se o Egito consegue operar, porque o Brasil não conseguiria?

    Nem todos tem a vantagem de ter padrinhos como Estados unidos e Arábia saudita para soltar dinheiro.

  88. Sobre a designação, eu acho que será NAA – Navio de Assalto Anfíbio (uma novidade) ou NAe – Navio Aeródromo (como o Minas Gerais, mas que ainda tinha
    o L de ligeiro, e o São Paulo)….. Sendo a primeira opção pode ser G ou A, ou uma nova “letra”…. e for a segunda certamente será A.

    Sobre o nome, eu daria de “Dom Pedro” mesmo, ate em alusão ao “Queen Elizabeth”, mas gostei do nome Patriotas, mas acho difícil nesse momento por conta do partido que está mudando de nome para esse……

    Uma ideia que não sei se seria novidade são Deuses da mitologia indígena brasileira como Tupã, Jaci, Guaraci (o Deus Sol), etc………….

    https://i.pinimg.com/564x/6e/47/1f/6e471f9552cda024def8e94a117a837b–archetypes-mythology.jpg

  89. Maravilha , lendo agora esta noticia , comprovando o furo de reportagem do Naval que tinha antecipado este negocio. Segundo só neste mês. Pessoal do Naval de alto nível, um foi a defesa da construção de novas corvetas ,agora o Ocean

  90. Gente, Jacques Wagner é carioca tá, apesar de ter governado o Estado da Bahia, só para esclarecer pois, na época da aquisição do Bahia ele era o Min da Defesa.

  91. “Alex Barreto Cypriano 22 de dezembro de 2017 at 13:44
    Então é assim a lógica:
    NDM onde o M significa multi propósito, e NPM onde o PM significa propósito múltiplo…
    A arte das siglas e acrônimos…”

    Sim, o problema é que NDM foi, até onde sei, sigla de invenção mais recente, para dar mais ênfase no “multipropósito” de um navio de desembarque doca (NDD, sigla tradicional para esse tipo de navio) como o Bahia e dourar mais a pílula da sua aquisição (opinião minha).

    Já a sigla NPM (navio de propósitos múltiplos) já existia há mais tempo como futuro tipo de navio da MB e chegou a fazer parte da Estratégia Nacional de Defesa. Tanto que gerou até projeto básico da Marinha para um navio desses, que seria equivalente a um LHD (landing helicopter dock) na sigla americana. Sigla que outros países adotam, mas também há invenções como BPC na sigla francesa (bâtiment de projection et de commandement – navio de projeção e comando) para sua classe Mistral de LHD, ou o caso de BPE na Espanha (Buque de Proyección Estratégica) adotado inicialmente para o atual “buque anfibio portaeronaves” Juan Carlos I, mas que agora adota mesmo a sigla americana LHD.

    Enfim, link para o projeto de NPM do Centro de Projetos de Navios da MB:

    https://www.marinha.mil.br/cpn/node/51

  92. Acho uma boa aquisição pela MB. Atuando junto com o Bahia, permite a aposentadoria de outros navios anfibios antigos. Apesar da baixa velocidade e outras limitações pode operar os SH-16 em operações anti-submarino e os UH-15A armados com Exocet em missões anti-superficie. Operando ao lado de duas ou tres escoltas é capaz de nos proteger da ameaça de qualquer força inimiga equipada apenas com fragatas e submarinos convencionais (ou seja, de todas as marinhas vizinhas ao Atlantico Sul).
    Com esta aquisição, a MB pode acelerar a desativação de navios antigos e concentrar seus recursos no programa de submarinos e na transferencia do avioes de patrulha da FAB para criar as bases de uma força aeronaval baseada em terra, capaz de patrulhar e atacar alvos de superficie e submarinos.

  93. Que nada !!!
    Vcs tão por fora !!!
    Um nome que não vejo a muito tempo em um navio de guerra.
    Vai ser NAVIO PORTA HELICÓPTEROS MULTIMISSÃO “RIO GRANDE DO SUL”.
    Aí !!!
    Tem que ser nome de estado do Brasil.
    Pq não ?!
    Né ?!

  94. É o RIo grande do Sul ? Terra do patrono da Marinha Marques de Tamandaré , seria uma bela dupla Bahia e o Rio grande do Sul. já tivemos com submarinos.

  95. Provavelmente a MB, que é leitora assídua o blog, e está vendo o cacacal que vai levar se escolher o nome errado.

    Deixe para o último minuto do segundo tempo.

  96. Churrasco e chimarrão !!!
    É disso que velho gosta !!!
    É isso que o velho quer !!!
    (Gaúcho da Fronteira).
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Gaúcho macho !!!
    É bala no bucho !!!
    E o buraco é mais embaixo !!!
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Tai !!!
    A Marinha deveria abrir uma enquete no seu site e deixar o povo escolher o nome.
    Pq não ?!
    Galante, Nunão e Ltda !!!
    Leva a sujeitão ao alto Comando da Marinha.
    Mas só nome de estado viu ?!
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  97. Ola Marcelo. Essa história do Bahia receber esse nome por causa do Jacques Wagner sempre aparece. O Jaques Wagner nasceu no Rio de Janeiro (e o G40 é Bahia), o FHC nasceu no Rio de Janeiro (e o A12 foi São Paulo). O Jungmann nasceu em Pernanbuco, mas o Lula também… a Dilma nasceu em MG.. O Ciro nasceu em SP, assim como o Bolsonaro. O Brizola e Vargas nasceram no RS… dá para fazer qualquer combinação que você queira, à esquerda ou direita, vivo ou morto.

