Home Opinião A opinião de um oficial português sobre a opção da MB pelo...

A opinião de um oficial português sobre a opção da MB pelo Scorpène

714
83

nrp-tridente-23_04_09

Já naveguei muito em navios franceses, julgo que os marinheiros brasileiros, que navegam agora no Foch/ S. Paulo podem começar a fazer uma ideia. Toda a tecnologia tende para a complicação, sem razão aparente.

Dir-se-ia que sejam americanos, sejam alemães, dão sempre um jeito de fazer mais simples que o francês. Mais simples, mais barato e, não raramente mais sofisticado e eficiente.

Por razões que se desconhece, o Brasil parece estar a ser governado num rumo de enorme despesa para um destino que, longe no tempo, se avista através duma bruma ainda muito densa. Estranhamente, andou navegando muitos anos em singradura segura, tentando alcançar o mesmo porto, para quando já ia a meio caminho, meter leme todo a Boreste e recomeçar tudo de novo.

Segundo os submarinistas portugueses, neste momento a conduzir as provas do “Arpão” e do “Tridente”, estamos perante duas máquinas duma sofisticação e duma simplicidade imensa. A satisfação com o produto U-209PN é grande e anseia-se o inicio da sua operação em pleno na Marinha Portuguesa.

Para onde vai a esquadra do Brasil?

Cumprimentos,
João Gonçalves

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
gerson
gerson
10 anos atrás

Há só pra lembrar nosso grande bem feitor Nicolas Sarkozy esta chegando para as comemorações do dia da nova independencia do Brasil!!

não pensem os senhores que está sendo fácil para a França manter os acordos com o Brasil pois ela sofre presso~es da união europeia para não transferir tecnologia.

BRAVURA
BRAVURA
10 anos atrás

Se o Brasil abandonou o proposta alemã em detrimento da francesa, não perde nada com isso.
De certo o Corpo de Engenheiros da Marinha do Brasil vai tambem usar e implementar algo que aprenderam com o projeto alemão. Já os comandantes submarinistas já saberão os segredos e o desempenho em combate de um eventual inimigo que utilize algo parecido aos U’s-209.

gerson
gerson
10 anos atrás

Caros amigos,

Ora pois, acho que portugal não quiz o sub que a grecia não quiz! porque será? quanto a essa paranoia de falar do preço isso já foi mais do que explicado que tá imbutido a transferencia total de tecnologia que só os Franceses concordaram em transferir! alem do que essa outra coisa de dizer que não vão ajudar na parte nuclear é só formalidade! pois não se pode falar publicamente nisso!

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

A história do Papanikolis está clara. O projeto do submarino foi feito com os opcionais para a Grécia e não para Portugal. Logo se Portugal aceitasse esta doação da Alemanha teria muitos problemas em operar, manter e treinar tripulações para submarinos completamente diferentes.

Azul&branco
Azul&branco
10 anos atrás

Sr João Gonçalves,parabéns, que fidalguia a matéria, quase vejo ali as antológicas linhas de OS LUSÌADAS. É verdade,em um passado não tão distante tinhamos rumo certo, mas a covardia e a ideologia envenenaramm esta marcha. Não nos livramos daqueles maus.

Sem saco
Sem saco
10 anos atrás

Só pode ser piada de português

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Raios, parece Camões… Entenda o colega Portugues que o rumo traçado pela Marinha do Brasil é totalmente o oposto a direção indicada pelo amigo lusitano. O Nosso Norte é pelo submarino nuclear, e não abriremos mão de complexidade e desafios postos a Marinha do Brasil. Entendam de uma vez por todas. Para a Marinha Portuguesa excesso de tecnologia ou muita complexidade pode ser sim um problema, para a Nossa Marinha do Brasil, pode significar desafios e superação, conhecimento e domínio da tecnologia. Não é correto afirmar que os Americanos são mais simplistas que os Franceses, assim como os Alemães são… Read more »

Alberto
Alberto
10 anos atrás

O QUE É BOM PARA PORTUGAL NAO É BOM PARA O BRASIL! BOTEM ISSO NA CABECA E VAMOS SER MAIS PRAGMATICOS E PARAR COM ESSE COMPLEXO DE “CACHORRO VIRA-LATA”. O PESSOAL DA MB CONHECE SEU TRABALHO. SUBMARINO NAO É CARRO.

