Home Tecnologia Corvetas da classe ‘Pohang’

Corvetas da classe ‘Pohang’

696
91

pohang-class-corvette-1.jpg

Segundo uma fonte, representantes da Coréia do Sul teriam visitado o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro e proposto a modernização do mesmo, para a construção de seis destróieres KDX-II para a MB. Como contrapartida, a Coréia do Sul também teria oferecido a transferência para o Brasil, de um grande número de suas corvetas da classe “Pohang”, de 1.350 toneladas.

A Marinha Sul-Coreana construiu 24 corvetas “Pohang” (ver fotos), que se fossem transferidas para a MB, ocupariam o lugar dos planejados NaPaOc de 1.200 toneladas.
As “Pohang” são corvetas de patrulha, fortemente armadas, em três diferentes configurações (ver fotos). A mais capaz possui 2 canhões automáticos Oto Melara de 76mm, dois reparos duplos automáticos de canhões Breda Bofors de 40mm/70, mísseis anti-navio Harpoon (4 navios têm o MM38) e dois lançadores triplos de torpedos anti-submarino Mk.46. Os navios possuem um sonar holandês Signall PHS-32, radares de busca e direção de tiro.

A propulsão dos navios é CODOG, similar à usada nas nossas “Inhaúma” (facilitando a manutenção), com dois motores diesel MTU e uma turbina LM2500. A velocidade máxima é de 32 nós e a autonomia é de 4.000 milhas a 15 nós.

NOTA DO BLOG: Se a proposta for mesmo verdadeira, seria uma oportunidade de ouro para a MB matar dois coelhos com uma só cajadada: construir modernas escoltas no país e resolver o problema da carência de meios para patrulha marítima, em pouco tempo.

pohang-class-corvette-2.jpg

pohang-class-corvette-3.jpg

pohang-class-corvette-5.jpg pohang-class-corvette-6.jpg

91
Deixe um comentário

avatar
91 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
57 Comment authors
Luiz Floriano AlvesPINHORTdecioMoriah Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leo
Visitante
Leo

É bastante interessante a proposta. Só espero que a MB não se perca com diferentes propostas. Ela pode terminar como o FX da FAB. No fundo a FAB não sabe o que querer e está trocando os pés pelas mãos no projeto de renovação da sua frota. Até agora a MB tem se mostrado bastante objetiva. Vamos torcer para que continue assim.

BVR
Visitante
BVR

Seria, de fato, uma oportunidade de ouro; mas…será que a Coréia sulista não sofreria uma “pressãozinha” do Tio Sam, o que poria água no nosso chopp.
Mas, vamos aguardar a confirmação da proposta porque se não ficamos divagando e sofrendo porcoisa que ainda está no campo da especulação.
Sds aos amigos do blog.

Rafa B
Visitante
Rafa B

interessante.. se essas 6 KDX-II focem mesmo feitas para a MB c capacidade antiaérea (AAW).. a marinha teria um grande ganho de poder..
Se fosse criada 6 GT com um destróieres KDX-II em cada GT e acompanhadas c mais 2 fragatas e 2 corvetas.. Teríamos 6 Grupos tarefas c 5 escoltas cada, totalizando 30 escoltas..
( 6 destróieres AAW, 12 fragadas ASW e 12 corvetas Patrulhas ), já temos 10 fracadas e 5 corvetas.. nw estamos longe disso.. eu sei q nw é tao simples , mais nw custa dar uma pensada rsrs

Obrigado

welington
Visitante
welington

Se a proposta se comfirmar sera uma oportunidade de ouro não podemos perder essa!

Shandowlord
Visitante
Shandowlord

Não teria nenhuma chance de vir um KDX-III?
Nem que se seja 1 unidade apenas seria um tipo de navio que levantaria o patriotismo dos brasileiros e diminuiria muito o anti-americanismo no Brasil se vir com os sistemas completos,

edilson
Visitante
edilson

belos navios porém 1bi cada um é demasiado para nosso orçamento.
sistemas de armas em estado de arte e capacidade anti aérea muito boa, mas creio que não temos como operar uma máxima destas nas configurações em que a coreia está usando.
quanto as corvetas, boas e bem armadas porém acho que eseria melhor desenvolver no brasil uma versão nacional das corvetas Gowind
ou mesmo do novíssimo projeto FM 400
http://www.meretmarine.com/article.cfm?id=108302.
é a minha sugestão.
comprar sem capacitar e desenvolver é continuar a persistir no erro e dar continuidade aos nosso atrazo.
quanto aos KDX formidáveis, seriam sim muito bem vindos…

