Home Data Comemorativa A nova data para o Plano é 10 de Outubro. Será?

A nova data para o Plano é 10 de Outubro. Será?

394
21

Segundo nota do jornal Folha de São Paulo deste domingo, o Plano Estratégico Nacional de Defesa, que originariamente seria apresentado em 7 de setembro, deverá ser “fechado” em uma reunião ministerial marcada para 10 de outubro.

Para marcar 10 de outubro como um novo “aguardado e comentado” dia no que se refere às discussões sobre Defesa do Brasil, e quem sabe lhe trazer bons augúrios, este Blog achou por bem pesquisar a data em uma perspectiva histórico-militar brasileira. Um exercício de pouquíssima utilidade prática, é certo, mas como também é pouco ainda o que se pode falar do aspecto prático do Plano, seguem informações pinçadas da história militar brasileira referentes à data.

Marinha: em 10 de Outubro de 1868 o monitor Alagoas, segundo algumas fontes acompanhado da corveta encouraçada Brasil, forçava a passagem de Angostura, na Guerra do Paraguai, para reunir-se aos encouraçados Barroso, Bahia, Silvado e Tamandaré, que a haviam forçado no 1º dia do mês. A batalha se prolongaria até 30 de dezembro daquele ano, com a rendição da força paraguaia responsável pela posição, o que foi determinante para a tomada de Assunção poucos dias depois, em 1º de janeiro de 1869. Exército: em 10 de Outubro de 1866, o então Marquês de Caxias era nomeado comandante-chefe das forças brasileiras na Guerra do Paraguai. Passaria boa parte dos 18 meses seguintes dedicado a garantir o nível de treinamento, de organização e de logística que levaria à série fulminante de vitórias dos seis meses finais de 1868. FAB:  em 10 de outubro de 1944, muito provavelmente o 1º Grupo de Aviação de Caça ainda encontrava-se na lama, trabalhando duro para drenar o campo de Tarquínia onde chegara três dias antes.  Em 14 de Outubro, porém, a bandeira brasileira já era hasteada pela primeira vez no campo, com os primeiros vôos nos lendários P-47 tendo início.

É desejo deste Blog que o caminho após o anúncio oficial do Plano Estratégico Nacional de Defesa, seja ele em 10 de outubro de 2008 como indica a nota da Folha de São Paulo, ou mesmo em outra data que lhe substitua, não seja fácil. Que seja mesmo um caminho árduo, cheio de percalços como as histórias relatadas brevemente acima. Que seja, enfim, como deve ser uma verdadeira  reestruturação: difícil, mas útil. Mas que possa trazer boas lembranças mais tarde.

corv-enc-brasil.jpg 

Foto: corveta encouraçada Brasil, via NGB

21
Deixe um comentário

avatar
21 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
Lula comanda hoje reunião no Planalto sobre DefesaBrazil (DT)marujoJSilvaRodrigo Rauta Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Meirelles
Visitante
Meirelles

A nova data para o plano é 10 de outubro.De que ano? não se sabe!!!

Sds.

Hornet
Visitante
Hornet

Meirelles, vc tirou as palavras da minha boca…10 de outubro de que ano? então acrescento: de que ano e de qual milênio? Eu já não entendo mais nada…estamos falando da apresentação de um plano de Defesa Nacional e não da efetivação deste plano, o que certamente envolveria gastos e até poderia ser justificável certos adiamentos, visto que nosso orçamento pra investimento é sempre aquela coisa linda. Mas se é só pra anunciar o plano, por que ficar adiando isso? Se é pra discutir o plano, democraticamente com a sociedade (como se espera num país democrático), por que não torná-lo público… Read more »

Hornet
Visitante
Hornet

Em tempo: teria como alguém averiguar se no dia 10 de outubro não vamos ter alguma visita oficial em Brasília… Lembremos que no dia 7 de setembro o anuncio do plano foi adiado devido a visita da presidentA da Argentina…E se no dia 10 de outubro tivermos a visita do presidente da Conchinchina, será que adiaremos de novo? Ou então a visita do primeiro ministro da Conchinchina? (não estou bem certo quanto ao sistema de governo conchinchinês, se presidencialista ou parlamentarista!!!!)… Vamos entrar em contato com o Ministro das Relações Exteriores e pedir encarecidamente pra que ele proiba qualquer visita… Read more »

Felipp Bittencourt Frassetto
Visitante
Felipp Bittencourt Frassetto

Em tempo, se me permite: é Angostura, ao invés de Antostura.
Muito interessante a matéria.
Abraços!

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Olha.Tenho uma informação de fonte fidedigna de que a próxima data é 31 de fevereiro!

André
Visitante
André

Hornet, às 3:27 de 22 setembro, perfeito o seu comentário.

