Home Noticiário Internacional Após 28 anos, HMS Sothampton deu baixa

Após 28 anos, HMS Sothampton deu baixa

223
0

hms_southampton1

O contratorpedeiro HMS Southampton (classe Type 42) da Royal Navy deu baixa ontem (13/02). A cerimônia ocorreu na base naval de Portsmouth, Reino Unido.

O Southampton, sexto navio a ostentar o nome da cidade homônima, foi construído pelo estaleiro Vosper Thornycroft em Woolston e lançado em Janeiro de 1979. O navio navegou 700.000 milhas náuticas desde que entrou em serviço em Outubro de 1981.

As provas de mar foram encurtadas assim que eclodiu a guerra das Falklands/Malvinas. Mas o contratorpedeiro só chegou à zona de combate alguns dias depois de encerrado conflito. Mesmo assim retornou ao Atlântico Sul diversas vezes para patrulhar a região.

Os navios da classe Tipo 42 estão dando baixa e sendo substituídos pelos contratorpedeiros da classe Tipo 45. O HMS Daring chegou a Portsmouth no último mês.

Assista ao vídeo da BBC sobre a baixa do navio.

FOTO: Poder Naval OnLine

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
marujo
Visitante
marujo

É Batch 2?

JACUBÃO
Visitante

Se é Batch 2 eu não sei, mas fico com mêdo desses cacarecos velhos acabar parando na MB.

lula
Visitante
lula

so um pequeno comentario cubão, estive a pouco dias no arsenal de marinha mas as fragatas type, unclusive uma estava docada, aparentavam serem mais novas que nossas niterois , entrei na f41 no passadiço assoalho de madeira !?!?!

lula
Visitante
lula

foi mal jacubão !!!

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

lula,

verdade que o assoalho da F-41 é de madeira??????? não seria a melhor escolha, visto a facilidade que a madeira pega fogo.

abraços.

airacobra
Visitante
airacobra

ae jacubao
To vendo q vc vai acabar tendo q guarnecer vulcan phalanx e 4 e meio ao inves do teu quarentinha
Abracao aos velhos amigos da marca da vida

Baschera
Visitante
Baschera

Sim, é uma Batch 2… HMS TYPE 42 DESTROYERS BATCH 2: Displacement: 4,820 tonnes Length: 125m / 410ft Beam: 14.3m / 47ft Speed: 30 kts Complement: 287 (Max.312) Armament: Twin Sea Dart Missile launcher 114mm (4.5 inch) Mk 8 gun 2 x 20mm Close range guns 2 x Vulcan Phalanx close in weapons system (CIWS) NATO Seagnat and DLF3 Decoy Launchers. Sensors: Type 1007 & 1008 Navigational Radar Type 996 surveillance and target indication radar 2 x Type 909 Sea Dart tracking radars UAT Electronic Surveillance System Type 2050 active sonar . Aircraft: L Lynx MK 8 helicopters with: Sea… Read more »

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Fragata type … deu branco ?

MO

paulo
Visitante
paulo

Conseguir duas Type 42, há preço de sucata, não seria tão mau negocio na minha opiniao. Alem disso, os ingleses certamente topariam em nos dar duas dessas em troca de um contrato de reativação da nossa Type 22 que está na reserva.

Navios antigos como esses tem custos de operação mais altos, mas pelo preço de aquisicao acaba compensando.

Elas trariam uma capacidade de defesa de área que não temos. As Phalanx podiam ser retiradas para o NAe Sao Paulo e os canhoes 114mm um dia podem ser usados em navios novos.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Sr. Presidente, não sei se entendi o que o V.Exa. falou, mas no caso alem de aparentar, as tipo 22 são realmente mais novas que as mark 10

Um detalhe: o piso do passadiço tinha os estrados de madeira ou vc se refere a asa do passadiço ?

MO

Dalton
Visitante
Dalton

Paulo…

oficialmente parece que a nossa fragata tipo 22 a Dodsworth está na reserva.

Porém, pelo que já li e espero que alguem possa retificar ou ratificar o que soube, é que ela foi ou está sendo canibalizada para manter as outras tres em serviço.

Ela nao parece estar em condiçoes de voltar a ativa depois de tantos anos na reserva e agora, com quase trinta anos, nao valeria a pena coloca-la em serviço novamente.

abraços

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Vamos ver quanto te,po vai levar para surgir palavra “compra de oportunidade ….

PS: Vai por min, pois agente fomos nele (é agente fomos mesmo (PN) !!!!)

MO

Dalton
Visitante
Dalton

Ostra…

Por que vc tinha que falar ??? Agora…estragou a brincadeira!!!

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Ce é ruim eim Dalton 🙂

queria ver um boi de piranha né 🙂

a 12 volts não tem mais condições de voçtar a ativa, esta muito depenada, se visse uma foto para ter ideia como esta, morreria de pena !

MO

marujo
Visitante
marujo

Baschera, obrigado pela informação.Paulo, se tiver que vir T-42, que venham do Batch 3, porque são mais novos.

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

Acho que seria uma boa compra..não temos quase nada!
Depois que o chile ou outro país comprar, varias pessoas vão dizer: Grande Compra, só o Brasil não adquire nada….

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

Outra sugestão seria comprar mais 6 contratorpedeitos americanos para que até tenhamos novos não ficarmos com um vácuo…

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

Alguem sabe dizer se tem outros Type sendo desativados…
Viram o vídeo..melhor que alguns navios que temos ..não acham…

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Celio, er … vc tem uma ideia do desgaste dos tipo 42 remanescentes ?

Em temp, CT´s americanis ? quais vc se refere ??