Joaca
Visitante
Joaca

Senhores
Se esta proposta for verdadeira, explicaria o fato das FREM’s terem subido no telhado.
At
JM

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

Com relação a esta noticia, se for bom para a MB, que se ja aceita, pois, os sulcoreanos já fazem excelentes navios faz tempo, e ter esta parceria com eles seria muito bom para a MB e para o AMRJ que passaria a ter capacidade de manutenção e construção de meios modernos. Quanto a contrapartida, a própria palavra já diz tudo. Não sei o numero de Pohangs oferecidas no pacote, mas sei que se temos que patrulhar a nossa enorme costa, se temos que patrular a área petrolifera, se vamos abrir mais 2 bases navais, precisaremos de meios, e esta… Read more »

RL
Visitante
RL

Se vierem com toda gama de armamentos e aparatos tecnológicos seria ótimo. A curto prazo seria muito bom sanar o buraco que existe em nossa esquadra para vigiar e proteger as camadas do pré-sal.
Agora. Se vierem como o Nae São Paulo, somente a casca sem recheio. Não sei até que ponto seria vantagem.

Más, vamos aguardar.

Abraços.

edilson
Visitante
edilson

ou ainda para patrulha da ZEE acho que os NAvantia seriam uma boa opção
http://img217.imageshack.us/img217/8376/povlt8.jpg
desde que fossem ao menos montados no brasil, não acho que comprar seja uma proposta boa a longo prazo.
mas antes de tudo é preciso definir os recursos para a marinha e para as demais FA…

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

SÓ para completar, não sou contra a construção dos NaPaOc aqui no Brasil, muito pelo contrário, por ter configuração diferente da Pohang sulcoreana, apenas a quantidade pretendida de 5 meios é que acho pouco.
Dos 27 alardeados pelo MD, seriam 5 NaPaOc e o resto com o NaPa Vigilant.
Se levamos 2 anos para construir 1 NaPa, quanto tempo levaremos para realizar este total acima afirmado pelo MD?
Pensem! Prefiro ter essas Pohangs por aqui, pois seria a forma mais rápida de cobrirmos a nossa costa.

Bosco
Visitante
Bosco

Dois canhões de 76 mm e 2 reparos duplos de 40 mm.
Eh coisinha esquisita!

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

30 anos atrás a Coréia do Sul era um país atrasado da Ásia e ainda sofria com os efeitos da guerra contra a Coréia do Norte. O governo investiu pesado em educação e hoje é uma potência em todos os sentidos. Que sirva de exemplo para nós.

pablo
Visitante
pablo

esse negocio com a Korea nao implicaria na parceria do Brasil com a Franca ????
os sub’s convencional/nuclear nao seriam fabricados no AMRJ ??
ou isso nao tem nada a ver ???
por essas e outras noticias, tenho certeza de que o tal plano vai demorar e muito pra sair…
agora uma pergunta de leigo, o casco desse destroier koreano e “compativel” com o nosso tipo de mar ????

direto do fundo do mar
Visitante
direto do fundo do mar

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa! 🙂

O casco é 100% “compatível” com nossa costa. E vejam o tamanho da Koréia do Sul e vejam o nosso. Eles constroem 24 rindo enquanto nós ficamos aqui penando para fazer uma e levamos 14 anos para acabar a mesma. A $$$$$ existe o que não existe é Foco neste país, ou melhor, existe sim, para o próprio umbigo dos politicos. 🙁

Bosco
Visitante
Bosco

Acho que o problema do Brasil é o imediatismo. Pegamos apenas o pior que o sistema capitalista tem a oferecer e juntamos com o pior que a religião cristã tem a oferecer e deu em nossa sociedade que não pensa nas gerações futuras e por isso não faz planejamento de longo prazo. Somos uma Capitania Hereditária da época do Brasil Colônia aperfeiçoada, travestidos e com o pomposo nome de República. E só. Até mesmo o conceito filosófico e ético da religião cristã é altamente individualista. Se crer é o suficiente para a “salvação eterna” porque implementar avanços em uma existência… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Direto,
fiquei sabendo que ontem teve festa lá na sua casa. Dê um abraço ao Rei Netuno por mim.rsrs…

Thiago
Visitante
Thiago

É uma boa essa proposta para a MB se for verdade mas, a minha preocupação é que a MB tem um historico triste de regeitar boas propostas é comprar coisas ruins.