Alberto

karlus73
karlus73
10 anos atrás

Li vários comentários e reparei uma determinada falta de informação em relação ao assunto dos submarinos portugueses. Não conheço que fez esse comentário e apenas respeito porque estamos numa democracia, é apenas um ponto de vista, tal como todos estes comentários que aqui estão postados. Segundo o que me disseram o 209 é muito semelhante ao 214… o sub português tem características próprias, é uma bela máquina, isso ninguém tenha dúvida. Eles tiveram problemas tal como muitos projectos que existem pelo mundo e não deixaram de ser bons. A marinha portuguesa; para as suas necessidade está muito bem servida. Em… Read more »

Flavio
Flavio
10 anos atrás

Hornet, como sempre, falou tudo.

Ótima resposta. Acho que depois desta, melhor seria se ele pedisse baixa por pertencer a uma marinha que só compra e não desenvolve. A nossa por enquanto só compra, mas logo logo estará desenvolvendo, ao contrário da portuguesa

BRASIL!!!

Challenger
Challenger
10 anos atrás

O Scorpene vem aí, os Alemães vão chorar na cama que é lugar quente.

Hornet e Flavio Mayer, é isso aí.

Os Britanicos ficam de cabelo em pé só de imaginar o Brasil com Submarinos Nucleares, e fazem um lobby tremendo para impedir isso.

Os Americanos, não vendem e já deixaram bem claro isso.

Os Russos, Deus nos livre.

Os Alemães tiveram sua chance, agora chora.

A decisão da MB está atrasada pelo menos uns 10 anos, mas foi acertada, temos que dar valor a aquisição de Know How.

Fábio Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

Além de franceses e alemães, quem mais fabrica submarinos de exportação?

EUA?
Inglaterra?
Rússia?

Esses três, se muito. E contra todos eles haveria gente dizendo que não presta, que é complicado, que é perda de tempo, etc…

Não discuto a decisão da MB, que foi tomada por razões econômicas, bélicas e políticas. O que discuto são os prazos, porque quando o último Scorpène brasileiro entrar em operação, provavelmente estaremos dando baixa do primeiro da classe Tupi…

Musashi
Musashi
10 anos atrás

Salve Hornet, otima resposta. Como sempre sucinta e completa.

luciano
luciano
10 anos atrás

Ter os submarinos alemães seria pra “de bonito”; pois, numa hora, em que em uma suposta guerra, e não for do interresses do alemães apoiar, ficamos sem apoio logistico.

Hornet
Hornet
10 anos atrás

Eu havia lido o comentário do colega João Gonçalves, no outro post. A minha resposta a sua pergunta (“Para onde vai a esquadra do Brasil?”) é muito simples, embora vá ficar um pouco longo o post. A esquadra do Brasil passa por um momento de reequipagem, reformulação e modernização dos meios. Em grande parte, isso se deve a uma nova Estratégia Nacional de Defesa (END) que o Brasil definiu no final do ano passado. A END tem vários pontos importantes, mas posso definí-la assim, em uma palavra: independência (eu sei que o amigo é de Portugal, mas não estamos falando… Read more »

hip
hip
10 anos atrás

gloriosa marinha portugues tentou fazer um sub modificado com a
ajuda da tecnologia de suas viniculas, derrubaram centenas de sobreiros de onde tiraram as corticas para revestir seu sub para diminuir sua assinatura contra sonar.
o problema que eles nao conseguiram resolver e que o sub nao submergia por isso compraram os ikl alemaes que sao mais simples de operar

Bueno
Bueno
10 anos atrás

Olha eu tem uma ótima sugestão para o pessoal da HDW. Venderem seus U-205…006 014 ou qualquer coisa parecida, para os Bolivianos, o sacarias irá amar esta idéia, muito boa para o escoamento da coca para os EUA. Eles tem marinha lá. Isto vai levantar o orgulho dos bolivianos!! rsrsrs Em uma operação casada os “portugueses” ou o João Gonçalves dando consultoria, apoio técnico para eles. Pessoal da HDW, da uma passadinha lá! Olha ai as oportunidades de negocio. Pense Grande! Em relação ao blog não tenho a reclamar, pois aprende que criticas tem mais valor a agregar do que… Read more »

Bueno
Bueno
10 anos atrás

Correção: O correto é ZACARIAS e TENHO UMA

Capitão
Capitão
10 anos atrás

O acordo estratégico com a França, de bilhões, foi pensado neste ponto. Não é uma compra militar somente…é mais que isso.
ESTE ACORDO É ALGO INCOMPREENSÍVEL AOS MANTENEDORES DESTE FORUM. ELES SABEM QUE SE TOCAREM MUITO NESTE PONTO, O QUE A FRANÇA NOS OFERECE É TOTALMENTE SEM COMPARAÇÃO AO QUE OS ALEMAES OFERECEM. TOTALMENTE!!! NÃO HÁ O QUE SE COMPARAR!!!

