Home Data Comemorativa Inaugurado busto do Almirante Tamandaré em Porto Seguro

Inaugurado busto do Almirante Tamandaré em Porto Seguro

223
0

A Marinha do Brasil inaugurou o busto do Almirante Tamandaré, no dia 27, em Porto Seguro. A solenidade aconteceu na Praça do Relógio e contou com a presença do prefeito, Gilberto Abade e seu secretariado, do deputado federal Zézeu Ribeiro, de representantes da Marinha do Brasil, vereadores e de autoridades militares e civis da cidade e do Estado. A solenidade foi presidida pelo comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Arnon Lima Barbosa, maior oficial da hierarquia da Marinha na Bahia, que ressaltou a importância da homenagem a Joaquim Marques Lisboa, o Almirante Tamandaré, Patrono da Marinha do Brasil, “em reconhecimento a uma vida dedicada à Marinha e à Pátria. Ele (Tamandaré) efetivamente, pode ser considerado um exemplo de brasileiro que muito contribuiu para manter unida a nossa nação”, destacou.

O capitão dos Portos da Bahia, Moniz de Aragão, por sua vez, enalteceu a atuação da Marinha do Brasil, por meio do 2º Distrito Naval, na região da Costa do Descobrimento. “A Marinha se sente honrada em estar aqui, inaugurando um busto de seu patrono, porque o Brasil nasceu como nação e pátria no mar, nessas águas de Porto Seguro”, disse. O comandante Ney Lira acrescentou que estreitar o relacionamento da Marinha com a sociedade, a fim de fomentar o desenvolvimento da mentalidade marítima na cidade é outro propósito da instituição.

O prefeito Gilberto Abade destacou a importância dessa homenagem ao Almirante Tamandaré nessa cidade onde nasceu o Brasil. Ele também disse que o busto será um atrativo a mais para a cidade. “Os turistas poderão vir ao local, saber um pouco mais dessa figura tão importante para nossa história e levar uma lembrança a mais de Porto Seguro”, afirma.

O descerramento do busto foi feito pelo vice-almirante, o comandante Arnon Lima Barbosa e pelo prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade. O delegado da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar), Moacyr Andrade foi convidado para participar da adeposição do arranjo floral no busto de Tamandaré. Um navio de guerra da esquadra brasileira foi enviado à costa da cidade, de onde realizou uma salva de dezenove tiros de canhão, de acordo com o cerimonial da Marinha do Brasil em homenagem a Tamandaré. Durante o coquetel de comemoração, oferecido pelo delegado da Soamar, foi entregue ao prefeito e ao delegado, um brasão da Marinha. O monumento foi assinado pelo renomado artista plástico Di Freire, que tem premiações pela Bienal Rodan, de Tóquio, que é a maior do mundo. Ele usou técnica milenar de fundição à cera perdida para fazer o busto, em oito meses de trabalho nessa peça.

História do Almirante Tamandaré

Joaquim Marques Lisboa, o Almirante Tamandaré, foi um militar da Marinha do Brasil. Na carreira, atingiu o posto de almirante, tendo os seus serviços à pátria reconhecidos pelo Império com a concessão do título de marquês de Tamandaré. Herói nacional, é o patrono da Marinha de Guerra do Brasil. O dia de seu nascimento, 13 de dezembro, é lembrado como o Dia do Marinheiro. Participou nas lutas da guerra da Independência do Brasil, na Bahia, da Confederação do Equador e da repressão às revoltas ocorridas durante o Período Regencial: a Cabanagem, a Sabinada, a Farroupilha, a Balaiada e a Praieira. No plano externo, participou da Guerra contra Oribe e Rosas e, com a eclosão da Guerra do Paraguai, comandou as forças navais em operação na bacia do Rio da Prata, em apoio à batalha do Passo da Pátria, à batalha de Curuzu e à batalha de Curupaiti.

Fonte: Jornal O Sollo

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Dunga
Visitante
Dunga

O Brasil se orgulha deste Brasileiro, deveríamos fazer um filme sobre a sua vida porque o filme valeria alguns OSCARS, sua vida foi extremamente util a Marinha e ao Governo de sua epoca, seu exemplo de Honestidade, liderança, competência e principalmente de “ser humano”.
Infelizmente não se fazem mais “Almirantes Tamandarés” mais por aí.

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Bem lembrado Dunga. São muito raros os filmes históricos no Brasil. A gente conhece mais por filmes do Nelson, Cochrane, Farragut, etc… do que do Barroso e do Marcílio Dias (não é o time de futebol de Itajaí-SC).

Xr
Visitante
Xr

Pessoal, acaba de sair uma notícia no http://www.alide.com.br sobre a entrega da proposta das KDX II à MB; também neste mesmo há uma entrevista com o Brigadeiro Saito.
Abraços

Mahan
Visitante
Mahan

Faltou citar a participação do Alte TAMANDARÉ na guerra da CISPLATINA, onde realmente realizou feitos cinematográficos, como a expedição à PATAGÔNIA.

Jacubão
Visitante

P…, vamos continuar a manter as velharias e tradições ultrapassadas e deixar o futuro para quando o Brasil entrar em guerra,tomar no c…
porque gastou-se o escasso dinheiro em coisas inúteis.