Home História ASROC nuclear

ASROC nuclear

527
23

asroc-nuclear.jpg

Em 11 de maio de 1962, um foguete anti-submarino ASROC, portando uma carga de profundidade nuclear W44, foi lançado pelo destróier americano USS Agerholm (DD826) contra um alvo distante a apenas duas milhas náuticas. O submarino USS Razorback (SS394), que também acompanhou a operação na profundidade de periscópio, foi sacudido violentamente pela explosão do artefato.
O ASROC produziu uma onda de choque impressionante, cujo resultado pode ser visto nas fotos. Os dados obtidos no teste foram usados para formular a doutrina tática do emprego da arma contra os submarinos soviéticos, por cerca de 30 anos. Este foi o único teste nuclear com o ASROC que se tem notícia.

asroc-nuclear-2.jpg

asroc-nuclear-3.jpg

23
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
14 Comment authors
A despedida do CT ParáLançamento de míssil IkaraVamos salvar o Pará?BoscoBaschera Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Neste teste tem uma camera dentro de um submarino alvo,
que filmou o momento da explosão,o sub afundou na hora.

Leo
Visitante
Leo

Eu fico imaginando um torpedo nuclear num grupo tarefa. Que estrago não faria…

Leo

Felski
Visitante
Felski

É Leo não precisa imaginar, pois não sobraria nada pra contar historia. Um brinquedo assim, qualquer oponente irá repenssar muinto antes de tomar alguma atitude.

KURITA
Visitante
KURITA

imaginem qtos peixes morreram

joao
Visitante
joao

Que decepcao. Tanto suspense,tanto falar e falar,e quando chegou a hora h…foi adiado o tao esperado anuncio do plano de defesa nacional. Pqp!!! So no Brasil mesmo. Como o fx2,o programa de construcao de corvetas,na tradicao do Brasil,acaba tudo cancelado. Ja devemos deixar de palhacada,desse jeito ninguem nunca tomara esta verdadeira banana republic a serio. Reconhecamos que a lideranca militar do Brasil ja e coisa do passado. Ficamos com essas porcarias de avioes,tanques e navios obsoletos,enquanto a Venezuela,o Chile e ate o Peru nos passam para traz. Que vergonha.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Kurita,
pensa bem, com tal poder em mãos, não há peixe que resista po muito tempo. Até mesmo os teus navios mais poderosos não suportariam tal impacto. E olha que estou falando de Yamato, Musashi, Mogami e outros com o emblema do Sol Nascente brilhando bem na roda de proa.
Lá no Estreito de San Bernardino, no Golfo de Leyte, uma coisa não entendi: ” porque tu recuaste?” tinha tudo para acabar com os porta-aviões de escolta inimigos.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Hoje, Assisti o desfile de Brasília e simplesmente fiquei desanimado. 1 (UM) A-4 Skyhawk, 1 (UM) Sea King, 1(UM) Chefe-de-Estado estrangeiro e ? (nenhum) plano de Defesa apresentado. Tava bom demais pra ser verdade.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Ora Vassily ” Nuca na historia deste pais tantos acreditaram tantos em tão poucos e tambem em papai nel … Ora, qual é a surpresa, vais me dizer que até vc realmente acreditou em alguma coisa Pura matematica, se em muitos meses nçao conseguiram falar o que iriam (apenas) fazer (ou tentar), quem dira um dia fazer o Goiabeira Unger poderia até ter tido boa vontade, mas vc acha, ele proprio já falou que haverá chiadeira a rspeito de desperdicio de dinheiro .. Podr ver em todos os sites e afins coligados a defesa, silencio total, todos com cara de… Read more »

Galante
Visitante

Ostra, este filme tá entre os Top 10, o nome é “Incidente Bedford”: 9. The Bedford Incident (1965) — Starring Richard Widmark and Sidney Poitier In a twist on war-time submarine movies, Sidney Poitier plays a reporter given the chance to conduct the story of a life-time: he is allowed to ride in a destroyer manned by a captain played by Richard Widmark. Only, he is in for more then he signed up for. Soon, the captain discovers he is near a Soviet Submarine in the depths of the ocean, and what begins to unfold is a relentless pursuit by… Read more »

joao
Visitante
joao

I gotta find this movie and rent it.