PENSEM GRANDE! PENSEM ESTRATEGICAMENTE! PENSEM NAS CONSEQUENCIAS GEOPOLITICAS DESTAS DECISOES! PENSEM NOS GANHOS PARA O PAIS! PENSEM NOS TEUS FILHOS E NETOS!

Abs

luciano
luciano
10 anos atrás

Eu li ai em cima dizendo “por que comprar um submarino (o scorpene) se nem seus criadores usam”; mas, não faz sentido a frança usar, pois, ela tem uma frota composta totalmente de submarinos nucleares.

Além do mais, o U-214 não é utilizado pela marinha alemã que utiliza o U-212 😀

Capitão
Capitão
10 anos atrás

URUTAU, Matéria da ISTOÉ é lobby. Front interno. A END foi discutida com militares e foi apoiado. O Nelson Jobim e os comandantes estão totalmente de acordo com esta unificação de compras. O senhor sabe os motivos de defenderem compras militares em separado? Uma para cada força? Para o Brasil perder poder de barganha e não utilizar tais compras como ESTÁ UTILIZANDO HOJE fazendo delas um instrumento de posicionamento estratégico do país no mundo. Quando cada um compra o que quer, o Itamaraty não chega nem perto de decisões…quando centralizarem…será feito como está sendo feito no FX2, a FAB escolhe… Read more »

Nunão
Nunão
10 anos atrás

“Capitão em 02 Set, 2009 às 12:22
Os Scorpenes brazucas serão modificados por brasileiros e franceses. Isso o blog NUNCA noticiou.”

Prezado Capitão, se procurar notícia com esse conteúdo, vai encontrar. E nem precisa procurar muito.

joel
joel
10 anos atrás

Uma duvida se os U 209 PN portugueses são na realidade U 214 pq o portugueses usam a designação u 209, para confundir o inimigo?

Outra duvida se é tão maravilhoso pq não pegam mais um que ninguem quer e foi oferecido de graça?

Por ultimo um piloto de F16, vai achar um Mirage 3 uma porcaria francesa, para poder comparar é necessario comparar o 214 com o Scorpene o sumbmarino frances que Portugal operava era o Daphne, classe Albarcoa em portugal.

Abraços

Alexandre G.R.S.
Alexandre G.R.S.
10 anos atrás

Acho engraçado. Imaginem quando e se sair o vencedor do FX-2? é claro que teremos sentimentos contrários á escolha. Quanto ao fato do blog ser parcial ou imparcial, acho interessante esse confrontamento de propostas. Se houve lobby ou não, fato é que essa prática é comum. Não deveriamos ficar absortos com o mesmo. Alais se queremos realmente nos inserir como uma potencia regional ou quem sabe global, devemos nos acostumar com esses movimentos. Nada mais natural. Vejam os Srs. que, se nós, meros amadores, ja nos degladiamos dessa maneira, pensem o que não aconteceu no seio do ministério da defesa.… Read more »

URUTAU
URUTAU
10 anos atrás

Senhor Alexandre G R S

parabens pelo post coerente sensato suscinto e realista
belissimo comentario muitissimo racional

SDS Senhores

alessandro
alessandro
10 anos atrás

amigos do blog concordo da urgencia em termos meios navais mais modernos e em maior quantidade, mas o que realmente nos temos que nos perguntar é: pq estamos comprando um sub que nem os própios criadores ultilizam ou já ultilizaram? e a segunda duvida é: o que vai ser feito com tudo que já foi construido no arsenal de marinha e toda mão de obra especializada que lá foi formada? Tudo bem alguns vão dizer que estamos comprando tecnologia. Ok concordo mas se já temos um estaleiro pronto pra construir submarinos pq esperar tanto tempo para colocarmos em operação o… Read more »

marujo
marujo
10 anos atrás

Querem saber! O IKL-214 nem tão novo é assim. O modelo é reengenharia do IKL – 209, com tecnologias desenvolvidas para o U-212, submarino costeiro da Marinha alemã. O IKL -209,por sua vez, é um derivado dos submarinos U-205 e U-206 (em fase de desativação, com deslocamento na faixa de 600 toneladas.

