Home Noticiário Nacional MB resgata velejadores a 2.000km da costa

MB resgata velejadores a 2.000km da costa

184
27

A Marinha do Brasil realizou o salvamento de dois tripulantes do veleiro “Dalkiri” (África do Sul) que estava naufragando no Oceano Atlântico, a aproximadamente 2.000Km da costa do Estado do Rio de Janeiro. A tripulação era formada por um casal que residia no próprio veleiro: uma cidadã inglesa com 59 anos de idade e um sul africano, com 63 anos.

Nesta viagem, o “Dalkiri” partiu do porto de São Francisco do Sul (Santa Catarina) no dia 30 de maio e dirigia-se para a África do Sul, quando foi surpreendido por uma violenta tempestade, após ficar alguns dias parado no mar em meio a uma calmaria.

As buscas e o resgate
O pedido de socorro do veleiro “Dalkiri” foi emitido no dia 1º de maio e recebido por outro veleiro chamado “Far Away” que, por sua vez, o retransmitiu para uma estação rádio amadora da África do Sul.

A estação rádio acionou o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento de Cape Town (África do Sul) que pediu apoio à Marinha do Brasil, por intermédio do SALVAMAR BRASIL, pelo fato do veleiro encontrar-se em águas sob responsabilidade brasileira, no que se refere às atividades de Busca e Salvamento.

O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento do Rio de Janeiro (SALVAMAR SUESTE), que funciona no Comando do 1º Distrito Naval (RJ), assumiu a coordenação das buscas, realizando contato com diversas estações rádio costeiras e navios mercantes que estavam navegando na área.

A Marinha do Brasil acionou a Fragata “Bosísio”(F-48), que suspendeu às 2h da manhã do dia 2 com um helicóptero, enquanto a Força Aérea Brasileira acionou uma aeronave Hércules (C-130), no dia 3, para auxiliar nas buscas.

No dia 4, a Marinha do Brasil solicitou o apoio de dois navios mercantes que foram ao encontro do “Dalkiri”. No final da tarde, os dois conseguiram estabelecer comunicações com o veleiro, que encontrava-se com problemas de alagamento e sem possibilidades de navegar.

Na madrugada do dia 5, os navios encontraram-se com o veleiro, reportando que o mar estava bem melhor e que os tripulantes passavam bem. Nesse mesmo dia, a Fragata “Bosísio” chegou à área e, ao final da manhã, realizou o salvamento dos tripulantes, utilizando o seu helicóptero, em uma manobra conhecida por “pickup”, quando o casal foi resgatado do veleiro para o helicóptero por meio de um guincho. O veleiro “Dalkiri” foi abandonado em processo de afundamento.

Devido à distância do local do resgate e às buscas realizadas, a Marinha do Brasil precisou acionar, também, o Navio Tanque “Gastão Mota”(G-23), que partiu do Rio de Janeiro e encontrará a Fragata no seu regresso, para reabastecimento de combustível. A Fragata “Bosísio” chegará no Rio de Janeiro na noite do dia 8 para 9 de maio.

Fonte: MB

27
Deixe um comentário

avatar
27 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
AlfredoImagens do resgate do veleiro Dalkiripaulo sAJSRodrigo Rauta Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Flamenguista
Visitante
Flamenguista

A responsabilidade tem seus custos e a vida humana não tem preço. Fico feliz em saber que a Marinha Brasileira não mede esforços para resgatar vidas. Casos como esse elevam a confiança em nossa Marinha.

FD
Visitante
FD

Haja logística!
Parabéns à MB.

konner
Visitante
konner

BRAVO !!! BRAVO !!! BRAVO !!!

Parabéns aos que participaram, direta ou indiretamente.

Parabéns, MARINHA DO BRASIL !

Leigo - BR7
Visitante
Leigo - BR7

Apesar de ser Vascaíno, tenho que dizer que o cometário do Flamenguista foi muito pertinente.

Democracia
Visitante
Democracia

Como ja disse antes, que ro ver alguem dizer agora que nossas forças são inuteis e incapases, pois, só o fato da marinha ter mobilizado um navio nanque um uma fragata, ja mostra que ela não esta tão ruiim assim.

Parabéns a MB pela competencia e profissionalismo.

Viva a República !!!