Bosco
Visitante
Bosco

O engraçado é que países que perderam a SGM e saíram arrasados hoje são potências mundiais.
O Vietnã e a Coréia também foram arrasadas na segunda metade do Século XX e hoje possuem uma pujante economia.
Aposto que dentro de uns 15 anos o Iraque e o Afeganistão estarão altamente desenvolvidos.
Mas o velho e querido Brasil, com todas as riquezas naturais imagináveis e em abundância,que fazia parte das nações Aliadas vencedoras da SGM, onde não caiu uma única bombinha em seu território continua devagarim devagarim quase parando.
Vai entender!

Bosco
Visitante
Bosco

Nossa sociedade funciona mais ou menos assim:
A classe dos Cidadãos: composta por servidores públicos (eleitos, concursados e apadrinhados), grande empresariado, sem terras (sem salários, sem dinheiro, etc), presidiários e o Clero (padres, pastores e equivalentes).
A classe dos Párias: profissionais liberais e pequeno empresariado.

Nimitz
Visitante
Nimitz

Isso sim é compra de oportunidade! As “Pohang” são boas demais para o Brasil, muito bem armadas e serviriam muito bem para a ampliação das 3 Esquadras. Lembrem-se que da Bahia pra cima quase não temos navios para patrulha da nossa IMENSA e abandonada área marítima. Vejam a matéria sobre a base de São Pedro e São Paulo para terem uma noção do abandono. Umas quatro “Pohang” baseadas no Pará, já dá pra cobrir bem aquela área do Norte/Nordeste. São navios de grande autonomia, com poder de fogo pra usar se precisar e ainda velocidade alta para não deixar escapar… Read more »

GustavoB
Visitante
GustavoB

Desculpe, mas o Iraque e o Afeganistão não estarão “altamente desenvolvidos” daqui a 15 anos. Arrisco dizer que o segundo não estará desenvolvido nos próximos 50 anos.

Falando assim até parece que o Hellfire é um maná dos céus.

TENENTE
Visitante
TENENTE

Será que dá para colocar um hangar nessas corvetas? Abraços

Galante
Visitante

TENENTE, pra quê hangar? Para operar Esquilo?
Melhor usar UAV e contar com o apoio dos P-3AM da FAB.

pablo
Visitante
pablo

as Pohang operam UAV’s ????

cesar
Visitante
cesar

que tal substituir o reparo 76mm de popa por SAM?

cesar
Visitante
cesar

o que está instalado na popa da 758?

edilson
Visitante
edilson

que tal desenvolvermos e construirmos um programa nosso ainda que levem 15 anos para adiquirí-los todos?

Galante
Visitante

Cesar, é um reparo duplo de canhões Emerson Eletrics de 30mm.
Veja o link pra conehcer a arma:
http://www.navweaps.com/Weapons/WNUS_30mm_Emerlec.htm

Nelson Lima
Visitante
Nelson Lima

Bom negócio. Sou a favor, mas, tudo que parece muito bom e vantajoso pode ter aranhas camelo escondidas nos porões. Ai, que medo!

Patriota
Visitante
Patriota

O “76 super rápido” é uma arma formidável, na minha opinião se encaixa perfentamente nesta categoria de navio.

Excel
Visitante
Excel

Compra, Compra Compra, Compra ….

Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Infelizmente já sei a desculpa que será usada para não aproveitarmos essa ótima oportunidade se a mesma for real: “Acabou-se o tempo de compras de prateleira.”

VocÊs vão ver :/

taer
Visitante
taer

Infelizmente tenho que concordar com Tiago, não vai rolar…..
Sds.

Paulo
Visitante
Paulo

Não estavam perguntando por que o MInistro não tinha citado as escoltas francesas? Pode estar aí a repostas!
A proposta é modernizar o AMRJ também!
Se vierem “fully armed” pode aceitar de olhos fechados.
Mas já sei o que dirão: escoltas pohang, não, muito armadas….KDX – II, não, obrigado, eles não fazem “biquinho”…..

André de POA
Visitante

Os navios podem vir, já os harpoon…
Abraço a todos.

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Ótima idéia!!! Mas não é essas da foto não né? Mas a idéia por si só é muito boa, para termos 6 destroier.