Nunão
Visitante
Nunão

Agora lembrei que eu vi esse filme também. Dos filmes relacionados à guerra fria tá numa posição pertinho do “Dr Fantástico”, mesmo sendo diferentes os estilos.

Se navio tivesse cara, o belo Gearing da foto estaria com aquela cara de “Tá vendo? Fui eu que fiz.”

BVR
Visitante
BVR

Caras, eu viajo qdo aparecem esses episódios “do baú”. Espero q surjam outros. As imagens caras…o contexto…tudo show !!!!
Aguardo nvos (velhos) aconteciemntos sendo postados.
Sds.

Voluntário da Patria
Visitante
Voluntário da Patria

Os foguetes ASROC ainda são armas válidas? qual a vantagem se dispomos de helicópteros ASW?

Nimitz
Visitante
Nimitz

A vantagem é que o ASROC pode ser usado em qualquer tempo, os helicópteros não, além do tempo de reação ser bem menor.

Baschera
Visitante
Baschera

Rapaz, vou correndo alugar o filme (?? será que tem ??) e fazer uma cópia…. vi este filme duas vezes, lá no milênio passado…. e naquela época os efeitos especiais eram de brincadeirinha, mas melhores do que os de hoje.
Sds.

KURITA
Visitante
KURITA

Caro Vassyly recuei pq passei duas noites sem dormir , já tinha perdido o mushashi , não tinha tendencia suicida como meus compatriotas e não quis arriscar o pouco que tinha sobrado da marinha imperial numa derrota sem volta ok

KURITA
Visitante
KURITA

Eu avisei a vcs que não haveria nenhuma novidade nesse 7 de setembro

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Kurita,

realmente o Musashi fora ao fundo no dia anterior, por ataques aéreos, mas vamos combinar: TÚ deste um baita choque nos ianques. O Almte. Kinkaid parecia uma menininha de tanto que pedia socorro. Até no Atlântico Sul se escutava seus berros.

Bosco
Visitante
Bosco

Quando uma força tarefa vai combater uma força com capacidade nuclear ela posiciona o seus navios de maneira a que apenas 1 seja destruído no caso de uma detonação nuclear. E o torpedo nuclear não seria o ideal para atacar uma força tarefa de superfície. Os dispositivos nucleares de explosão no ar são mais eficientes contra estes alvos por cobrirem uma maior área. Devido a grande densidade da água a onda de choque é rapidamente contida, além de não se notar os efeitos das radiações EM (incluindo o PEM). A onda de choque “capaz de causar dano substâncial” se propaga… Read more »

KURITA
Visitante
KURITA

Amigo Vassily ia destruir apenas alguns porta – aviaõsinhos de escolta ,pois como vc disse os principias estavam longe , pois aquela besta do Halsey mordeu a isca do amigo incompetente OZAWA.O importante é que sobrevivi depois da guerra rssss

trackback

[…] e “salto de fundo”. Tinha também um lançador óctuplo de foguetes anti-submarino ASROC, com alcance de 10km. A MB chegou a nacionalizar os motores dos ASROC e a lançar vários foguetes […]

trackback

[…] stand-off. Ele tinha um alcance efetivo de 20.000 jardas (aproximadamente 20km). Ao contrário do ASROC americano, o Ikara podia ser controlado durante o vôo, o que lhe permitia engajar mais […]

trackback

[…] La Guaira, na Venezuela; e Porto Belgrano, na Argentina. A realização de dois lançamentos do foguete ASROC, ocorridos em 1º de setembro de 2005, durante a Esquadrex e, em 31 de maio de 2006, na comissão […]