Jacubão
Visitante

Sei como é amigos. Os custos e sacrifícios são muitos, inclusive de ter que ficar ausente de casa e da família de uma hora para outra, mas a “vida humana” não tem preço nem esforços que jusftifique deixá-los a própia sorte no meio do oceano, pois hoje foram eles, amanhã poderá ser nós.
A MB, FAB e especialmente a fragata BOSÍSIO, o nosso “BRAVO ZULU”.

GHz
Visitante
GHz

Concordo com todos os loas acima prestados à ação da MB com relação à salvaguarda da vida humana no mar. Contudo, minha crítica vem de que há muito tempo (décadas) já se deveria ter investido em navios-patrulha oceânicos (como os agora projetados de 1.800 toneladas), com capacidade para operações aéreas em qualquer tempo, especificamente para essa tarefa de socorro e salvamento em alto-mar. E o custo isso, alguns poderiam perguntar? O mesmo custo que todo ano banca o suspender, para tais missões, de escoltas de mais de 3.000/ 4.000 toneladas, com turbinas a gás consumindo bastante óleo combustível, mais de… Read more »

Fred
Visitante
Fred

Parabéns à tripulação da Bosísio.

Nossa “Guarda Costeira” tem que ser, na verdade, “Guarda Oceânica”!

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Mais uma prova da presteza e valor das nossas Forças Armadas, pois quando está calmo todo mundo “bate”, dizendo que não serve para nada, mas quando a coisa “pega” são elas que mostram o serviço.
Bravo Zulu a MB.

Sds.

Zorann
Visitante

Concordo com o GHs, faltam meios mais econômicos para este tipo de função, bem como mais esquadrões de helicópteros espalhados por nossa costa para facilitar o resgate.Com isso fica muito clara a necessidade de compra de mais navios de patrulha, inclusive os mencionados de 500t.

Está aí um bom exemplo de falta de recursos físicos que causam um desperdício de recursos financeiros.

CELIO ANDRADE
Visitante
CELIO ANDRADE

PARABENS !
Guarda Oceanica Já !

Almeida
Visitante
Almeida

Meu BRAVO ZULU para a MB e um “tão vendo só, seu bando de jogadores de super trunfo?” para todos aqueles que acham que não precisamos de NaPas e NapaOcs, que chamam projetos importantíssimos da nossa MB de “canhoneiras do século passado”. Não vou me alongar, uma vez que o colega GHz já colocou os argumentos, mas suspender uma fragata Type 22 e toda sua tripulação para salvar 2 velejadores ou interceptar um pesqueiro em águas protegidas não é o ideal. Na falta de meios mais adequados, BRAVO ZULU para a MB por tanta presteza! E agora, com um exemplo… Read more »

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Tenho que dizer:

Bravo!!!!

Bravo!!!!

Bravo!!!!

Rodrigo Botelho Campos
Visitante
Rodrigo Botelho Campos

Prezados(as),

de fato é emocionante saber do esforço pessoal, material e econômico para um salvamento.

Concordo que deveriam existir navios em patrulha, equipados com helicópteros, que dispensem a necessidade de uso de uma fragata. A realidade, contudo, impôs o que se fez. Parabéns a quem tomou a decisão e a todos que a implementaram.

A imprensa divulgou que 8 dos EC-725 da Marinha ficarão em uma unidade no Rio Grande do Sul. Serão úteis em salvamentos.

Para comentários.

Grato.

Rodrigo B. Campos

jack_the_ripper
Visitante
jack_the_ripper

E quem paga a conta ? Subsidio de dinheiro publico a ricos – afinal de contas pobre nao tem iate, ne ? Esse papo de vida humana eh outra falacia. Que o digam os milhares de cubanos que se aventuram ao mar, visando chegar ao EUA. Ou aos africanos que tentam chegar a Europa. Se sao pobres sao literalmente deixados a deriva. Agora, se sao ricos e BRANCOS ai sim, a vida humana nao tem preco. Que sejam processados nos paises de origem visando ressarcir o erario brasileiro. Cada centavo. E, pra finalizar, espero nao ser novamente cesurado, como fui… Read more »

Robson Br
Visitante
Robson Br

Já que a MB exerce o papel de “guarda costeira” éssa é função dela, independente de ser rico ou pobte. Para exercer este papel ela tem que ter equipamentos adequados para tal missão. Deslocar uma Fragata desse porte só mesmo para exercísio. A FAB ter um só esquadrão em campo grande para atender todo o Brasil não é mole. O mesmo caso da MB. Tá faltando uma nova orientação para esse tipo de serviço no Brasil.

