quinta-feira, outubro 21, 2021

Saab Naval

HMAS Melbourne e seus A-4 Skyhawks

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

INDICAÇÃO DE: Ramillies

Previous articleSuper Tucano para a US Navy?
Next articleA-1D Skyraider
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Vassili Zaitsev

Flamenguista, Sim. Se a MB desistisse de continuar à operar NAE, com certeza que diminindo a nossa capacidade de projeção de força. Embora o São Paulo esteja inoperante, essa situação não vai durar para sempre. Eu creio, que até o fim desse ano, ele volte à navegar. Com os 12-14 Skyhawks modernizados + os Sea Hawk + os S-2T, novamente teremos um razoável poder aeronaval. É lógico que eu queria a MB equipada com novas escoltas, F-18 ou Rafale equipando o VF-1, IKL-214 na FORSUB, mas fazer o quê???? temos que nos virar com o que temos mesmo. Tentar tirar… Read more »

João Gonçalves

No Mundo globalizado de hoje não faz mais sentido pensar que se pode ter uma força naval obsoleta para um hipotético cenário de baixa tecnologia. Para o Brasil, essa vontade de ter uma aviação embarcada, dados os custos envolvidos, só pode fazer sentido se ela for realmente eficaz e credível. Tudo o resto é gastar dinheiro mal gasto, desperdiçar recursos e pôr em risco uma esquadra, que em caso de conflito terá elevada probabilidade de insucesso. Basta reflectir no seguinte: uma pequena força de lanchas lança-mísseis de última geração pode facilmente pôr no fundo o “S. Paulo”, seu grupo aéreo… Read more »

Flamenguista

A questão é: Se o Brasil abandonasse a aviação embarcada de asa fixa, estaria abdicando da projeção de força?
O fato é que a nossa marinha parece estar convicta de que manter um NAe é quase uma prioridade. Todos sabemos que a marinha lutou muito para poder operar aeronaves de asa fixa. Seria tão somente o orgulho da Arma que estaria em jogo? Estariam de olho no FX-2? Lembrando que a tal “modernização” dos AF-1 é para que, antes de tudo, eles tenham capacidade de voar, coisa que a maioria deles hoje, não consegue fazer.

Marcelo Ostra

Bem Melk, vale citar que os australopitecos vivem nmorando os Invencible´s

Mas o seu raciocinio esta correto

MO

Melk

Vejam que coisa, a Australia hoje, não tem nenhum Porta Aviões, isso só vem provar que não é facil manter um “bichão´´ desses, prova do que eu estou falando é que o Charles-de-Gaulle o Porta Aviões Frances, acaba de voltar as docas para novos reparos depois de dois meses de provas de mar, e de ter antes já passado dezoito meses numa campanha de modernização e reparação, os Franceses estão penando para botar o “bichão´´ em plena atividade, agora imaginem a nossa MB com os “parcos´´ recursos de que dispõe…tão tirando leite de pedra para colocar o “SÃ-PAULÃO´´ em atividade…

- Publicidade -

Últimas Notícias

Irã construirá novos submarinos

TEHRAN (Tasnim) - O comandante da Marinha Iraniana contra-almirante Shahram Irani revelou os planos do país para a produção...
- Advertisement -