  98. FERNANDO 22 de dezembro de 2017 at 9:55: “Pelo amor de Deus Bardini, o navio é do povo brasileiro, não da MB.”

    Ué, passamos à Caçada ao Outubro Vermelho???

  99. Gerson Carvalho 22 de dezembro de 2017 at 16:30
    “É só mandar direto para o AMRJ e colocar um ski-jump, depois compra uns 12 SU-30 e pronto!”
    (…)

    Nunão 22 de dezembro de 2017 at 16:39
    “Isso Gerson.
    E instala flutuadores nos caças pra depois eles pousarem na água.”
    (…)

    Nunão, você não têm imaginação nem veia “engenharística”… Os Su-30 serão lançados pela doca alagável que vai ser criada na popa do “Navio da República do Brasil Dom Pedro I” e vão deslizar em esquis eletromagnéticos pelo mar até alçar vôo. Se o inimigo for um submarino, eles, os Su-30, terão capacidade limitada de submergir e lançar torpedos.
    Soube de fonte segura da MB que o orçamento já está garantido: serão contratados os mestres em efeitos especiais das franquias Star Trek e Star Wars, além dos consultores dos filmes de Hollywood Pacific RIM (Círculo de Fogo), Battleship e Thunderbirds.

  100. Em relação ao nome do HMS Ocean no Brasil, acho que poderia ser “Rio Grande” em homenagem à cidade de nascimento do Alm. Tamandaré. Pelas minhas pesquisas esse nome só foi dado a uma Chata e a um Monitor Encouraçado. Penso que poderia ser um bom nome.

  101. Parabéns a melhor, maior e mais forte Marinha de guerra da América latina, parabéns ao governo Brasileiro, sabia que esse navio seria nosso, e com recursos próprios da nossa Marinha, sem alardes, sem firulas, assim como foi com o Bahia(siroco), não tinha falado nada ainda porque o governo não tinha batido o martelo. Mas agora o choro é livre para aqueles que só denigrem, agora estão calados e/ou até mesmo fazendo gracinhas, mas no íntimo estão frustrados, kkkkkk

  102. É um fim de ano maravilhoso para nossa MB, que também já emitiu o RFP das nossas corvetas, estava olhando as doze concorrentes, só tem fera, e podemos ainda ter mais surpresas em 2018, quem sabe umas duas ou três fragatas de segunda mão enquanto fabricamos as corvetas, é só esperar pra ver, pois essa conversa que está falido, que não tem dinheiro é balela. Que venha 2018 com o primeiro scorpene de 2000 t e torpedos F 21, o melhor e mais moderno submarino da região, que venham os helicópteros super lynx modernizados, que venham os novos EC725 caracal para guerra anti buque, que venham os novos Clanfs e mais alguns A4 modernizados, pois esse ano de 2018 será muito melhor que 2017!!!!!

  103. OGUM o deus da guerra e dos guerreiros. Nada mais emblemático para um meio de combate que vai se impor no Atlantico Sul. Podem escrever: os marujos vão brigar para ganhar vaga na tripulação de OGUN.

  104. O HMS Ocean dando um Feliz Natal a todos.
    OBS.: Esse navio tem que vir logo pro Brasil pros marujos brasileiros botarem ordem nesse navio… kkkk
    OBS. 2 : Será que ele já comportará as militares femininas como na Royal Navy?

  105. FERNANDO 22 de dezembro de 2017 at 8:56

    Fernando. Achar que a MB iria escolher um nome de um heroico sargento do Exército da FEB morto em combate é um pouco demais. Cada um na sua. Quanto a votação popular, na boa. Grande parte da população não está nem aí.

    Parabéns a MB e vamos torçer para que dias melhores venham para as FFAA. Sds.

  106. A lista do Rennany Gomes está muito boa. Concordo com todos os itens.
    .
    Acho quase impossível por nome de cidade ou de estado pequeno. Se for estado, não sendo SP, MG e RJ já é um bom começo.
    .
    De fato, faltam heróis militares nacionais, até porque guerra nunca foi nosso forte.
    .
    Ogun é um nome forte, mas praticamente impossível de ser escolhido. Zumbi, João Cândido, Tupã, Iemanjá, idem.
    .
    Como já disse outras vezes se fosse para homenagear alguém, homenagearia José Bonifácio. Ou, para entrar na onda do emponderamento feminino, Princesa Isabel.
    .
    Eu acho interessante colocar uma data: 7 de setembro ou 15 de novembro.
    .
    Se for colocar um ex-presidente, a escolha menos polêmica seria JK. GV foi ditador, então não merece a honraria.