COMANDANTE MELK
COMANDANTE MELK
10 anos atrás

Senhores, gostaria de dizer o seguinte, é interessante a postura do Blog em relação a sua linha editorial, diria que “muito´´ democratica, afinal o tal senhor João Gonçalves que pelo que diz é Oficial(e sabe-se lá de que, apesar de dar a entender que seria oficial naval), postou um comentário aqui (dizendo que: “Já naveguei muito em navios francesese…´´, mas afinal em que tipo de navio esse senhor navegou? Mercante, de turismo…?) mais que “democraticamente´´ o Blog resolveu postar a missiva do mesmo. Realmente não me lembro de ter visto até aqui “muitas´´(Na verdade não me lembro de nenhuma) participações… Read more »

Marcos Pesado
Marcos Pesado
10 anos atrás

Primeiro sou proprietário de um veículo francês – aliás o segundo do mesmo modelo – e estou muito satisfeito. Se não é superior, não é inferior aos da mesma classe. Penso, inclusive, que possui uma relação custo-benefício superior aos do mercado. Mas, enfim, é uma opinião pessoal. Segundo, tomando-se como verdaderias as seguintes premissas – naturalmente não comprovadas: (a) que o gajo “João Gonçalves” é realmente português; (b) que é realmente um oficial da marinha portuguesa; (c) que teve realmente “experiência profissional” em navios de guerra de origem francesa, a análise que faz da tecnologia naval francesa – ao que… Read more »

Henrique
Henrique
10 anos atrás

Bom… pensando bem a tecnologia portuguesa smpre foi tão boa que no caminho das Índias vieram parar no Brasil.. teriam sido as caravelas construidas na França?? Essa discussão já está ficando “batida”, concordo com um colega acima de que se o Scorpene for uma escolha errada que se puna quem os escolheu mas temos que convir que qualquer equipamento que seja comprado precisa ter sua manutenção e utilização bem feita, senão até bote inflavel se esvazia … e a Marinha portuguesa não é lá esse exemplo de meios para alguém de lá dar palpites (sem fundamentação técnica e documental) em… Read more »

Excel
Excel
10 anos atrás

Gente, que doido … o pessoal do Scorpene está latindo que nem pitbull doido aqui …
Calma pessoal, o Scorpene já ganhou a licitação.

Clausewitz
Clausewitz
10 anos atrás

Para encerrar, os Scorpenes vão ter a engenharia brasileira.

Capitão
Capitão
10 anos atrás

Papagaio, Sim. O blog esteve sim na Alemanha à convite da HDW. Não sei se os custos foram pagos por esta fabricante. Fica para o responsável responder. Os Scorpenes brazucas serão modificados por brasileiros e franceses. Isso o blog NUNCA noticiou. Prega prega e prega que o alemão é melhor e bla bla bla. Esta parcialidade custou caro para este meio de notícias e discussão. Hoje vejo os de outra forma. Quero ver quando “descobrirem” o plano real de reaparelhamento da MB contemplando alguns Porta-aviões, Apois logísticos…umas 30 escoltas…e pasmem! Uns 15 SSK tipo ESCORPENES…vão ter um treco e falar… Read more »

URUTAU
URUTAU
10 anos atrás

Bom Dia Senhores

que realmente os subs germanicos parecem vejam bem eu disse parecem ser bem superiores aos francos isto é um fato
mas tambem creio que a intenção maior da MB foi o SBN e que talvez ate muito a contragosto teve que engolir goela abaixo os convencionais
creio plenamente que esta seja até mesmo uma hipotese verdadeira

SDS Senhores

Flavio
Flavio
10 anos atrás

Não questionando nosso amigo português, mas, kd os pontos positivos do sub alemão em relação ao francês?

ele esta parecendo é brasileiro de brasília(aqueles ali do congresso)…fala muito e não diz nada.

Chora alemão, chora

sarto sampaio
sarto sampaio
10 anos atrás

É o lobby comendo de esmola…

edilson
edilson
10 anos atrás

Salve André Castro eu também compartilho do seu pensamento, na altura em que o chile escolheu o Scorpène e o Brasil o U-214 houveram inúmeras críticas a decisão Brasileira alegandoq ue o chile teria um sub mais poderoso que o nosso, capaz de lançar o sub excocet e tudo mais. o Brasil optou pelo scorpène e não vai faltar gente para criticar. o mesmo ocorrerá nas decisões sobre as fragatas, os do time A e B não estarão satisfeitos com a escolha do adversário. Quanto a opinião do Oficial, ela é importante mas como disse se trata da opinião dele,… Read more »

Capitão
Capitão
10 anos atrás

Senhores,

Há e haverá por muito tempo pressão externa e INTERNA para que não tenhamos tal poder dissuasório. Para que não passemos a participar do grupo dos GRANDES.

Pensem e tenham uma visão macro de tudo o que está acontecendo. Onde estamos e onde estaremos daqui alguns anos…a pressão será forte mas temos que vencê la. E venceremos!!!

