quinta-feira, maio 26, 2022

Saab Naval

A questão dos submarinos

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

scorpene-3.jpg

No final de dezembro, o presidente francês Sarkozy deve visitar o Brasil, para acertar uma série de acordos com nosso país, inclusive na área de Defesa.
Entre os acordos, possivelmente estará o da construção de submarinos no Brasil, com transferência de tecnologia.

Até lá, continuaremos publicando notícias e informações sobre os submarinos alemães e franceses. Já enviamos um e-mail à Thales com as dúvidas mais freqüentes dos leitores sobre os submarino proposto ao Brasil e estamos aguardando resposta. Com relação ao U214, temos muito material que trouxemos da Alemanha e vamos disponibilizar aos leitores

Acreditamos que temos obrigação de fazer isso, já que este submarino até 2006, era a escolha da Marinha do Brasil. Foi só a partir de 2007, que o rumo da coisa mudou e essa mudança poderá ter conseqüências boas e ruins.
Não temos o objetivo de converter ninguém, mas sim provocar a discussão e a reflexão sobre o tema submarinos, que vem crescendo de importância a cada dia. Afinal, a arma submarina é o principal elemento dissuasor da nossa Marinha.
Existem pessoas que comentam aqui no Blog Naval acusando-nos de parcialidade. Mas para tirar a dúvida, convido-os a pesquisarem no campo “busca” no canto superior direito do Blog, onde poderão verificar a quantidade de matérias que publicamos sobre os submarinos franceses, isso sem contar as notícias do antigo blog.
Como contribuinte, também tenho interesse no que é melhor para a Marinha do Brasil, mas não tenho a pretensão de catequizar ninguém.
Tenho certeza que nossos leitores sabem interpretar a informação e são capazes de formar sua própria opinião sobre o assunto.

NOTA DO BLOG: De quebra ainda publiquei uma foto do “Scorpène”, espero que os fãs do U214 não fiquei chateados.

- Advertisement -

39 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hornet

Pra ajudar a pensar o que pode acontecer nesta visita da Carla Bruni (se o Sarkozy vier também, tudo bem, não sou ciumento!!! rs.) ao Brasil, deixo aqui uma nota que saiu hoje no site “netmarinha”: “O governo federal prepara uma agenda diversificada para a visita do presidente francês, Nicolas Sarkozy, ao Brasil, prevista para o dia 22 de dezembro. Entre os pontos altos do encontro estão o lançamento oficial do Ano da França no Brasil e a aliança estratégica de cooperação na área de defesa. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, a agenda do encontro… Read more »

RL

Hornet. Tão plausivel quanto ao chamado do Galante para esta matéria foi o complemento que você adicionou ai em cima. Muito Bom. Vavmos torcer para que estes acordos sejam tão logo firmados para não perdermos mais tempo. Sabemos que os alemães estão a todo vapor para ainda fornecerem ao Brasil os seus Sub´s o que eu vejo com bons olhos já que tudo o que temos hoje é devido ao trabalho anterior com eles. Se vierem os franceses como disse o Galente, realmente teremos pontos positivos e negativos. O ideal seria matermos a parceria com os Alemães para mais duas… Read more »

Vassily Zaitsev

No Blog do Poder Aéreo existe uma viúva do Flanker, que se auto-denomina Vovódka ( ao que tudo indica, gente fina), aqui no Blog Naval, sou a viúva do IKL-214 ( para mim, o melhor SSK existente no mercado). Sempre defendi a MB equipada com os 5 IKL-209 atuais + 5 -214 estalando de novos. Mas, como querer não é poder, vamos de Marlin ( ou Scórpene, sei lá) mesmo. Como foi dito recentemente aqui no Blog Naval, não importa se seja francês, alemão, russo ou marciano; se o que for adquirido, ampliar a capacidade operativa da MB, que seja… Read more »