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

10 de outubro não é 1º de outubro?

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

que parece com 1º de abril? ou como disse o colega, 31 de fevereiro?

Mahan
Visitante
Mahan

Ahh…o tempo em que a marinha imperial do brasil era a 2ª ou 3ª do mundo, tempo em que era respeitada e temida por virtuais adversários, inclusive os EUA compravam cruzadores da MB e também construímos encouraçados e monitores fluviais em nossos estaleiros.Hoje….hoje…ficamos ouvindo lorotas dos que deveriam apoiar nossa marinha.

Nunão
Visitante
Nunão

Obrigado pelo aviso Felipp, o erro de digitação e de revisão já foi corrigido.

Fábio Max
Visitante

EM 10/10~o tal Conselho Nacional de Defesa anunciará com pompa e circunstância que resolveu formar uma comissão de especialistas de altíssimo nível para tratar do assunto, e essa comissão terá um ano para apresentar os resultados da discussão do assunto com a sociedade…

Rodrigo Rauta
Visitante
Rodrigo Rauta

Ahahahahahahaha…será que é mais uma piada do molusco???
P.s: Belissima pesquisa, muito legal esse tipo de informação e resgate da nossa historia!

Felipp Bittencourt Frassetto
Visitante
Felipp Bittencourt Frassetto

Mahan: dá mais detalhes aí sobre o que vc. falou, de os EUA já terem comprado navios nossos e tal. Onde encontro mais detalhes? Poderia indicar algum livro ou site?
Obrigado.

Abraços!

JSilva
Visitante

Olhe nesse link, os navios que o coleque se referiu acima são o ex-Amazonas e o ex-Almirante Abreu, irmaos de classe do Cruzador Barroso (1896 – 1931) e do Cruzador chileno Zenteno.

Temos muito mais detalhes para colocar sobre esses navios, mas por enquanto é isso:

http://www.naval.com.br/NGB/X%20-%20Nao%20vieram/Let-X2.htm

Vc ira notar que nao foram “exatamente” comprados do Brasil.

Nunão
Visitante
Nunão

Nessa linha de raciocínio, dá pra dizer que navios da MB também foram comprados pela Royal Navy, caso do Rio de Janeiro – Agincourt, além dos CTs classe Javary… Mas que os Norte-Americanos estavam de olho na MB no final do século passado isso lá é verdade. O Maine, que explodiu ao largo de Havana num episódio que deu origem à guerra entre EUA e Espanha (guerra que também tem a ver com a compra dos cruzadores citados pelo JSilva), foi projetado nos moldes dos encouraçados Riachuelo e do Aquidaban, da MB, dando início a uma longa linhagem de construção… Read more »

Nunão
Visitante
Nunão

Obs, onde escrevi “episódio que deu origem à guerra entre EUA e Espanha”, leia-se “forneceu o estopim para a guerra entre EUA e Espanha”.

Mahan
Visitante
Mahan

Como não? Os cruzadores não chegaram a ser incorporados à MB? Não foi o caso do Rio de Janeiro nem do CT classe javary, que como diz o NGB: “NAVIOS QUE NUNCA VIERAM”. Vou dar uma relembrada!

Mahan
Visitante
Mahan

Tem razão, estão listados como “NAVIOS QUE NUNCA VIERAM”, embora já com tripulação Brasileira e Brasão de armas da REPÚBLICA…VIVA A REPÚBLICA, ÚNICA, INDIVISÍVEL, LIVRE, DEMOCRÁTICA, CRISTÃ-OCIDENTAL E ALTANEIRA!!

marujo
Visitante
marujo

Amigos Poggio e Galante: dá gosto ver o trabalho de vocês, com o resgate dos acontecimentos militares mais expressivos ocorridos em 04 de outubro feito neste post, e o lançamento dos blogs aéreo e terrestre.

Brazil (DT)
Visitante
Brazil (DT)

Mahan, Mahan! Não se exalte tanto com a (res) pública, pois o vizinho (ele como o Gran Marechal) sonha com uma UNA, INDISSOLÚVEL, SOCIALISTA e PERPÉTUA – a URSAL, já ouviu falar? “UNIÃO DAS REPÚBLICAS SOCIALISTAS DA AMERICA LATINA” – a caminho da efetivação, após a realização do grande Fórum de São Paulo. Qualquer vacilo e ó! Quanto a possíveis confrontos na região: Não temam! Isso está longe de acontecer.

trackback

[…] Estratégicos) e dos comandantes das Forças Armadas. Jobim e Mangabeira são os autores do Plano Estratégico de Defesa Nacional, recentemente entregue ao presidente Lula. Antes dessa reunião, Lula despacha, no Planalto, com o ministro da Previdência Social, José […]