Este blog pensa pequenininho.

Abs,

URUTAU
URUTAU
10 anos atrás

caro senhor Capitão para o senhor em especifico no que tange a sua assertiva real aparelhamento da MB porta aviões apoios logisticos umas 30 escoltas e pasmem uns 15 Scorpenes so tenho uma resposta esta aqui não é comentario politico mas sim uma visão da caserna portanto muito relevante que ao mesmo tempo que nos faz refletir nos desanima sobremaneira infelizmente repito A o anunciar a nova estrutura das Forças Armadas, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, declarou guerra à caserna. Além de subordinar ainda mais os militares ao poder civil, o projeto prevê a redução de postos de comando,… Read more »

Virtualxi
Virtualxi
10 anos atrás

Acredito que a Marinha do Brasil deveria ignorar tal opinião, muito mais por ser feita por um oficial português, país este que por anos a fio em épocas de imperio saqueou as riquezas deste país.

Portanto, parabéns a MB pela escolha do casco Francês, e opiniões são bem aceitas, mas as construtivas.

Diga-se de passagem que prefiro ficar com as piadas de pontugueses, única coisa útil advinda deste tipo de gente.

marujo
marujo
10 anos atrás

Por este post e por outros idênticos, o blog vai perdendo credibilidade e deixando de ser referência para todos os que amamos o Brasil, e queremos vê-lo forte também no campo naval. Muitos posts sobre a falsa disputa IKL – 214 X Scorpene (quase sempre tendentes a esse último)já estão dando margem a reações iradas (o que descontada a falta de educação,são naturais), e, pior que isso, à galhofa. Seja como for, a aquisição dos Scorpepnes é irreversível, num processo em que o foco é a capacitação tecnológica para a construção do Subnuc. A persistência nesse enfoque descredencia o blog… Read more »

Fabio Silva
Fabio Silva
10 anos atrás

Concordo com o JP, e digo mais, já está ficando “manjada” a parcialidade deste blog a cada 2 ou 3 publicações 1 é contra o scorpène.
pelo visto o lobby alemão já alcançou estas bandas…
abraços

papagaio
papagaio
10 anos atrás

Parabéns ao Blog.
Como sempre, cumprido seu papel totalmente parcial de “meter o pau” nos Scorpene.
Gostaria de saber se é verdade ou não que o Galante e outros companheiros estiveram na Alemanha com tudo pago pela HDW.
Já perguntei antes e não tive rsposta.
Abraços,

Clausewitz
Clausewitz
10 anos atrás

Agora, irritei-me com a falta de foco do blog. O foco é ter o Sub Nuclear, não o melhor submarino convencional. Foco é uma abordagem essencialmente germânica, o que parece que os autores do blog não tem! Não discuto que o U-214 é melhor que o Scorpene. Até acho que é.
Mas, O Objetivo, reitero, é ter SUBMARINO NUCLEAR, o que os alemães, meus antepassados, não tem!

Repsol
Repsol
10 anos atrás

A mb quis o scórpene, esse portuga que va julgar outro vai.
lol

Caipira
Caipira
10 anos atrás

Virou piada….

Aguardarei pelos comentários insandecidos com adjetivos do tipo: “lixo francês”, “meleca francesa”, “queijo podre”….

Decepcionante a postura do blog…

Em tempo, o oficial português não mandou nenhuma reclamação sobre as camas dos navios franceses não? Criticou apenas a “tecnologia” francesa?

Caipira
Caipira
10 anos atrás

Clausewitz

Resumiu bem…Parabéns!

Caipira
Caipira
10 anos atrás

Clausewitz em 02 Set, 2009 às 11:51

Resumiu bem….Parabéns!

Porém, segundo o Galante, para “construir” um SubNuc basta fazer “pequenas alterações”, “detalhes” em um sub convencional e adicionar ao mesmo um reator nuclear…inclusive os alemães poderiam sim “ajudar” a MB afinal já construíram um navio com propulsão nuclear…

Alte. doenitz
Alte. doenitz
10 anos atrás

Pessoal,

Não estou entendendo a raiva de alguns aqui. Um cidadão que não é brasileiro, mas entende de navios, faz um comentário (que eu já tinha lido até) e o pessoal fala que o blog é isso é aquilo. Pera lá né.

Alte. doenitz
Alte. doenitz
10 anos atrás

Por que quando esse comentário foi primeiramente publicado ninguém falou nada? Escutem as opiniões e façam suas avaliações. Parece que estão comentando num blog de futebol.