  107. Compra excelente.
    Para a nossa realidade, q é atuar expedicionariamente em alianças, é ótimo.
    Com o aumento da integração entre as Forças, vai ter aeronave do EB e FAB ali, além de tropa do EB.

    • Leonel, corinthians é Zika us cara fizeram o Cruzeiro do centenario no Costa Concordia, um dia apos o termino do cruzeiro tinha peça orijinau do navio na Ricado Jafet … quanto ao navio, ja sabe o que aconteceu …

  108. Helio Eduardo, quase morri de tanto rir.

    Bom, com tantos ilustres sugerindo nomes, resolvi dar uns palpites:

    NPH Dilma (Arrasa um país inteiro sem fazer força)

    NPH PM Carioca (Nem o Talibã encara)

    NPH Favela da Rocinha (Nem a PM do Rio encara)

    O que não falta é sugestão

  109. A-13 PERNAMBUCO ” O Leão do Norte ”

    PERNAMBUCO – vem do tupi-guarani “paranambuco”, junção de para’nã (rio caudaloso) e pu’ka (rebentar, furar), e seu significado é o de “buraco no mar”, pois os índios usavam o termo em relação aos navios que furavam a barreira de recifes

  110. MO, o Nunão tinha pedido nomes com a letra Z e você acabou de sugerir um: Zica! Hahaha.
    .
    Se a gente for pensar que o Ocean será o maior navio da MB, nada mais justo que o nome Corinthians rsrs.

  111. Receberá nome de Estado… até onde sei, não será RJ, SP ou MG…
    Já ouvi a denominação Navio Porta Helicóptero Multi-Propósito…
    Abraço a todos e um ótimo período de festas de fim de ano…

  112. Um bom nome Zikachinkungunyadengueyellowfever, ninguém vai meter a cara,pode ser tb TUPÃ! Independente do nome , espero que seja usado e que não fique só na Baia da Guanabara para as festas ou fazendo o caminho de tatu RJ-Santos, que vá para a África levando e trazendo os soldados entre outras missões.

  113. Por que “José Bonifácio” caiu em desuso na Marinha e ha décadas não é mais utilizado?
    Dada a sua importância não só ao país mas à própria fundação da Marinha, deve haver algum motivo por mim desconhecido.

  114. Parabens Marinha Brasileira , e a questão do phalanx ciws a implicância do pessoal é por causa do canhão vulcan 20 mm rsrsrs ,isso vem desde o AMX kkkk.

  115. Caro Rafael. Recomendo você ler a biografia do Vargas escrita pelo Lira Neto. Vargas estudou em colégio militar, foi militar antes de estudar direito. Vargas foi deputado eleito no RS, deputado federal, ministro de Washington Luis, foi líder de uma revolução, foi ditador, foi eleto senador por dois estados diferentes. Foi eleito presidente… acho que se contar o número de eleições que ele ganhou supera muita gente de nariz comprido. Como escrevi em outro momento, JK seria uma unanimidade, mas tenho a impressão que a MB nunca colocou o nome de um presidente em um navio.

  116. Caro Camargoer,
    Obrigado pela dica de leitura. Mas a fila de livros comprados e não lidos está grande na minha estante e no meu Kindle, então vai demorar para eu chegar nele rsrs.
    No Direito, a gente costuma dizer que a pessoa pode ter sido honesta a vida inteira. Basta cometer um crime em alguns segundos que será bandida rsrs.
    O currículo de Vargas pode ser extenso e ele ter sido eleito muitas vezes, mas isso não compensa o(s) golpe(s) por ele dado(s). Sou intolerante com ditadores.
    De qualquer forma, o XO já adiantou que será o nome de um estado. Se for homenagear o MD, será Pernambuco. Eu prefiro que homenageiem a Lava-jato, colocando Paraná.

  117. A compra do Ocean foi a melhor notícia da área militar no Brasil neste ano!

    Mas eu queria comentar algo, hoje dia 23 de dezembro, quase véspera de Natal.

    Nossas Forças Armadas tem índices de aprovação e credibilidade altíssimos quando avaliadas pelo POVO BRASILEIRO.

    Só a Igreja Católica se compara na avaliação que recebem as Forças Armadas.

    As Forças Armadas são as verdadeiras protetoras da Nação Brasileira, e este conceito de Nação vai muito além e é muito mais importante do que o Governo e o Estado.

    Reparem no vídeo que existe muito alegria e criatividade, existe liberdade e camaradagem. Existe confraternização e Espírito de Natal! Em um momento aparece uma Bíblia na mão de um tripulante. E esse é o ponto!

    Nossa Nação tem essa base, nós também somos Cristãos e o Povo Brasileiro em sua mais absoluta maioria assim quer ser, permanecer, e que seus filhos e netos também sejam.

    E as Forças Armadas defensoras e Protetoras da Nação também são, e devem ser sempre, defensoras e protetoras desse nosso valor maior que é a base, se não de quem somos hoje, mas do que já fomos e almejamos ser.

