Home Noticiário Nacional NA ‘Pará’ no Amapá

NA ‘Pará’ no Amapá

100
0

NA Para

A Marinha do Brasil no Amapá anunciou na segunda-feira (18) que realizará, na próxima sexta-feira (22), uma viagem de atendimento básico de saúde e educação para os moradores do Arquipélago do Bailique, há 12h de barco de Macapá. O navio Auxiliar Pará será usado na ação. A embarcação está ancorada no Porto do município de Santana.

O navio de guerra é o maior da Amazônia, pesa cerca de 600 toneladas, tem capacidade para 200 pessoas e é equipado com consultórios médicos e sala para pequenas cirurgias. Ele veio de Belém (PA) trazendo 150 militares do Exército para uma operação no município de Oiapoque, fronteira do Brasil com a Guiana Francesa (FRA).

Conforme o comandante do navio, capitão Guilherme Malafaia, o Bailique possui cerca de cinco mil pessoas. A previsão, é que pelo menos três mil moradores sejam atendidos. A embarcação retorna no dia 26 de maio de 2009 para o Porto de Santana e levará de volta a tropa do exército para Belém.

– Iremos aproveitar a viagem para fazer outros serviços, além dos atendimentos, como a manutenção dos faróis no Bailique, disse Guilherme Malafaia.

FONTE: Portal Amazônia

NOTA DO BLOG:
O que seria um “navio de guerra auxiliar”, conforme publicado em uma matéria do jornal O Globo?

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
gaspar
Visitante
gaspar

nao sabia que a MB tinha embarcacoes com esse tipo de casco…
qual seria a vantagem de ter um casco como esse ao inves de um casco normal ??

André
Visitante
André

Não sei se estou certo, Gaspar, mas acho que, com esse casco, o navio fica com menos calado e, portanto, pode navegar em águas bem rasas, o que é apropriado para um navio como esse, que atende a população de lugarejos os mais longínquos da Amazônia, como o noticiado nessa postagem.
Se estiver equivocado, corrijam-me os experts do blog.
Sds.

FCarvalho
Visitante
FCarvalho

Os navios dessa “classe” são na verdade navios catamarans da extinta empresa ENASA. Eles ficaram um longo tempo atracados em Belém depois que a empresa fechou, e como o goveno do Pará tinha participação na mesma, praticamente os deixou “mofando” por lá. São 3 unidades que faziam a rota Belém-Manau-Belém com escalas nas cidades do interior. Forum muito úteis e bons em sua época. Sua melhor caacterística é ter um baixo calado, além do desing na forma do catamarã, que lhe permite maior manobrabilidade, ganho de peso em carga e passageiros, e deslocamento adpatavel às condições dos rio Amazonas. A… Read more »