Hornet

RL, pois é, essa questão dos americanos terem levado a modernização dos subs eu também não entendo, o correto seria fazer isso na Alemanha (ou mesmo aqui no Brasil, mas com os alemães por perto, tendo em vista que nossos subs são oriundos de um projeto alemão…mas enfim…). Eu gostaria de deixar claro ao amigos do Blog que não torço pra França, não estou defendendo a França acima de qualquer coisa e nem nada disso (aliás, sou filho de alemães, deveria estar torcendo pelos subs alemães, mas não confundo as coisas….até porque sou brasileiro, e não francês ou alemão), mas… Read more »

Ulisses

“a construção de uma fábrica de helicópteros e a parceria entre os países para a construção de uma empresa conjunta para construção de submarinos nucleares.”

Pra você ver,Hornet,tem gente que ainda dúvida do PND.

teles

NOSSOS MILITARES SÃO COMPETENTES E A MARINHA TEM FEITO MUITO ESFORÇO PRA ISSO, JA O NOSSO GUIA E SUA TRUPE CHEIA DE PERIPECIAS,É MOTIVO PRA RIR.
É UMA PENA MAS DUVIDO QUE ELES CONCRETIZEM ISSO, AINDA MAIS COM O NAO AUMENTO DOS RECURSOS COMO JA FOI DITO.
O LULA DEVERIA TRAZER DE VOLTA A CPMF KKK, SO QUE DESTA VEZ PRA FINANCIAR O REAPARELHAMENTO DAS 3 FORÇAS. E OLHEM QUE SERIAM 40 BILHOES POR ANO.

Hornet

Ulisses, eu não sei o que as pessoas esperam do PND…se esperarem que vamos criar uma USAF e uma US Navy aqui no Brasil, então certamente ficarão frustrados… Agora, se esperarem uma reformulação na política de defesa, um planejamento estratégico de ações etc., então não há o que duvidar, pois o PND já está se fazendo (ao se discutir e colocar o assunto de Defesa na pauta dos grandes jornais e da sociedade em geral já foi um avanço e tanto desse PND)…e a vinda da Carla Bruni (o Sarkozy precisa vir mesmo? Por mim ele podia ficar lá em… Read more »

Leandro Furlan

Sou defensor do IKL-214, para mim o melhor submarino do planeta. Agora, o site Poder Naval tem que adimitir também que “puxa mais o saco” para esse submarino do que para o francês Scorpène… Nunca falei isso mas já que tocaram nesse assunto neste post, vou confirmar o que alguém por aí já disse: os “U-‘s” são bem mais falados aqui do que os submarinos de origem francesa. Mas isso não deve ser levado em conta, visto que qualquer autor apresenta sua opinião sobre determinado assunto, e sempre penderá para o lado que mais lhe convém. É claro que a… Read more »

Leandro Furlan

E se a razão pela escolha do Marlin for benéfica ao resto das forças armadas (fábrica de helicópteros EC-725 Caracal, submarino nuclear, caças Rafale, fragatas FREEM, soldado do futuro), eu fico com o submarino francês apesar de achar o IKL superior.

Wolfpack

E o sub nuclear que é o sonho da MB, a Alemanha detém a tecnologia necessária para este desenvolvimento? A Angra II foi desenvolvida pela Siemens KWU, mas não me lembro de nenhum submarino nuclear alemão. Alguém pode esclarecer?
IKL-214 é um ótimo AIP mas daria este salto tecnologico que a MB deseja em direção ao SSN?
O Marlin não paresenta uma capacidade de deslocamento maior que o IKL-214?

Leo

O Marlin não existe.

Ivan - PE

RL e Hornet, Realmente não faz sentido a modernização dos Tupi com equipamento Made in USA. Gosto muito da tecnologia americana, acredito inclusive que boa parte de nossa Marinha poderia acompanhar padrões Norte Americanos, pois em missões de paz ou garantia de passagem pelo Atlântico Sul navegaríamos com eles. Na superfície do Atlântico vc navega com os E.U.A. ou, eventualmente, sem incomodar os E.U.A., mas nunca contra os E.U.A.. Mas a guerra submarina não. Esta é a negação do mar. A arma de defesa do mais fraco ou de proteção do flanco do mais forte. No meu entender, sob as… Read more »

Leandro Furlan

Amigo Leo,

A Espanha encerrou suas relações com a França na fabricação do submarino Scorpène para exportação…

Por isso, a França ficou emburrada e não vai mais fabricar submarinos para exportar?!?! É óbvio que não. A versão francesa será o submarino Marlin.