    Feliz Natal a todos!

  118. Para os sem “noção” de plantão a ideia de colocar um sky-jump foi uma bricadeira, agora se for pra falar sério, e pssivel sim. como também poderia aumentar um pouco a dimensão total da pista, além do sky-jump, alongar um pouco a parte da pista na Popa, apenas a pista e não o navio. para que lembra o HMS Invincible tinha apenas 210 metros de comprimento e seu sky-jump. o HMS Ocean tem 203 metros. Façam um exercício do celebro. Quanto aos caças podem ser outro modelo. Se vale apena ou não tal reforma ha de se verificar.

    Aqui tem muito “esperto” que parece não sacar nada de engenharia e ficam só na base de ridículos comentários, querendo da uma de f o d ã o!

    Minha formação e minha experiência naval, garanto que é bem superior.

  119. A ideia de colocar caças é boa,tem que ver se tem espaço para os mesmos,se os elevadores suportam essa adaptação,se cabe combustível de aviação,mais uma ala aerea e todo suporte para manter ela operando,o peso do convés…se não troca por um porta aviões.

  120. O nome é de menos.
    Algo bem mais importante é como ficará a sua auto defesa.
    Ainda mais que estamos carentes de escoltas modernas.
    Caso venha sem os Phalanxs de proa e popa, ficariam muito bem dois Pantsir-M para substituí-los.

  121. “Acho melhor nomear entao de LHD Bardini, a única opcao que ele nao vai criticar”
    .
    Nossa… Vá se catar…
    .
    Se for pra sacanear, pelo menos usa o “G” e não “LHD”.

  122. Eu tinha pensado no nome de “Guanabara Bay”.Mas depois pensei é melhor deixar quieto.Mas temos de correr a MB já fez caga… ou seja faltou imaginação no nome dos NApOc,recém batizados

  123. Olá Rafael. Tenho o mesmo problema com a pilha de livros.. riso. É o tipo de problema que não deve ser resolvido nunca. Contudo, é complicado fazer um julgamento moral do passado a partir de valores do nosso presente. É compreensível que o que aprendemos como valores democráticos é algo bastante novo e que era muito distante das oligarquias da república café-com-leite e dos pensamento positivista dos caudilhos gaúchos no início do sec. XX. O impasse da república velha foi resolvido pela revolução de 30 e seu desfecho em um estado fascista foi precipitado pela contra-revolução de 32. No livro do Moniz Bandeira (a desordem mundial) ele menciona uma tentativa de golpe fascista nos EUA na década de 30 para derrubar Roosevelt que teria sido financiado pela oligarquia capitalista dos EUA. Recentemente, vi um documentário sobre HItler e Churchil e foi interessante o comentário do narrador que se Hitler tivesse parado a expansão da Alemanha antes da invasão da Polônia, ele seria considerado o grande estadista europeu do Sec.XX e Churchil ainda estaria marcado pelo fracassso de Galípoli.

  124. Camargoer, eu convivo com esse problema há bastante tempo rsrs.
    Meu julgamento moral é compreensivo com as pessoas comuns e até com seis líderes ao longo da história. Então eu até posso relevar o golpe de 30. Mas o de 37 não. Por mais que o fascismo estivesse presente em alguns países mundo afora, havia um consenso moral na elite dos países desenvolvidos de que era errado.
    Quanto à tese sobre Hitler acho difícil porque já havia instalado campos de concentração, o que não combina com a biografia de um estadista. Mas concordo que Churchill não seria Churchill sem a 2GM.

  125. Gostaria de ver no nome uma homenagem ao Brasil Imperial, de autoridades que se empenharam no passado em manter a integridade e a grandeza do nosso território. Ficaria bem “Imperador Dom Pedro II” ou “Barão do Rio Branco”, nomes imponentes para uma nau capitânia e com a cara da Marinha do Brasil.
    Tem gente que vai dizer, “a mais estamos na República!”. Respondo: isso não apaga coisas importantes que foram feitas no período anterior e o país é o mesmo.
    Nomes de Estados acho injusto pq homenageia um e os outros 26 são “desomenageados”.

  126. Tá bom… me rendo. Gostei do significado de Pernanbuco que o Cabral 22 de dezembro de 2017 at 22:05 postou. Para não passar em branco, e como seria a recepção do nome “Cruzeiro do Sul”? Faz sentido?

  127. Helio Eduardo (o outro) 23 de dezembro de 2017 at 18:32 Eu considero Cruzeiro do Sul o nome mais apropriado para o nosso Ocean, já sugeri em outro post mas me parece que já existe um navio comissionado com esse nome…

  128. Olá Rafael. Essa sim é uma bela discussão que vale a pena ser travada com algumas garrafinhas de Stella Artois geladinhas, não é mesmo? Tenho fuçado essa questão da ascensão fascista nas década de 30 e a cada dia fico mais assustado com o que estamos vendo 100 anos depois. Ou ninguém aprendeu nada ou aprenderam tudo bem que estão seguindo a cartilha à risca, não acha? Se tiver a chance, não deixe de ler o livro “Nazistas entre nós” do MArcos Guterman. Virei fâ deste autor. Prêmio Jabuti 2017.

