Home Noticiário Nacional Esquadrão HS-1 volta a operar o N-3015

Esquadrão HS-1 volta a operar o N-3015

235
15

n3015sh3hs1.jpg

O Primeiro Esquadrão de Helicópteros Anti-submarino (HS-1) recebeu, após seu 5º Período de Manutenção Geral de Aeronave (PMGA), a aeronave SH-3A (ASH-3H) N-3015.
O PMGA foi realizado com mão-de-obra especializada formada pela Marinha e com larga experiência neste modelo de aeronave, garantindo o emprego do meio por mais 33 meses.
O Esquadrão comemora o retorno do helicóptero SH-3A N-3015 à fase operativa, pois além da aeronave estar em excelente estado de conservação tanto na estrutura, quanto aos seus componentes, seu emprego contribuirá para ascensão das qualificações e adestramentos de tripulações, bem como para o atendimento das diversas missões do Esquadrão HS-1 em prol do Serviço Naval.

FONTE: Nomar 793

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Gostaria de saber, qual aeronave anti submarino a Russia usa. Qual o custo destas aeronaves e se enquadrariam na nossa marinha.

Ricardo
Ricardo
12 anos atrás

É o único SeaKing operacional ???
Quantos estão na ativa…alguém sabe ???

Beto
Beto
12 anos atrás

As 4 und. Seahawks vão chegar p/ substituir os SH-3 ou aumentar o número da frota?? Alguém pode me informar??

André
André
12 anos atrás

Acho que inicialmente para complementar o número de helis, Beto. Mas não tenho certeza quanto a isso.

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Gostaria de saber, qual aeronave anti submarino a Russia usa. Qual o custo destas aeronaves e se enquadrariam na nossa marinha.REINTERO A PERGUNTA

Pedro Rocha
Pedro Rocha
12 anos atrás

Senhor Rodrigo são duas: A versão naval do Mil Mi-17 (Mi-14) e o Kaman Ka-27. Não sei os valores de mercado deles

Yamamoto
Yamamoto
12 anos atrás

Na verdade Sr. Rodrigo a Russia utiliza na aviação de asas rotativas 3 versões do Helicóptero KAMOV que são as versões Ka-27/28 (ASW/AS) e Ka-29 (utilitário). Para outras tarefas que não as embarcadas são utilizados os helicópteros da MIL, ou seja, diversas versões do MI-8 (MI-17 é a designaçao de exportação do tipo) e um número reduzido de helicópteros MI-14 notadamente para operações SAR (já que não mais operam na função de ASW). Quanto ao preço é difícil de dizer, pois pode variar de U$ 4,5 a 8 milhões por um Mi-171 básico até + de U$ 20 milhões pela… Read more »

Joao
Joao
12 anos atrás

Sera que a MB esta pensando em abrir um museu de helicopteros???

Baschera
Baschera
12 anos atrás

Conforme já havia dito em outro post do blog, a MB pretende usar concomitantemente , tanto quanto seja possível, os SH-70 e os SH-3.
PS: Foram cutucar sobre armamento russo, não deu outra, tiraram o Yamamoto de suas férias…. hehehe…. bem vindo de volta.
Sds.

Democracia
Democracia
12 anos atrás

Curiosidade:
Quando chegam os novos helis da marinha ?

Viva a Republica!!!

Yamamoto
Yamamoto
12 anos atrás

Ok senhores! Abraço a todos os amigos do blog

Rodrigo
Rodrigo
12 anos atrás

Yamamoto obrigado pelas informações!!!!

marujo
marujo
12 anos atrás

Sentímos sua ausência Yamamoto.

marujo
marujo
12 anos atrás

Sentímos sua ausência, Yamamoto.

trackback
11 anos atrás

[…] tarde do dia 30 de outubro, a Aeronave de Serviço da Esquadra (ASE) – SH-3A Guerreiro 15 (http://www.naval.com.br/blog/?p=632), foi acionada pelo SALVAMAR SUESTE para realizar buscas a tripulantes do barco pesqueiro […]