MO

JACUBÃO
Visitante

Caramba, ainda tem gente achando que é vantagem adquirir as TYPE 42.
Pelo amor de Deus, o sistema SEA DART foi desativado da ROYAL NAVY comforme divulgado aqui no blog. Como é que iríamos manter esses sistemas operando sem sobressalentes? Será que a MB iria investir realmente numa modernização de navios com idades avançadas e de manutenção muito cara? Seria interessante adquirir as T-22 B III, que são navios dos anos 90 ou as T-23 e até umas fragatas Alemães que não me lembro a classe mas que estão préstes a dar baixa.
Quem gosta de coisas velhas é museo.

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

É por isso que adoramos a MB..um verdadeiro museu.

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

Temos v´´arios navios operando com 30% da sua capacidade.
Entendo que é melhor ter um navio com idade avançada operando do que não ter nenhum. Se o Sea Dart, não funciona ou se não vale a pena operar, procura-se a meia vida um sistema para os navios que seja transitório nesse periodo de vida ainda util do navio..cerca de 10 anos no máximo.
O que não pode é a MB ficar como está muita discussão e cada vez menos navios e cada vez mais nas promessas e pouca objetividade.

brazilwolfpack
Visitante
brazilwolfpack

Manda pra ca,poxa!!! Em comparacao com o Parnaiba,essa HMS Southampton e da guerra das galaxias. ALGUEM SABE COMO TERMINOU ESSE NEGOCIO DAS FRAGATAS DA COREIA? CHEGARAO,OU NAO?

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

As corvetas da coreia seriam um grande “avanço” para a MB.
Não temos nada o que vier já é alguma coisa.
As autoridades militares pensam, pensam, pensam, enquanto os outros paises são mais agéis.

marujo
Visitante
marujo

Pohang, tô fora!

Assemany
Visitante
Assemany

Sinceramente, to com alguns colegas, para quem tem o Parnaiba até hoje, o T-42 é bem novinho, infelizmente muitos NÃO gostam, mas a MB é uma Marinha de Sucatas, e esta caminhando a passos largos para ser uma GUARDA COSTEIRA, por isso prefiro as velharias vindo e nós utilizando, o que deixarmos de sermos uma Marinha. Que venham OHP, Spruances, T-22, T-23 e T-42, mas que venha alguma coisa, poís já encostamos 4 CTs, 1 Fragata (Dods) e outros, e só entrou a Barroso até agora, e atá agora, e para breve, muito breve vamos encostar as outras 3 types-22,… Read more »

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

Concordo com o Assemany…é isso aí acho que temos que ter mesmo umas sucatas e projeta de verdade a construção de meios navais novos..isso de ficar esperando…e uma espera que nunca chega….temos que remodelar essa esquadra e projetar com meios novos a esquadra futura…

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

ah! e com relaçao as pohang é melhopr que aqueles navios patrulha…que não defenden nada..so servem de guarda costeira para salvamentos e coibir tráfico e contrabando…

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Mas Celio, um país com as carcteristicas do litoral brasileiro depender de um NPa com misseis é saber que a casa caiu

Queiram ou não queiram, pais como o Brasil NPa é para isso mesmo, canhoes de baixo calibre e metralhadoras, mais que suficiente para suas funções

Navio de Patrulha NAO é navio para combate a navios capitais, apenas em ultimo caso em posição defensiva e ou em desespero

Para isso necessitariamos CT´s e FF, preferencialmente FFG´s

( )´s
MO

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

MO
MAS PODERÍAMOS NOS ESPELHAR EM iSRAEL..QUE TEM BARCOS/LANCHAS DE ATAQUE , INCLUSIVE MUNICIADAS COM MISSEIS ANTI-NAVIO….lEMBRA DA LÍBIA..OS ESTADOS UNIDOS QUERIA ATACÁ-LOS E PENSOU DUAS VEZES..TINHA BARCOS RÁPIDOS ARMADOS COM MÍSSEIS…

Dalton
Visitante
Dalton

Celio…

Enquanto o Ostra nao dá o ar da sua graça,

Os EUA nao precisavam ter medo destes barcos pois estavam armados apenas com misseis anti-navios e teriam sido alvo facil para os avioes americanos, inclusive em caso de ataque teriam sido destruidos nos portos.

Em 1981 , os Porta-avioes USS Forrestal e USS Nimitz, apesar destes barcos rapidos, aproximaram-se bastante da costa da Libia, e dois jatos libios foram abatidos por F-14s do Nimitz.

abraços

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Sim Celio, concordo com vc, DESDE QUE tivessemos as mesmas condições geograficas de Israel Lá é bem diferente daqui, pois fica no fundilho do Mediterraneo, país pequeno e sem grandes projeções no campo naval. Sua principal função é não deixar que contrabando, principalmente armamentos cheguem aos palestecos turquinhos, de vez em quando dar uns tiros nos palestecos tambem e ou se defender de uma força similar, ou mesmo um poco maior (Egipiciana, por exemplo), em um ambiente mais apertado Aqui no Brasil é mar aberto, incarando de frente por todos os lados, a função de um NPa nacional é essa… Read more »

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

Dalton e MO;

Obrigado pelas informações.

Nunão
Visitante
Nunão

Jacubão, na verdade o sistema Sea Dart não foi desativado na RN. São os lançadores etc que estão sendo retirados dos Type 42 próximos a serem desativados (como o HMS Southampton), conforme noticiou o Blog: http://www.naval.com.br/blog/?p=234 Provavelmente isso é para já servir de peças de reposição para as unidades ainda na ativa, que vão aguentar o tranco mais uns anos até o último dos seis Type 45 entrar em serviço. Algo entre 5 e 10 anos, conforme os prazos de entrada dos novos navios em serviço sejam ou não cumpridos. O que não invalida o argumento de que é uma… Read more »

JACUBÃO
Visitante

Valeu pelas informações Nunão.

Um abraço.