  129. Gente,
    estive lendo algumas informações e descobri que o Ocean passou, em 2014, por uma modernização que custou 65 Milhões de Libras. Ou seja, não tem muito a revisar nesse navio, ele vem a um preço irrisório, com uma modernização vigente a dá à MB capacidades que nenhuma força na região tem.

    Só benefícios, sem TOT e numa negociação rápida. em pouco mais de um ano depois do oferecimento, já estará na MB.

  130. Senhores…..
    Acho que poderiam pensar em um helicóptero além do Chinook: o Merlin HC-3, sendo que, salvo esteja enganado, deve ter em sobra na RAF – que aliás o operava a partir dele em conjunto com a RN. Versões do Lynx AH-7 ou 9 também seriam bem vindas para auxiliar os Fuzileiros Navais – o mesmo que o Exercito britânico operava nele.
    Já quanto ao nome, sugiro um nome de uma tribo indígena brasileira, guerreira, tais como Xavante,Guarani, etc. Caso contrário, Atlântico seria um bom nome, pois foge dos nomes comuns.

  131. Lembrei de nomes interessantes:
    Atalaia :significa “aquele que observa, vigia”;
    Alterosa: significa Altivo, majestoso, soberbo, de grande estatura.

  132. Sugestões
    Santos Dumont
    João Ribeiro de Barros (Poucos sabem da historia deste aviador Brasileiro)
    Tem muitas pessoas que poderiam ser lembradas.
    Mas podemos avacalhar também
    Lula
    Dilma
    etc, etc, etc

  133. Minha primeira opção seria TRINDADE, perfeito para um navio de varias personalidades.
    .
    Atlantico Sul é legal.
    .
    Dragão do Mar…FRANCISCO JOSÉ DO NASCIMENTO, jangadeiro heroi abolicionista Cearense…
    .
    Iara: Deusa das águas, também conhecida como Uiara, ela é vista como uma linda sereia que vive nas profundezas do rio Amazonas, de pele parda, cabelos verdes longos e olhos castanhos.
    .
    Abaçai: É o deus da guerra, um tipo de ‘Áries’ ou ‘Marte’ dos nativos. É o espírito guerreiro que se apossa do índio que se prepara para batalhas sangrentas. Por isso, dizem que aqueles preparados para a guera estão “abaçaiados”.
    .
    Sumé:Também conhecido como Zumé, Pay Sumé ou Tumé, entre outros nomes, é a denominação de uma antiga entidade da mitologia dos povos tupis do Brasil cuja descrição variava de tribo para tribo. Tal entidade teria estado entre os índios antes da chegada dos portugueses, e transmitido uma série de conhecimentos como a agricultura, fogo e organização social, e seria uma espécie de deus das leis e das regras. Era visto com cabelos amarelos, voava por todo lugar, e inclusive mergulhava sob as águas do mar, até quando desapareceu.

  134. André Rebouças

    Rebouças, além de ter sido um dos mais importantes militantes do movimento abolicionista no Brasil, foi uma das maiores autoridades no país em engenharia hidráulica e ferroviária. Nasceu em 1838, filho de Antonio Rebouças, advogado, parlamentar e conselheiro do Império. Estudou nas melhores escolas do Rio de Janeiro, completando seus estudos na Europa, onde se especializou em fundações e obras portuárias. Participou na Guerra do Paraguai (1865-1870), como engenheiro.
    .

  135. Caro Carvalho. Trindade é uma referência direta ao cristianismo, que é a representação de Deus (pai), Jesus (seu filho) e o Espírito Santo. Acho bastante inapropriado para um navio de guerra. Quando os navios da MB sao batizados de São Paulo, Espírito Santo, etc, é uma homenagem aos estados da federação. Agora, se você sugere homenagear o arquipélado, então ainda teríamos Fernando de Noronha como opção até mais significativa. Particularmente, gosto muito da ideia dos deuses indígenas. Isso seria muito legal para uma futura classe de novas fragatas.

  136. Boa noite.

    Gostaria de apresentar 2 sugestões de nome para o HMS Ocean:

    1º RIO DE JANEIRO – nome do 3º Encouraçado da “Marinha de 1910”, mas que não veio devido à PGM; ou
    2º LORD COCHARANE (perdoem-me a grafia). Já está na hora de homenagear o 1º Almirante da MB.

    No mais, um Feliz Natal e próspero ano 2018 a todos.

  137. A Marinha do Brasil estuda a compra do Porta Helicópteros HMS Ocean junto à Royal Navy. Veja o navio por dentro e conheça seus helicópteros, armamentos e radares. E saiba como ele insere os fuzileiros navais em território inimigo.