Roberto
Visitante
Roberto

Seria fantástico se a MB aceitar esta proposta, teríamos meios já e ainda poderíamos iniciar a construção de uma nova Barroso, mais moderna, mais avançada, com desenho furtivo, mais bem armada…
aliás, além de modernizar o AMRJ por que não incluir na proposta a construção de um novo arsenal E como contrapartida a aquisição de 3 KDX III sendo uma construída na Coréia e 2 aqui ? Ou 1 aqui e 2 lá, o que acho melhor conhecendo nossos políticos, construindo lá teríamos de pagar, construindo aqui, sabem né, contigenciamento, falta de verbas…

André
Visitante
André

CorsárioDF,
Parece mesmo que as corvetas das fotos estão bem rodadas. Talvez por isso o seu comentário, não foi?
Sds a todos.

Iuri Korolev
Visitante

Caro direto do fundo do mar em 26 Set, 2008 às 9:15

Concordo plenamente ! O que falta no Brasil são estratégias definidas e bons gerentes. Típico de um país ainda imaturo.

Com relação à Coréia, ótimo ! País muito mais empreendedor que os japoneses e atualmente na frente deles até em high tech, vide a Samsung e LG na ponta e a Sony andando para trás.

Muito bom parceiro. Eles sim farão a coisa andar.

Sds Iuri

Roberto
Visitante
Roberto

aliás, uma pergunta, elas viriam completas ou não ?? alguém sabe dizer…

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

O que acho mais interessante nesta proposta é a construção pelo AMRJ dos destróieres KDX-II, que são dos mais capazes em termos de escoltas atualmente. Um progresso e tanto para nós. Mas concordo com algumas das opiniões anteriores: acho que não vinga. Será mais uma grande oportunidade perdida.
Excelentes destróieres… e nacionalizados. É uma pena!!!

Abraços!

Henrique Sousa
Visitante
Henrique Sousa

Esta é uma boa proposta? Sim! Como tb são algumas outras que já estão na mesa para o país analisar. Não existe resposta absoluta para este problema de armamento/rearmamento, o que existe e a que melhor se adapta à sua situação e perspectiva. Espero que os planejadores de nossas FAs tenham autonomia e discernimento para concatenar os fatores do cenário atual e futuro, e mostrarem aonde apontar a proa. Mudando um pouco o assunto concordo com o que o Bosco disse: em 15 anos Iraque e Afeganistão avançarão em muito no desenvolvimento. Uma análise crítica, sem preconceitos e hipocrisias das… Read more »

Shandowlord
Visitante
Shandowlord

Gostaria que a MB aposentasse o SP e comprace um KDX-III completo.

König
Visitante
König

Bosco o Brasileiro parece mulher de malandro quanto mais apanha mais gosta…
Concerteza seria uma execlente parceria e mas quem sabe a modernização inclua apenas a parte destinada a navios.
Saudações

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Sim André, mas em se tratando de um preço de oportunidade e vindo com a modernização do AMRJ e posterior fabricação KDX-II, quem sabe? Agora a classe de destroiers parece ser mais do que atraente, mas com a “notícia” postada por alguns que custaram cada um o equivalente a 1 BILHÃO de verdinhas, eu sinceramente acho que estamos fora… Sem contar o armamento que o EUA não vai liberar pra gente.

cesar
Visitante
cesar

valeu a dica galante.
sds.

Excel
Visitante
Excel

Caro CorsarioDF,

O valor de cada KDX-II é em torno de US$ 600 milhões. O valor do KDX-III é de US$ 1 bilhão.

marujo
Visitante
marujo

Não estou convencido de que o KDX – II é uma boa escolha, pois me parece muito pouco furtivo.Quanto às corvetas, só se vierem de graça, tem um aspecto de deja ju. De repente, os 05 patrulheiros do CNA francês possam ser melhor negócio, pois tem a mesma capacidade de armamentos e de sistemas, além de ser um projeto novo.Mas, convoco nossos bambas do post, que com exceção do Direto e do Galante, ainda não se apresentaram para que a discussão possa atingir um novo patamar.

König
Visitante
König

Marujo as corvetas pelo jeito fariam parte das contra partidas elas aparentam ser melhor no mar grosso do que as Inhauma.
Ah não ser que viesse as Laffaeyte para termos algo melhor, ai sobraria o que as Meko 200 como Opção de fragata furtiva.
Saudações