Home Noticiário Nacional NA ‘Pará’ no Amapá

NA ‘Pará’ no Amapá

102
0

NA Para

A Marinha do Brasil no Amapá anunciou na segunda-feira (18) que realizará, na próxima sexta-feira (22), uma viagem de atendimento básico de saúde e educação para os moradores do Arquipélago do Bailique, há 12h de barco de Macapá. O navio Auxiliar Pará será usado na ação. A embarcação está ancorada no Porto do município de Santana.

O navio de guerra é o maior da Amazônia, pesa cerca de 600 toneladas, tem capacidade para 200 pessoas e é equipado com consultórios médicos e sala para pequenas cirurgias. Ele veio de Belém (PA) trazendo 150 militares do Exército para uma operação no município de Oiapoque, fronteira do Brasil com a Guiana Francesa (FRA).

Conforme o comandante do navio, capitão Guilherme Malafaia, o Bailique possui cerca de cinco mil pessoas. A previsão, é que pelo menos três mil moradores sejam atendidos. A embarcação retorna no dia 26 de maio de 2009 para o Porto de Santana e levará de volta a tropa do exército para Belém.

– Iremos aproveitar a viagem para fazer outros serviços, além dos atendimentos, como a manutenção dos faróis no Bailique, disse Guilherme Malafaia.

FONTE: Portal Amazônia

NOTA DO BLOG:
O que seria um “navio de guerra auxiliar”, conforme publicado em uma matéria do jornal O Globo?

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
André
André
11 anos atrás

Não sei se estou certo, Gaspar, mas acho que, com esse casco, o navio fica com menos calado e, portanto, pode navegar em águas bem rasas, o que é apropriado para um navio como esse, que atende a população de lugarejos os mais longínquos da Amazônia, como o noticiado nessa postagem.
Se estiver equivocado, corrijam-me os experts do blog.
Sds.

FCarvalho
FCarvalho
11 anos atrás

Os navios dessa “classe” são na verdade navios catamarans da extinta empresa ENASA. Eles ficaram um longo tempo atracados em Belém depois que a empresa fechou, e como o goveno do Pará tinha participação na mesma, praticamente os deixou “mofando” por lá. São 3 unidades que faziam a rota Belém-Manau-Belém com escalas nas cidades do interior. Forum muito úteis e bons em sua época. Sua melhor caacterística é ter um baixo calado, além do desing na forma do catamarã, que lhe permite maior manobrabilidade, ganho de peso em carga e passageiros, e deslocamento adpatavel às condições dos rio Amazonas. A… Read more »

gaspar
gaspar
11 anos atrás

nao sabia que a MB tinha embarcacoes com esse tipo de casco…
qual seria a vantagem de ter um casco como esse ao inves de um casco normal ??