  138. Vamos começar a sonhar , tanto se falou em termos duas frotas uma no Norte e outra no Sul, já dá para pensar nisso em 2018, afinal temos 2 capitânias, o Bahia e o Ocean, então poderia começar assim:

    1 frota(Rio de janeiro):

    HMS Ocean ou qualquer outro nome(capitânia).
    06 fragatas
    03 submarinos ( 1 scorpene, 2 type 209)
    10 Helis( 02 Ec725, 04 Sea hawk, 04 super lynx)
    05 P3 orion na patrulha aérea.

    2 frota(Maranhão):

    G 40 Bahia(capitânia)
    02 fragatas
    03 corvetas
    03 submarinos type 209
    08 helicópteros (02 sea hawk, 06 super lynx)
    04 P3 orion na patrulha aérea.

    Esses meios estariam armados com diversos mísseis, entre harpoon, exocet MM40 bk2, exocet AM 39 e SM 39 e Penguin e ainda tem os antigos,mas não velhos(como diria um Brigadeiro da região) caças A4 com seus mísseis AIM 9 e suas metralhadoras, só para fazer raiva e derrubar os helicópteros e aviões patrulha da vizinhança, kkkkkkkk

    Aqui pra nós, qualquer uma dessas frotas estaria em condições de se impor perante nossos vizinhos , kkkkkkkkkkkkk
    Los hermanos ao sul y los Bolivarianos ao norte iriam se borrar.

  139. Camargoer,
    Seria uma boa discussão, ainda mais com cerveja gelada rsrs.
    Obrigado por mais uma dica de leitura. Foi para a fila rsrs.
    Não quero sair ainda mais do tópico, mas, basicamente, o autoritarismo (um dos principais traços do fascismo e do nazismo) sempre teve, tem e terá seus defensores, porque boa parte das pessoas são autoritárias e, por falta de capacidade intelectual, buscam se impor pela força, assim com defendem que seus líderes também o façam.
    Saudações!

  140. Dá pra fazer um puxadinho pra usar os f-35? Vem com algum heli? Vão deixar os phalanx?? Kkkkk
    Cuidado com a sugestão de nomes, ou podem cogitar coisas como Dilma Roussef, José Sarney, Lula…
    Falando sério, imagino que a compra tenha sido “apressada” pois haviam mais interessados, então era de oportunidade mesmo, ou comprava logo ou alguém poderia chegar na nossa frente.
    Excelente aquisição, já é nosso. Vale a pena calcular os valores envolvidos nesta compra e o comparativo com um novo de mesmo porte, fizemos um bom negócio? Custo x benefício x vida útil?

  141. Um F-35B não é compatível com o “Ocean”, mas, se fosse, seria estranho ter uma aeronave cujo preço unitário a grosso modo se equipara ao valor do navio hoje em dia …84 milhões de libras ou pouco mais de 112 milhões de dólares e é uma aeronave cara de operar e manter e obviamente seriam necessários pelo menos 6 a bordo, mais algumas aeronaves extras para treinamento ou que estariam em manutenção…enfim, uma compra de apenas 10 F-35Bs sairia por mais de 1 bilhão de dólares fora treinamento, peças de reposição, armamento, etc.

  142. Amigos ele vai ser usado aqui exatamente para o que foi concebido ou seja um porta helicóptero e assalto anfíbio, qualquer outra coisa está fora de nossa realidade orçamentaria, mas só isso sem firulas já dá um belo upgrade em nossa marinha e quem sabe um dia não construiremos nosso próprio porta aviões, afinal sonhar não custa nada e temos sim capacidade pra isso, resta vontade politica e dinheiro em caixa.

  143. Cito 8 nomes do Império, que fazem as autoridades e políticos atuais encolherem para o nivel de bactérias ( bactérias essas que muito envergonham o povo brasileiro):
    – Dom João VI (Fundador do Estado Brasileiro – no Reino Unido com Portugal, ao estruturar nossas bases como Estado)
    – José Bonifácio de Andrada (Patriarca da Independência e verdadeiro Founding Father)
    – Dom Pedro I
    – Dom Pedro II
    – Princesa Isabel (grande e verdadeira responsável pela Abolição da Escravatura, ao contrário de Zumbi, que tinha escravos negros em Palmares)
    – Joaquim Nabuco
    – Rui Barbosa
    – Barão do Rio Branco

    Homens e mulher de envergadura ímpar, verdadeiros criadores e construtores do Brasil. Ao contrário da fracassada república velha e do fascista Vargas, que infelicita o país com sua sombra do Fascio até hoje.

  144. Com o Ocean e o Bahia o país está bem servido. Agora é a vez das escoltas. Gostaria que se analisasse escoltas provenientes da Coréia do Sul. Me parecem muito boas, e eles tem capacidade de entregar em prazo relativamente curto, devido a sua imensa capacidade na indústria naval.

  145. VI que alguém sugeriu como nome Rio de Janeiro, porém li em algum lugar que este nome está reservado para um futuro porta-aviões. Se vai vir em 5 anos ou em 50, não importa, este nome, segundo li, só será usado em nosso próximo NAe…

  146. Eu acho que o H225 M Caracal também deve ir para Porta Helicóptero Paraná. Além dos Sea hawk e super lynx
    Três ótimas notícias o porta helicóptero, o submarino em julho e as corvetas com as datas para começar.