BRASIL COMPRA 4 SUBMARINOS MARLIN E 6 FRAGATAS FREMM:
http://movv.org/2008/11/06/o-brasil-vai-construir-4-submarinos-marlin-e-6-fragatas-fremm/

Leo

Leandro, As especulações nos mercado são várias: 1. Há quem acredite que o Marlin é apenas um Scorpene fabricado inteiramente na França. 2. Outros acreditam que um Scorpene aumentado para competir com o S-80 espanhol. 3. Outros creem ainda que é apenas um Scorpene como modificações mínimas para que o diferencie do Scorpene original e não cause problemas com a Navantia do ponto de vista contratual 4. Existe uma foto de uma maquete que mostra o Marlin com lemes em “X” ao invés da tradicional forma em “+”. Isto seria um indicativo que alterações substanciais foram feitas ao projeto do… Read more »

Nimitz

Resumindo, os franceses vão nos vender um submarino que não existe…rs

Ivan - PE

“Peraí” Nimitz… Se não existe é melhor recontratar os alemães e construir um U-215 ou U216, “maiorzinho” para o Atlântico, enquanto vamos um Sub Nuc. Desculpem. Mas minha simpatia está com IKL & Companhia… Falando sério. Os dados do S-80 da Espanha eram impressionantes, um excelente submarino, com sistemas de armas americanos, o que irritou profundamente os europeus. Se a França apresentasse um concorrente direto ao S-80 seria sensacional. Entretanto se não o fizeram para a Índia, que é um mercado maior, por que fariam para nós, que estamos “satisfeitos” de fabricar os novíssimos Pumas… desculpem, quero dizer Cougar… ou… Read more »

Jorge

Considerando tudo correr bem com a nossa economia e o “PAC da Defesa” não sofrer atrasos, qual seria o cronograma previsto para recebimento e entrada em operação desses 4 Subs [Marlin(ex-Scorpene)] pela MB?

Se alguém já postou essa informação, palavra que eu não achei aqui no Blog.

Hornet

Ivan, muito bom seu comentário. Não acho que vamos enfrentar a US Navy e nem nada disso, mas o que vc falou tem muita lógica. O submarino seria a última arma que deveríamos modernizar nos EUA. Concordo plenamente. Aliás, esse tema poderia ser melhor discutido aqui no blog. Por que fomos fazer essa modernização dos nossos Subs nos EUA? Taí uma dúvida que eu tenho. Sobre a logística, tem tudo pra ser o samba do criolo doído (ao menos por um tempo razoável)…não tenha dúvida. No entanto, se a questão do Sub Nuc está fechada, e parece que está, é… Read more »

Ulisses

Amigo Hornet,algo a ressaltar sobre a defesa é(quero que a Carla Bruni venha e o Sarkozy não)ooopss,não foi isso que quis dizer(ou quiz?),é que,muita gente se leva pelo o que aconteceu no passado,temos que dar a volta por cima porque o passado já passou e o momento é agora! Se o PND não funcionasse,então porque FXII,Novos meios navais(escoltas,subs e etc),URUTU III e etc? Uma semana antes do MSS 1.2 ser entregue ao exército,um dos colegas do blog disse”do jeito que vai parece que essa arma nunca vai sair do projeto”e uma semana depois o que aconteceu?Apareceu e advinha só ele… Read more »

Ivan - PE

Valeu Hornet.
Vc me convenceu, vamos de Scorpène… por enquanto.

Hornet

Ulisses,

eu já estou na campanha: Fora Sarkozy!!! Que venha só a Carla Bruni…Fora Sarkozy!!! Rua, xispa, vaza, xô…rs.rs.rs.