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

jack_the_ripper.
Se os barcos de refugiados tivessem rádio para chamar por socorro, seguramente teriam o mesmo tratamento.
Também não me consta que, durante um pedido de socorro, haja qualquer menção à cor da pele ou nível social.
Quanto aos custos da operação, como disse acima, responsabilidades geram custos e o Brasil é responsável pelo resgate de quaisquer pessoas que porventura necessitem de socorro numa àrea que vai quase até a costa africana. Pagamos pelo respeito que conseguimos conquistar nesse tipo de operação.

Abraços.

MARCOS
Visitante
MARCOS

ISSO É QUE É NOTÍCIA PARA UMA MANHÃ DE SÁBADO…!!!!BRAVO ZULU!!!!
A NOSSA HERÓICA MARINHA DO BRASIL…….1 SARGENTO MARCOS PINTO – EXÉRCITO – ARMA DE ENGENHARIA….RIO DE JANEIRO

Jacubão
Visitante

Neu caro Jack_the_ripper. Se vç acha que as coisas funcionam realmente dessa maneira, então faça o teste. Pegue um barco com capacidade da navegar no oceano, adentre o mar, se afaste várias milhas da costa, espere um ciclone cair sobre sua cabeça, fique na m… e peça socorro a quem você acha que nunca gastaria um centavo para te salvar por não ser rico e espere, pois um SUPER LINX irá te sobrevoar e te resgatar e em seguida pousar em um navio de guerra que suspendeu com toda a sua tripulação, que consumiu milhares de litros de combustível, mantimentos… Read more »

Rodrigo Rauta
Visitante
Rodrigo Rauta

Jacuba!
assino em baixo. Vc mais uma vez, esta totalemnte correto. Deixa o cara falar sozinho, nada como um dia após o outro!

Abraços!!

Jacubão
Visitante

Peco desculpas por ter escrevido vç e não vc.
Abraços a todos.

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Jacuba,

Tb assino em baixo companheiro. Tem pessoas que não se contentam com nada nesta vida. Parece que nasceram brigados com a vida.

abraços.

AJS
Visitante
AJS

O fato de saber estarem navegando em águas sob jurisdição brasileira, dá com toda certeza, uma tranquilidade maior a todos que por aqui navegam, pois é de reconhecimento mundial, a capacidade, despreendimento, bravura e competência de todos que se dedicam à MB, seja na preparação para o combate, quanto para prestar o socorro aqueles que em algum momento precisem do salvamento.
Bravo Zulu!

paulo s
Visitante
paulo s

e o que da nao ter meios adequados a missao.porem devo ressaltar,que assistindo o jn esta noite,que o casal da veleiro foi no minimo imprudente saindo para o mar no sul nesta epoca do ano.outra coisa quando servia no napa guaiba em natal,por duas vezes saimos para o mar para socorrer barcos a muitas milhas da costa,barcos estes em pessimo estado de conservaçao e totalmente irregular.estes deveriam ser processados ,e ressarcir o erario dos gastos da operaçao.mas como estamos no brasil fica por isso mesmo.
boa noite a todos.

trackback

[…] noticiado pelo Blog Naval, a MB divulgou imagens do resgate  realizado no dia 05 de maio pelo “Águia 7064” (UH-13 Esquilo Bi N-7064) do Esquadrão HU-1 (1° […]

Alfredo
Visitante
Alfredo

Prezado Jacubão;

Disse TUDO!
A desvantagem de um espaço democrático como este é que as vezes somos obrigados a ler diatribes absurdas de indivíduos frustrados-recalcados. Paciência………

BRAVO ZULU A NOSSA GLORIOSA MARINHA. Missão dada é Missão cumprida!

E um BRAVO ZULU especial a VOCÊ.

Abraço.

Jacubão
Visitante

Tenham certeza que todos os membros da nossa gloriosa MARINHA DO BRASIL, estão gratos pelo apoio que recebemos do todos vocês do blog.
O nosso muito obrigado.