  147. Se Rio de Janeiro está reservado para o Porta Aviões, vão ter que esperar muito.
    .
    Off Topic, vejam como ficou bonito neste vídeo o OPV construido na Indonésia para a Guarda Costeira, o KN Tanjung Datu tem 110 m de comprimento, desloca 2327 tons, tem heli deck para 8 tons, vai usar um Bell 412 fabricado na Indonésia e usa 76 tripulantes e tem acomodações para mais 56 pessoas, usa dois motores diesel de 5.300 hp. No vídeo ainda não recebeu armamento.
    . https://youtu.be/ZgoReIjfQbA

  148. Senhores,

    Já tivemos o NAe A-11 Minas Gerais, depois veio o NAe A-12 São Paulo, houve muitas embarcações com o nome Rio de Janeiro, o último foi o NDD G-31 Rio de Janeiro, mais recentemente houve a aquisição do NDM G-40 Bahia, então pela lógica e pela ordem, o nome do próximo navio de guerra brasileiro, e até pela proteção que o nome dá, será o NPM G-41, ou A-13 (depende do que a MB considera como navio de propésitos múltiplos ou aeródromo): ESPÍRITO SANTO, importante e estratégico estado vizinho aos grandes centros, e centro de importantes operações navais anuais estratégicas, com excelente posição geográfica, ímpar numa guerra para a defesa nacional.

    Sds

  149. Se colocar pra galera botar nome nele vai acabar virando NAe (ou sei lá o que) Pablo Vittar…
    Prefiro nomes tipo “Esperança”, já que serve pra ações de socorro e ajuda humanitária, “Majestoso”, Visto que ele realmente é.
    Mas minha opinião é irrelevante.

  150. camargoer 23 de dezembro de 2017 at 19:15 , assisti aos dois primeiros episódios da série “II Guerra em Cores”, no Netflix, e é impressionante a semelhança com algumas coisas bem atuais.

    Quanto aos nomes, me divirto com alguns (absolutamente sem noção….), e aprendo com outros. Eita País rico em história!!!!

  151. E a Marinha do Brasil concede um ótimo natal para o almirantado.
    Britânico !

    HMS OCEAN: 84,000,000 GBP =374,163,036.49BRL
    FOCH :12,000,000 USD = 40,002,922.39BRL

    Conversão pelo xe.com em valores atuais.

  152. O navio é muito bom mas a aquisição do mesmo foi um desastre visto que sua presença na frota irá atrasar a evolução da aviação de asas fixas da MB em pelo menos uma década. E ainda tem quem se iluda que os EC 725 para “guerra anti-buque” podem ser um fator de dissuasão….

  153. “O navio é muito bom mas a aquisição do mesmo foi um desastre visto que sua presença na frota irá atrasar a evolução da aviação de asas fixas da MB em pelo menos uma década.”
    .
    Vão tocar Ocean e Bahia por mais 20 anos, no ritmo de operações da MB… Vai ter tempo de sobra pra se flertar com NAe. Como não vai ter dinheiro para meio de apoio novo, como nunca teve… Daqui 20 anos, aparece mais uma “oportunidade” para cobrir a baixa dos dois e “tudo certo”, segue o maldito ciclo de “oportunidades”.
    .
    Poderiam ter colocado dinheiro em um NApLog, que é muito mais útil e necessário a Força. Depois, mais a frente com a grasativa entrega dos SSK, poderia se pensar em construir um LHD, que tenha capacidade de operar F-35B.
    Cobriríamos agora muitas deficiências logísticas com o NApLog, no futuro cobriríamos as operações anfíbias e ainda teríamos capacidade de operar asa fixa com o LHD.
    .
    Mas… Vai que surgem mais “oportunidades”. É só ter “sorte”, talvez não precise se planejar uma reestruturação para a Força.

  154. A miopia mental de muitos é assustadora! Brasil tem dimensões continentais. Precisa de um bom porta aviões. Esse oceano seria uma boa aquisição caso fosse mais um da esquadra, não um navio capitania.

  155. é muito bom a compra do hsm ocean, assim o Brasil fica com navio moderno e revisado agora que chegou da sua missão, vai passar novamente por uma nova inspeção, é muito bom mesmo pq não transformar o porta a viões são Paulo em porta helicóptero seria tb uma opção que daria certo saeria menos custo para reformar ele todo arrumaria que tem que ser arrumado tiraria as catapultas de lançamentos, enfim transforma em um porta helicóptero assim ficaria com dois e tb bem armado, depois construiria dois porta aviões, parabéns MB pela compra quero ver a nossa marinha bem ativa e voltar ser a marinha que foi antigamente forte e temida, parabéns pela compra vão a traz de fragatas eu vi o vídeo das fragatas holandêsa da classe de zeven provincien são muito bem armadas é um arsenal.

  156. E aí já escolheram o nome? kkkk
    Vi um cidadão aí acima comentando sobre o facismo e tal e que se admira de que 100 anos depois patati patata, … Só tenho uma coisa a comentar, sem o “facista” (barbaridade!) Getúlio Vargas, nem seria possível conversarmos aqui no Naval sobre contrução no Brasil de qualquer porcariazinha que fosse, de ferro, de aço ou de alumínio. Foi ele o responsável por trazer para o Brasil a siderurgia através da Companhia Siderúrgica Nacional numa bela negociação com os EUA, não haveria a Petrobras grande impulsionadora da economia e do desenvolvimento nacional desvirtuada e saqueada nos últimos governos democratas. Muitos que aqui estão lendo e comentando devem já estar em férias ou curtindo a aposentadoria, mas sem GV não teriam esse conforto, mais ainda se forem funcionários públicos, pois o grande “facista” foi o responsável pela criação das leis trabalhistas e garantias ao trabalhador como Carteira de Trabalho, Previdência, férias, jornada de trabalho e descanso semanal remunerado. Como pode um “facista” fazer tantos atos voltados aos mais humildes e tirar o país de uma época de atraso e pô-lo em uma época de desenvolvimento e crescimento?
    Ah, e a FAB e a primeira base aérea brasileira “por coincidência” também foi o “facista” que criou.
    Os detratores e invejosos irão sempre dizer que com 15 anos de governo tinha mesmo de fazer muita coisa, mas olha que tenho visto uns presidentes por aí que em 15 anos fariam do Brasil um paízinho fulero, endividado, cheio de cambalachos e saqueado que chego a temer de medo e os que estavam, mesmo tentando ser grande, deixavam o país nas maos das quadrilhas.

  157. Ótima aquisição, navio com inúmeras utilidades, grande versatilidade, permite incluir diversas doutrinas de utilização, as aeronaves já existem no país, e fica resolvida a 3ª prioridade da Marinha. Tomara que consigam operá-lo por 20 anos, prazo em que os novos Mistral ficarão com preço acessível para serem comprados de segunda mão, mantendo um LHD ou LHA como capitânia da Esquadra. Devemos deixar de sonhar com aviação embarcada de asa fixa, devido à tecnologia necessária isso está ficando cada vez mais caro e inacessível (pelo que tenho lido no mínimo uns 6 a 7 bilhões de reais entre navio e aviões), ainda mais porque nenhum vizinho vai ter essa capacidade em sua frota, ou seja, para dissuasão o LHA é mais do que suficiente. Sugiro que a marinha mantenha asas fixas em terra, com especialização em combate naval, pois a FAB não parece gostar dessa especialização – de qualquer forma, caso se tome essa decisão, há que se esperar alguns anos para se conseguir renovar os meios aéreos. Para usarmos em frotas conjuntas, numa eventualidade de conflito real, um LHA ou LHD é uma ótima contribuição, deixando os caríssimos porta-aviões a cargo das verdadeiras potências. O grande risco do Ocean é a questão do casco civil, mas não creio que dará problemas de casco em menos de 20 anos, até porque nossa utilização é bem mais branda do que na Royal Navy. E quanto à propulsão, parece que a potência dos motores é abaixo da necessária, o que gera sobrecarga nos motores, mas um LHA não precisa navegar rápido para decolagem de aviões, e a motorização diesel é de mais fácil manutenção. Afinal, o pessoal da Marinha já está acostumado a utilizar meios antigos, creio que não terá grande dificuldade para manter o navio navegando. Em conjunto com o Bahia e os NDCC cria-se uma força anfíbia de respeito. A tão falada questão de ser um grande alvo também não é impeditivo, afinal só se vai usar o navio em caso de guerra com a devida cobertura aérea e escolta e submarionos, em força compatível com a do inimigo. Frente inimigo mais poderoso não há que se mandar um LHA para o suicídio, ao contrário do que fizeram os argentinos com o Belgrano (inclusive, ao ver sua inferioridade naval, recolheram o 25 de Mayo ao porto). Enfim, avaliados os prós e contras, a aquisição foi ótima. Melhor o bom acessível (LHA de segunda mão) do que o ótimo inalcançável (um LHD zero bala ou até mesmo um porta aviões). Parabéns à Marinha, devem estar orgulhosos e felizes nesse fim de ano!!

  158. Muito pertinente seu comentário Nilson, para a doutrina atual de defesa do Brasil não tem sentido possuir um porta-aviões, muito caro e necessário somente a países que desejam projetar seu poder em locais distantes. Qual local distante o Brasil vai mandar um porta-aviões, nossa costa e nossas bases não são todas aqui mesmo? Faz muito mais sentido ampliar o programa de submarinos para que nenhum porta-aviões de outra nação tenha coragem de encostar por aqui.
    Para nossa doutrina defensiva o Ocean se encaixa perfeitamente com sua multifuncionalidade, alta capacidade de transporte de tropas e aviação de asa rotativa. Caso necessite de apoio aéreo de aviões para nossa defesa estes podem muito bem decolar do continente, também considero importante a marinha ter suas próprias aeronaves voltadas ao combate naval na costa brasileira.
    Feliz 2018 a todos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here