Ivan,

minha idéia não é convencer a ninguém, não…a não ser a Carla Bruni, é claro!…Xô Sarkozy!!!rs.rs.rs.

A idéia é trocar informações, e só isso.

um forte abraço aos amigos

Marco Antonio

Será que a modernização dos nossos submarinos foi feita nos EUA porque sairia mais cara na Alemanha?
Tenho visto alguns colegas do Blog escreverem sobre uma certa firma que atravessa os negócios com a nossa marinha, não permitindo que se compre direto do fabricante por uma imposição contratual, o que tornaria os custos proibitivos.
Acho a escolha dos Scorpene a mais acertada agora, não só pelo submarino em si, mas por todo acordo que acredito estar sendo fechado com a França, melhor ainda se incluir a Carla Bruni no negocio!!!rs.rs.rs.

Abraços a todos

Tiago Jeronimo

Eu ia dar minha opnião mas o Hornet já disse tudo que se devia dizer por isso só quero dar os parabéns a ele por ter dito o que disse 😉

Sds,

Hornet

Uma notícia que talvez possa animar os mais desanimados…

http://www.ipen.br/sitio/?idc=4301

A notícia, publicada na semana passada (22/11/2008), é sobre a vinda do Sarkozy (parece que ele vem mesmo…mas a torcida é pela Carla Bruni…xô Sarkozy, sai fora!!!), a questão dos submarinos, o acordo com a França, o plano de defesa etc. Achei interessante. Não sei se os amigos já leram (eu não tinha lido ainda)…Pra quem não leu, acho que vale a pena ler (uma sugestão apenas)…

abraços a todos

MARCOS

VLW GALERA MUITAS INFORMAÇOES IMPORTANTES PARA TODOS
ABRAÇOS VLW A TODOS

Ulisses

Valeu Hornet,agora eu me animei tanto que li isto que você postou antes de tomar o café da manhã,estão vendo?depois dizem que as coisas não andam.

almirante

Hornet e Ulisses:
eu acho que o Brasil só vai compra o Marlin ou Scorpene? porque foi a Carla Bruni que pediu rsrsrsrsrs bom como a Chanceler Angela Merkel (é assim que escreve?) não é uma vendedora tão BOA o negócio vai para a França hehehe.
Agora sério se a parceria com a frança cubrir tudo o que foi dito como aviões,fragatas, e outros bom que venho os francos.

saudações

Pedro

A ser confirmada a informação do Leandro Furlan (01 dez 20h20) e teremos excelêntes novidades para a Marinha!
Afinal 4 subs novos mais 6 FREMM trariam a MB para um patamar totalmente diferente.
Só faltaria aceitar a proposta dos coreanos!
6 FREMM + 3 KDX II + 4 marlins (sem contar os subs já existentes) + pohangs + escoltas já existentes + patrulhas + AMRJ modernizado + A4 modernizados/volta do Opalão (será???) = Marinha de verdade. (ao menos pra baixo do equador…)
Tudo isso sem contar a finalização do snb…

Taer

Acredito que a opção do governo e da MB pelo submarino françes ocorra pelo fato de que aos novos submarinos (Marlin) serão incorporados novos desenvolvimentos, alguns deles alegadamente resultados dos estudos franceses para a construção de sua nova familia de submarinos nucleares. Amigos, isso a industria alemã, por mais conceituada que seja, não nos pode oferecer.
Um abraço a todos.

JSilva

Ivan – PE, segundo um papo off-line com o Gato Mestre parece (conversamos muita coisa) que a HDW tem o projeto de construir uma evolução do U-214 esticado. Basta alguém aparecer com essa necessidade/especificação. Essa versão plus teria, salvo engano meu, uma seção com VLS capaz de lançar mísseis (de cruzeiro ?????). IKL-214 agora e aumentado daqui a alguns anos, quem sabe. Não iríamos ficar sozinho porque a Austrália esta procurando um submarino justamente com essas especificações para complementar /substituir os Collins. Esse novo submarino australiano deve ser capaz de lançar mísseis anti-navio e de cruzeiro e com autonomia para… Read more »

ARCANJO

Galante, Parabéns pela grande vitória. Foi muito importante você conseguiu furar o bloqueio da timidez dos alemães, entrar e visitar o centro nevrálgico da HDW, debater e ouvir palestras de técnicos renomados, , tomar conhecimento de novas técnicas e visitar submarinos em construção . É, porque lá, pelo que se sabe, o “problema” é o número elevado e constante de encomendas enquanto em outros estaleiros o problema real é a falta absoluta de encomendas e um programa de demissões em marcha. Enfim, você esteva no maior centro mundial de desenvolvimento e construção de submarinos, certo? Continue nos contando tudo! Você… Read more »

TURBINA

Atenção.

Para quem ainda não sabe: os alemães não só dominam tecnologia de ponta para fabricar submarinos nucleares como apresentaram proposta específica para a MB.

É só conferir …

No Brasil tudo se vaza ..

CJ

Onde pode ser consultada a informação acima?

TURBINA

Oficialmente sòmente com a MB ou com o escritório da HDW (FERROSTAAL) no Brasil … oficialmente …

Aliás acho que oficialmente não vão dizer muita coisa mas vale a tentativa … minha fonte não pode ser revelada, óbvio …

Mas a fonte é tão segura que podem até não falar muito ou nada, mas desmentir não acredito … seria muita “cara dura”…

William Canaris Jr

Sobre a futura influência da França no desenvolvimento de submarinos convencionais ou de propulsão nuclear no Brasil:

No setor nuclear a primeira usina termonuclear (Angra 1) foi vendida pelos EEUU, a segunda (Angra 2), foi vendida pelos alemães da Siemens/KWU, que é atualmente controlada pela AREVA NP, uma empresa… francesa, com certeza. Nada mais lógico que os franceses absorvam os investimentos brasileiros nas áreas nuclear e de construção de submarinos, notadamente quando existir a convergência submarino-propulsão nuclear. Vamos apenas mudar de sinhozinho…

Sem saco

Engraçado, os alemães dominam tecnologia de ponta para fabricar submarinos nucleares, e não tem nenhum !?!?!?

Nimitz

Sem saco, a propulsão nuclear nada mais é do que propulsão à vapor, que usa um reator no lugar da caldeira.
O maquinário externo (bombas, tubulações, válvulas etc) ao reator é muito semelhante ao que temos no nosso São Paulo e outros navios antigos.
Os alemães já construíram um navio mercante à propulsão nuclear, o Otto Hahn (tem post aqui no Blog), que até foi oferecido ao Brasil na década de 70. Segundo os alemães, não haveria maiores problemas em integrar um reator a um submarino.

Alexandre F.

Bom, como o amigo Galante colocou acima, é a pura verdade: “A França se tornou efetivamente a porta de entrada do Brasil, na Europa, e isso desde 2005). Não é uma coisa que apareceu do nada, ou que foi formulada apenas para se construir um submarino nuclear, como pode dar a entender quando olhamos rapidamente para o tema. Brasil e França têm vários interesses mútuos na área de Defesa (com posições semelhantes – de relativa independência – diante da geopolítica internacional) e que serão ratificados nesta vinda do Sarkozy…digo, da Carla Bruni…hehehe (sai fora Sarkozy!!!rs.” avacs estao com a visao… Read more »

Cláudio Roberto dos Santos

Nossos governos vivem dizendo que querem sair de uma visão de Paiz do 3º mundo para 01 de 1º mundo, mas na minha opinião só vamos ter esta visão lá fora apartir de investimentos massivos em nossas forças armadas, sómente os paises que fizeram estes insvestimentos começarão á ser respeitados pelo mundo global temos como ex: India, Paquistão e á própia venezuela sem investimentos nunca seremos respeitados.
Abraços á todos.

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -